15259
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 2º ano > Oralidade

Plano de aula - Produzindo um vídeo de instrução de brincadeira.

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 2º ano do EF sobre Produzindo um vídeo de instrução de brincadeira.

Plano 12 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Amara Maria Bicudo De Souza

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é décima segunda aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Instrução de Brincadeira e no campo de atuação da vida cotidiana. A aula faz parte do módulo de oralidade.

Materiais necessários: Aparelho para reprodução do vídeo (multimídia ou data show), que possa ser usado em sala de aula, materiais relacionados às brincadeiras escolhidas pelos grupos, como por exemplo: corda, giz (para amarelinha), anel de plástico (para o passa anel), cartolina e canetinha para fazer os cartazes com os títulos dos vídeos (isso para os grupos que quiserem) etc. Isso se as brincadeiras exigirem material.

Informações sobre o gênero: Esse gênero textual tem características bem específicas. Ele se apoia em frases curtas elencadas por meio de letras ou números, verbo no imperativo ou no infinitivo, sequências de ações que demandam recomendações para cada passo a ser realizado. O gênero Texto Instrucional - “ Instruções de Montagem” apresenta, portanto, uma série de orientações que devem ser seguidas por quem deseja criar algo. Em geral, o texto é composto pelo título - o nome do objeto a ser confeccionado, a lista dos materiais necessários, a que se seguem as orientações de como se confecciona.Os gêneros orais formais que circulam na escola, sequer percebemos que fazem parte de nossa prática cotidiana. A vantagem de explorá-lo como objeto de ensino-aprendizagem de língua-materna está justamente no fato de muitos deles constituírem práticas sociais reais da escola.

Dificuldades antecipadas: Pode haver dificuldade na produção do vídeo em si, como posicionar-se, clareza na fala, timidez no momento da gravação, entre outras questões. Além disso, apesar do planejamento prévio, pode acontecer dos alunos omitirem ou repetirem informações da instrução no momento da gravação.

Referências sobre o assunto:

GARCIA-REIS, Andreia Rezende; BOTELHO, Laura Silveira; MAGALHÃES, Tânia Guedes (Orgs.) Leitura e escrita de textos instrucionais. Recife: Pipa Comunicação, 2017. p. 69 - 96.

MARCUSCHI, Luiz Antônio; DIONíSIO, Ângela Paiva (Orgs.) Fala e escrita. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

SCHNEUWLY, B.;DOLZ, J.et al. Os gêneros escolares-práticas de linguagem aos objetos de ensino. In: Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado das Letras, 2004.

SANTOS, Carmi Ferraz; MENDONÇA, Marcia; CAVALCANTE, Marianne C.B. (Orgs.) Diversidade Textual: o gênero na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Diga aos alunos que irão retomar o planejamento da brincadeira escolhida por cada grupo na aula anterior, rever rapidamente as funções de cada integrante do grupo e discutir sobre o cenário (lugar) usado na gravação do vídeo e que em seguida, irão gravar os vídeos das brincadeiras e assistir para poderem analisá-los.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Retome o planejamento das brincadeiras que foram selecionadas e planejadas pelos próprios alunos na aula anterior, de acordo com o repertório de brincadeiras que possuem. Possivelmente os alunos terão escolhido brincadeiras tradicionalmente conhecidas como: corda, amarelinha, pique esconde, pega-pega, coelhinho sai da toca, corre cotia, dança da cadeira, entre outras.
  • Comece questionando os alunos quais foram as brincadeiras escolhidas pelos grupos, registre no quadro e faça a leitura coletiva.
  • Organize os alunos nos mesmos grupos da aula anterior (pois já realizaram o planejamento e ensaio da apresentação da brincadeira).
  • Explique que nesse primeiro momento, irão receber de volta a folha de planejamento que realizaram anteriormente.
  • Diga que devem ler novamente o planejamento e rever as informações e funções dos integrantes do grupo, fazendo algum ajuste que considerarem necessário. Explique que eles não devem mexer no que diz respeito à brincadeira: título, materiais usados e etapas de como brincar. Isso porque já foi bem planejado na aula anterior.
  • Passe pelos grupos rapidamente, observando se as funções estão sendo mudadas ou não e orientando se for necessário alguma mudança.

Materiais complementares: Para acessar o modelo da tabela usada no planejamento da aula anterior, clique aqui.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 27 minutos

Orientações:

  • Como o planejamento já está pronto, é preciso que fique claro, que esse momento é para retomar o planejamento, escolher o cenário onde acontecerá a gravação do vídeo e rever as funções de cada um, se necessário.
  • Após essa retomada, chame a atenção dos alunos para o cenário que compõe o vídeo, dizendo que a escolha do local onde irão gravar é importante (o espaço chama a atenção de quem irá assistir o vídeo, precisa ser adequado a demonstração da brincadeira, com boa iluminação, etc). Pergunte:
  • Vocês se lembram dos cenários dos vídeos “vivo ou morto” e “passa balão” que assistimos na aula anterior?

Espera-se que os alunos comentem que o cenário no vídeo “vivo ou morto” era montado, bem colorido e chamava a atenção de quem assistia. Já o cenário do vídeo “passa balão” é num lugar aberto e gramado. Nesse último, eles podem levantar várias hipóteses dizendo que é uma escola, um bairro, uma colônia de férias. As respostas vão variar de acordo com a observação e realidade de cada sala ou mesmo de cada criança. O importante é que percebam que um cenário é montado e o outro existe de fato, mas que em ambos, o ambiente é iluminado deixando os vídeos bem visíveis e não há interferência de outros elementos (como pessoas ou objetos externos interferindo na apresentação).

  • Vocês acham que o cenário contribui para que o texto cumpra sua função de ensinar uma brincadeira?

Espera-se que os alunos percebam que o cenário não atrapalha a função do texto de ser cumprida, porém ele precisa ter alguns aspectos para que o vídeo fique bem gravado como: um local com uma boa iluminação para que as imagens fiquem bem visíveis e que não tenha muito ruído, pois prejudicaria ouvir as orientações orais apresentadas no vídeo. Isso pode ser citado pelos alunos ou não; logo, cabe a você professor, ir destacando esses aspectos para que possam escolher locais na escola que contribuam para que a função de ensinar a brincadeira seja cumprida.

  • Vamos gravar um vídeo, hoje, para ensinar as brincadeiras. Quais partes da escola poderiam ser usadas como cenário?

Essa resposta depende muito da realidade estrutural de cada escola, mas espera-se que os alunos percebam que o vídeo pode ser gravado no pátio, na quadra ou em outros lugares espaçosos que a escola tenha. Importante que eles percebam que o ambiente da sala de aula é mais complicado de se gravar um vídeo, pois apresenta uma estrutura diferente e necessitaria de reorganização do mobiliário, não sendo o mais indicado para a apresentação de algumas brincadeira (que requerem mais espaço) para a gravação. Além disso, é preciso observar se o local escolhido não terá interferência de outras pessoas (em um local em que há grande circulação de pessoas por exemplo, pode prejudicar a gravação, caso alguém passe no momento da apresentação).

  • Agora, coloque à disposição dos alunos, materiais como canetinha, cartolina, giz de cera etc. Diga que esses materiais podem ser usados na apresentação do nome da brincadeira na gravação do vídeo. Fale que é uma sugestão, mas, cada grupo é livre para criar com esses materiais ou de outra maneira como iniciará o vídeo que ensina a brincar. Um grupo por exemplo, pode querer fazer uma cartaz com o nome da brincadeira ao invés de falar o nome dela e assim por diante. A ideia é de levantar a possibilidade dos alunos em criar ou não um cenário e recursos ao planejarem seus vídeos: onde vão gravá-lo, como irão compor o cenário etc.
  • O mais importante é que ao responderem os questionamentos, os alunos possam ir já criando ou elaborando possibilidades para gravar os vídeos, percebam as falas dos personagens para pensarem nas suas próprias falas etc.
  • Diga aos alunos que você dará, agora, um tempo para que possam analisar o planejamento e fazer combinados, ajustes e um pequeno ensaio antes da apresentação para a gravação.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Agora é o momento de fazer a apresentação para a gravação.
  • Os grupos já dividiram as funções, já conhecem a brincadeira e já fizeram a apresentação oral do texto de instrução da brincadeira escolhida (aula anterior) e já pensaram no local onde o vídeo será gravado.
  • Diga aos alunos que você irá gravar um grupo de cada vez e que os demais grupos assistirão a apresentação no momento da gravação.
  • Retome com os alunos, antes da gravação, o que é importante para que o vídeo alcance seu objetivo. Converse sobre algumas situações que são importantes na hora da gravação, como:
  • O silêncio e atenção dos colegas.
  • A fala com clareza do orador.
  • A apresentação da brincadeira e dos materiais necessários.
  • A demonstração da brincadeira por parte dos demais colegas do grupo.

Esse breve momento, é só para retomar os pontos principais que devem ser observados para que a gravação do vídeo fique boa. Então, coletivamente, vá elencando os ítens acima e outros que podem ser citados pelos alunos para que partam para a gravação com mais segurança.

  • Disponibilize para os alunos alguns materiais que serão ou podem ser usados nas gravações: corda, giz (para a amarelinha), cartolina e canetinha para fazer os cartazes com os títulos dos vídeos (isso para os grupos que precisarem).
  • Após esse momento, vá com cada grupo ao local escolhido como cenário (pátio, quadra ou mesmo dentro da sala, se a brincadeira permitir como por exemplo uma brincadeira de passa anel) e inicie a gravação.
  • Se necessário, pare algumas vezes para pedir que falem mais alto ou outros detalhes. Não há necessidade de fazer correção de tudo, pois, após essa etapa os grupos irão avaliar-se e aos demais.
  • É importante ressaltar que a gravação pode ser feita através de uma máquina fotográfica que faz filmagem ou mesmo de um celular ou outro material que a escola disponha.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações:

  • Chegou a hora de assistir aos vídeos!
  • Coloque-os sentados para assistirem às gravações na própria sala de aula ou em uma sala de vídeo, de acordo com a realidade da escola e de sua sala.
  • Os vídeos estarão sem edição para que os alunos analisem e sugiram ações para uma nova edição (a edição do vídeo não será feita com os alunos).
  • Após assistirem aos vídeos, retome os ítens mencionados antes da gravação sobre as partes do texto, a clareza na apresentação etc.
  • Espera-se que os alunos observem e analisem se todos os grupos cumpriram esses ítens.
  • Nesse momento, é importante que o professor vá conduzindo a discussão de modo que eles analisem a proposta em si e não os colegas, para que não haja conflitos, e que, à medida que observam e analisam essas questões, os próprios grupos analisados possam responder aos colegas. Eles podem comparar, por exemplo, um grupo que tenha citado as três partes de um texto de instrução de brincadeira oral e outro que possa ter deixado alguma parte faltando ou não tê-la citado, porque naquela brincadeira não houve necessidade, como por exemplo os materiais necessários. Nem todas as brincadeiras vão ter essa parte. O próprio grupo mencionado pode dar a resposta aos colegas que questionaram ou citaram isso como observação, promovendo assim um momento de maior reflexão coletiva.
  • Após as reflexões e indicações dos alunos, informe que os vídeos serão editados para cortar algum trecho desnecessário ou mesmo colocar uma música de fundo por exemplo (a edição deve ser feita por você, pelo professor do Laboratório de Informática se houver na escola, ou mesmo um outro funcionário que possa ajudar nessa tarefa), e que em um outro momento eles poderão ver como ficou o resultado final de todos os vídeos. Se gostarem do resultado, podem oferecer para os alunos de outras turmas assistirem ou mesmo apresentar essa produção aos pais.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é décima segunda aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Instrução de Brincadeira e no campo de atuação da vida cotidiana. A aula faz parte do módulo de oralidade.

Materiais necessários: Aparelho para reprodução do vídeo (multimídia ou data show), que possa ser usado em sala de aula, materiais relacionados às brincadeiras escolhidas pelos grupos, como por exemplo: corda, giz (para amarelinha), anel de plástico (para o passa anel), cartolina e canetinha para fazer os cartazes com os títulos dos vídeos (isso para os grupos que quiserem) etc. Isso se as brincadeiras exigirem material.

Informações sobre o gênero: Esse gênero textual tem características bem específicas. Ele se apoia em frases curtas elencadas por meio de letras ou números, verbo no imperativo ou no infinitivo, sequências de ações que demandam recomendações para cada passo a ser realizado. O gênero Texto Instrucional - “ Instruções de Montagem” apresenta, portanto, uma série de orientações que devem ser seguidas por quem deseja criar algo. Em geral, o texto é composto pelo título - o nome do objeto a ser confeccionado, a lista dos materiais necessários, a que se seguem as orientações de como se confecciona.Os gêneros orais formais que circulam na escola, sequer percebemos que fazem parte de nossa prática cotidiana. A vantagem de explorá-lo como objeto de ensino-aprendizagem de língua-materna está justamente no fato de muitos deles constituírem práticas sociais reais da escola.

Dificuldades antecipadas: Pode haver dificuldade na produção do vídeo em si, como posicionar-se, clareza na fala, timidez no momento da gravação, entre outras questões. Além disso, apesar do planejamento prévio, pode acontecer dos alunos omitirem ou repetirem informações da instrução no momento da gravação.

Referências sobre o assunto:

GARCIA-REIS, Andreia Rezende; BOTELHO, Laura Silveira; MAGALHÃES, Tânia Guedes (Orgs.) Leitura e escrita de textos instrucionais. Recife: Pipa Comunicação, 2017. p. 69 - 96.

MARCUSCHI, Luiz Antônio; DIONíSIO, Ângela Paiva (Orgs.) Fala e escrita. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

SCHNEUWLY, B.;DOLZ, J.et al. Os gêneros escolares-práticas de linguagem aos objetos de ensino. In: Gêneros orais e escritos na escola. Campinas: Mercado das Letras, 2004.

SANTOS, Carmi Ferraz; MENDONÇA, Marcia; CAVALCANTE, Marianne C.B. (Orgs.) Diversidade Textual: o gênero na sala de aula. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações:

  • Diga aos alunos que irão retomar o planejamento da brincadeira escolhida por cada grupo na aula anterior, rever rapidamente as funções de cada integrante do grupo e discutir sobre o cenário (lugar) usado na gravação do vídeo e que em seguida, irão gravar os vídeos das brincadeiras e assistir para poderem analisá-los.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações:

  • Retome o planejamento das brincadeiras que foram selecionadas e planejadas pelos próprios alunos na aula anterior, de acordo com o repertório de brincadeiras que possuem. Possivelmente os alunos terão escolhido brincadeiras tradicionalmente conhecidas como: corda, amarelinha, pique esconde, pega-pega, coelhinho sai da toca, corre cotia, dança da cadeira, entre outras.
  • Comece questionando os alunos quais foram as brincadeiras escolhidas pelos grupos, registre no quadro e faça a leitura coletiva.
  • Organize os alunos nos mesmos grupos da aula anterior (pois já realizaram o planejamento e ensaio da apresentação da brincadeira).
  • Explique que nesse primeiro momento, irão receber de volta a folha de planejamento que realizaram anteriormente.
  • Diga que devem ler novamente o planejamento e rever as informações e funções dos integrantes do grupo, fazendo algum ajuste que considerarem necessário. Explique que eles não devem mexer no que diz respeito à brincadeira: título, materiais usados e etapas de como brincar. Isso porque já foi bem planejado na aula anterior.
  • Passe pelos grupos rapidamente, observando se as funções estão sendo mudadas ou não e orientando se for necessário alguma mudança.

Materiais complementares: Para acessar o modelo da tabela usada no planejamento da aula anterior, clique aqui.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 27 minutos

Orientações:

  • Como o planejamento já está pronto, é preciso que fique claro, que esse momento é para retomar o planejamento, escolher o cenário onde acontecerá a gravação do vídeo e rever as funções de cada um, se necessário.
  • Após essa retomada, chame a atenção dos alunos para o cenário que compõe o vídeo, dizendo que a escolha do local onde irão gravar é importante (o espaço chama a atenção de quem irá assistir o vídeo, precisa ser adequado a demonstração da brincadeira, com boa iluminação, etc). Pergunte:
  • Vocês se lembram dos cenários dos vídeos “vivo ou morto” e “passa balão” que assistimos na aula anterior?

Espera-se que os alunos comentem que o cenário no vídeo “vivo ou morto” era montado, bem colorido e chamava a atenção de quem assistia. Já o cenário do vídeo “passa balão” é num lugar aberto e gramado. Nesse último, eles podem levantar várias hipóteses dizendo que é uma escola, um bairro, uma colônia de férias. As respostas vão variar de acordo com a observação e realidade de cada sala ou mesmo de cada criança. O importante é que percebam que um cenário é montado e o outro existe de fato, mas que em ambos, o ambiente é iluminado deixando os vídeos bem visíveis e não há interferência de outros elementos (como pessoas ou objetos externos interferindo na apresentação).

  • Vocês acham que o cenário contribui para que o texto cumpra sua função de ensinar uma brincadeira?

Espera-se que os alunos percebam que o cenário não atrapalha a função do texto de ser cumprida, porém ele precisa ter alguns aspectos para que o vídeo fique bem gravado como: um local com uma boa iluminação para que as imagens fiquem bem visíveis e que não tenha muito ruído, pois prejudicaria ouvir as orientações orais apresentadas no vídeo. Isso pode ser citado pelos alunos ou não; logo, cabe a você professor, ir destacando esses aspectos para que possam escolher locais na escola que contribuam para que a função de ensinar a brincadeira seja cumprida.

  • Vamos gravar um vídeo, hoje, para ensinar as brincadeiras. Quais partes da escola poderiam ser usadas como cenário?

Essa resposta depende muito da realidade estrutural de cada escola, mas espera-se que os alunos percebam que o vídeo pode ser gravado no pátio, na quadra ou em outros lugares espaçosos que a escola tenha. Importante que eles percebam que o ambiente da sala de aula é mais complicado de se gravar um vídeo, pois apresenta uma estrutura diferente e necessitaria de reorganização do mobiliário, não sendo o mais indicado para a apresentação de algumas brincadeira (que requerem mais espaço) para a gravação. Além disso, é preciso observar se o local escolhido não terá interferência de outras pessoas (em um local em que há grande circulação de pessoas por exemplo, pode prejudicar a gravação, caso alguém passe no momento da apresentação).

  • Agora, coloque à disposição dos alunos, materiais como canetinha, cartolina, giz de cera etc. Diga que esses materiais podem ser usados na apresentação do nome da brincadeira na gravação do vídeo. Fale que é uma sugestão, mas, cada grupo é livre para criar com esses materiais ou de outra maneira como iniciará o vídeo que ensina a brincar. Um grupo por exemplo, pode querer fazer uma cartaz com o nome da brincadeira ao invés de falar o nome dela e assim por diante. A ideia é de levantar a possibilidade dos alunos em criar ou não um cenário e recursos ao planejarem seus vídeos: onde vão gravá-lo, como irão compor o cenário etc.
  • O mais importante é que ao responderem os questionamentos, os alunos possam ir já criando ou elaborando possibilidades para gravar os vídeos, percebam as falas dos personagens para pensarem nas suas próprias falas etc.
  • Diga aos alunos que você dará, agora, um tempo para que possam analisar o planejamento e fazer combinados, ajustes e um pequeno ensaio antes da apresentação para a gravação.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Agora é o momento de fazer a apresentação para a gravação.
  • Os grupos já dividiram as funções, já conhecem a brincadeira e já fizeram a apresentação oral do texto de instrução da brincadeira escolhida (aula anterior) e já pensaram no local onde o vídeo será gravado.
  • Diga aos alunos que você irá gravar um grupo de cada vez e que os demais grupos assistirão a apresentação no momento da gravação.
  • Retome com os alunos, antes da gravação, o que é importante para que o vídeo alcance seu objetivo. Converse sobre algumas situações que são importantes na hora da gravação, como:
  • O silêncio e atenção dos colegas.
  • A fala com clareza do orador.
  • A apresentação da brincadeira e dos materiais necessários.
  • A demonstração da brincadeira por parte dos demais colegas do grupo.

Esse breve momento, é só para retomar os pontos principais que devem ser observados para que a gravação do vídeo fique boa. Então, coletivamente, vá elencando os ítens acima e outros que podem ser citados pelos alunos para que partam para a gravação com mais segurança.

  • Disponibilize para os alunos alguns materiais que serão ou podem ser usados nas gravações: corda, giz (para a amarelinha), cartolina e canetinha para fazer os cartazes com os títulos dos vídeos (isso para os grupos que precisarem).
  • Após esse momento, vá com cada grupo ao local escolhido como cenário (pátio, quadra ou mesmo dentro da sala, se a brincadeira permitir como por exemplo uma brincadeira de passa anel) e inicie a gravação.
  • Se necessário, pare algumas vezes para pedir que falem mais alto ou outros detalhes. Não há necessidade de fazer correção de tudo, pois, após essa etapa os grupos irão avaliar-se e aos demais.
  • É importante ressaltar que a gravação pode ser feita através de uma máquina fotográfica que faz filmagem ou mesmo de um celular ou outro material que a escola disponha.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações:

  • Chegou a hora de assistir aos vídeos!
  • Coloque-os sentados para assistirem às gravações na própria sala de aula ou em uma sala de vídeo, de acordo com a realidade da escola e de sua sala.
  • Os vídeos estarão sem edição para que os alunos analisem e sugiram ações para uma nova edição (a edição do vídeo não será feita com os alunos).
  • Após assistirem aos vídeos, retome os ítens mencionados antes da gravação sobre as partes do texto, a clareza na apresentação etc.
  • Espera-se que os alunos observem e analisem se todos os grupos cumpriram esses ítens.
  • Nesse momento, é importante que o professor vá conduzindo a discussão de modo que eles analisem a proposta em si e não os colegas, para que não haja conflitos, e que, à medida que observam e analisam essas questões, os próprios grupos analisados possam responder aos colegas. Eles podem comparar, por exemplo, um grupo que tenha citado as três partes de um texto de instrução de brincadeira oral e outro que possa ter deixado alguma parte faltando ou não tê-la citado, porque naquela brincadeira não houve necessidade, como por exemplo os materiais necessários. Nem todas as brincadeiras vão ter essa parte. O próprio grupo mencionado pode dar a resposta aos colegas que questionaram ou citaram isso como observação, promovendo assim um momento de maior reflexão coletiva.
  • Após as reflexões e indicações dos alunos, informe que os vídeos serão editados para cortar algum trecho desnecessário ou mesmo colocar uma música de fundo por exemplo (a edição deve ser feita por você, pelo professor do Laboratório de Informática se houver na escola, ou mesmo um outro funcionário que possa ajudar nessa tarefa), e que em um outro momento eles poderão ver como ficou o resultado final de todos os vídeos. Se gostarem do resultado, podem oferecer para os alunos de outras turmas assistirem ou mesmo apresentar essa produção aos pais.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Oralidade do 2º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 2º ano:

2º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF12LP06 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano