5ª Brincadeira: Dom Frederico

Desafie a turma nessa atividade que envolve música e palmas

POR:
Rosi Rico

A-do-le-tá! As brincadeiras que envolvem músicas e palmas, como esta de origem francesa, são oportunidades para as crianças investigarem a composição das palavras. De maneira lúdica, elas podem se divertir com as rimas, comparar sons, compor palavras e, assim, se aproximarem do sistema alfabético de maneira prazerosa. 

Por todo o país, são muitas as opções que se popularizam entre as crianças. A que iremos apresentar aqui, por meio da proposta da professora Clarice Albertina Fernandes, é mais conhecida na região Sudeste e chama-se Dom Frederico. 

Faixa etária: crianças pequenas 

Lista de materiais: Aparelho de som, o áudio da brincadeira, que pode ser ouvida no vídeo abaixo, e a letra da canção exposta em um cartaz.

Preparação: É necessário que você esteja familiarizado com a melodia, a letra e com os gestos utilizados na brincadeira, garantindo a fluidez que se pede no momento de brincar. Caso não conheça a brincadeira, assista ao vídeo abaixo:

Espaço: Procure um local aberto, que permita a movimentação livre das crianças.

Apresente a atividade: Conte que a atividade envolve palmas e outros gestos. Você pode dar exemplos, como a Adoleta, para que entendam o tipo de brincadeira que está falando. Se quiserem, deixe as crianças demonstrarem oralmente e corporalmente as brincadeiras que elas conhecem. Depois, apresente a Dom Frederico. Comente que elas terão de treinar os movimentos e aprender a letra da canção. Primeiro, apresente o áudio da música. Depois, mostre o cartaz e cante-a pausadamente, indicando com o dedo o que está lendo. Convide o grupo a cantar junto com você. Faça a apresentação dos movimentos vagarosamente, verso a verso. Conte que a brincadeira inicia batendo palmas e fazendo os gestos devagar e que a velocidade aumenta a cada repetição. Convide uma criança para ser sua dupla e façam a demonstração para o grupo, cantando e fazendo os gestos da brincadeira.

Desafie as crianças: Após todos terem se apropriado minimamente da brincadeira, peça que formem duplas e brinquem livremente. Desafie as crianças a encontrar a melhor maneira de fazer os gestos, lembrando que algumas palavras indicam o que deverá ser feito. Atente-se às ações delas para, se houver necessidade, mediar as situações que surgirem na busca de sincronia entre as duplas. Proponha que todas as duplas iniciem juntas o desafio, acordando que você indicará o nível de velocidade que irão seguir. Inicie pela menor velocidade e vá aumentando aos poucos. Depois, deixe que cada dupla realize seu próprio desafio, brincando e combinando as velocidades livremente. Quando perceber que o interesse está diminuindo, convide as crianças a formar uma grande roda e dialogar sobre a vivência de aprendizagem da brincadeira. 

Observe: Preste atenção qual foi a reação das crianças ao perceberem que a brincadeira exigia movimentos sincronizados e que deles dependia o sucesso do desempenho da dupla. Quais indicações revelaram que a marcação das palavras com gestos e movimentos colaborou para que o grupo realizasse suas próprias investigações sonoras? 

Inclusão: Identique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir uma criança de participar e aprender. Proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada uma delas. Sugira movimentos diferenciados que acolham naturalmente as particularidades da criança com necessidade física ou limitação. Auxilie quando necessário. O objetivo é assegurar condições para que todos participem. Se alguma criança preferir apenas observar, respeite.

O plano de aula completo, com orientações sobre a brincadeira com palmas, preparado pela professora Clarice Albertina Fernandes, está disponível aqui.

Tags

Guias