15140
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Creche - Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Atividade - Criando novas partes de uma história de repetição

Nesta atividade, utilize uma história de repetição como referência para que as crianças criem novas passagens com base no texto e façam brincadeiras inspiradas nele.

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Helena Cristina Cintra Eher

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para realizar esta atividade, é importante que você já tenha lido a história algumas vezes para as crianças, de preferência recentemente, a fim de que estejam familiarizadas com a narrativa e com os personagens.

Materiais:

Providencie o livro Quer brincar de pique-esconde?, de Isabella e Angiolina, editora FTD, e os personagens da história em fantoches ou bichos de pelúcia (macaco, coelho, girafa, elefante, gambá, raposa, cobra, arara, matraca, camaleão). Separe tecidos grandes, mesas, caixas grandes e outras coisas que as crianças possam usar para se esconder. Disponibilize materiais para os cantos de livre escolha, como fantasias e acessórios, livros, jogos de encaixe etc. Providencie equipamento para a reprodução da música e para registro fotográfico. Tenha papéis para cartaz e caneta hidrográfica para a etapa Engajando as famílias.

Espaços:

A turma será dividida em dois pequenos grupos. Se tiver na escola uma área externa ampla (como uma área verde, um pátio ou uma quadra), utilize esse espaço. Organize cantos com atividades que as crianças possam realizar com autonomia, de modo que possam transitar entre elas e escolher as de sua preferência. Deixe um espaço organizado para a brincadeira com a história, os personagens, os tecidos e os materiais que os pequenos poderão usar para se esconder. Se o espaço não comportar os dois grupos e se tiver outro professor que possa ficar na sala com as crianças que estarão na atividade de livre escolha, você pode sair com o grupo da história para outra sala ou outro espaço disponível.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 30 minutos com cada grupo.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Que estratégias as crianças utilizam para se lembrar da história? Precisam do apoio das ilustrações? Antecipam o trecho que se repete?

2. De que maneira as crianças participam da brincadeira com a história? Brincam com os personagens, completam a narrativa, querem se esconder e deixam uma parte aparecendo? Como demonstram seus interesses e preferências?

3. Como as crianças se expressam? Apontam, fazem gestos e movimentos, balbuciam, falam? Gostam de se expressar diante do grupo ou preferem ouvir e observar?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Fique atento às crianças que precisam de ajuda para se locomover ou se comunicar, verbalize o que expressam de diferentes maneiras. Estimule que todos participem da atividade à sua maneira, de acordo com preferências e individualidades.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Reúna as crianças e diga que se dividirão em dois pequenos grupos: um irá brincar com uma história enquanto o outro poderá escolher entre as atividades disponíveis no espaço (como fantasias e acessórios, livros, jogos de encaixe etc). Comente que, depois, os grupos trocarão de lugar. Transite pelo espaço mostrando a elas as propostas que você organizou.


2

Para dividir o grupo, coloque uma música ebrinque de esconder as crianças com um tecido grande (uma de cada vez, várias ao mesmo tempo) e depois peça que elas se escondam para você achar. À medida que as for encontrando, diga para se dirigirem à atividade de sua preferência.O grupo não precisa ser dividido exatamente na metade, mas, se for necessário, por exemplo no caso de a maioria das crianças escolher ir para as atividades de livre escolha em vez da história, aponte a atividade que precisa de mais gente e incentive que participem dela. Se alguém não fizer nenhuma escolha, convide a se juntar ao grupo com menos crianças. Acompanhe as que brincarão com a história. Se tiver outro professor ou auxiliar de sala disponível, peça que acompanhe as crianças que estarão no momento de livre escolha. Se não tiver essa possibilidade, fique em um local em que consiga observar todas elas.


3

Sente-se com as crianças em roda, explore a capa do livro (ilustrações, título, nome das autoras, editora) e pergunte do que se lembram da história. Incentive que cada uma se expresse à sua maneira e valorize suas iniciativas. Algumas podem apontar, levantar, imitar algum personagem, querer virar as páginas do livro para encontrar alguma parte específica, começar a contar o trecho da narrativa que se repete, listar os personagens ou fazer questionamentos sobre a história ou as ilustrações. Fique atento para as diferentes formas que usam para se expressar, verbalize o que querem comunicar e socialize as informações trazidas por elas. Não é necessário interferir ou estruturar essas informações, observe, ouça e, se for necessário, estimule que participem por meio de perguntas que as instiguem a se lembrar da narrativa, dos personagens, da parte que cada um deixou de fora, do final da história etc.


4

Diga para as crianças que dessa vez, em vez de ler o livro, você vai contar a história usando os personagens que trouxe para te ajudar. Mostre-os (fantoches ou bichos de pelúcia)e perceba as manifestações das crianças. Convide-as adizer o nome de cada animal e o som que eles fazem. Dê um tempo para que elas os explorem livremente. Observe como interagem com os personagens e entre elas. Algumas podem imitá-los, podem querer observar seus detalhes, repetir o trecho conhecido da narrativa ou criar outras histórias. Participe de suas brincadeiras, pegue um dos animais e interaja com elas ou com os personagens que estão segurando. Faça vozes e trejeitos diferentes para cada personagem, servindo como um modelo que as crianças podem imitar para ampliar as brincadeiras.


5

Depois que as crianças tiverem brincado com os personagens, reúna-as e convide-as para contar a história com você, escolhendo o próximo personagem e dizendo a parte que ele deixou de fora. Comece com o macaco e o coelho, depois recrie a ordem da história de acordo com a escolha delas (termine com o camaleão). Para escolher o próximo animal, as crianças podem apontar, levantar para pegá-lo, dizer seu nome, imitar o som que ele faz etc. Fique atento para reconhecer e acolher as iniciativas. Use um tecido para esconder os personagens, deixando aparecer só a parte que ficou de fora, para que as crianças possam usar essa pista para completar a história. Deixe que escondam o personagem se quiserem. Em histórias de repetição já conhecidas, as crianças naturalmente recitam as partes que se repetem, se isso não acontecer, faça pausas e convide-as para completar sua fala.

Possíveis falas do professor neste momento: O coelho bem ligeiro foi para trás de um coqueiro. Mas, e agora? (pausa) Isso mesmo, deixou as orelhas de fora! E agora, quem vai ser o próximo? (crianças escolhem) A raposa? E que parte da raposa fica de fora? Será que é o focinho ou o rabo?


6

Diga às crianças que vocês vão criar partes novas para a história e que elas é que vão se esconder. Peça que observem o local, com as mesas, caixas e outros materiais, e digam onde podem se esconder, ofereça também tecidos grandes como opção. Pergunte quem quer começar se escondendo. Deixe que a criança escolha onde se esconder e que parte quer deixar aparecendo, só interfira se for necessário, por exemplo, se ela for muito longe, onde vocês não consigam vê-la, se quiser usar o tecido mas tiver dificuldade de colocá-lo na posição desejada, ou se ficar olhando para os materiais sem saber o que fazer. Quando ela estiver pronta, crie o novo trecho com as outras crianças, por exemplo: O …. se escondeu e quase desapareceu. Mas, e agora? Deixou a mão de fora! Convide todas para se esconder, mas aceite quem quiser só observar. As crianças podem indicar novas maneiras de se esconder,podem se esconder com outro amigo ou com algum personagem, podem deixar várias partes ou nenhuma de fora. Adapte o que for necessário para incluir as diferentes situações no novo trecho da narrativa. O mais importante é que se divirtam, tanto se escondendo como usando a parte que se repete do texto para brincar com o nome do amigo. Registre o momento com fotos.


7


Depois que todas as crianças que quiserem tiverem se escondido, observe o interesse delas e deixe que brinquem mais um pouco, se necessário. Após esse tempo, peça que elas organizem o espaço e os personagens para trocar de lugar com o outro grupo.Se os dois grupos estiverem no mesmo espaço, pode ser que algumas crianças que estavam nas atividades de livre escolha se aproximem e queiram participar. Inclua-as na brincadeira e depois convide-as para ouvir a história com o segundo grupo.

Para finalizar:

Quando terminar a atividade com o segundo grupo, observe o interesse da turma e, se necessário, deixe que todos brinquem um pouco mais de se esconder, com os personagens e as propostas de livre escolha. Deixe que as crianças explorem, brinquem, interajam e brinque junto com elas. Avise quando faltarem dez minutos para acabar a atividade e depois quando faltarem cinco minutos. Ao fim desse tempo, peça que ajudem a organizar o espaço. Lance um desafio para que guardem as coisas de uma forma divertida, imitando, por exemplo, os diferentes animais que aparecem na história.

Desdobramentos

As histórias de repetição devem ser lidas várias vezes para que as crianças se apropriem delas e se sintam capazes até de lê-las com autonomia. Repita essa mesma proposta sempre que possível, como uma brincadeira, com ou sem variações. Em outro momento, divida as crianças em pequenos grupos, leve os personagens dessa história e de outras conhecidas por elas recortados em papel cartão preto e os equipamentos necessários para que brinquem de teatro de sombras, recontando e criando novos trechos para a narrativa. Use o retroprojetor, como neste exemplo, faça sua própria estrutura ou até mesmo encontre a sua forma, usando data show ou lençóis com lanternas!

Engajando as famílias

Perto da entrada da sala, exponha um cartaz sobre a atividade. Coloque um trecho da história e fotos das crianças brincando de se esconder. Deixe o livro, os personagens e os tecidosusados na contação perto do cartaz. Sugira que eles continuem brincando de se esconder em casa e peça para que os familiares compartilhem como foi a experiência.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses) :

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EO04 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EF04 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EF06 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano