14790
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 2º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Jogo da memória com antônimos e sinônimos

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 2º ano do EF sobre Jogo da memória com antônimos e sinônimos

Plano 02 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Ingrid Da Silva Ramalho

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a 2ª aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é trabalhar as relações de sinonímia e antonímia (focando nos antônimos formados pelo acréscimo do prefixo de negação in-/im-).

Materiais necessários: Pote, quadro, giz/pincel, relógio/celular para você cronometrar o tempo da dinâmica de introdução.

Dinâmica de introdução

Jogo da memória

Atividade (a mesma para todos os grupos)

Resolução da atividade (grupo 1)

Resolução da atividade (grupo 2)

Resolução da atividade (grupo 3)

Resolução da atividade (grupo 4)

Resolução da atividade (grupo 5)

Dificuldades antecipadas: Dificuldade de agrupar as palavras, tomando sinônimos e antônimos como membros de um mesmo grupo, por exemplo.

Referências sobre o assunto:

Dicionário Moderno de Sinônimos e Antônimos. Porto: Porto Editora, 2013.

“Sinônimos e antônimos”, Norma Culta, disponível em: https://www.normaculta.com.br/sinonimos-e-antonimos/. Acesso em 07 de outubro de 2018.

TUCCI, William. A rebelião dos Sinônimos e Antônimos. São Paulo: Scipione, 2004.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 01 minuto.

Orientações:

1. Projete ou leia o tema da aula para a turma.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos

Orientações:

  • Para esta aula, é importante que as crianças já tenham alguma noção dos conceitos de sinônimos e antônimos. Além disso, em momento anterior, elas já devem ter iniciado algumas reflexões sobre como a substituição de palavras por seus sinônimos em textos não ocorre preservando integralmente o sentido original, mas em relação de similaridade. Em relação aos antônimos, as crianças já devem saber que as palavras da Língua Portuguesa podem apresentar diferentes antônimos, em alguns casos, formados com e sem o acréscimo de prefixos de negação (focando nas palavras que recebem in-/im-), como ocorre com FELIZ/INFELIZ/TRISTE, por exemplo.
  • Inicie a aula com os alunos organizados em 5 grupos (isso facilitará o trabalho realizado na etapa de desenvolvimento). Opte por mesclar alunos com diferentes habilidades/dificuldades (os que apresentam mais desenvoltura para expressar oralmente suas ideias com os mais tímidos, ou os com um bom nível de leitura com outros que ainda estão desenvolvendo essa habilidade, por exemplo).
  • Para retomar o conhecimento já adquirido pelas crianças sobre o conteúdo desta aula, na introdução trabalhe palavras antônimas e sinônimas através de um jogo parecido com o STOP. Pergunte aos alunos se eles conhecem, se sabem como ele funciona e se compreendem o significado da palavra STOP, caso seja necessário, explicite que STOP significa PARE e que essa compreensão será importante para que eles compreendam as regras do jogo. Disponibilize, na sua mesa, um pote com alguns papéis (modelo disponibilizado); mediante um sorteio realizado por um aluno de um grupo, eles deverão oralmente compartilhar com a turma os antônimos das palavras sorteadas, e ao final, considerando os registros que você inseriu no quadro de acordo com as respostas das crianças, medie as reflexões sobre os sinônimos. Explique o comando da atividade a eles, ressaltando que não precisarão escrever os antônimos das palavras sorteadas, mas apenas falar em voz alta e que você, à medida em que eles forem falando, fará o registro no quadro.
  • Para que as crianças compreendam melhor o que será realizado, diga que a atividade será como o jogo ‘STOP’ e dê um exemplo, “Se a palavra sorteada pelo(a) colega for GRANDE, vocês deverão falar os antônimos dessa palavra, quais são eles?”. Espera-se que os alunos respondam com palavras como PEQUENO ou BAIXO, por exemplo. Nesse momento, registre no quadro as palavras mencionadas por eles, ou seja, PEQUENO e BAIXO (essas palavras serão trabalhadas posteriormente como sinônimos). Diga ainda que deverão seguir falando o máximo de palavras que pensarem, mas que quando você falar STOP, todos devem parar imediatamente. Para organizar as falas dos alunos, de maneira que todos os grupos tenham igualmente o direito à fala e possam compartilhar seus conhecimentos antes de você falar “STOP”, diga que cada grupo terá alguns segundos para expressar suas ideias (cronometre o tempo de cada um e somente após todos os grupos terem dado suas sugestões, dê o comando de interrupção. Caso note que algum aluno confundiu os conceitos de antônimos e sinônimos, retome com a turma o que cada conceito significa com perguntas como “Alguém poderia me dizer o que é antônimo?”, “Alguém poderia me dizer o que é sinônimo?”, “Quem poderia citar exemplos de palavras antônimas? E de palavras sinônimas?”. Caso um grupo não consiga dizer o antônimo da palavra sorteada, ele poderá passar a vez para o grupo seguinte).
  • Após trabalhar os antônimos, foque nas palavras mencionadas pelos alunos e inseridas no quadro para trabalhar os sinônimos e fomente questionamentos como, “Vocês apontaram que PEQUENO e BAIXO pode ser antônimos de GRANDE, e agora, olhando somente para as palavras PEQUENO e BAIXO, qual a relação existente entre elas?”. Espera-se que aqui as crianças percebam que PEQUENO e BAIXO são sinônimos. Repita a etapa com todas as palavras listadas anteriormente.
  • Para a atividade, sugerimos que no pote de palavras sejam disponibilizadas palavras que serão trabalhadas no jogo da memória da etapa de desenvolvimento, portanto, opte por palavras como SATISFEITO(A), SUJO(A), GRANDE, CHEIO(A), DISPOSTO(A), LONGE, FECHADO(A), PEQUENO(A), PIEDOSO(A), DORMIR, COCHICHAR GRITAR, JOVEM, PURO(A), DOENTE, QUENTE, QUIETO(A), SOZINHO(A), GELADO(A), VELOZ, etc.
  • Repita a atividade até que um integrante de cada grupo tenha feito o sorteio, ou seja, pelo menos 5 palavras antônimas serão trabalhadas nesse momento inicial, já a quantidade de sinônimos dependerá das respostas deles. Para cada palavra, dê mais ou menos 1 minuto para que eles citem seus antônimos, utilizando o tempo que sobrar para trabalhar os sinônimos mencionados. Dessa forma, a atividade terá um ritmo um pouco acelerado, parecido com o ritmo do jogo STOP.
  • Para trabalhar o conteúdo desta aula, tenha em mente que a habilidade da BNCC focada aqui propõe a análise das diferenças entre os sinônimos em contextos situados, para desconstruir a ideia de que eles são sempre idênticos, e a formação de antônimos pelo acréscimo do prefixo de negação in-/im-. Ambos conceitos devem ser trabalhados durante as práticas de leitura de textos, levando em consideração a autonomia dos alunos, que deve ser progressivamente alcançada.

Materiais complementares: Dinâmica de introdução

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações:

  • A etapa de desenvolvimento será dividida em duas partes. Na primeira, com os mesmos grupos da etapa da introdução, através de um jogo da memória (com imagens e textos) as crianças deverão formar pares de antônimos e sinônimos (2 de cada). Cada grupo receberá cartelas diferentes (modelo disponibilizado), de modo que na etapa de fechamento, quando eles já tiverem realizado a segunda etapa do desenvolvimento, a turma seja exposta ao máximo de palavras diversificadas.
  • Evidencie aos alunos, no momento de explicar o comando da atividade, que eles deverão formar os pares com sinônimos e antônimos e que para isso, além das palavras, também terão o auxílio das imagens. Caso acredite ser necessário, você pode disponibilizar um dicionário por grupo, para eles consultarem caso tenham dúvidas sobre o significado de alguma palavra (essa estratégia será válida para turmas que tenham certa quantidade de alunos alfabetizados e se você já tiver trabalhado, em momento anterior, o uso do dicionário).
  • Explique a atividade e evidencie que quando o aluno virar uma cartela contendo uma palavra em vermelho, significa que o par que deve procurar é um antônimo; por outro lado, quando a palavra estiver disposta em azul, a procura será de um sinônimo. Para facilitar na hora do jogo, escreva essas orientações no quadro para que os alunos possam retomá-las em caso de dúvidas (PALAVRAS EM AZUL: PROCURAR OS SINÔNIMOS. PALAVRAS EM VERMELHO: PROCURAR OS ANTÔNIMOS.). Explicite que, ao contrário do jogo da memória tradicional, onde quem acerta segue na procura pelos pares, cada um terá apenas 1 jogada por vez, ou seja, mesmo que acerte o par, logo após sua jogada, deverá passar a vez para outro colega de seu grupo.
  • Na segunda etapa, após os grupos encontrarem os pares de sinônimos e antônimos, os alunos deverão preencher as tabelas da atividade (modelo disponibilizado) e logo após formar frases escritas com algumas palavras do jogo. Deixe claro que, apesar de estarem em grupos, as frases criadas devem ser individuais.
  • Reserve os 5 minutos finais da etapa de desenvolvimento para que os alunos compartilhem suas frases com um colega do grupo. Caso julgue interessante, após um aluno ler a frase para o colega, pergunte para a turma outros possíveis sinônimos e antônimos das palavras utilizadas.

Materiais complementares:

Jogo da memória

Atividade (a mesma para todos os grupos)

Resolução da atividade (grupo 1)

Resolução da atividade (grupo 2)

Resolução da atividade (grupo 3)

Resolução da atividade (grupo 4)

Resolução da atividade (grupo 5)

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 07 minutos

Orientações:

  • Pergunte aos alunos as impressões que eles tiveram das atividades realizadas com perguntas como, por exemplo, “Vocês gostaram da atividade de hoje?”, “O que acharam? Difícil? Fácil?”, “Tiveram dificuldades em saber o significado de alguma palavra? Como lidaram com isso?”.
  • Peça para que cada grupo leia em voz alta a tabela preenchida com as palavras encontradas. Se os sinônimos encontrados forem ALTO e GRANDE, a leitura deverá ser “ALTO é sinônimo de GRANDE”. Da mesma forma, se os antônimos encontrados foram GRANDE e PEQUENO, a leitura deverá ser “ALTO é antônimo de PEQUENO”.
  • Sane as dúvidas que aparecerem nessa correção e logo após solicite que um voluntário de cada grupo leia as frases que formou. Aproveite esse momento para retomar com a turma alguns antônimos e sinônimos. Assim, se o primeiro voluntário do grupo 1 tiver criado a frase “PAULO FICOU SATISFEITO COM O ALMOÇO”, pergunte como ficaria a frase usando o antônimo de SATISFEITO, espera-se que os alunos citem, por exemplo, palavras como INSATISFEITO, DESGOSTOSO ou mesmo TRISTE. Se achar necessário, escreva as palavras mencionadas no quadro para que as crianças reflitam sobre o uso dos sinônimos no contexto trabalhado, fazendo perguntas como, por exemplo, “As palavras INSATISFEITO, DESGOSTOSO e TRISTE têm sempre significados semelhantes?”, retomando a ideia de que os sinônimos não são perfeitos. Sobre os antônimos, relembre que eles também podem ser formados por outros prefixos de negação além do in-/im-.
  • Recolha as folhas dos alunos para uma correção mais minuciosa.

Materiais complementares:

Jogo da memória

Atividade (a mesma para todos os grupos)

Resolução da atividade (grupo 1)

Resolução da atividade (grupo 2)

Resolução da atividade (grupo 3)

Resolução da atividade (grupo 4)

Resolução da atividade (grupo 5)

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é a 2ª aula de um conjunto de 3 planos de aula com foco em análise linguística e semiótica. A finalidade desse conjunto de planos é trabalhar as relações de sinonímia e antonímia (focando nos antônimos formados pelo acréscimo do prefixo de negação in-/im-).

Materiais necessários: Pote, quadro, giz/pincel, relógio/celular para você cronometrar o tempo da dinâmica de introdução.

Dinâmica de introdução

Jogo da memória

Atividade (a mesma para todos os grupos)

Resolução da atividade (grupo 1)

Resolução da atividade (grupo 2)

Resolução da atividade (grupo 3)

Resolução da atividade (grupo 4)

Resolução da atividade (grupo 5)

Dificuldades antecipadas: Dificuldade de agrupar as palavras, tomando sinônimos e antônimos como membros de um mesmo grupo, por exemplo.

Referências sobre o assunto:

Dicionário Moderno de Sinônimos e Antônimos. Porto: Porto Editora, 2013.

“Sinônimos e antônimos”, Norma Culta, disponível em: https://www.normaculta.com.br/sinonimos-e-antonimos/. Acesso em 07 de outubro de 2018.

TUCCI, William. A rebelião dos Sinônimos e Antônimos. São Paulo: Scipione, 2004.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 01 minuto.

Orientações:

1. Projete ou leia o tema da aula para a turma.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 12 minutos

Orientações:

  • Para esta aula, é importante que as crianças já tenham alguma noção dos conceitos de sinônimos e antônimos. Além disso, em momento anterior, elas já devem ter iniciado algumas reflexões sobre como a substituição de palavras por seus sinônimos em textos não ocorre preservando integralmente o sentido original, mas em relação de similaridade. Em relação aos antônimos, as crianças já devem saber que as palavras da Língua Portuguesa podem apresentar diferentes antônimos, em alguns casos, formados com e sem o acréscimo de prefixos de negação (focando nas palavras que recebem in-/im-), como ocorre com FELIZ/INFELIZ/TRISTE, por exemplo.
  • Inicie a aula com os alunos organizados em 5 grupos (isso facilitará o trabalho realizado na etapa de desenvolvimento). Opte por mesclar alunos com diferentes habilidades/dificuldades (os que apresentam mais desenvoltura para expressar oralmente suas ideias com os mais tímidos, ou os com um bom nível de leitura com outros que ainda estão desenvolvendo essa habilidade, por exemplo).
  • Para retomar o conhecimento já adquirido pelas crianças sobre o conteúdo desta aula, na introdução trabalhe palavras antônimas e sinônimas através de um jogo parecido com o STOP. Pergunte aos alunos se eles conhecem, se sabem como ele funciona e se compreendem o significado da palavra STOP, caso seja necessário, explicite que STOP significa PARE e que essa compreensão será importante para que eles compreendam as regras do jogo. Disponibilize, na sua mesa, um pote com alguns papéis (modelo disponibilizado); mediante um sorteio realizado por um aluno de um grupo, eles deverão oralmente compartilhar com a turma os antônimos das palavras sorteadas, e ao final, considerando os registros que você inseriu no quadro de acordo com as respostas das crianças, medie as reflexões sobre os sinônimos. Explique o comando da atividade a eles, ressaltando que não precisarão escrever os antônimos das palavras sorteadas, mas apenas falar em voz alta e que você, à medida em que eles forem falando, fará o registro no quadro.
  • Para que as crianças compreendam melhor o que será realizado, diga que a atividade será como o jogo ‘STOP’ e dê um exemplo, “Se a palavra sorteada pelo(a) colega for GRANDE, vocês deverão falar os antônimos dessa palavra, quais são eles?”. Espera-se que os alunos respondam com palavras como PEQUENO ou BAIXO, por exemplo. Nesse momento, registre no quadro as palavras mencionadas por eles, ou seja, PEQUENO e BAIXO (essas palavras serão trabalhadas posteriormente como sinônimos). Diga ainda que deverão seguir falando o máximo de palavras que pensarem, mas que quando você falar STOP, todos devem parar imediatamente. Para organizar as falas dos alunos, de maneira que todos os grupos tenham igualmente o direito à fala e possam compartilhar seus conhecimentos antes de você falar “STOP”, diga que cada grupo terá alguns segundos para expressar suas ideias (cronometre o tempo de cada um e somente após todos os grupos terem dado suas sugestões, dê o comando de interrupção. Caso note que algum aluno confundiu os conceitos de antônimos e sinônimos, retome com a turma o que cada conceito significa com perguntas como “Alguém poderia me dizer o que é antônimo?”, “Alguém poderia me dizer o que é sinônimo?”, “Quem poderia citar exemplos de palavras antônimas? E de palavras sinônimas?”. Caso um grupo não consiga dizer o antônimo da palavra sorteada, ele poderá passar a vez para o grupo seguinte).
  • Após trabalhar os antônimos, foque nas palavras mencionadas pelos alunos e inseridas no quadro para trabalhar os sinônimos e fomente questionamentos como, “Vocês apontaram que PEQUENO e BAIXO pode ser antônimos de GRANDE, e agora, olhando somente para as palavras PEQUENO e BAIXO, qual a relação existente entre elas?”. Espera-se que aqui as crianças percebam que PEQUENO e BAIXO são sinônimos. Repita a etapa com todas as palavras listadas anteriormente.
  • Para a atividade, sugerimos que no pote de palavras sejam disponibilizadas palavras que serão trabalhadas no jogo da memória da etapa de desenvolvimento, portanto, opte por palavras como SATISFEITO(A), SUJO(A), GRANDE, CHEIO(A), DISPOSTO(A), LONGE, FECHADO(A), PEQUENO(A), PIEDOSO(A), DORMIR, COCHICHAR GRITAR, JOVEM, PURO(A), DOENTE, QUENTE, QUIETO(A), SOZINHO(A), GELADO(A), VELOZ, etc.
  • Repita a atividade até que um integrante de cada grupo tenha feito o sorteio, ou seja, pelo menos 5 palavras antônimas serão trabalhadas nesse momento inicial, já a quantidade de sinônimos dependerá das respostas deles. Para cada palavra, dê mais ou menos 1 minuto para que eles citem seus antônimos, utilizando o tempo que sobrar para trabalhar os sinônimos mencionados. Dessa forma, a atividade terá um ritmo um pouco acelerado, parecido com o ritmo do jogo STOP.
  • Para trabalhar o conteúdo desta aula, tenha em mente que a habilidade da BNCC focada aqui propõe a análise das diferenças entre os sinônimos em contextos situados, para desconstruir a ideia de que eles são sempre idênticos, e a formação de antônimos pelo acréscimo do prefixo de negação in-/im-. Ambos conceitos devem ser trabalhados durante as práticas de leitura de textos, levando em consideração a autonomia dos alunos, que deve ser progressivamente alcançada.

Materiais complementares: Dinâmica de introdução

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações:

  • A etapa de desenvolvimento será dividida em duas partes. Na primeira, com os mesmos grupos da etapa da introdução, através de um jogo da memória (com imagens e textos) as crianças deverão formar pares de antônimos e sinônimos (2 de cada). Cada grupo receberá cartelas diferentes (modelo disponibilizado), de modo que na etapa de fechamento, quando eles já tiverem realizado a segunda etapa do desenvolvimento, a turma seja exposta ao máximo de palavras diversificadas.
  • Evidencie aos alunos, no momento de explicar o comando da atividade, que eles deverão formar os pares com sinônimos e antônimos e que para isso, além das palavras, também terão o auxílio das imagens. Caso acredite ser necessário, você pode disponibilizar um dicionário por grupo, para eles consultarem caso tenham dúvidas sobre o significado de alguma palavra (essa estratégia será válida para turmas que tenham certa quantidade de alunos alfabetizados e se você já tiver trabalhado, em momento anterior, o uso do dicionário).
  • Explique a atividade e evidencie que quando o aluno virar uma cartela contendo uma palavra em vermelho, significa que o par que deve procurar é um antônimo; por outro lado, quando a palavra estiver disposta em azul, a procura será de um sinônimo. Para facilitar na hora do jogo, escreva essas orientações no quadro para que os alunos possam retomá-las em caso de dúvidas (PALAVRAS EM AZUL: PROCURAR OS SINÔNIMOS. PALAVRAS EM VERMELHO: PROCURAR OS ANTÔNIMOS.). Explicite que, ao contrário do jogo da memória tradicional, onde quem acerta segue na procura pelos pares, cada um terá apenas 1 jogada por vez, ou seja, mesmo que acerte o par, logo após sua jogada, deverá passar a vez para outro colega de seu grupo.
  • Na segunda etapa, após os grupos encontrarem os pares de sinônimos e antônimos, os alunos deverão preencher as tabelas da atividade (modelo disponibilizado) e logo após formar frases escritas com algumas palavras do jogo. Deixe claro que, apesar de estarem em grupos, as frases criadas devem ser individuais.
  • Reserve os 5 minutos finais da etapa de desenvolvimento para que os alunos compartilhem suas frases com um colega do grupo. Caso julgue interessante, após um aluno ler a frase para o colega, pergunte para a turma outros possíveis sinônimos e antônimos das palavras utilizadas.

Materiais complementares:

Jogo da memória

Atividade (a mesma para todos os grupos)

Resolução da atividade (grupo 1)

Resolução da atividade (grupo 2)

Resolução da atividade (grupo 3)

Resolução da atividade (grupo 4)

Resolução da atividade (grupo 5)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 07 minutos

Orientações:

  • Pergunte aos alunos as impressões que eles tiveram das atividades realizadas com perguntas como, por exemplo, “Vocês gostaram da atividade de hoje?”, “O que acharam? Difícil? Fácil?”, “Tiveram dificuldades em saber o significado de alguma palavra? Como lidaram com isso?”.
  • Peça para que cada grupo leia em voz alta a tabela preenchida com as palavras encontradas. Se os sinônimos encontrados forem ALTO e GRANDE, a leitura deverá ser “ALTO é sinônimo de GRANDE”. Da mesma forma, se os antônimos encontrados foram GRANDE e PEQUENO, a leitura deverá ser “ALTO é antônimo de PEQUENO”.
  • Sane as dúvidas que aparecerem nessa correção e logo após solicite que um voluntário de cada grupo leia as frases que formou. Aproveite esse momento para retomar com a turma alguns antônimos e sinônimos. Assim, se o primeiro voluntário do grupo 1 tiver criado a frase “PAULO FICOU SATISFEITO COM O ALMOÇO”, pergunte como ficaria a frase usando o antônimo de SATISFEITO, espera-se que os alunos citem, por exemplo, palavras como INSATISFEITO, DESGOSTOSO ou mesmo TRISTE. Se achar necessário, escreva as palavras mencionadas no quadro para que as crianças reflitam sobre o uso dos sinônimos no contexto trabalhado, fazendo perguntas como, por exemplo, “As palavras INSATISFEITO, DESGOSTOSO e TRISTE têm sempre significados semelhantes?”, retomando a ideia de que os sinônimos não são perfeitos. Sobre os antônimos, relembre que eles também podem ser formados por outros prefixos de negação além do in-/im-.
  • Recolha as folhas dos alunos para uma correção mais minuciosa.

Materiais complementares:

Jogo da memória

Atividade (a mesma para todos os grupos)

Resolução da atividade (grupo 1)

Resolução da atividade (grupo 2)

Resolução da atividade (grupo 3)

Resolução da atividade (grupo 4)

Resolução da atividade (grupo 5)

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 2º ano :

2º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 2º ano:

2º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF02LP10 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano