Atividade 2: Escrevendo e lembrando nomes para o jogo da memória

Além de estimular a escrita, essa proposta pode ajudar as crianças a se reconectarem com seus colegas de turma no retorno

POR:
Nairim Bernardo
As crianças devem escrever seus nomes nas cartas do jogo. Ilustração: Nathalia Takeyama/NOVA ESCOLA

Além de promover atividades em que a turma restabeleça vínculos, é preciso também começar a trabalhar a escrita antes que as crianças sigam para o Ensino Fundamental. Para começar esse trabalho, convide a turma a realizar atividades que envolvam escrever o próprio nome. “O nome é um texto dotado de muito significado, ele carrega um vínculo afetivo com sua própria identidade. Por isso, é um rico elemento para reflexões sobre escrita: as crianças percebem a quantidade de letras, como elas são traçadas, como são dispostas no papel e a combinação de sons”, explica Camila Bon, consultora pedagógica e mentora do plano de atividades “Escrever nomes para o jogo da memória”.

NOVA ESCOLA e Camila adaptaram o plano para um contexto de volta à escola. A atividade pode ajudar a valorizar a identidade de cada criança dentro do grupo. É importante, porém, ressaltar que a escrita do nome próprio deve ser retomada constantemente na Educação Infantil de diferentes formas (identificar os pertences da criança, marcar lugares, fazer uma chamada diferente, como a assinatura de um desenho).



Atividade: escrevendo nomes para o jogo da memória

Uma sugestão para garantir a interação das crianças na volta e estimular a escrita


Indicado para: crianças pequenas (4 anos a 5 anos e 11 meses)

Objetivos e códigos da Base: EI03EF01, EI03EF09 e EI03CG02

Materiais: cartolina recortada, lápis, fotografias das crianças

PASSO A PASSO

1. Chame para o jogo: Diga à turma que vocês vão jogar o jogo da memória. Pergunte quem conhece e quem já jogou. Peça que as crianças expliquem como esse jogo funciona e relembre algumas regras caso seja preciso. 

2. Convide-as a confeccionarem as cartas: Explique que no Jogo da Memória que vocês jogarão, as cartas são uma fotografia e o nome de cada criança da turma. Mostre um exemplo, que pode ser uma fotografia e um cartão com o nome do professor. Separe as crianças em pequenos grupos, diga para sentarem à mesa, distribua os pedaços de cartolina e peça que cada uma escreva seu nome.   

3. Observe o desenvolvimento da atividade: Caminhe pela sala e veja como as crianças estão praticando a escrita. Algumas escreverão com facilidade e sem ajuda, mas é preciso lembrar que elas ainda não são obrigadas a saber escrever corretamente. 

4. Ajude quem tiver dificuldade: Coloque-se ao lado de quem tiver dificuldades e utilize a lista de chamada, etiquetas, lista de tarefas e outros lugares em que o nome das crianças aparecer para mostrar como o nome dela é escrito.

PONTO DE ATENÇÃO: É importante que a sala de aula da Educação Infantil tenha um alfabeto exposto e marcadores onde os nomes possam ser consultados. 

5. Revise as cartas para o jogo: Explique que para jogar é preciso que os nomes estejam escritos corretamente, por isso há necessidade de uma revisão. Solicite que cada um leia seu nome na ficha e compare com a forma como ele está escrito em algum outro elemento da sala (lista de nomes, fichas, nomes nos cabides, nos pertences e produções). Ofereça a oportunidade de reescreverem caso seja preciso. 

6. Hora do jogo: Reúna as crianças em roda, relembre as regras do jogo, estipule quem inicia e qual será a sequência. O professor pode variar as formas de jogar: propor o jogo da memória aberto, com as imagens voltadas para cima, indicando para as crianças do grupo encontrarem os pares. Ou mesmo tirar fotos das cartas e pedir que adivinhem de quem é o nome na ficha. O jogo deve fazer parte do acervo da turma e ser jogado em outros dias também.

7. Fique atento à leitura das crianças: Quando as crianças ainda estão aprendendo a ler e escrever, é normal que decorem a grafia da letra inicial de um nome. Por exemplo: ao ler o nome BRENDA podem achar que se trata do nome do colega BRUNO. Em casos como esse, chame atenção para a primeira e a última letra de cada nome. Faça perguntas como “Qual é o último som do nome Brenda? É igual ao último som do nome Bruno? Vamos verificar com qual letra cada um deve terminar?”

Esta sugestão de atividade foi adaptada da sequência Escrever com sentido, com cinco planos de atividade criados por Clarice Albertina Fernandes, professora-autora do Time de Autores de NOVA ESCOLA. Para conferir a sequência na íntegra, clique aqui.