14838
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Creche - Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Atividade - Organizando coreografias

Nesta atividade, as crianças elaborarão, em pequenos grupos, uma apresentação de dança, de acordo com seus próprios interesses.

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Roselaine Pontes de Almeida

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Esta proposta faz parte de uma sequência de 5 planos. São eles:

As crianças e suas danças

As danças e as culturas

Estações para brincar de dançar

Organizando coreografias

Dançando para os colegas

Para realização desta atividade, é importante já ter realizado as demais propostas.

Materiais:

Tocador de som/ reprodutor de vídeo: CD com músicas utilizadas no plano As crianças e suas danças ou músicas dos vídeos do plano As danças e as culturas. Cartelas com imagens de danças, utilizadas na proposta As danças e as culturas, calendário, canetão.

Roupas, tecidos, acessórios e instrumentos que façam parte do acervo do grupo e que possam enriquecer as brincadeiras: chapéus, penas, tules, plumas, colares, fitas, asas de brinquedo, capas, saias, coletes, fitas, bastões, flores, guarda-chuvas, leques, instrumentos musicais, como chocalhos, pandeirinhos etc.

Materiais para registro: câmera fotográfica ou celular, papel e caneta.

Calendário, canetão ou adesivos para marcar as datas dos ensaios e das apresentações.

Como a atividade prevê dividir a turma, algumas crianças estarão envolvidas em outra ação, por isso, separe outros materiais para elas. Algumas sugestões: papel cartolina tamanho A4, giz de cera, massinha pronta, palitos, pedaços de barbantes, pequenos pedaços de madeira, cartelas com imagens de danças ou livros.

Espaços:

Realize a atividade preferencialmente em um ambiente externo (pátio, quintal, quadra), que seja amplo o suficiente para permitir o livre deslocamento das crianças. Inicialmente, todo o grupo será organizado em roda. Depois, as crianças serão divididas em pequenos grupos, assim, elas terão a oportunidade de se organizarem para definirem como realizar a atividade proposta, com uma mediação atenta e cuidadosa sua. Caso não seja possível ter um professor que te auxilie neste momento, você pode propor que o grupo que não estiver definindo sua coreografia realize uma atividade com autonomia (exemplo: desenho ou produção com massinha) enquanto você acompanha o outro grupo. Depois, basta fazer um rodízio entre as equipes, trocando as atividades.

Tempo sugerido:

Cerca de 60 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. As crianças se expressam por meio de gestos e movimentos da sua cultura durante a organização e o ensaio das danças? Como é possível perceber isso?

2. Quais materiais disponíveis no ambiente são escolhidos pelas crianças para brincar e organizar as danças? Elas utilizam fontes sonoras para enriquecer essa exploração? Como é possível perceber isso?

3. De que modo as crianças demonstram cuidado e respeito com os colegas e com o professor durante a exploração, o deslocamento e organização das coreografias?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. É fundamental que a atividade seja feita em equipes menores, para que todos tenham oportunidade de participar da decisão sobre a definição da música que querem dançar, da escolha dos movimentos que vão executar e dos acessórios que serão utilizados na apresentação. Convide todas as crianças para participar, mas respeite aquelas que não quiserem se envolver na situação.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Reúna todo o grupo em roda para contextualizar a proposta. Peça ajuda das crianças para relembrar as atividades já realizadas envolvendo danças. Pergunte a elas de qual dança elas se lembram de ter gostado mais e tente investigar o motivo da escolha. Diga que, agora que já conhecem várias danças e já têm uma ou mais preferidas, poderão criar uma coreografia para apresentar aos colegas de turma!


2

Antes de explicar o que é coreografia, você pode investigar junto às crianças se elas notaram que em cada dança há uma sequência de movimentos que os dançarinos fazem enquanto a música toca. Você pode, neste momento, colocar alguns dos vídeos utilizados no plano As danças e as culturas, chamando atenção para o fato de que essa sequência de movimentos muda em cada tipo de dança. Este pode ser um bom momento para as crianças reverem as danças, os acessórios utilizados em cada uma delas e escolherem aquela que gostariam de reproduzir ou em qual delas querem se inspirar.


3

Após terem visto os vídeos, deixe as crianças livres para comentar o que perceberam em relação às questões que você apontou. Conte que, para que possam se organizar melhor e definir a coreografia que querem montar ou reproduzir, você as organizará em pequenos grupos. As crianças podem ficar livres para escolher de qual querem participar, mas é importante que cada um deles tenha no máximo cinco crianças. Auxilie-as na montagem dos grupos, sugerindo que se agrupem a partir das danças que mais gostaram.


4

Tendo sido definidos os grupos, comunique às crianças que você acompanhará uma equipe por vez na organização das ideias para a montagem da coreografia. Enquanto você auxilia um grupo, o outro poderá desenhar pessoas dançando, acessórios de dança ou produzir algo com massinha, de modo que possam ir pensando em ideias para a coreografia. As crianças poderão folhear livros ou se inspirar a partir das cartelas com imagens de danças, utilizadas na proposta As danças e as culturas.

Caso você tenha o apoio de outra professora ou auxiliar em sala, a atividade pode ser realizada simultaneamente com mais de um grupo.


5

Escolha um dos grupos e auxilie as crianças a organizarem as ideias em relação à coreografia. É importante que sua ajuda seja no sentido de provocar, estimular e problematizar as possibilidades em relação à escolha da música que elas querem dançar, aos movimentos que farão com o corpo, se dançarão coletivamente ou de forma mais individual. Ajude-as também a fazer um levantamento do que precisarão para a apresentação: roupas, instrumentos, acessórios, tendo o cuidado de selecionar preferencialmente itens que já façam parte do acervo da escola. Valorize as ideias das crianças, deixando claro que elas têm autonomia para decidir suas preferências, não precisando reproduzir o que você sugere. Registre essas ideias em uma folha ou em um caderno e informe-as sobre esse procedimento, assim você deixa claro que está valorizando as falas delas.


6

Com as ideias organizadas, auxilie o grupo no planejamento e na execução dos ensaios até o dia da apresentação. Para não correr o risco de a proposta ficar maçante para as crianças e estressante para você, combine três datas para ensaios. Como a proposta é que os pequenos brinquem e curtam a atividade, essa quantidade de ensaios é suficiente.

Peça a ajuda das crianças para fazer marcações no calendário, circulando as datas com um canetão ou fazendo qualquer tipo de marcação nas datas em que ocorrerão os ensaios e no dia da apresentação. A proposta é deixar esse calendário visível, para que as crianças identifiquem os dias de ensaio da dança escolhida e também o dia da apresentação. É importante organizar uma rotina de ensaios, por isso, priorize que eles sejam executados sempre em um mesmo período do dia (no momento de chegada das crianças à escola, após o lanche ou antes de irem embora). Caso você utilize rotina visual, aproveite para acrescentar uma imagem que sugira a hora da dança no painel.


7

Ao final da orientação do grupo, leia em voz alta suas anotações, para que as crianças e você se certifiquem de que não falta nada na lista e de que os acessórios, instrumentos e roupas escolhidos fazem parte do acervo da escola. Por fim, convide-as para a atividade de transição e chame outro grupo para fazer a orientação. Explique para os pequenos que estavam realizando a atividade de transição que agora elas receberão a orientação para organização da coreografia. Caso alguma criança não tenha terminado a atividade, tranquilize-a, dizendo que ela poderá finalizá-la depois, enquanto outro grupo se reúne com a professora, mas que ela poderá usar sua própria produção como fonte de inspiração para ideias que ajudem a definir e organizar a coreografia. Repita essas orientações com todos os grupos.


8

Ao finalizar a orientação do último grupo, certifique-se de que foram definidas as danças e de que foram listadas roupas, acessórios e instrumentos que serão utilizados em cada coreografia. Reúna todo o grupo em roda e mostre como ficaram as marcações no calendário. Combine com as crianças que, como cada grupo terá uma coreografia diferente, os ensaios serão realizados por grupo, de forma que todos tenham oportunidade de vivenciar a apresentação que farão para os colegas. Assim, enquanto um grupo ensaia, os demais farão uma atividade paralela, de forma autônoma, como aconteceu na atividade de hoje. Para facilitar essa organização, você pode dar um nome para cada grupo, buscando identificá-los a partir do nome da dança que escolheram, de uma cor, de um acessório ou de qualquer outra característica que facilite, além da indicação, o reconhecimento pelas crianças. Faça de forma que tudo para as crianças seja uma grande brincadeira, para que elas vivenciem essa experiência de lúdica e divertidamente.


Para finalizar:

Avise as crianças que a atividade está terminando e que você irá precisar da ajuda delas para guardar os materiais e arrumar o espaço. Lance um desafio para turma, para que todos guardem tudo de uma forma divertida! Você pode dizer que podem fazer isso enquanto fazem movimentos de dança.

Desdobramentos

Os ensaios são essenciais para que os movimentos e passos de dança sejam incorporados e sequenciados pelas crianças. É interessante promover estes momentos em diferentes espaços, utilizando as roupas e acessórios próprios de cada dança. Isso enriquece a experiência e possibilita uma maior aproximação com a situação real, que se dará no dia da apresentação aos colegas. Procure fazer pelo menos um ensaio no espaço combinado para o dia da apresentação, assim, as crianças se familiarizam com o ambiente. Depois da apresentação para os colegas da escola, pode ser programada uma apresentação para os familiares, em um dia reservado especificamente para isso ou como forma de abrir ou fechar algum evento da escola.

Engajando as famílias

Comunique às famílias sobre a atividade, compartilhando as ideias dos grupos em que cada criança está. Você pode gravar um CD ou enviar o link da música que a criança irá dançar e incentivar que os familiares coloquem-na em casa, para ouvirem juntos. Pode ser uma boa oportunidade para a criança ensaiar, dançando para ou junto com os responsáveis. Esclareça que a apresentação será apenas para os colegas da escola, evitando gerar outras expectativas.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses) :

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02CG03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02TS03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02CG01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano