15110
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Peça teatral: Descrevendo personagens e cenários

Durante a preparação de uma peça com base em um conto, as crianças irão discutir quais são os locais e as pessoas que fazem parte da história escolhida para a encenação.

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Maria de Lourdes Carvalho Pereira

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para desenvolver a proposta, será necessária a gravação antecipada de um áudio, no qual esteja narrado o conto de fadas escolhido no plano Nossa peça teatral: Definindo o conto de fadas. É bem interessante oferecer às crianças uma narrativa feita por você, mas existem gravações disponíveis na internet, como a coleção Disquinho (A Bela e a Fera), que traz várias histórias contadas, prontas para usar. A escolha do conto a ser encenado será realizada pelas crianças, mas nesta sequência utilizaremos como exemplo o conto A Bela e Fera, favorecendo a sua compreensão do processo de intervenções junto às crianças. Você irá reorganizar o planejamento a partir do conto escolhido por seu grupo.

Este plano faz parte de uma sequência de cinco. São eles:

Nossa peça teatral: Definindo o conto de fadas

Nossa peça teatral: Descrevendo personagens e cenários

Nossa peça teatral: cenário, figurino e sonoplastia

Nossa peça teatral: O roteiro e falas das personagens

Nossa peça teatral: Ensaiar, convidar, apresentar

Materiais:

Áudio gravado pelo professor ou de plataformas da internet (disponível no YouTube e no Spotify) que apresentem a narração do conto de fadas escolhido pelas crianças. Celular ou gravador de voz. Folhas de papel A3, cartolina ou outro, conforme a disponibilidade da escola. Lápis grafite, borracha, giz de cera, lápis de cor e canetinhas.

Cartolina ou papel pardo para cartaz. Pincéis atômicos.

Caixas com fantasias, tecidos e acessórios, para brincadeiras espontâneas. Acrescente, se possível, elementos novos aos utilizados no Plano 1, como algumas caixas de papelão, fantasias, fantoches ou máscaras de outros personagens, podendo ser do próprio conto que as crianças irão teatralizar (conforme disponibilidade de sua escola)

Espaços:

A atividade ocorrerá na própria sala do grupo, organizada de forma aconchegante. As crianças precisam ficar bem acomodadas para ouvir com atenção ao áudio do conto de fadas. Em um canto da sala disponha as caixas com materiais para brincadeiras de teatro já utilizados no Plano 1 desta sequência.

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora e 15 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Neste segundo contato com o conto (durante a sequência), agora em áudio, quais demonstrações as crianças dão sobre sua compreensão do enredo da história, que podem as auxiliar na definição de personagens e cenários?

2. Que expressões, movimentos e gestos as crianças utilizam para relatar as emoções manifestadas pelas personagens e suas características?

3. Como as crianças se organizam nos trabalhos em pequenos grupos, expondo suas ideias e considerando as dos colegas para descrever os cenários e personagens para a montagem da peça teatral?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e àd diferenças de cada criança.

A proposta de teatro traz elementos motivadores que envolvem e despertam nas crianças o desejo de interagir com os acontecimentos à sua volta.Mas pode ocorrer de uma ou mais crianças sinalizarem desinteresse pela proposta dos pequenos grupos, nesses casos, convide-as para serem seus ajudantes na gravação dos áudios, na distribuição de materiais ou em outras ações, envolvendo-as de maneira produtiva durante a atividade. Para garantir o entendimento do conto de fadas por toda a turma, é fundamental fazer a utilização do livro, com texto e imagens, além do recurso em áudio.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Comas crianças em roda, no grande grupo, próximas ao painel onde está fixado o roteiro de atividades, elaborado no plano Nossa peça teatral: Definindo o conto de fadas, retome com a turma os passos que foram definidos no roteiro. Compartilhe que agora é o momento de vocês explorarem um pouco mais as personagens e os cenários da história. Comunique ao grupo que para isso você irá oferecer uma outra versão do conto, desta vez, por meio de um áudio que foi especialmente gravado por você (ou de versões disponíveis na internet, se for o caso).

Como as crianças já conhecem o conto de fadas, favoreça que elas compartilhem do que se lembram sobre locais (cenários) onde a história acontece e quais são as personagens do conto de fadas. Por exemplo, sendo o conto A Bela e a Fera, permita que falem do lugar em que a família de Bela morava, por onde o pai dela viajou, onde ela morou com a Fera etc.


2

Proponha às crianças que, ao ouvirem o áudio da história, prestem atenção aos momentos que tratam dos locais onde a história acontece e que notem quando é possível entender que a narrativa mudou de espaço. Solicite a atenção também para como a história é contada, se o narrador fala mais rápido ou mais pausado, e em que situações elas percebem isso.

Diga que para montarem a peça teatral elas precisarão saber bem como são as personagens, por isso, é importante que prestem atenção ao que o narrador fala sobre elas e nos diálogos que ocorrem, como são suas vozes, o que nos fazem sentir etc. Combine que os pequenos vão ouvir uma vez a história toda com bastante atenção para perceber todos esses detalhes e que, na segunda vez, vocês farão paradas para irem registrando as informações sobre cenários e personagens da história. Acomodem-se para ouvir o áudio da história.


3

Após as crianças terem ouvido a contação da história uma vez, convide o grande grupo para se acomodar próximo ao quadro, onde estará previamente fixada uma cartolina ou uma folha de papel pardo, para o registro dos cenários em que ocorrem a história e de quem são as personagens. Combine que você repetirá o aúdio para que todos apontem observações. Diga que, para isso, será preciso que levantem a mão para sinalizar que têm algo a comentar. É importante que você já programe quais são as pausas pois, caso as crianças não percebam, você pode fazer a pausa e trazer alguma provocação que as apoiem na identificação de quando acontecem mudanças de local na história e de quando as personagens que vão surgindo no enredo. Enquanto elas falam, você faz o registro do que está sendo destacado no conto. Neste momento é essencial que vocês levantem todos os locais (cenários) por onde se passa a história e o nome das personagens. A caracterização deles se dará nas etapas seguintes, nos pequenos grupos.


4

Depois do registro proponha um diálogo sobre o que mais precisam saber sobre os cenários e as personagens da história para que montem a apresentação teatral. Sugira que se organizem em pequenos grupos, conforme suas preferências, combinando que alguns grupos vão descrever as personagens e outros os cenários. Para essa descrição você pode oferecer duas estratégias: gravação de áudios, nos quais as crianças descreverão oralmente as personagens e cenários, ou desenhos em folhas de papel, nos quais serão representados as personagens e cenários. Os pequenos podem também ouvir novamente o áudio do conto de fadas, nos grupos, parando quando necessário. Disponha o livro da história, utilizado no Plano 1, e também de outros contos (se tiver disponível), pois existem várias versões e traduções de uma mesma história.

Caso você tenha a possibilidade de estar junto com um outro professor, combine com ele que cada um pode apoiar alguns pequenos grupos, por exemplo, um professor fica responsável por pequenos grupos que estão trabalhando nos cenários e o outros por equipes que estão trabalhando com os personagens. Caso você não tenha essa possibilidade, combine com a turma que a partir das escolhas dos grupos vocês farão a atividade em dois momentos, para que você possa apoiar a todos. Proponha que enquanto os pequenos grupos de personagens trabalham com seu apoio, as demais crianças possam se envolver com uma brincadeira de teatro, utilizando os materiais das caixas, ou desenvolver alguma outra atividade que ele fazem com autonomia e que você julgar significativa ao grupo. Explique a todos que depois de 20 minutos haverá uma troca: as crianças que trabalharam em pequenos grupos sobre os personagens vão participar da atividade autônoma e você passará apoiar os que trabalharão com os cenários. Deixe claro às crianças como se dará essa dinâmica de organização e trabalho nos pequenos grupos.


5

Em cada pequeno grupo, as crianças definirão quais estratégias vão utilizar para descrever personagens e cenários. De acordo com o que for escolhido (gravação em áudio ou desenho), junto com as crianças, busque os materiais que você deixou previamente separado e combinem como farão o registro. Se elas decidirem que vão gravar as descrições em áudio, questione quem fará essa gravação. Se elas optarem por desenhar, pergunte se cada criança fará de um cenário, por exemplo, ou se elas farão de alguma outra forma. Após os combinados, instigue as crianças a falar um pouco mais sobre cada local em que se passa a história (ou sobre características das personagens, para os grupos que estiverem com essa atribuição). Nessa troca elas vão expondo suas visões, que podem ser diferentes, e definirão como compor a peça teatral do grupo.

Percebendo que as crianças não abstraíram ainda muitos elementos dos cenários ou as características das personagens, proponha que escutem novamente o áudio ou que vejam os livros da história.


6

No momento do registro, especialmente se for em áudio, auxilie as crianças, no pequeno grupo, no manuseio do celular ou do gravador de voz. Em seguida, proponha que ouçam o que foi gravado, para analisarem se precisam refazer algum trecho ou se faltam alguns detalhes na descrição.

Se estiverem registrando as características por meio de desenhos, sugira que complementem-nos com escrita espontânea, por exemplo, com algumas falas das personagens. Se elas preferirem, seja o escriba, registrando o que trazem nesse momento.

Questione os grupos do cenário a respeito dos elementos e objetos que possam ter nos locais, pois as crianças precisarão considerar essas coisas na montagem da peça teatral. Por exemplo, no jardim do castelo (A Bela e a Fera), há flores e passarinhos. Na casa da família da Bela se passam cenas diferentes, no portão, no quarto do pai. Há um destaque para espelho no castelo da Fera etc.

Para os grupos das personagens, além de falar sobre características gerais da Bela, que é linda e canta docemente, e da Fera, que é muito grande e feia; as crianças podem descrever e reproduzir alguns diálogos. Chame atenção delas para o narrador, elemento recorrente nos contos de fadas e essencial para a compreensão do enredo da história.


Para finalizar: Convide as crianças para ver os desenhos e ouvir os áudios dos colegas, dialogando no grande grupo sobre o que cada pequeno grupodescreveu a respeito das personagens e dos cenários.Se não for possível neste momento, devido à rotina do dia, combine que vocês retomarão esses materiais para que as crianças os complementem com as sugestões dadas pelos colegas. Solicite ajuda delas para organizar a sala e para guardar nas caixas os materiais utilizados para a brincadeira teatral, bem como os materiais de registro.

Desdobramentos

As crianças normalmente gostam muito de gravar as próprias vozes e esta proposta de encenação favorece esse recurso. Em outros momentos, elas podem imitar a voz das personagens, gravar algumas falas, fazer o papel do narrador etc. Isso pode ajudá-las na hora em que precisarem definir quem fará o papel de cada personagem e do narrador. Ao realizar essa atividade, certo modo, elas já estarão fazendo pequenos ensaios.

Engajando as famílias

O celular é um recurso do cotidiano de quase todas as famílias, assim, se você administra um grupo de Whatsapp dos familiares da turma, aproveite para, junto com as crianças, contar sobre o que vocês descobriram sobre os cenários ou os personagens do conto de fadas que vão representar e para solicitar que os pequenos, junto com seus responsáveis, gravem áudios curtos. Eles podem fazer o papel do narrador, descrevendo algum local da história ou algum personagem ou gravar os diálogos e depois compartilhar a realização com a turma. Caso não seja possível, proponha às crianças que recontem a história para alguém da família. Em seguida, o familiar fará um desenho do conto de fadas para ser apresentado aos colegas no dia seguinte.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EO03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EF04 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03CG02 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano