13620
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Adaptação dos bebês

POR: Fernanda Alves da Silva 22/11/2018
Código: EDI1_01UND01

1º ano / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI01EO04) Comunicar necessidades, desejos e emoções, utilizando gestos, balbucios, palavras.

(EI01EF06) Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos, gestos, balbucios, fala e outras formas de expressão.

(EI01EO06) Interagir com outras crianças da mesma faixa etária e adultos, adaptando-se ao convívio social.

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para Bebês sobre adaptação e sensação de acolhimento no novo ambiente.

Resumo

ilustracao

Prepare o primeiro dia das crianças na creche para que elas conheçam o espaço

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para esta atividade, faça alguns combinados antes da entrada da criança na escola (por exemplo, no ato da matrícula ou na reunião de família que antecede o início do ano escolar). Converse com a família do bebê sobre a importância do primeiro contato com o professor. Informe que a adaptação da criança/bebê na escola irá acontecer de forma gradativa, ao longo de alguns dias ou semanas, respeitando o tempo de cada um, considerando assim suas necessidades.Explique a atividade proposta para a adaptação, e solicite que o familiar ou alguém em que o bebê tenha confiança e intimidade (padrinho, madrinha, tio ou tia) se organize para acompanhá-lo no primeiro dia.A ideia é que algum adulto apresente o ao professor, não o contrário. Dessa forma as crianças podem perceber que a família o conhecem e, possivelmente, se sentirão mais seguras.

Materiais:

Placas sinalizadoras dos objetos e dos ambientes da sala, brinquedos, guache, pincel, livros, som e lista de canções para o professor acessar, celular ou máquina fotográfica.

Espaços:

Planeje as atividades na sala na qual os bebês irão ficar para que eles possam se familiarizar com o ambiente. Comece a atividade em roda e explique qual é objetivo dessa ação. Prepare o ambiente com placas que sinalizem onde estão as mochilas, os copos e o banheiro. Deixe os brinquedos à disposição no ambiente, faça cantos (canto com peças de encaixe, canto com brinquedos, canto da leitura - com livros à disposição) para o momento de interação de bebês e famílias.

Tempo sugerido:

Duas horas.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Qual é a reação dos bebês ao primeiro contato com o professor e com o espaço?

2. Como o bebê se comunicou? Como o bebê demonstrou emoções?

3. Como foi a interação entre os bebês e dos bebês com os brinquedos?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Garanta aos bebês que ainda não andam a oportunidade de explorar o espaço, deixando-os livres. No período de adaptação, o bebê pode estranhar um novo espaço e ficar bastante incomodado, demonstrando por meio do choro, que não está bem. Para o conforto dele, sugira ao adulto responsável dar uma volta na escola e ir entrando aos poucos de volta na sala com o bebê.

O que fazer durante?

1

Faça uma roda com os bebês e com os adultos responsáveis. Solicite que um adulto apresente o bebê ao professor. Na apresentação dos bebês, empenhe-se em convidá-los para ir no seu colo, converse com ele e com seu responsável, observe suas reações, seus interesses, pergunte para o bebê se você pode abraçá-lo ou pegá-lo novamente no colo. Se neste momento o bebê aceitar, se afaste por um momento do adulto responsável, sempre conversando com a criança, propondo alguma brincadeira (de bola, por exemplo) ou oferecendo algum objeto e observe suas emoções. No caso de recusa do bebê, não insista. Enquanto algumas crianças são apresentadas ao professor,solicite às demais famílias que apresentem, aos poucos,os bebês uns aos outros.

Possíveis falas do professor neste momento: Olá (neste momento fale o nome do bebê) sou ( se apresente ao bebê de maneira cordial), estaremos juntos hoje em alguns momentos.Vamos brincar muito juntos!


2

Solicite às famílias que circulem com os bebês na sala, apresente os objetos e mostre onde ficarão as mochilas, os copos. Diga também onde é o banheiro. Apresente os cantos disponíveis para o uso dos bebês e dos adultos, para brincarem juntos na sala, e deixem os bebês conhecerem o ambiente. Observe as reações deles no momento da brincadeira: se foram sozinhos até os brinquedos, se aceitaram prontamente brincar com outros bebês, e se demonstraram algum sorriso, balbucio ou choro. Registre esses momentos com fotos.


3

Enquanto as famílias apresentam a sala aos bebês e brincam nos cantinhos, individualmente,leve-os ao banheiro ou ao trocador junto com o adulto responsável para fazer o momento de higienização. Pergunte ao bebê se pode trocar ou auxiliá- lo ao banheiro. Neste momento, se o bebê recusar, não insista e deixe a família conduzir a troca da fralda ou auxiliá- lo no banheiro e fique próximo, mostrando que você está presente com eles ali.

Possíveis falas do professor neste momento: Vamos conhecer mais um espaço da escola?

Para finalizar:

Finalize o momento fazendo uma brincadeira de roda. Convide todos para participar e utilize músicas conhecidas, por exemplo “Abóbora faz melão”, “Peixe vivo” e “Ciranda dos bichos”

No caso de recusa de algum bebê, não insista, mas chame o adulto responsável para participar. Se o bebê demonstrar desconforto em ficar longe do adulto enquanto a atividade é feita, convide-o para continuar na sala enquanto a brincadeira é feita. No final da primeira música, chame novamente o bebê e o adulto para participar. Observe se os bebês entraram na roda para cantar e dançar. Observe se os bebês que não estão na roda batem palma, cantam as músicas ou demonstram alguma reação.

Desdobramentos

Se possível, sempre organize a sala em pequenos grupos, em horários diferentes, para fazer a atividade. Neste momento,você deverá ter o maior contato possível com os bebês. Observe como cada um está se adaptando e convide novamente as famílias para estar com eles até que estejam adaptados.

Engajando as famílias

O momento da adaptação é muito importante para o bebê. A escola de Educação Infantil pode ser o primeiro espaço diferente do núcleo familiar frequentado pelo bebê e ele precisa se sentir seguro e acolhido para explorar o novo e construir vínculos com colegas e professores. Mande para a casa fotos de alguns momentos da adaptação para construir essa relação de parceria entre família e escola.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor:  Fernanda Alves da Silva

Mentor: Adriana Silva da Costa Vidaletti

Especialista do subgrupo etário: Ana Teresa Gavião

Campos de Experiência: O eu, o outro e o nós; escuta, fala, pensamento e imaginação; espaços, tempos, quantidades, relações e transformações.

Objetivos e códigos da Base
Centrais:

(EI01EO04) Comunicar necessidades, desejos e emoções, utilizando gestos, balbucios, palavras.

(EI01EO06) Interagir com outras crianças da mesma faixa etária e adultos, adaptando-se ao convívio social.

Transversal:

(EI01EF06) Comunicar-se com outras pessoas usando movimentos, gestos, balbucios, fala e outras formas de expressão.

Abordagem didática: O período de adaptação do bebê e da família é uma experiência intensa e muito importante, que demanda tranquilidade e acolhimento. A escola de  Educação Infantil tende a ser o primeiro espaço diferente do núcleo familiar frequentado pelo bebê. Portanto, são muitas novidades: sons, cheiros, sabores, objetos, pessoas e espaços.

A adaptação precisa acontecer de forma gradativa e flexível. É importante reconhecer e valorizar diferenças, interesses e necessidades dos bebês, promovendo aproximações e interações intensas entre educador e crianças.

Paulatinamente, as crianças bem acolhidas sentem-se seguras para explorar o novo ambiente, construir vínculos com os pares e os professores, aprender e se desenvolver. Nos primeiros dias, a permanência é mais curta e acompanhada por um adulto responsável. Aos poucos, conforme o bebê fica mais tranquilo e envolvido com objetos, brinquedos e pares, a permanência aumenta.  

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADE 01

Adaptação dos bebês

VOCÊ ESTÁ AQUI

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes