15964
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Brincadeiras musicais

Nesta propota, as crianças se engajam em uma proposta com instrumentos musicais junto a colegas de outra turma.

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Roselaine Pontes de Almeida

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Esta proposta faz parte de uma sequência de 5 planos. São eles:

Passeio em busca de sons do ambiente

Brincadeiras com sons do ambiente

Sons em brincadeiras com água

Criação de instrumentos musicais e objetos sonoros

Brincadeiras musicais

Para realizar esta atividade é importante (mas não obrigatório) ter realizado a proposta do plano Criação de instrumentos musicais e objetos sonoros.

Converse previamente com o professor de outra turma da escola. Caso tenha realizado o plano Criação de instrumentos musicais e objetos sonoros, conte para ele sobre a experiência das crianças na produção dos instrumentos musicais e objetos sonoros. Você pode, inclusive, disponibilizar os registros fotográficos e em vídeo para que o professor os mostre às crianças da outra turma e conte que a proposta da atividade é que as crianças brinquem com instrumentos musicais. Convide-o a levar a turma dele para brincar junto com a sua turma na área externa da escola. Combine com ele que é importante participar de toda a atividade, mas diga que no momento de cantar as músicas seria interessante que ele fizesse o vídeo para você.

Materiais:

Instrumentos musicais e objetos sonoros produzidos no plano Criação de instrumentos musicais e objetos sonoros ou de brinquedo (que geralmente podem ser encontrados na escola ou ser confeccionados): chocalhos, pandeirinhos, sino dos ventos, pau de chuva, violinhas, castanholas, latas de diferentes tamanhos e pedaços de madeira para servirem de baquetas, xilofone etc em quantidade suficiente para as duas turmas. Mesmo que você tenha feito o plano Criação de instrumentos musicais e objetos sonoros, é importante ter outros instrumentos disponíveis para que todas as crianças (as da sua turma e as da outra) possam brincar com o que desejarem.

Cestos de vime, caixotes de papelão com alça, toalhas de tecido ou TNT para colocar os instrumentos.

Celular ou câmera para registro.

Espaços:

Esta atividade deve ser realizada em ambiente externo (pátio, quintal, quadra), que deve ser amplo o suficiente para que as crianças brinquem e se movimentem com liberdade. O espaço deve ser previamente preparado com cestos de vime e caixotes de papelão contendo instrumentos musicais dentro ou em cima de toalhas de tecido ou TNT. Esses cestos e caixotes devem ser leves para permitir que as crianças os puxem, carreguem ou empurrem, caso desejem e, junto às toalhas. Disponha-os de forma espaçada pelo ambiente. Inicialmente, todo o grupo se dirige até o local da atividade. Chegando ao espaço, as crianças ficam livres para brincar e interagir em pequenos grupos ou individualmente.

Tempo sugerido:

Entre 45 e 60 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. As crianças mostram-se livres e motivadas para explorar o ambiente e brincar? Como utilizam o corpo nessa experiência?

2. De que forma as crianças se deslocam pelo espaço? Elas combinam movimentos ou seguem orientações? Imitam os colegas?

3. As crianças utilizam diferentes fontes sonoras disponíveis no ambiente durante a brincadeira? Seguem orientações do professor? Como fazem isso?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. A experiência de produção e percepção dos sons pode gerar diferentes reações nas crianças. Fique atento a essas reações e amplie a percepção das crianças sobre outras características dos objetos que podem ser utilizados para produzir sons. Incentive as crianças a explorar diferentes formas de criar e brincar, a partir das diferentes possibilidades apresentadas.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Convide todo o grupo a se dirigir até o local da atividade com você. Conte para as crianças que lá irão encontrar alguns instrumentos musicais no espaço (caso tenha feito o plano Criação de instrumentos musicais e objetos sonoros, e diga que a brincadeira ser feita com os instrumentos produzidos por elas!). Comente que elas poderão explorá-los e brincar com eles da forma que desejarem. Fale que a brincadeira poderá ser muito divertida, pois os colegas de outra turma da escola virão brincar com elas!


2

Chegando até o local, deixe as crianças livres para circular por ele e explorá-lo da forma como preferirem. Incentive-as a observar tudo o que há pelo espaço. Observe como manipulam os instrumentos e como os utilizam: se para produzir sons, se imitando o gesto de tocar o instrumento, se os usam com uma finalidade diferente, como se fossem outro objeto, se criam brincadeiras individuais ou coletivas com eles, se interagem e compartilham suas descobertas com as crianças da outra turma.

Possíveis ações das crianças e do professor neste momento: As crianças pequenas são muito criativas na manipulação e no uso de objetos, por isso, muitas vezes podem utilizá-los de um modo diferente do que habitualmente estamos acostumados. Elas podem, por exemplo, pegar uma baqueta de madeira e fingir que é um avião. Podem pegar um chocalho e colocar na orelha, fingindo ser um telefone. Permita que tenham liberdade para criar e brincar. Observe, mas procure intervir apenas se solicitado. Você pode, neste momento, adotar uma postura brincante, se envolvendo junto com as crianças nas brincadeiras propostas por elas.


3

Durante a exploração e a construção das brincadeiras, observe se há alguma criança que não deseja partilhar o instrumento ou não busca se envolver na proposta, independentemente do motivo. Permita que a turma crie outras brincadeiras que não necessariamente tem a ver com a proposta. Convide as crianças para circular pelo espaço junto com você e para observar os outros instrumentos disponíveis. Outra possibilidade seria escolher um instrumento para tocar ou brincar, buscando incentivar que a criança se interesse ou se aproxime de algum desses objetos ou se envolva na brincadeira junto com os colegas.

Possíveis ações das crianças e do professor neste momento: Caso as crianças tenham confeccionado o instrumento (como é o caso das que participaram da atividade proposta no plano Criação de instrumentos musicais e objetos sonoros), é esperado que elas apresentem um pouco mais de resistência na partilha dele com os colegas, pois sabem que os objetos são delas e que foram construídos por elas. No entanto, é saudável permitir essa disputa, deixando as crianças resolver a situação. Intervenha se observar que existe risco à integridade física de alguém (pois alguma pode querer bater ou morder o colega nesse momento). Incentive as crianças a partilhar os instrumentos e a construir brincadeiras coletivas com eles.


4

Depois de permitir que as crianças explorem e brinquem livremente, convide-as para ficar próximas de você para cantar e tocar os instrumentos coletivamente. Faça isso puxando alguma cantiga de roda conhecida por elas (como por exemplo: Como pode um peixe vivo ver fora da água fria?; Ciranda cirandinha vamos todos cirandar; A canoa virou por deixá-la virar). Chame a atenção das crianças, convidando-as para tocar algum instrumento enquanto canta ou para dançar, se preferirem.


5

Enquanto cantam as cantigas de rodas, incentive as crianças a cantar com você e a chacoalhar os instrumentos, a batucar nos tamborzinhos, nos pandeirinhos ou no próprio corpo, mas não se incomode se elas se dispersarem da atividade e decidirem criar outras brincadeiras. Por se tratar de uma atividade que envolve um número grande de crianças, deixe-as livre para circular pelo espaço e participar quando desejarem. Não é necessário envolver todas ao mesmo tempo, por isso, permita que elas venham e participem dos momentos que quiserem, de forma livre e espontânea. As crianças também podem preferir dançar neste momento. Observe se fazem isso individualmente, se imitam o colega ou se buscam algum parceiro para a dança.

Possíveis ações das crianças neste momento: É possível que nem todas as crianças consigam produzir sons com os instrumentos. Pode ser que algumas delas apenas façam o movimento que sugira que estão tocando, o que já é bastante rico para a proposta. Deixe-as agir da forma como preferirem e observe se estão se divertindo.


Para finalizar:

Conforme o tempo da atividade for acabando, dê o tom que sugira que a proposta está chegando ao fim. Você pode fazer isso diminuindo o ritmo da música, propondo que nessa música não usem os instrumentos (pois a intenção é guardá-los), mas que cantem e dancem uma música mais lenta, como Brilha, brilha estrelinha ou Alecrim, alecrim dourado. Enquanto canta, lentamente circule pelo espaço, pegue o cesto, o caixote de papelão e vá se aproximando das crianças, estendendo esses objetos até elas, convidando-as para guardar os instrumentos musicais. Ao final, convide todos para bater palmas. Pergunte se as crianças gostaram da experiência e de ter tido a oportunidade de brincar juntas e incentive-as a agradecerem umas às outras e se despedirem.

Desdobramentos

Essa mesma atividade pode ser repetida diversas vezes, variando os grupos de crianças que brincam juntas (turma dos pequenos com turma dos maiores; turma dos pequenos, com turma dos pequenos etc). Além da variação das turmas, a proposta de interação também pode acontecer em momentos de brincar que envolvam outros elementos, como brincadeiras com água ou com elementos da natureza.

Engajando as famílias

Compartilhe com as famílias o registro em vídeo ou em foto da experiência dessa atividade. Você pode imprimir algumas fotos desse momento de trocas e interações, montar uma espécie de álbum ou portfólio e criar um sistema de rodízio, para que as crianças levem-no para casa. Caso o portfólio fique inviável, por conta do tempo de espera, imprima algumas fotos e deixe que os pequenos escolham as que mais lhes interessam para levar para casa e falar sobre ela com os familiares.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses) :

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02CG03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02TS03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02CG01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano