14167
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 3º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Diário: formatação e diagramação do gênero.

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 3º ano do EF sobre Diário: formatação e diagramação do gênero.

Plano 04 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Valéria Ap Rodrigues Da Silveira

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero diário e no campo de atuação Vida cotidiana; Artístico-literário.
A aula faz parte do módulo de Análise linguística/semiótica.

Materiais necessários: Computador, projetor multimídia, tela. Textos impressos. Cartolina ou similar. Caneta cartazista. Decalque (atividades complementares). Tesoura e cola.

Informações sobre o gênero: Os gêneros que expressam, por escrito, a vida de uma pessoa por ela mesma são autobiográficos e interessa-nos o diário pessoal, informal e íntimo de comunicação cotidiana bem como o de comunicação produzida. São gêneros propícios a refletir a individualidade de quem enuncia. Apresentam elementos constitutivos mais maleáveis, entretanto, sua estrutura apresenta elementos essenciais: TEMA: a escrita sobre si (confissões, segredos, inquietações, emoções, opiniões…) FORMA: datação, vocativo e despedida. LINGUAGEM: uso da primeira pessoa, vocabulário informal, caligrafia como marca pessoal nos suportes tradicionais e emoção TEMPO: resgate da memória diária no fim do dia, geralmente; INTERLOCUÇÃO: o próprio diálogo com o diário. Leitor imaginário ou, eventualmente, autorizados pelo autor. INTERATIVIDADE: inexistente - leitor não interfere. Qualquer pessoa pode ter um diário, bastando compromisso e iniciativa. Sua função é “ guardar segredo”, se o autor assim quiser.

Dificuldades antecipadas: Os alunos poderão apresentar dificuldades em reproduzir texto do gênero trabalhado, levando em conta suas características e a sequência textual, especificamente, a diagramação textual.

Referências sobre o assunto:

PEREIRA, M. H. M. SILVA, J. B. O gênero diário pessoal: como se confecciona o íntimo. Revista Línguas & Letras – Unioeste – Vol. 16 – Nº 34 – 2015. Disponível em: http://erevista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/11973/9212

Alfabetização : livro do aluno / Ana Rosa Abreu ... [et al.] Brasília : FUNDESCOLA/SEFMEC, 2000. 3 v. : 64 p. n. 1. Conteúdo: v.1: Adivinhas, canções, cantigas, parlendas, poemas, quadrinhas e trava-línguas; v.2: contos, fábula, lendas e mitos; v.3: textos informativos, textos instrucionais e biografias. 1. Alfabetização. 2. Ensino fundamental. 3. Escola pública. I. Abreu, Ana Rosa II. Aratangy, Claudia Rosenberg III. Mingues, Eliane IV. Dias, Marilia Costa V. Durante, Marta VI. Weiz, Telma VII. FUNDESCOLA VIII. MEC-SEF. CDD 379.24, disponível em www.dominiopublico.gov.br.

PORTO, Cristina. O diário escondido da Serafina: ilustrações de Michele Iacocca.-4 ed.-São Paulo: Ática, 1999, p.24.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações:

  • Inicie realizando um levantamento de hipóteses sobre o que os estudantes já sabem sobre o gênero Diário: Quem escreve uma página de diário? Para quem se escreve? Para que se escreve? Sobre o que se escreve? Onde se escreve? Como se escreve? Como, geralmente, os textos se organizam no papel? Anote todas as hipóteses. É bom relembrar que, no slide inicial, há as informações sobre o gênero que devem ser lidas.
  • Faça um fechamento das opiniões, retificando ou ratificando conceitos. Diga-lhes que o gênero diário apresenta elementos constitutivos maleáveis, o autor conta os fatos na ordem que deseja, entretanto, há uma forma, uma silhueta, uma construção textual, uma diagramação específica do gênero que é reconhecida pela sociedade e que o diferencia dos demais gêneros.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações:

1. Projete o slide ou imprima o texto. Disponível no link abaixo.
2 .Organize os alunos em duplas de modo que o agrupamento seja produtivo: alunos com diferentes saberes para que possam argumentar “negociando” suas respostas.

3. Peça-lhes que leiam o texto e respondam as questões abaixo:

  • Como saber que se trata de um texto do gênero diário? É esperado que os estudantes digam que o texto expressa, por escrito, a vida de uma pessoa narrada por ela mesma. Há a presença do vocativo “Querido Diário”.
  • Sobre quem ou quais assuntos tratam o texto? É esperado que observem tratar-se de um episódio de vida em que a personagem conta sobre sua vontade de ler, novamente.
  • Qual foi o vocativo utilizado pela personagem para se dirigir ao objeto diário? É esperado que os estudantes digam ser “Querido Diário”.
  • Você conhece as histórias citadas pela personagem?
  • Você acha que é uma boa opção alternar os dias para a leitura de livros diferentes?
  • Você consegue identificar o dia da semana que foi escrita esta página de diário? É esperado que localizem “quarta-feira”.

Material complementar: TEXTO

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações:

1. Coloque no mural da classe textos de gêneros variados: uma cantiga de roda, uma receita e uma adivinha, por exemplo, reproduzidos em tamanho grande, em cartolina ou papel pardo e o texto do gênero diário. Sugestões de textos, disponíveis no link abaixo.

2. Promova uma conversa para que compreendam a estrutura composicional de cada texto e suas características:

  • Como o trecho do livro O Diário escondido da Serafina lido se organiza no papel? Foi escrito de que forma? Espera-se que os estudantes identifiquem alguns de seus elementos essenciais: formatação (relatos de acontecimentos, expressão de vivências, confissões, emoções, opiniões…) e diagramação: data, saudação, vocativo, corpo do texto: linguagem informal, na primeira pessoa do singular, com pronomes pessoais [eu] e possessivos [meu, minha], caligrafia como marca pessoal e emoção, despedida: vocativo e despedida carinhosos, dirigidos ao próprio diário, assinatura (opcional), elementos de recordação (opcional) -colar fotos, colocar embalagens de produtos...que ilustram e contam as vivências.

3. Em que ele é diferente dos demais? É esperado que os estudantes identifiquem a formatação e a diagramação próprias de cada texto: no caso da cantiga de roda, a organização gráfica (diagramação), geralmente, é composta de arrumação rítmica em forma de versos, que podem rimar ou não, alinhados à esquerda.
No caso das adivinhas, há perguntas variadas para se descobrir as respostas e, geralmente, inicia-se com O que é o que é? No caso do texto instrucional receita, há presença de título, ingredientes, modo de fazer e tempo de preparo.

4. Auxilie para que estabeleçam relações entre as descobertas e o que já sabem.

Material complementar: Textos variados

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

1. Construa, em suporte adequado (cartolina ou folha de papel pardo), o cartaz de apoio do gênero diário (modelo no slide), à medida que vai recapitulando os elementos essenciais do gênero: o elemento marcante “data”, pois os registros da vida costumam ser realizados, diariamente, cronologicamente; o vocativo, expressões criadas para direcionar o tratamento com o objeto (escreve para si mesmo); o corpo do texto, que é a escrita de si, expressão de vivências, emoções, opiniões...em primeira pessoa do singular, a despedida para si mesmo/diário e assinatura (opcional).

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

1. Projete o slide e imprima o seu conteúdo. Disponível no link abaixo.
2. Distribua o material: o texto lido, o decalque, cola e tesoura.
3. Oriente os alunos a ler o texto com muita atenção, recortar as partes que o constituem e a colá-las no campo correto do decalque.

4. Indague como eles farão para determinar os elementos essenciais do gênero diário. Quais serão estes critérios?

  • Há data?
  • Onde está o espaço para o vocativo?
  • Quais partes do texto pertencem ao “corpo” do texto?
  • Onde está o “corpo” do texto?
  • E a despedida?
  • Há assinatura? (opcional)

É esperado que não identifiquem os elementos data e assinatura no texto trabalhado, haja vista a liberdade de cada escritor ao escrever seu diário, contando os fatos como quer, na ordem que deseja. É importante ressaltar que a silhueta contendo a despedida e assinatura é reconhecida socialmente, porém, existem muitas variações.

5. Circule pelas duplas, observando e realizando intervenções.

Material complementar:

Atividade para impressão: Decalque e texto

Resolução da atividade

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Projete o slide e reproduza-o no quadro ou faça uma extensão ao cartaz de apoio.
  • Finalize a aula refletindo sobre as questões colocadas no slide, recapitulando as características do gênero diário, sua formatação e diagramação.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero diário e no campo de atuação Vida cotidiana; Artístico-literário.
A aula faz parte do módulo de Análise linguística/semiótica.

Materiais necessários: Computador, projetor multimídia, tela. Textos impressos. Cartolina ou similar. Caneta cartazista. Decalque (atividades complementares). Tesoura e cola.

Informações sobre o gênero: Os gêneros que expressam, por escrito, a vida de uma pessoa por ela mesma são autobiográficos e interessa-nos o diário pessoal, informal e íntimo de comunicação cotidiana bem como o de comunicação produzida. São gêneros propícios a refletir a individualidade de quem enuncia. Apresentam elementos constitutivos mais maleáveis, entretanto, sua estrutura apresenta elementos essenciais: TEMA: a escrita sobre si (confissões, segredos, inquietações, emoções, opiniões…) FORMA: datação, vocativo e despedida. LINGUAGEM: uso da primeira pessoa, vocabulário informal, caligrafia como marca pessoal nos suportes tradicionais e emoção TEMPO: resgate da memória diária no fim do dia, geralmente; INTERLOCUÇÃO: o próprio diálogo com o diário. Leitor imaginário ou, eventualmente, autorizados pelo autor. INTERATIVIDADE: inexistente - leitor não interfere. Qualquer pessoa pode ter um diário, bastando compromisso e iniciativa. Sua função é “ guardar segredo”, se o autor assim quiser.

Dificuldades antecipadas: Os alunos poderão apresentar dificuldades em reproduzir texto do gênero trabalhado, levando em conta suas características e a sequência textual, especificamente, a diagramação textual.

Referências sobre o assunto:

PEREIRA, M. H. M. SILVA, J. B. O gênero diário pessoal: como se confecciona o íntimo. Revista Línguas & Letras – Unioeste – Vol. 16 – Nº 34 – 2015. Disponível em: http://erevista.unioeste.br/index.php/linguaseletras/article/view/11973/9212

Alfabetização : livro do aluno / Ana Rosa Abreu ... [et al.] Brasília : FUNDESCOLA/SEFMEC, 2000. 3 v. : 64 p. n. 1. Conteúdo: v.1: Adivinhas, canções, cantigas, parlendas, poemas, quadrinhas e trava-línguas; v.2: contos, fábula, lendas e mitos; v.3: textos informativos, textos instrucionais e biografias. 1. Alfabetização. 2. Ensino fundamental. 3. Escola pública. I. Abreu, Ana Rosa II. Aratangy, Claudia Rosenberg III. Mingues, Eliane IV. Dias, Marilia Costa V. Durante, Marta VI. Weiz, Telma VII. FUNDESCOLA VIII. MEC-SEF. CDD 379.24, disponível em www.dominiopublico.gov.br.

PORTO, Cristina. O diário escondido da Serafina: ilustrações de Michele Iacocca.-4 ed.-São Paulo: Ática, 1999, p.24.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações:

  • Inicie realizando um levantamento de hipóteses sobre o que os estudantes já sabem sobre o gênero Diário: Quem escreve uma página de diário? Para quem se escreve? Para que se escreve? Sobre o que se escreve? Onde se escreve? Como se escreve? Como, geralmente, os textos se organizam no papel? Anote todas as hipóteses. É bom relembrar que, no slide inicial, há as informações sobre o gênero que devem ser lidas.
  • Faça um fechamento das opiniões, retificando ou ratificando conceitos. Diga-lhes que o gênero diário apresenta elementos constitutivos maleáveis, o autor conta os fatos na ordem que deseja, entretanto, há uma forma, uma silhueta, uma construção textual, uma diagramação específica do gênero que é reconhecida pela sociedade e que o diferencia dos demais gêneros.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações:

1. Projete o slide ou imprima o texto. Disponível no link abaixo.
2 .Organize os alunos em duplas de modo que o agrupamento seja produtivo: alunos com diferentes saberes para que possam argumentar “negociando” suas respostas.

3. Peça-lhes que leiam o texto e respondam as questões abaixo:

  • Como saber que se trata de um texto do gênero diário? É esperado que os estudantes digam que o texto expressa, por escrito, a vida de uma pessoa narrada por ela mesma. Há a presença do vocativo “Querido Diário”.
  • Sobre quem ou quais assuntos tratam o texto? É esperado que observem tratar-se de um episódio de vida em que a personagem conta sobre sua vontade de ler, novamente.
  • Qual foi o vocativo utilizado pela personagem para se dirigir ao objeto diário? É esperado que os estudantes digam ser “Querido Diário”.
  • Você conhece as histórias citadas pela personagem?
  • Você acha que é uma boa opção alternar os dias para a leitura de livros diferentes?
  • Você consegue identificar o dia da semana que foi escrita esta página de diário? É esperado que localizem “quarta-feira”.

Material complementar: TEXTO

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos.

Orientações:

1. Coloque no mural da classe textos de gêneros variados: uma cantiga de roda, uma receita e uma adivinha, por exemplo, reproduzidos em tamanho grande, em cartolina ou papel pardo e o texto do gênero diário. Sugestões de textos, disponíveis no link abaixo.

2. Promova uma conversa para que compreendam a estrutura composicional de cada texto e suas características:

  • Como o trecho do livro O Diário escondido da Serafina lido se organiza no papel? Foi escrito de que forma? Espera-se que os estudantes identifiquem alguns de seus elementos essenciais: formatação (relatos de acontecimentos, expressão de vivências, confissões, emoções, opiniões…) e diagramação: data, saudação, vocativo, corpo do texto: linguagem informal, na primeira pessoa do singular, com pronomes pessoais [eu] e possessivos [meu, minha], caligrafia como marca pessoal e emoção, despedida: vocativo e despedida carinhosos, dirigidos ao próprio diário, assinatura (opcional), elementos de recordação (opcional) -colar fotos, colocar embalagens de produtos...que ilustram e contam as vivências.

3. Em que ele é diferente dos demais? É esperado que os estudantes identifiquem a formatação e a diagramação próprias de cada texto: no caso da cantiga de roda, a organização gráfica (diagramação), geralmente, é composta de arrumação rítmica em forma de versos, que podem rimar ou não, alinhados à esquerda.
No caso das adivinhas, há perguntas variadas para se descobrir as respostas e, geralmente, inicia-se com O que é o que é? No caso do texto instrucional receita, há presença de título, ingredientes, modo de fazer e tempo de preparo.

4. Auxilie para que estabeleçam relações entre as descobertas e o que já sabem.

Material complementar: Textos variados

Slide Plano Aula

Orientações:

1. Construa, em suporte adequado (cartolina ou folha de papel pardo), o cartaz de apoio do gênero diário (modelo no slide), à medida que vai recapitulando os elementos essenciais do gênero: o elemento marcante “data”, pois os registros da vida costumam ser realizados, diariamente, cronologicamente; o vocativo, expressões criadas para direcionar o tratamento com o objeto (escreve para si mesmo); o corpo do texto, que é a escrita de si, expressão de vivências, emoções, opiniões...em primeira pessoa do singular, a despedida para si mesmo/diário e assinatura (opcional).

Slide Plano Aula

Orientações:

1. Projete o slide e imprima o seu conteúdo. Disponível no link abaixo.
2. Distribua o material: o texto lido, o decalque, cola e tesoura.
3. Oriente os alunos a ler o texto com muita atenção, recortar as partes que o constituem e a colá-las no campo correto do decalque.

4. Indague como eles farão para determinar os elementos essenciais do gênero diário. Quais serão estes critérios?

  • Há data?
  • Onde está o espaço para o vocativo?
  • Quais partes do texto pertencem ao “corpo” do texto?
  • Onde está o “corpo” do texto?
  • E a despedida?
  • Há assinatura? (opcional)

É esperado que não identifiquem os elementos data e assinatura no texto trabalhado, haja vista a liberdade de cada escritor ao escrever seu diário, contando os fatos como quer, na ordem que deseja. É importante ressaltar que a silhueta contendo a despedida e assinatura é reconhecida socialmente, porém, existem muitas variações.

5. Circule pelas duplas, observando e realizando intervenções.

Material complementar:

Atividade para impressão: Decalque e texto

Resolução da atividade

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Projete o slide e reproduza-o no quadro ou faça uma extensão ao cartaz de apoio.
  • Finalize a aula refletindo sobre as questões colocadas no slide, recapitulando as características do gênero diário, sua formatação e diagramação.
Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 3º ano :

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 3º ano:

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF03LP17 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano