13397
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Leitura de poesias

POR: Danielle Moreira de Oliveira 15/12/2018
Código: EDI2_23UND02

Creche / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI02EF03) Demonstrar interesse e atenção ao ouvir a leitura de histórias e outros textos, diferenciando escrita de ilustrações, e acompanhando, com orientação do adulto-leitor, a direção da leitura (de cima para baixo, da esquerda para a direita).

(EI02EF08) Manipular textos e participar de situações de escuta para ampliar seu contato com diferentes gêneros textuais (parlendas, histórias de aventura, tirinhas, cartazes de sala, cardápios, notícias etc.).

(EI02CG05) Desenvolver progressivamente as habilidades manuais, adquirindo controle para desenhar, pintar, rasgar, folhear, entre outros.

Plano de atividades de Educação Infantil com atividades para Crianças bem Pequenas sobre ampliação de contato com diferentes gêneros textuais

Resumo

ilustracao

Nesta atividade, as crianças vão escolher as poesias favoritas, levantar hipóteses sobre o conteúdo e recitar.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para realização desta atividade, é necessário que as crianças já conheçam algumas poesias, que irão para a roda de leitura. Caso você ainda não tenha trabalhado com esse tipo de texto, inclua essa prática em sua rotina para seguir com a realização desta proposta. Este plano faz parte de uma sequência de cinco. São eles:

Conhecendo novas parlendas 

Leitura de poesias 

Brincando com rimas

Preparando um recital de poesias

Gravando um recital de poesias 

Materiais:

Escolha previamente diferentes livros de poesias, em quantidade suficiente para os pequenos grupos,com boas ilustrações, para apreciação das imagens, e antecipação das poesias pelas crianças. Alguns podem já fazer parte do repertório de poesias conhecidas pelas crianças. Uma boa indicação é o livro “A arca de Noé”, de Vinícius de Moraes. Separe um cesto para organizar os livros e tapetes e/ou almofadas para compor o espaço onde será realizada a atividade. Separe também papéis, materiais riscantes, livros para manuseio, jogos de encaixe e outros que você preferir, que serão utilizados pelas crianças que não estarão na roda leitura.

Espaços:

A atividade pode ser realizada na própria sala. Organize um espaço com tapetes e almofadas, para que as crianças se sintam confortáveis. Organize também outras atividades como desenho livre, manuseio de livros e jogos de encaixe, que serão realizadas pelas outras crianças enquanto o professor está com opequeno grupo.Se possível peça a colaboração de outro adulto da escola, para que acompanhe as crianças nas outras propostas, enquanto você e o pequeno grupo estiverem realizando a leitura das poesias. Caso não seja possível, planeje o espaço e as demais propostas para que as crianças possam ter autonomia em suas ações.

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora.

Perguntas para guiar suas observações:

1. De que forma as crianças se relacionam com as ilustrações, tanto durante a conversa com o professor como no manuseio dos livros? Utilizam-nas para antecipar o texto ou levantar hipóteses, por exemplo?

2. Durante a leitura, como interagem com texto? Que tipo de linguagem utilizam? Elas se manifestam por meio da fala, expressões faciais e/ou de movimentos com o corpo (apontando, pulando, imitando bichos e/ou objetos)? Quais?

3. De que maneira as crianças manuseiam os livros? Sua forma de explorá-los demonstra quais aprendizagens relacionadas ao comportamento leitor?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Observe as diversas formas que as crianças se expressam. As menores podem utilizar o corpo e gestos com intenção comunicativa. Traduza esses movimentos em palavras. Acolha e apoie todos os tipos de linguagem.

O que fazer durante?

1

Conte para as crianças que hoje vocês farão leitura de poesias em pequenos grupos (de três a cinco crianças). Faça alguns combinados, para que elas indiquem critérios para compor o conjunto, e outros para que todos sejam responsáveis pelo bom funcionamento da proposta. Diga que enquanto um grupo está com você, as outras crianças farão uma atividade delivre escolha nos outros espaços da sala. Apresente para as crianças os cantos de desenho livre com papéis e materiais riscantes; o de manuseio de livros; o de jogo de encaixes ou outros que você preferir. Algumas podem se dirigir ao espaço de livre escolha, outras podem ficar atentas a você e outras já vão em direção ao canto com os livros. Observe e utilize essa indicações para atender às preferências delas.


2

Organize os grupos de crianças, considerando as preferências delas por espaços e materiais. Os grupos farão um rodízio até que todos tenham participado da leitura de poesias. Convide primeiro as que estão mais próximas a você e agrupe-as por uma parlenda de escolher. Convide opequeno grupo a se sentar em roda e mostre os livros de poesias que estão no cesto.Disponibilize os livros para que as crianças os manuseiem livremente nesse primeiro momento. Observe como interagem com eles e com o grupo. Observe também como seguram as obras, se conseguem folheá-las e se fazem considerações sobre as imagens apontando, falando, balbuciando etc. Acompanhe o que comunicam nesse momento e permita que as crianças manuseiem os materiais autonomamente, respeitando o interesse delas.

Possíveis falas o professor neste momento: Hoje eu trouxe alguns livros de poesias para a gente ler. Há alguns livros que vocês já conhecem. Lembram-se deste que lemos outro dia? Vocês se lembram sobre o que se trata essa poesia? Esse daqui a gente ainda não conhece.

3

Converse sobre as poesias que estão nos livros. Deixe que as crianças encontrem as que já são conhecidas, tanto pela ilustração como pelo título e relembrem-nas de alguns trechos. Pergunte quais chamam a atenção durante o manuseio e peça que escolham duas ou três poesias preferidas. Ajude as crianças a pensar nos critérios de seleção, caso elas tenham dúvida. Escute o que falam, fazendo perguntas que ajudem nessa comunicação, no levantamento de hipóteses e possíveis antecipações sobre a poesia. Indague qual elas acreditam ser o conteúdo das poesias escolhidas. Acolha todas as formas de comunicação, incentivando a participação de todo mundo. Respeite e apoie as escolhas da turma. Se necessário, faça uma votação.

Possíveis ações da criança neste momento: Elas podem expressar suas escolhaspor meio do corpo, falando ou apontando, fazendo diferentes expressões faciais, imitando objetos e/ou bichinhos. Acolha e considere as hipóteses. Verbalize o que elas expressam.

Possíveis falas do professor neste momento: Ah, você acha que essa poesia trata de um menino? Por que você acha isso? Ah, é por que tem um menino na imagem! É essa que você escolhe? Olha, essa aqui é aquela com a qual você tomou um susto. É a da foca!


4

Diga que agora é a hora da leitura. Primeiro, leia o título apontando com o dedo. Faça isso de forma clara, sem fazer adequações vocabulares. Manuseie o livro de maneira que as crianças consigam visualizar o texto. Cuide da entonação e do ritmo durante a leitura, pois esse é um aspecto muito importante para a leitura de poesias em voz alta. Note se as crianças percebem a beleza desse tipo de texto, como as palavras rimam, a sonoridade dos versos etc. E chame a atenção delas para esses aspectos, procurando brincar com as palavras e as rimas.

of>Possíveis ações e falas da criança neste momento: Durante a leitura, as crianças podem interagir por meio de reações e questionamentos sobre o que está acontecendo na poesia: O menino é azul?; “Eu não sou azul!

Por conta da faixa etária das crianças e do próprio ritmo que as poesias trazem, é possível que algumas queiram levantar, circular, movimentar o corpo e voltar à roda. Considere que esse comportamento é uma forma de demonstração de interesse e acolha a iniciativa, cuidando para que elas não se dispersem. Escute e apoie as considerações. Combine que, ao término da atividade, voltarão a conversar mais sobre isso e retome a leitura das poesias.


5

Após a leitura de cada poesia, retome as hipóteses levantadas pelas crianças. Converse com elas sobre o que anteciparam, fazendo comparações com o texto. A ideia é brincar com as hipóteses da turma diante do conhecimento do texto após a leitura e não conferir ou categorizar como certo ou errado o que foi falado ou apontado antes da leitura. As crianças podem pedir para você ler a poesia de novo. Algumas podem verbalizar isso, outras podem apontar, levantar, querer pegar o livro. Fique atento a essas manifestações e perceba o que elas querem comunicar.

Possíveis falas do professor neste momento: A gente adivinhou sobre o que trata a poesia? Vamos lembrar das ideias que tivemos antes de ler? Vou ler novamente. Nossa, vocês viram que engraçado, a gente imaginava que essa poesia era totalmente diferente. Bem que vocês disseram que essa poesia era sobre a bola, né?


6

Proponha que as crianças recitem as poesias coletivamente. Se as crianças escolheram poesias não conhecidas, elas podem não se lembrar do texto, por ser o primeiro contato com ele. Apoie-as nesse momento. Leia-o novamente, sugerindo que recitem junto com você, ou retome algumas poesias conhecidas para que recitem em pares. As crianças podem recitar as que são conhecidas em forma de canção. Considere as iniciativas das crianças e relembre outras que já fazem parte do repertório delas. Elas também podem propor formas diferentes e divertidas de recitar os textos. Aproveite as ideias que surgirem e sugira algumas, apenas para inspirar que brinquem com a recitação, por exemplo: propor algumas brincadeiras de recitar bem devagar, bem rápido, bem baixinho, fazendo uma voz grossa ou fininha.

Possíveis ações da criança neste momento: Ao recitar as poesias, pode ser que alguma criança não participe. Respeite e chame-a para recitar com você, com outra criança, mas não é necessário obrigá-la a isso. Respeite o seu tempo, pois algumas crianças podem ficar só observando.

Possíveis falas do professor neste momento: Você prefere cantar? Podemos cantar também. O que acha de cantarmos todos juntos? Quem quer recitar a poesia da porta? Eu vou junto com vocês. Será que conseguimos recitar mais rápido? Vamos tentar?


Para finalizar:

Convide as crianças para pegar um dos livros que preferem e escolher um lugar ou cantinho para deitarem, se sentarem, ficarem de maneira confortável. Deixe que leiam e folheiem o livro individualmente por um tempo. Pode ser que alguém se levante e se dirija para alguma atividade de livre escolha. Respeite a decisão. Avise que em cinco minutos a atividade vai terminar. Passado os cinco minutos, cante uma música, que a turma conheça, sinalizando que essa atividade terminou. Enquanto vocês cantam, convide o grupo a deixar os livros organizados para o próximo grupo. Você pode sugerir que coloque-os no cesto de forma divertida, por exemplo, imitando algum bichinho. Convide o próximo grupo para a roda e repita as orientações, sempre considerando o ritmo dos grupos. Organize o tempo de revezamento entre eles.

Desdobramentos

Caso você queira repetir a atividade, para ampliar as oportunidades de contato com a poesia no dia a dia do grupo, utilize esse gênero nas rodas de leituras diárias. Uma variação possível é que os grupos leiam, da maneira deles, as poesias escolhidas para as outras crianças. Você também pode agrupar crianças de idades diferentes para que se apoiem mutuamente, de forma que as maiores ajudem as crianças menores. Outra ideia é propor que cada grupo escolha uma poesia. O professor, em seguida, lerá para todo o grupoas várias poesias escolhidas.

Engajando as famílias

Monte no corredor ou na própria sala um cantinho com poesias. Sugestão de título: “Leia uma poesia em família”. Comunique, por meio de um bilhete para as famílias, que as crianças estão participando de momentos de leitura de poesias e que há um espaço para que elas leiam junto com as crianças. Esse cantinho estará disponível nos momentos de entrada e saída. Convide as famílias a participar.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor:  Danielle Moreira de Oliveira Barroso

Mentora: Nilcileni Aparecida Ebani Brambilla

Especialista do subgrupo etário: Karina Rizek

Sugestão de idade: 3 anos a 3 anos e 11 meses

Campos de Experiência: Escuta, fala, pensamento e imaginação; corpo, gestos e movimentos.

Objetivos e códigos da Base
Centrais:

(EI02EF03) Demonstrar interesse e atenção ao ouvir a leitura de histórias e outros textos, diferenciando escrita de ilustrações, e acompanhando, com orientação do adulto-leitor, a direção da leitura (de cima para baixo, da esquerda para a direita).

(EI02EF08) Manipular textos e participar de situações de escuta para ampliar seu contato com diferentes gêneros textuais (parlendas, histórias de aventura, tirinhas, cartazes de sala, cardápios, notícias etc.).

Transversal:

(EI02CG05) Desenvolver progressivamente as habilidades manuais, adquirindo controle para desenhar, pintar, rasgar, folhear, entre outros.

Abordagem didática: O trabalho com poesias e parlendas ajuda a sensibilizar as crianças em relação ao mundo cultural e suas diversas formas de expressão. É importante que os professores ofereçam textos poéticos de maneira acolhedora e desafiadora, envolvendo as crianças na beleza das palavras e na estrutura desses tipos de textos. São várias as estratégias para desenvolver as atividades: trabalhar com títulos ou com partes dos textos, conversar para colocar as ideias em confronto e destacar rimas e aliterações, entre outras.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

facebook-color pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

OUTRAS ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes