14893
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 5º ano > Oralidade

Plano de aula - Planejamento de resenha crítica digital

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 5º ano do EF sobre Planejamento de resenha crítica digital

Plano 11 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Rosemary Aparecida Da Silva

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é décima primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Resenha crítica / Vlog infantil de crítica e no campo de atuação Vida cotidiana / Vida pública / Todos os campos. A aula faz parte do módulo de Oralidade. Nesta aula será utilizado um Vlog de crítica a ao livro O orfanato da Senhorita Peregrine para crianças peculiares. O foco desta aula é o planejamento de uma resenha crítica para ser apresentada em uma gravação de vídeo ou áudio. É importante retomar o conhecimento sobre a forma de composição do gênero da resenha crítica que é um texto argumentativo em que o autor apresenta o material resenhado, faz uma crítica e o recomenda ou o rejeita. A resenha crítica apresenta uma análise e um julgamento do produto, com o objetivo de convencer o leitor/espectador a conhecer ou não, na íntegra, a obra resenhada.

Assistir a Vlogs publicados em sites na internet possibilita que o aluno se familiarize com gêneros textuais que circulam fora do ambiente escolar, reconheça o vlog como um espaço de divulgação de ideias e formação de opinião dos espectadores, desenvolva sua criticidade para se posicionar criticamente em diferentes situações em seu cotidiano. Observar como a apresentadora expõe sua opinião, o cenário, a organização de sua fala, a utilização de imagens, a escolha do vocabulário, além dos aspectos próprios dos gêneros orais, como aspectos paralinguísticos (tom de voz, ritmo da fala, pausas, risos, suspiros) e aspectos cinésicos (postura corporal, gestos, expressões faciais), instrumentaliza o aluno para que possa planejar sua resenha crítica para ser divulgada em meio digital.

De acordo com a BNCC, é importante que o aluno, além de consumir de produtos digitais, também os crie de forma ética, crítica, reflexiva e significativa, nas diferentes práticas sociais.

Materiais necessários: Telão, computador com acesso à internet, TV. Se não for possível utilizar computador com acesso à internet durante a aula, é possível baixar o vídeo antecipadamente, gravá-lo em pen drive e exibi-lo em um aparelho de TV.

Informações sobre o gênero: Vlog é um videoblog, um blog em formato de vídeo em que o autor fala de assuntos variados e depois o vlogueiro ou vlogger hospeda o vídeo em sites na internet. O trabalho com gêneros orais na escola é fundamental para que o aluno compreenda os diferentes contextos e situações sociais em que se produz textos orais, desde textos informais como pedido de informações, rodas de conversa, até os mais formais como seminários. Assim como os textos escritos, os gêneros apresentados em meio de produção sonoro apresentam uma comunicação multimodal, como tons da fala, expressões faciais, gestos, direção do olhar, indispensáveis à construção do sentido do texto oral.

Dificuldades antecipadas: Os alunos podem apresentar dificuldade para desenvolver o planejamento da resenha crítica oral e aplicar o conhecimento de que a resenha crítica oral precisa ser planejada. Planejar a expressão facial e corporal e linguagem que contribuem para a construção do sentido do texto na resenha crítica oral.

Referências sobre o assunto:

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular: Educação é a base. Brasília, DF, 2017. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2018.

MARCUSCHI, Beth. Avaliação em língua portuguesa: contribuições para prática pedagógica. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. 144p. Disponível em: <http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/8.pdf>. Acesso em 01 nov. 2018.

MARCUSCHI, Luiz Antonio. Fala e escrita. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. 208p. Disponível em: <http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/29.pdf>. Acesso em 24 out. 2018.

ROJO, Roxane. As relações entre fala e escrita: mitos e perspectivas. Belo Horizonte: Ceale, 2006. 60 p. Disponível em:

<http://www.ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/files/uploads/Col.%20Alfabetiza%C3%A7%C3%A3o%20e%20Letramento/Col%20Alf.Let.%2013%20Relacoes_Fala_Escrita.pdf>. Acesso em 01 nov. 2018.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações:

  • Explique aos alunos que, nesta aula, eles farão o planejamento de uma resenha crítica para ser gravada em vídeo ou áudio.
  • Convide os alunos a assistirem a uma resenha crítica publicada em um Vlog de crítica e observarem como a apresentadora expressa suas ideias.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações:

  • Organize os alunos em duplas para facilitar a troca de ideias entre eles durante a aula.
  • Fale para os alunos que esta aula tem início com a exibição de um vídeo que apresenta uma resenha crítica sobre o livro O Orfanato da Senhorita Peregrine para Crianças Peculiares.
  • Antes de iniciar a exibição do vídeo, retome com os alunos o que é uma resenha crítica: gênero textual em que o autor faz uma apresentação, uma análise e um julgamento de um produto cultural como filme, livro, programa de TV, série, brinquedo para indicar ou refutar o produto objeto da resenha crítica.
  • Converse com a turma sobre a função social desse gênero textual (apresentar um produto para que o leitor da resenha crítica escrita ou espectador da resenha crítica oral se convença ou não a conhecer, na íntegra, a obra resenhada).
  • Oriente os alunos a observarem o cenário em que a apresentadora gravou o vídeo, a forma como ela fala, gestos, postura, expressões faciais, direção do olhar, escolha do vocabulário por ela utilizado e também os argumentos favoráveis e desfavoráveis ao livro, se a apresentadora recomenda ou refuta o livro.
  • Convide a turma para assistir ao vídeo e observar a fala planejada da apresentadora.

Materiais complementares:

Vídeo sobre o livro O Orfanato da Senhorita Peregrine para Crianças Peculiares (5’40’’) está disponível aqui.

PERAZIO, Mariana. Resenha: O Orfanato da Stra. Peregrine para Crianças Peculiares - Ransom Riggs. 2013. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=_RO6zoOTApo>.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações:

  • Mantenha a organização dos alunos em duplas para facilitar a troca de ideias entre eles durante a aula.
  • Retome com os alunos a importância do planejamento da fala antes de gravar o vídeo, pois durante o planejamento é possível: prever o tempo de duração do vídeo; pensar no público para o qual a resenha crítica em vídeo será feita e escolher o vocabulário adequado; organizar a sequência da fala, contemplando a apresentação do produto resenhado, argumentos favoráveis e desfavoráveis, indicação ou refutação; escolher as imagens e o cenário que serão utilizados no vídeo; planejar como vai falar, os gestos, as expressões faciais. Enfim, é importante refletir sobre a escrita e sobre a forma de apresentação ao gravar o que foi planejado.
  • Explique aos alunos que eles farão o planejamento de uma resenha crítica. O principal objetivo da aula será organizar as ideias, ou seja, o conteúdo da resenha crítica em um roteiro escrito para que a resenha possa ser gravada na próxima aula.
  • Retome com os alunos a função da resenha crítica (convencer o leitor/espectador a conhecer ou não, na íntegra a obra resenhada). A resenha crítica publicada em Vlog atinge um grande número de espectadores que gostam de acessar material que circula em meio digital, espaço de divulgação de ideias e formação de opinião.
  • Converse sobre a proposta para que produzam uma resenha crítica para ser gravada em vídeo/áudio e posteriormente apresentada aos alunos de outras turmas na escola. Se a escola tiver um blog ou site, aproveite para divulgar os vídeos também nesses espaços.
  • Oriente os alunos a escolherem produto dirigido a eles para ser resenhado (livro, filme, HQ, programa de televisão, brinquedo, série). É necessário que o produto escolhido seja conhecido pelos dois componentes da dupla para que seja possível a troca de ideias e negociação de argumentos e do que será escrito para depois ser gravado.
  • A partir da reflexão da resenha crítica assistida, apresente o roteiro de planejamento projetado no telão ou impresso, se preferir. Caso a turma queira incluir algum item não contemplado no roteiro acima, é importante acrescentar as sugestões que a turma considerar importantes no planejamento.
  • As duplas precisam definir para quem será feito o vídeo: crianças pequenas, crianças maiores ou adolescentes, pois, a partir da definição do público a quem se destina a resenha crítica, outras escolhas serão feitas, como o material a ser resenhado e a linguagem utilizada na resenha crítica, por exemplo.
  • É importante que o material resenhado seja algo do campo de interesse do público a quem se dirige a resenha crítica.
  • É necessário que o planejamento considere um tempo de vídeo de 5 minutos, aproximadamente, e que haja clareza no conteúdo que será exposto pelos alunos nos vídeos.
  • A apresentação do material é importante para que o espectador tenha uma ideia do material resenhado e depois procure conhecer a obra na íntegra, se desejar. Apresentação do material, argumentos favoráveis e desfavoráveis, indicação ou refutação da obra são partes da estrutura composicional do gênero resenha crítica, tanto escrita quanto oral.
  • A construção da argumentação é necessária para que o texto cumpra a função de convencer o espectador a conhecer na íntegra a obra resenhada. Além disso, é uma oportunidade para o aluno aprimorar sua capacidade argumentativa, expressar sua opinião de forma ética e reflexiva e desenvolver sua criticidade.
  • Tudo o que foi planejado será oralizado no vídeo, por isso é necessário planejar como dizer o que está planejado: escolha do registro linguístico (vai utilizar uma oralidade mais formal ou mais informal), expressões faciais e gestos que podem ser feitos durante a gravação, entonação da voz, apresentador em pé ou sentado, cenário da gravação, figurino do apresentador, se for o caso.
  • Se as duplas forem utilizar alguma imagem (ou trecho de filme, se for o caso), é importante selecionar o que pretende utilizar.
  • As duplas podem combinar quem vai falar cada trecho da resenha crítica para que possam ensaiar a fala.
  • A gravação dos vídeos pode ser feita pelos próprios alunos (uma dupla grava a outra).
  • Oriente que os alunos façam o registro do planejamento no caderno ou na folha impressa, se você optou por imprimi-la.
  • Durante a realização da atividade, circule pela sala, acompanhe as discussões das duplas e verifique se estão contemplando a forma de composição do gênero resenha crítica. Se for necessário, oriente cada dupla a completar ou refazer trechos do planejamento. Evite dizer dizer que está errado o que fizeram, prefira convidá-los a pensar junto com você sobre as partes que compõem uma resenha crítica, relembre trechos do vídeo para exemplificar a sua intervenção. Se necessário, apresente novamente algum trecho vídeo que possa ajudar os alunos a planejarem melhor seu texto que será gravado.
  • Dê um tempo para os alunos ensaiarem a fala que será gravada. Conforme as duplas forem terminando o planejamento, podem iniciar o ensaio.
  • Proponha, na aula anterior à da gravação, que as duplas assistam ao ensaio dos colegas (uma dupla assiste à fala da outra) para que possam contribuir dando sugestões. Esse momento é importante porque permite que os alunos conheçam, antes de fazer o vídeo ou o áudio, como o espectador está recebendo seu texto. Dessa forma, a partir das observações dos colegas, podem melhorar o texto e sua forma de expressar-se oralmente. Além disso, a gravação exigirá menos tempo porque os alunos estarão mais seguros e isso evitará pausas e retomadas das gravações. Acompanhe os ensaios, observe e oriente os alunos quanto aos aspectos paralinguísticos (tom de voz, ritmo da fala, pausas, risos, suspiros) e aspectos cinésicos (postura corporal, gestos, expressões faciais), responsáveis pela construção do sentido de textos orais.

Materiais complementares:

Clique aqui para imprimir o roteiro de planejamento da resenha crítica.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Convide os alunos a pensarem sobre os conhecimentos foram colocados em prática para o planejamento da resenha crítica para ser gravada em vídeo ou áudio. Espera-se que os alunos compreendam a necessidade de planejar o conteúdo que será abordado e de contar com o auxílio de textos escritos - leitura/pesquisa, anotações, roteiros - mesmo em textos orais.
  • Oriente que os alunos façam o registro no caderno para que possam utilizar as anotações em outras aulas, durante o planejamento de outros textos.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é décima primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Resenha crítica / Vlog infantil de crítica e no campo de atuação Vida cotidiana / Vida pública / Todos os campos. A aula faz parte do módulo de Oralidade. Nesta aula será utilizado um Vlog de crítica a ao livro O orfanato da Senhorita Peregrine para crianças peculiares. O foco desta aula é o planejamento de uma resenha crítica para ser apresentada em uma gravação de vídeo ou áudio. É importante retomar o conhecimento sobre a forma de composição do gênero da resenha crítica que é um texto argumentativo em que o autor apresenta o material resenhado, faz uma crítica e o recomenda ou o rejeita. A resenha crítica apresenta uma análise e um julgamento do produto, com o objetivo de convencer o leitor/espectador a conhecer ou não, na íntegra, a obra resenhada.

Assistir a Vlogs publicados em sites na internet possibilita que o aluno se familiarize com gêneros textuais que circulam fora do ambiente escolar, reconheça o vlog como um espaço de divulgação de ideias e formação de opinião dos espectadores, desenvolva sua criticidade para se posicionar criticamente em diferentes situações em seu cotidiano. Observar como a apresentadora expõe sua opinião, o cenário, a organização de sua fala, a utilização de imagens, a escolha do vocabulário, além dos aspectos próprios dos gêneros orais, como aspectos paralinguísticos (tom de voz, ritmo da fala, pausas, risos, suspiros) e aspectos cinésicos (postura corporal, gestos, expressões faciais), instrumentaliza o aluno para que possa planejar sua resenha crítica para ser divulgada em meio digital.

De acordo com a BNCC, é importante que o aluno, além de consumir de produtos digitais, também os crie de forma ética, crítica, reflexiva e significativa, nas diferentes práticas sociais.

Materiais necessários: Telão, computador com acesso à internet, TV. Se não for possível utilizar computador com acesso à internet durante a aula, é possível baixar o vídeo antecipadamente, gravá-lo em pen drive e exibi-lo em um aparelho de TV.

Informações sobre o gênero: Vlog é um videoblog, um blog em formato de vídeo em que o autor fala de assuntos variados e depois o vlogueiro ou vlogger hospeda o vídeo em sites na internet. O trabalho com gêneros orais na escola é fundamental para que o aluno compreenda os diferentes contextos e situações sociais em que se produz textos orais, desde textos informais como pedido de informações, rodas de conversa, até os mais formais como seminários. Assim como os textos escritos, os gêneros apresentados em meio de produção sonoro apresentam uma comunicação multimodal, como tons da fala, expressões faciais, gestos, direção do olhar, indispensáveis à construção do sentido do texto oral.

Dificuldades antecipadas: Os alunos podem apresentar dificuldade para desenvolver o planejamento da resenha crítica oral e aplicar o conhecimento de que a resenha crítica oral precisa ser planejada. Planejar a expressão facial e corporal e linguagem que contribuem para a construção do sentido do texto na resenha crítica oral.

Referências sobre o assunto:

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular: Educação é a base. Brasília, DF, 2017. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2018.

MARCUSCHI, Beth. Avaliação em língua portuguesa: contribuições para prática pedagógica. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. 144p. Disponível em: <http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/8.pdf>. Acesso em 01 nov. 2018.

MARCUSCHI, Luiz Antonio. Fala e escrita. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. 208p. Disponível em: <http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/29.pdf>. Acesso em 24 out. 2018.

ROJO, Roxane. As relações entre fala e escrita: mitos e perspectivas. Belo Horizonte: Ceale, 2006. 60 p. Disponível em:

<http://www.ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/files/uploads/Col.%20Alfabetiza%C3%A7%C3%A3o%20e%20Letramento/Col%20Alf.Let.%2013%20Relacoes_Fala_Escrita.pdf>. Acesso em 01 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações:

  • Explique aos alunos que, nesta aula, eles farão o planejamento de uma resenha crítica para ser gravada em vídeo ou áudio.
  • Convide os alunos a assistirem a uma resenha crítica publicada em um Vlog de crítica e observarem como a apresentadora expressa suas ideias.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações:

  • Organize os alunos em duplas para facilitar a troca de ideias entre eles durante a aula.
  • Fale para os alunos que esta aula tem início com a exibição de um vídeo que apresenta uma resenha crítica sobre o livro O Orfanato da Senhorita Peregrine para Crianças Peculiares.
  • Antes de iniciar a exibição do vídeo, retome com os alunos o que é uma resenha crítica: gênero textual em que o autor faz uma apresentação, uma análise e um julgamento de um produto cultural como filme, livro, programa de TV, série, brinquedo para indicar ou refutar o produto objeto da resenha crítica.
  • Converse com a turma sobre a função social desse gênero textual (apresentar um produto para que o leitor da resenha crítica escrita ou espectador da resenha crítica oral se convença ou não a conhecer, na íntegra, a obra resenhada).
  • Oriente os alunos a observarem o cenário em que a apresentadora gravou o vídeo, a forma como ela fala, gestos, postura, expressões faciais, direção do olhar, escolha do vocabulário por ela utilizado e também os argumentos favoráveis e desfavoráveis ao livro, se a apresentadora recomenda ou refuta o livro.
  • Convide a turma para assistir ao vídeo e observar a fala planejada da apresentadora.

Materiais complementares:

Vídeo sobre o livro O Orfanato da Senhorita Peregrine para Crianças Peculiares (5’40’’) está disponível aqui.

PERAZIO, Mariana. Resenha: O Orfanato da Stra. Peregrine para Crianças Peculiares - Ransom Riggs. 2013. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=_RO6zoOTApo>.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações:

  • Mantenha a organização dos alunos em duplas para facilitar a troca de ideias entre eles durante a aula.
  • Retome com os alunos a importância do planejamento da fala antes de gravar o vídeo, pois durante o planejamento é possível: prever o tempo de duração do vídeo; pensar no público para o qual a resenha crítica em vídeo será feita e escolher o vocabulário adequado; organizar a sequência da fala, contemplando a apresentação do produto resenhado, argumentos favoráveis e desfavoráveis, indicação ou refutação; escolher as imagens e o cenário que serão utilizados no vídeo; planejar como vai falar, os gestos, as expressões faciais. Enfim, é importante refletir sobre a escrita e sobre a forma de apresentação ao gravar o que foi planejado.
  • Explique aos alunos que eles farão o planejamento de uma resenha crítica. O principal objetivo da aula será organizar as ideias, ou seja, o conteúdo da resenha crítica em um roteiro escrito para que a resenha possa ser gravada na próxima aula.
  • Retome com os alunos a função da resenha crítica (convencer o leitor/espectador a conhecer ou não, na íntegra a obra resenhada). A resenha crítica publicada em Vlog atinge um grande número de espectadores que gostam de acessar material que circula em meio digital, espaço de divulgação de ideias e formação de opinião.
  • Converse sobre a proposta para que produzam uma resenha crítica para ser gravada em vídeo/áudio e posteriormente apresentada aos alunos de outras turmas na escola. Se a escola tiver um blog ou site, aproveite para divulgar os vídeos também nesses espaços.
  • Oriente os alunos a escolherem produto dirigido a eles para ser resenhado (livro, filme, HQ, programa de televisão, brinquedo, série). É necessário que o produto escolhido seja conhecido pelos dois componentes da dupla para que seja possível a troca de ideias e negociação de argumentos e do que será escrito para depois ser gravado.
  • A partir da reflexão da resenha crítica assistida, apresente o roteiro de planejamento projetado no telão ou impresso, se preferir. Caso a turma queira incluir algum item não contemplado no roteiro acima, é importante acrescentar as sugestões que a turma considerar importantes no planejamento.
  • As duplas precisam definir para quem será feito o vídeo: crianças pequenas, crianças maiores ou adolescentes, pois, a partir da definição do público a quem se destina a resenha crítica, outras escolhas serão feitas, como o material a ser resenhado e a linguagem utilizada na resenha crítica, por exemplo.
  • É importante que o material resenhado seja algo do campo de interesse do público a quem se dirige a resenha crítica.
  • É necessário que o planejamento considere um tempo de vídeo de 5 minutos, aproximadamente, e que haja clareza no conteúdo que será exposto pelos alunos nos vídeos.
  • A apresentação do material é importante para que o espectador tenha uma ideia do material resenhado e depois procure conhecer a obra na íntegra, se desejar. Apresentação do material, argumentos favoráveis e desfavoráveis, indicação ou refutação da obra são partes da estrutura composicional do gênero resenha crítica, tanto escrita quanto oral.
  • A construção da argumentação é necessária para que o texto cumpra a função de convencer o espectador a conhecer na íntegra a obra resenhada. Além disso, é uma oportunidade para o aluno aprimorar sua capacidade argumentativa, expressar sua opinião de forma ética e reflexiva e desenvolver sua criticidade.
  • Tudo o que foi planejado será oralizado no vídeo, por isso é necessário planejar como dizer o que está planejado: escolha do registro linguístico (vai utilizar uma oralidade mais formal ou mais informal), expressões faciais e gestos que podem ser feitos durante a gravação, entonação da voz, apresentador em pé ou sentado, cenário da gravação, figurino do apresentador, se for o caso.
  • Se as duplas forem utilizar alguma imagem (ou trecho de filme, se for o caso), é importante selecionar o que pretende utilizar.
  • As duplas podem combinar quem vai falar cada trecho da resenha crítica para que possam ensaiar a fala.
  • A gravação dos vídeos pode ser feita pelos próprios alunos (uma dupla grava a outra).
  • Oriente que os alunos façam o registro do planejamento no caderno ou na folha impressa, se você optou por imprimi-la.
  • Durante a realização da atividade, circule pela sala, acompanhe as discussões das duplas e verifique se estão contemplando a forma de composição do gênero resenha crítica. Se for necessário, oriente cada dupla a completar ou refazer trechos do planejamento. Evite dizer dizer que está errado o que fizeram, prefira convidá-los a pensar junto com você sobre as partes que compõem uma resenha crítica, relembre trechos do vídeo para exemplificar a sua intervenção. Se necessário, apresente novamente algum trecho vídeo que possa ajudar os alunos a planejarem melhor seu texto que será gravado.
  • Dê um tempo para os alunos ensaiarem a fala que será gravada. Conforme as duplas forem terminando o planejamento, podem iniciar o ensaio.
  • Proponha, na aula anterior à da gravação, que as duplas assistam ao ensaio dos colegas (uma dupla assiste à fala da outra) para que possam contribuir dando sugestões. Esse momento é importante porque permite que os alunos conheçam, antes de fazer o vídeo ou o áudio, como o espectador está recebendo seu texto. Dessa forma, a partir das observações dos colegas, podem melhorar o texto e sua forma de expressar-se oralmente. Além disso, a gravação exigirá menos tempo porque os alunos estarão mais seguros e isso evitará pausas e retomadas das gravações. Acompanhe os ensaios, observe e oriente os alunos quanto aos aspectos paralinguísticos (tom de voz, ritmo da fala, pausas, risos, suspiros) e aspectos cinésicos (postura corporal, gestos, expressões faciais), responsáveis pela construção do sentido de textos orais.

Materiais complementares:

Clique aqui para imprimir o roteiro de planejamento da resenha crítica.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações:

  • Convide os alunos a pensarem sobre os conhecimentos foram colocados em prática para o planejamento da resenha crítica para ser gravada em vídeo ou áudio. Espera-se que os alunos compreendam a necessidade de planejar o conteúdo que será abordado e de contar com o auxílio de textos escritos - leitura/pesquisa, anotações, roteiros - mesmo em textos orais.
  • Oriente que os alunos façam o registro no caderno para que possam utilizar as anotações em outras aulas, durante o planejamento de outros textos.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Oralidade do 5º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF05LP13 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF05LP21 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano