Compartilhe:

Jornalismo

Ilustração: Victor Malta
Ilustração: Victor Malta

É um fenômeno meteorológico caracterizado pela presença de ar frio nas regiões mais próximas à superfície, diferentemente do que ocorrre em dias normais. Como as camadas mais elevadas também são frias, forma-se uma faixa quente intermediária. Por ser mais leve que o ar frio, o quente fica em uma área superior, impedindo a dispersão de poluentes. A ausência de ventos e de chuvas agrava a inversão térmica, pois dificulta ainda mais essa dispersão. Veja a comparação entre um dia normal e um dia em que ocorre a inversão térmica na ilustração acima.


Consultoria Emerson Galvani, professor de Climatologia do Departamento de Geografia da USP, e Luiz Cavalcanti, chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Pergunta enviada por Maria das Graças de Abrantes, São João do Rio de Peixe, PB

continuar lendo

Veja mais sobre

Últimas notícias