15763
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 6º ano > Produção de textos

Plano de aula - Produção de uma entrevista escrita

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 6º ano do EF sobre Produção de uma entrevista escrita

Plano 14 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Carolina Cristovão De Macedo

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é décima quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero entrevista e no campo de atuação jornalístico/midiático. A aula faz parte do módulo de produção de texto.

Materiais necessários: Laboratório de informática com acesso à internet; fones de ouvido; material elaborado e recolhido pelos alunos previamente (planejamento da entrevista, arquivo em áudio ou vídeo (e suporte para sua reprodução), arquivos de imagens, anotações etc.); projetor multimídia.

Informações sobre o gênero: A entrevista é um gênero de caráter interacional, geralmente entre duas pessoas, organizado em turnos com uma pequena introdução sobre o entrevistado e o tema. O intercâmbio pode ser registrado em áudio e/ou vídeo e assim ser exibido (nos suportes em que a linguagem audiovisual é permitida), ou ser posteriormente transcrito e editado para publicação por escrito. A entrevista ainda pode ser feita com a interação já por escrito (por e-mail, por exemplo). O objetivo desse gênero é obter informações sobre a pessoa entrevistada ou sobre um tema/fato que a envolva.

Para mais informações sobre o gênero: MEDINA, C. Entrevista: O diálogo possível. São Paulo: Ática, 1986.

Dificuldades antecipadas: Transpor elementos orais para o texto escrito; Como registrar trechos com muitas hesitações, desvios linguísticos e truncamentos; Inserir observações a partir das anotações.

Diagramar a página com a entrevista com sinais gráficos e sem distorcer imagens, dependendo da familiaridade dos alunos com os recursos disponíveis.

Referências sobre o assunto:

GUEDES, P. C. Da redação à produção textual: o ensino da escrita. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 03 minutos

Orientações:

  • Projete ou diga aos alunos o tema da aula. Explique que, nesta aula, os alunos retomarão o material produzido/levantado previamente durante o planejamento e a realização da entrevista propriamente dita (áudio/vídeo, anotações, fotografias, pesquisa sobre o entrevistado etc.) para elaborar uma primeira versão do texto.
  • Para facilitar essa fase, pode-se orientar que os alunos salvem previamente todos os arquivos produzidos em uma pasta no Google Drive. Para utilizar o Google Drive todos os alunos precisam ter uma conta de email do gmail. Clique aqui para saber como criar uma conta no gmail. Neste link, você encontra algumas orientações sobre como usar o Google Drive.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 07 minutos

Orientações:

  • Explique aos alunos que o objetivo da aula é elaborar um texto compreensível para a leitura.
  • Oriente que isso significa transformar a fala em um texto corrente e corretamente pontuado, adequado à norma culta e ajustado à construção composicional. Isso implica, por vezes, na reelaboração de frases e na exclusão (ainda que parcial) das marcas de oralidade, na adequação de vocábulos e na uniformização dos pronomes de tratamento. Faça com que os alunos não tenham receio de interferir na linguagem do texto nessa fase, explicando que ela se faz necessária na transposição do texto falado ao texto escrito, mas pondere que essas interferências não podem alterar o sentido das colocações.
  • Se necessário, relembre com eles a construção composicional da entrevista apontando as partes identificadas na página.
  • Construção composicional é a organização interna de um determinado gênero que nos permite rapidamente reconhecê-lo. A construção composicional, o conteúdo temático e o estilo são os pilares que constroem as características relativamente estáveis dos textos que nele se enquadram.
  • Uma entrevista se organiza prioritariamente em duas partes: uma introdução e os turnos de fala. Na primeira parte, geralmente, se apresenta o entrevistado. Na segunda parte, a estrutura consiste em intervenções do entrevistador (geralmente com perguntas) alternadas com aquelas do entrevistado (normalmente as respostas). Como elementos acessórios, mas bastante recorrentes na entrevista, podemos citar fotos (normalmente do entrevistado), frases em destaque (geralmente entre aspas, e com passagens que o autor da entrevista julgou mais relevantes), título, subtítulo, nome do entrevistado, local da entrevista, nome do entrevistador e nome da seção (geralmente “entrevista”).
  • A textualização da entrevista também consiste, pois, em elaborar uma introdução, em que se apresenta o entrevistado com uma breve biografia ou descrição de suas atividades (como um minicurrículo). Pode-se ainda descrever o lugar em que a entrevista se deu ou justificar sua realização.
  • Por fim, direcione ainda as escolhas de título, subtítulo, fotos/imagens e frases em destaque. Lembre os alunos de que essas escolhas são sempre guiadas pela intencionalidade da entrevista, não sendo, portanto, jamais neutras. Isso significa que cada escolha deve ser analisada em relação aos efeitos de sentido que podem (ou que se queiram) proporcionar.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

  • Em laboratório de informática, peça para que os alunos comecem a elaborar o texto em seus respectivos grupos.
  • É importante esclarecer aos alunos qual foi o suporte escolhido para a publicação (site da escola, um blog criado para esse propósito, uma rede social, etc.) antes que iniciem a escrita. Na ausência de uma opção mais específica, sugerimos que os textos sejam publicados no site www.storia.me. (acesso em 19 dez 2018).
  • Como o processo de transcrição pode ser demorado, sugerimos a utilização da ferramenta de digitação por voz disponível nos documentos Google. Para mais informações, acesse: Digitar com sua voz. Disponível em: <https://support.google.com/docs/answer/4492226?hl=pt-BR>. Acesso em: 7 dez. 2018.
  • Durante os trabalhos, peça para que os alunos consultem o memorando projetado no slide para se orientarem.
  • Circule pela classe para orientar as atividades, tirar eventuais dúvidas e verificar inadequações.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 05 minutos

Orientações:

  • Após concluída a fase de elaboração do texto, peça que os alunos salvem o trabalho realizado, da forma específica a cada suporte.
  • Explique que, antes de serem publicados, os textos serão revisitados para revisão e edição em aula posterior, a fim de que fiquem adequados para a publicação.
  • Para isso, peça que, em casa, os alunos releiam os textos sozinhos e anotem possíveis mudanças/correções e o motivo delas.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é décima quarta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero entrevista e no campo de atuação jornalístico/midiático. A aula faz parte do módulo de produção de texto.

Materiais necessários: Laboratório de informática com acesso à internet; fones de ouvido; material elaborado e recolhido pelos alunos previamente (planejamento da entrevista, arquivo em áudio ou vídeo (e suporte para sua reprodução), arquivos de imagens, anotações etc.); projetor multimídia.

Informações sobre o gênero: A entrevista é um gênero de caráter interacional, geralmente entre duas pessoas, organizado em turnos com uma pequena introdução sobre o entrevistado e o tema. O intercâmbio pode ser registrado em áudio e/ou vídeo e assim ser exibido (nos suportes em que a linguagem audiovisual é permitida), ou ser posteriormente transcrito e editado para publicação por escrito. A entrevista ainda pode ser feita com a interação já por escrito (por e-mail, por exemplo). O objetivo desse gênero é obter informações sobre a pessoa entrevistada ou sobre um tema/fato que a envolva.

Para mais informações sobre o gênero: MEDINA, C. Entrevista: O diálogo possível. São Paulo: Ática, 1986.

Dificuldades antecipadas: Transpor elementos orais para o texto escrito; Como registrar trechos com muitas hesitações, desvios linguísticos e truncamentos; Inserir observações a partir das anotações.

Diagramar a página com a entrevista com sinais gráficos e sem distorcer imagens, dependendo da familiaridade dos alunos com os recursos disponíveis.

Referências sobre o assunto:

GUEDES, P. C. Da redação à produção textual: o ensino da escrita. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 03 minutos

Orientações:

  • Projete ou diga aos alunos o tema da aula. Explique que, nesta aula, os alunos retomarão o material produzido/levantado previamente durante o planejamento e a realização da entrevista propriamente dita (áudio/vídeo, anotações, fotografias, pesquisa sobre o entrevistado etc.) para elaborar uma primeira versão do texto.
  • Para facilitar essa fase, pode-se orientar que os alunos salvem previamente todos os arquivos produzidos em uma pasta no Google Drive. Para utilizar o Google Drive todos os alunos precisam ter uma conta de email do gmail. Clique aqui para saber como criar uma conta no gmail. Neste link, você encontra algumas orientações sobre como usar o Google Drive.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 07 minutos

Orientações:

  • Explique aos alunos que o objetivo da aula é elaborar um texto compreensível para a leitura.
  • Oriente que isso significa transformar a fala em um texto corrente e corretamente pontuado, adequado à norma culta e ajustado à construção composicional. Isso implica, por vezes, na reelaboração de frases e na exclusão (ainda que parcial) das marcas de oralidade, na adequação de vocábulos e na uniformização dos pronomes de tratamento. Faça com que os alunos não tenham receio de interferir na linguagem do texto nessa fase, explicando que ela se faz necessária na transposição do texto falado ao texto escrito, mas pondere que essas interferências não podem alterar o sentido das colocações.
  • Se necessário, relembre com eles a construção composicional da entrevista apontando as partes identificadas na página.
  • Construção composicional é a organização interna de um determinado gênero que nos permite rapidamente reconhecê-lo. A construção composicional, o conteúdo temático e o estilo são os pilares que constroem as características relativamente estáveis dos textos que nele se enquadram.
  • Uma entrevista se organiza prioritariamente em duas partes: uma introdução e os turnos de fala. Na primeira parte, geralmente, se apresenta o entrevistado. Na segunda parte, a estrutura consiste em intervenções do entrevistador (geralmente com perguntas) alternadas com aquelas do entrevistado (normalmente as respostas). Como elementos acessórios, mas bastante recorrentes na entrevista, podemos citar fotos (normalmente do entrevistado), frases em destaque (geralmente entre aspas, e com passagens que o autor da entrevista julgou mais relevantes), título, subtítulo, nome do entrevistado, local da entrevista, nome do entrevistador e nome da seção (geralmente “entrevista”).
  • A textualização da entrevista também consiste, pois, em elaborar uma introdução, em que se apresenta o entrevistado com uma breve biografia ou descrição de suas atividades (como um minicurrículo). Pode-se ainda descrever o lugar em que a entrevista se deu ou justificar sua realização.
  • Por fim, direcione ainda as escolhas de título, subtítulo, fotos/imagens e frases em destaque. Lembre os alunos de que essas escolhas são sempre guiadas pela intencionalidade da entrevista, não sendo, portanto, jamais neutras. Isso significa que cada escolha deve ser analisada em relação aos efeitos de sentido que podem (ou que se queiram) proporcionar.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 minutos

Orientações:

  • Em laboratório de informática, peça para que os alunos comecem a elaborar o texto em seus respectivos grupos.
  • É importante esclarecer aos alunos qual foi o suporte escolhido para a publicação (site da escola, um blog criado para esse propósito, uma rede social, etc.) antes que iniciem a escrita. Na ausência de uma opção mais específica, sugerimos que os textos sejam publicados no site www.storia.me. (acesso em 19 dez 2018).
  • Como o processo de transcrição pode ser demorado, sugerimos a utilização da ferramenta de digitação por voz disponível nos documentos Google. Para mais informações, acesse: Digitar com sua voz. Disponível em: <https://support.google.com/docs/answer/4492226?hl=pt-BR>. Acesso em: 7 dez. 2018.
  • Durante os trabalhos, peça para que os alunos consultem o memorando projetado no slide para se orientarem.
  • Circule pela classe para orientar as atividades, tirar eventuais dúvidas e verificar inadequações.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 05 minutos

Orientações:

  • Após concluída a fase de elaboração do texto, peça que os alunos salvem o trabalho realizado, da forma específica a cada suporte.
  • Explique que, antes de serem publicados, os textos serão revisitados para revisão e edição em aula posterior, a fim de que fiquem adequados para a publicação.
  • Para isso, peça que, em casa, os alunos releiam os textos sozinhos e anotem possíveis mudanças/correções e o motivo delas.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Produção de textos do 6º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP06 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP07 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP08 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano