15627
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Creche - Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Atividade - Conhecendo a ciranda Coco de roda

Nesta atividade, as crianças explorarão a cultura nacional e regional ao conhecer as danças Coco.

Plano 03 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Renata Braga Fonseca

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para realizar esta atividade, é necessário que as crianças tenham feito anteriormente uma pesquisa sobre as cirandas, sua origem e os tipos de cirandas que existem no Brasil. A proposta envolve também conhecer a ciranda Coco de Roda, sua origem e cultura. Portanto, é importante que você faça uma pesquisa prévia sobre essa ciranda para conhecer e entender a Coco de Roda de forma que fique preparado para a atividade. Você também pode fazer uma pesquisa prévia sobre as cirandas da sua região e adaptar o plano relacionando a ciranda coco de roda com o folclore, gestos e movimentos de cirandas da cultura local.Este plano faz parte de uma sequência de cinco. São eles:

Brincando com cantigas de rodas conhecidas

Pesquisa sobre cirandas

Conhecendo a ciranda Coco de roda

Conhecendo a ciranda Cacuriá do Maranhão

Explorando as letras das cirandas de roda

Materiais:

Salve vídeos da dança Coco de Roda e apresente em um computador, tablet ou data-show (Sugestão de vídeos: Coco de Manuel, Coco, Coco de Roda Sucena Maringá - Ritmos e manifestações afro-brasileiras). Pesquise e imprima imagens de boa qualidade de cirandas Coco de roda em praias, praças e outros locais. Celular para gravar.

Espaços:

A atividade pode ser realizada na sala ou em um espaço na área externa como pátio, área verde ou solário.

Tempo sugerido:

Entre 40 minutos e 1 hora

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como as crianças comunicam seus saberes sobre as cirandas? De que forma apropriam-se e realizam movimentos de sua cultura nas brincadeiras de roda?

2. Como as crianças exploram as formas de deslocamento no espaço? Elas realizam movimentos como bater palmas, sapatear, pular para a frente ou para trás combinando movimentos e seguindo orientações?

3. De que forma as crianças demonstram sua curiosidade em explorar os vídeos da ciranda Coco de Roda? Como utilizam o corpo nessa exploração?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Observe as crianças que preferem não participar da roda no primeiro momento. Aponte para as ações de quem está envolvido na brincadeira e convide-a para que dê as mãos para um colega ou para você como forma de envolvê-la. Respeite se, mesmo assim, a criança quiser observar fora da roda. Ainda de fora da roda, sugira outras formas de acompanhamento, como batendo palmas ou os pés no ritmo da ciranda, por exemplo.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Em grande grupo, convide as crianças para sentarem em roda com você. Diga que a atividade de hoje é de brincadeira de ciranda, mas que antes de iniciar a brincadeira você quer saber quais novas informações sobre as cirandas elas trouxeram. Acolha as falas das crianças e medie a conversa a partir do que emerge delas. Elas podem trazer para esse diálogo informações sobre como as cirandas surgiram no Brasil, os tipos de cirandas que existem, podem cantar novas ou conhecidas cantigas de roda etc. Deixe que as crianças tenham autonomia para se expressar como desejarem.Incentive e acompanhe-as nas brincadeiras, conversando, dançando e fazendo gestos.

Possíveis falas e ações das crianças neste momento: as crianças podem falar sobre danças, vestimentas, instrumentos ou personagens de cirandas que viram durante suas pesquisas. Algumas podem cantar cirandas que seus pais lhe ensinaram, outras podem acompanhar as novas cantigas com gestos ou convidar alguns colegas para dançar em roda.

2

Diga que você também pesquisou e trouxe algumas novidades sobre a origem das cirandas no Brasil para compartilhar com elas. Apresente imagens de pessoas dançando a ciranda Coco de Roda em locais diferentes como em praias e praças. Deixe que as crianças observem livremente às imagens e teçam seus comentários. Elas podem relatar experiências vividas por elas em locais parecidos, podem fazer comentários sobre as roupas, acessórios, cores ou expressar sentimentos que as imagens lhe despertam.

Possíveis falas e ações do professor neste momento: “Também fiz uma pesquisa sobre as cirandas e tenho algumas curiosidades para contar para vocês. Já sabemos que a ciranda é uma dança de roda. Mas por que será que se dança em roda?”. Escute as hipóteses dadas pelas crianças, acolha suas falas e conte o que você descobriu. “Assim como outras danças que se dançam em rodas, as cirandas tem origem nos povos passados que, dançando, honravam a natureza”. Aqui no Brasil a ciranda surgiu nas praias de Pernambuco. As mulheres dos pescadores cantavam e dançavam enquanto esperavam eles chegarem do mar”.

3

Convide as crianças para assistirem vídeos da ciranda Coco de Roda. Pergunte se elas imaginam porque se chama assim. Acolha as hipóteses levantadas pelas crianças e, a partir do que elas falam, faça uma breve apresentação dessa dança contando sobre sua origem. Potencialize a apreciação instigando um olhar mais apurado e curioso das crianças sobre o que percebem nos vídeos. Fique atento ao que chama atenção das crianças e seja responsivo às falas e ações delas.

Possíveis falas do professor neste momento: “ Trouxe vídeos de uma dança chamada Coco de roda”. “Vamos conhecer?”. “ A Coco de Roda é uma dança típica das regiões praieiras do nordeste brasileiro”. “ Conta o folclore que o coco de roda teve origem no canto dos tiradores de coco e que se transformou em ritmo dançado”.

Possíveis falas e ações das crianças neste momento: As crianças podem imitar os gestos e movimentos dos dançarinos dos vídeos, seguindo o ritmo com os movimentos do corpo. Algumas podem falar sobre alguma experiência vivida com cirandas de roda, outras podem fazer comentários sobre as roupas, instrumentos ou outros elementos que percebam no vídeo.


4

Neste momento de apreciação, deixe as crianças livres para dançarem acompanhando o ritmo das músicas, se desejarem. Observe as iniciativas delas. Algumas podem convidar os colegas para formar pequenos grupos, outras podem dançar individualmente ou em duplas. Fique atento se alguma criança não participa da brincadeira de roda e convide-a para entrar dando as mãos para você ou para algum colega. Respeite se, mesmo assim, ela não quiser brincar de roda neste primeiro momento. Observe que ela pode participar onde estiver batendo palmas, batendo os pés ou fazendo outros gestos à sua maneira.


5

Reveze-se entre osagrupamentos formadoscantando e dançando. Observe que as crianças podem apropriar-se de gestos e movimentos durante a brincadeira de roda imitando os passos vistos nos vídeose realizados pelos colegas. Fique atento também em como as crianças exploram as formas de deslocamento no espaço enquanto dançam. Algumas podem bater palmas, sapatear com os pés ou pular com a barriga para frente imitando o passo das “umbigadas” que são característicos da ciranda Coco de roda. Quem quiser, pode recriar a dança. Enquanto as crianças brincam de roda, registre as iniciativas e comportamentos delas com fotos e grave pequenos vídeos.


Para finalizar:

Ao se aproximar do tempo estimado para a atividade, ou quando as crianças já não estiverem mais tão envolvidas, proponha uma conversa de encerramento. Faça perguntas instigando as crianças a comentar sobre a forma como as pessoas dançavam nos vídeos; os tipos de roupas; os acessórios ou os objetos utilizados durante a ciranda e como elas brincaram ouvindo a cantiga. Estimule a falarem sobre o que acharam do ritmo e da dança. Garanta que esse seja um momento de trocas e diálogos em que as crianças possam expressar, do jeito delas, os sentimentos vividos durante a brincadeira. Deixe todas livres para se expressarem como quiserem e incentive a participação. Anuncie a atividade que farão em seguida e convide as crianças para organizarem o espaço cantarolando e dançando as músicas que aprenderam.

Desdobramentos

É interessante repetir a atividade com as crianças de forma que possam aprofundar seus conhecimentos sobre a ciranda Coco de roda. Em outro momento, você pode propor às crianças que continuem pesquisando sobre a origem da dança; quais povos influenciam e quais instrumentos são usados tradicionalmente nessa ciranda.Pode-se também organizar um momento em que as crianças confeccionam os instrumentos e brincam com tipos de tecidos de cores alegres e estampados usados nas roupas de quem dança a ciranda. Em outro dia, as crianças socializam as informações, dançam e ampliam seus conhecimentos e movimentos.

Engajando as famílias

Nos momentos de entrada e saída, junto com as crianças, compartilhe com os pais, o que elas aprenderam sobre a ciranda Coco de Roda e como foi esse momento. Reserve uns vinte minutos em um dia na hora da entrada ou da saída e organize um momento em que as crianças ensinam para os pais os passos que aprenderam da ciranda convidando-os a dançarem junto.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses) :

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02CG03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EF05 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02CG01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano