12955
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - Literatura e sociedade II

POR: Nathália Gasparini 26/10/2018
Código: ING8_02UND06

8º ano / Inglês

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF08LI19) Investigar de que forma expressões, gestos e comportamentos são interpretados em função de aspectos culturais.

(EF08LI06) Apreciar textos narrativos em língua inglesa (contos, romances, entre outros, em versão original ou simplificada), como forma de valorizar o patrimônio cultural produzido em língua inglesa.

Plano de aula de Inglês com atividades para 8o ano do EF sobre Literatura e sociedade II

 

Sobre este plano select-down

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano é uma continuação do desenvolvimento das habilidades trabalhadas no Plano 05 e consiste em uma sequência que se encerra no Plano 07; portanto, segue uma lógica de atividades que estão interligadas.

Objective select-down

Tempo sugerido: 2 minutos.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula com a turma.
Orientações: Leia o objetivo da aula. Explique que essa aula dá prosseguimento ao tema da aula anterior e contará com o mesmo tipo de atividade de leitura, mas agora será realizada a leitura de um trecho de uma short story nolugar do trecho de uma novel.

Context select-down

Tempo sugerido: 10 minutos

Propósito: Mobilizar o conhecimento da aula anterior.

Expectativa: Que os alunos relembrem brevemente os textos lidos e as relações que fizeram a partir das leituras.

Orientações: Mostre esse slide ou, se preferir, escreva no quadro as duas colunas completadas na aula anterior. Peça que os alunos retomem, em suas cópias, a atividade realizada. Se preferir, você pode apenas pedir para alguns alunos lerem o que completaram em cada coluna. Explique que, nessa aula, será lido outro texto que aborda a mesma temática, mas agora de outro país, de outro século e a partir de outro gênero literário.

Context select-down

Tempo sugerido: Continuação do context.

Propósito: Mobilizar o conhecimento dos alunos acerca do gênero literário conto.

Expectativa: Que os alunos reconheçam o conto como uma categoria mais ou menos estável entre os gêneros literários e percebam que, assim como o romance, pode expressar um conhecimento de mundo, veiculando ideias e valores, além de histórias.

Orientações: Mostre esse slide para os alunos. A partir da discussão desenvolvida na aula anterior, questione sobre as diferenças entre romance e conto. Quais as características de um conto? O primeiro ponto de contraste apontado será a extensão. Explore este aspecto: se no romance é possível retratar múltiplos cenários, tempos e personagens, justamente por sua extensão, quais serão os limites de narrativa de um conto?

Material complementar

Da mesma forma que na aula anterior, esse momento pode ser enriquecido se forem levados para a sala de aula contos, antologias e coletâneas de contos presentes na biblioteca escolar ou no seu acervo pessoal. Nesse caso, peça aos alunos para explorarem os livros, lendo a quarta capa e a orelha, a quantidade de páginas e seu resumo, para, a partir daí, fazer os questionamentos. Lembre-se que a seleção de livros em inglês, se possível, é muito importante, já que a ideia é, justamente, expor brevemente o conto como gênero utilizado para veicular narrativas em diversas línguas. Novamente, ressalta-se a relevância de observar a diversidade que podemos concretizar nesse momento: pode-se levar narrativas de diferentes épocas, escritas por homens e mulheres, por pessoas de diferentes raças/etnias, para públicos de idades diferentes e a partir de temáticas e estilos também diversos. O Programa Nacional Biblioteca da Escola disponibilizou, entre 2006 e 2013, boas coletâneas brasileiras e estrangeiras de contos para as escolas públicas. Por isso, uma boa sugestão é se Informar com a bibliotecária da escola e/ou analisar o acervo em busca dessas obras.

Context select-down

Tempo sugerido: Continuação do context.

Propósito: Mobilizar o conhecimento dos alunos acerca do gênero literário conto.

Expectativa: Que os alunos reconheçam também o conto como uma categoria mais ou menos estável entre os gêneros literários e percebam que ele expressa os dilemas vivenciados pelas pessoas em relação ao mundo, a outras pessoas e a si mesmas.

Orientações: Mostre esse slide para os alunos. Pergunte se eles conhecem a palavra short. Lembre-os das características dos romances e pergunte qual a principal diferença entre romances e contos, a partir do significado desta palavra. Caso você tenha optado por levar coletâneas e antologias para a aula, peça que explorem a quantidade de histórias que cada livro contém, destacando a característica de contos serem apresentados, em geral, em conjunto, nos livros. Retomando a pergunta do slide anterior, explique que, no conto, tudo acontece mais rápido: a apresentação das personagens, as complicações, o clímax; é uma narrativa mais intensa. Chame atenção para o fato de que, embora as formas permaneçam (ainda temos, por exemplo, longos romances sendo publicados), algumas formas da literatura, como o conto, surgem a partir das mudanças do jeito como a humanidade vê e constrói o mundo. Por exemplo: hoje, existem os minicontos. Em 2004, foi publicado o livro Os cem menores contos do século, com contos de no máximo 50 letras. O que isso demonstra em relação ao leitor contemporâneo, a nossa sociedade e como a literatura se adapta a tudo isso?

Material complementar:
Assim como o romance, a teoria do conto também é diversa. Lembre-se que o papel desse momento não é descrever tecnicamente todas as características desse tipo de literatura, apenas contextualizar o gênero do texto com que os alunos terão contato, bem como seus atributos mais básicos, como parte do desenvolvimento do letramento literário, também em língua inglesa. Se você quiser se preparar para um estudo mais aprofundado do gênero, recomenda-se um trabalho em conjunto com os professores de Língua Portuguesa e Literatura de onde você trabalha ou, ainda, a extensão desse plano de aula com a leitura extensiva de um conto completo em inglês. No slide, você encontra uma breve descrição do que é um conto, a partir do site abaixo. Nele, você pode encontrar mais informações sobre a história desse gênero literário.

https://www.britannica.com/art/short-story

Os cem menores contos do século - Marcelino Freire (org.)
Breve comentário de leitora sobre a coletânea: https://www.youtube.com/watch?v=fJYp-OB9wqU

Input select-down

Tempo sugerido: 30 minutos

Propósito: Introduzir a leitura, orientando para o objetivo da tarefa de leitura, conectando-a com a aula anterior.

Orientações: Leia o texto do slide. Verifique se os alunos entenderam o que foi lido. Lembre-os do estudo da aula anterior: como o romance nos deixa interpretar ideias sobre o comportamento e o sentimento humano, como foi observada a relação entre dinheiro, amor e casamento, na leitura dos excertos. Do mesmo modo, serão analisadas as representações dos sentimentos humanos, mas agora a partir de um trecho de um conto.

Input select-down

Tempo sugerido: Continuação do input.

Propósito: Introduzir o trecho do conto a ser lido.

Expectativa: Que seja realizada uma leitura comparativa da temática do trecho do conto em relação às leituras da aula anterior.

Orientações: Leia o texto do slide. Solicite que os alunos lembrem de que século e de que países eram os trechos dos romances lidos na aula anterior (eles podem consultar a tabela preenchida como tarefa daquela aula). Explique que, agora, além de outro gênero literário, o texto avança no tempo e o autor é de outro país, embora a temática analisada ainda seja a mesma.

Input select-down

Tempo sugerido: Continuação do input.

Propósito: Construir o conhecimento lexical necessário para a leitura do texto e para o output.

Expectativa: Que seja introduzido o vocabulário a ser mobilizado para leitura e sistematização da compreensão do texto e seja discutido o primeiro contraste em relação ao tratamento do tema da aula anterior: a presença de partes do corpo e de contato físico.

Orientações: Mostre esse slide ou escreva esse esquema no quadro. Explique que cada quadro tem palavras que aparecem no texto e que correspondem a uma categoria: people, actions, questions e parts of the body. No entanto, trata-se de um exercício: em cada uma delas tem uma odd element, um elemento estranho ao contexto, que não tem a ver com a categoria ou com o sentido das demais. Peça que os alunos leiam os quadros silenciosamente e procurem por essas palavras. Ao longo desse exercício, confira com a turma o reconhecimento do significado de cada uma delas, pois serão importantes para a compreensão do texto. Para conferir mais detidamente se todos têm conhecimento das palavras e para que compartilhem o que sabem, você pode pedir que, em duplas, entreguem a palavra estranha escrita em um papel, dando 2 minutos para a realização dessa tarefa.

A seguir, leia o quadro maior (marriage, love, relationship e physical contact) . Destaque que, no texto dessa aula, aparecerá o contato físico, algo que não havia aparecido nos textos anteriores, por isso o vocabulário relacionado a partes do corpo.

Respostas: tiger - to read - May I go to the toilet? - window

Input select-down

Tempo sugerido: Continuação do input.

Propósito: Ler o trecho do romance e interpretar a concepção de amor e casamento a partir da seleção de palavras-chave.

Expectativa: Que os alunos percebam e façam uma leitura analítica e contrastiva da temática em relação à leitura dos textos da aula anterior.

Orientações: Distribua o trecho do conto, uma cópia para cada aluno. Em conjunto, distribua uma cópia para cada aluno do slide seguinte, que é uma tabela como a preenchida anteriormente. O texto acompanha um glossário. Explique que se trata de um trecho do meio do conto, um diálogo entre Joe, que conta a história, e Mary, sobre a relação deles (abaixo você encontra mais informações sobre o autor e o conto). Solicite que façam uma primeira leitura do conto silenciosamente. Chame atenção para o fato de as palavras e frases da atividade anterior estarem em negrito, e convide-os a relembrar os sentidos dessas palavras, discutidos durante a atividade. Faça a leitura em voz alta e faça pausas, formulando as seguintes perguntas sobre a leitura:

a) There is the voice of the narrator and also a dialogue. What marks the beginning of the dialogues?

Chame atenção para o fato de que as marcas de diálogo são diferentes nesse texto (em vez de long dashes, como no trecho do romance Senhora, são utilizadas quotation marks, como no trecho de Pride and Prejudice).

b) Who is telling the story?

c) Who are the two people talking?

d) What does Joe want Mary to do?

e) Why doesn't Mary want to kiss Joe?

f) What does he do to solve this problem?

Material complementar

Henry Lawson foi um poeta e contista australiano de grande destaque na literatura do país durante a primeira metade do século XX, hoje celebrado como um autor clássico da literatura australiana. Seu estilo direto e, ao mesmo tempo, irônico e humorístico, fez com que conquistasse um grande número de leitores, principalmente de seus contos. Entre outras características, ele é celebrado por atribuir um caráter “australiano” à sua produção (no excerto lido, você pode chamar atenção para o uso da palavra chap, algo como “cara”, utilizado na Austrália). Nesse sentido, ele compartilha do período histórico de reconhecimento e formação de uma literatura nacional, como Jane Austen e José de Alencar, na Inglaterra e no Brasil, respectivamente. O conto acima foi publicado em folhetins e também em uma coletânea: Joe Wilson and His Mates. O personagem Joe é um bushman, trabalhador rural que vai de fazenda em fazenda em busca de trabalho. No trecho em questão, Joe narra um momento em que corteja (daí o título do conto) sua futura esposa, Mary. Na cena, eles já estão apaixonados e já haviam tido uma série de encontros, até que o contato físico leva à questão do pedido casamento. Você pode ler mais sobre o autor e o conto nos sites e livros abaixo:

https://www.slideshare.net/shellmerritt/henry-lawson-joe-wilsons-courtship

https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/35957
https://australiapostcollectables.com.au/articles/the-short-fiction-of-henry-lawson

Formação Nacional e Cânone Ocidental: Literaturas e Tradição no Novo Mundo - Ian Alexander

Output select-down

Tempo sugerido: 5 minutos

Propósito: Sintetizar e concluir a tarefa de leitura.

Expectativa: Que os alunos socializem o resultado de suas reflexões e de suas conclusões de leitura, percebendo as semelhanças e diferenças entre as palavras que estão relacionadas a amor e casamento, a partir da leitura e da interpretação do trecho deste conto, em relação às leituras dos trechos de romances da aula anterior.

Orientações: Distribua a tabela do slide, uma para cada aluno. Peça que completem a primeira coluna, e explique que a segunda será preenchida na aula seguinte. Solicite que escrevam, a partir da leitura silenciosa e da leitura compartilhada, quais palavras do texto têm relação com relacionar-se, casar-se e amar. A seguir, oriente que os alunos socializem, em duplas, o resultado de sua tabela. Ao final, solicite que comparem a tarefa desta aula com a da aula anterior e que percebam se há diferenças e/ou semelhanças entre as palavras que os trechos dos romances permitem interpretar com as do trecho do conto. O objetivo é que percebam que, nesse texto, há palavras que se referem a um contexto diferente: contato físico, partes do corpo (kiss, neck, arms), e não aparecem palavras relacionadas a dinheiro, como nas leituras anteriores (possession, fortune, property). Ao mesmo tempo, aparecem, assim como nos textos anteriores, palavras relacionadas a casamento (proposing, would you marry a chap like me).

Algumas respostas possíveis:

Estas são algumas respostas possíveis à tarefa. Trata-se de um trabalho interpretativo, então podem surgir outras palavras, tanto retiradas do texto quanto elaboradas a partir do conhecimento prévio dos alunos.

According to text 3

Author: Henry Lawson

Year: 1901

Country: Australia

kiss

proposing

wife
don’t you love me?

put your arms around my neck

would you marry a chap like me?

Output select-down

Tempo sugerido: Continuação do Output

Propósito: Analisar a representação textual de hesitação em discurso direto.

Expectativa: Que os alunos percebam que os travessões e repetições servem de marcas textuais da representação de hesitações no discurso relatado.

Orientações: Leia o trecho com os alunos. Pergunte sobre quem está falando isso. Questione: por que algumas palavras (because, I, I don’t, for, to) se repetem? Por que elas estão entre travessões? A ideia é que os alunos percebam que esse recurso expressivo é utilizado para representar mais fielmente as hesitações e emoções do discurso oral, ou seja, é usado para criar uma impressão mais “real” das falas dos personagens.

Feedback select-down

Tempo sugerido: 3 minutos

Propósito: Organizar os saberes ativados durante a leitura e o estudo do texto.

Expectativa: Que os alunos reconheçam que contos, assim como romances, têm características próprias e também veiculam ideias sobre os sentimentos e comportamentos humanos; que, ao longo do tempo, essas representações vão mudando; que, além de marcar entrada de diálogos, o uso de travessão pode ser um recurso expressivo para representar hesitações na fala das personagens.

Orientações: Encerre a aula com uma sistematização do conteúdo trabalhado. Você pode fazer essa sistematização em uma conversa coletiva (os alunos vão falando e você registra) ou, então, apresentar esse slide final já com as respostas. Caso na aula anterior você tenha optado por um registro em cartaz, você pode completá-lo com a sistematização desta aula.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano é uma continuação do desenvolvimento das habilidades trabalhadas no Plano 05 e consiste em uma sequência que se encerra no Plano 07; portanto, segue uma lógica de atividades que estão interligadas.

Tempo sugerido: 2 minutos.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula com a turma.
Orientações: Leia o objetivo da aula. Explique que essa aula dá prosseguimento ao tema da aula anterior e contará com o mesmo tipo de atividade de leitura, mas agora será realizada a leitura de um trecho de uma short story nolugar do trecho de uma novel.

Tempo sugerido: 10 minutos

Propósito: Mobilizar o conhecimento da aula anterior.

Expectativa: Que os alunos relembrem brevemente os textos lidos e as relações que fizeram a partir das leituras.

Orientações: Mostre esse slide ou, se preferir, escreva no quadro as duas colunas completadas na aula anterior. Peça que os alunos retomem, em suas cópias, a atividade realizada. Se preferir, você pode apenas pedir para alguns alunos lerem o que completaram em cada coluna. Explique que, nessa aula, será lido outro texto que aborda a mesma temática, mas agora de outro país, de outro século e a partir de outro gênero literário.

Tempo sugerido: Continuação do context.

Propósito: Mobilizar o conhecimento dos alunos acerca do gênero literário conto.

Expectativa: Que os alunos reconheçam o conto como uma categoria mais ou menos estável entre os gêneros literários e percebam que, assim como o romance, pode expressar um conhecimento de mundo, veiculando ideias e valores, além de histórias.

Orientações: Mostre esse slide para os alunos. A partir da discussão desenvolvida na aula anterior, questione sobre as diferenças entre romance e conto. Quais as características de um conto? O primeiro ponto de contraste apontado será a extensão. Explore este aspecto: se no romance é possível retratar múltiplos cenários, tempos e personagens, justamente por sua extensão, quais serão os limites de narrativa de um conto?

Material complementar

Da mesma forma que na aula anterior, esse momento pode ser enriquecido se forem levados para a sala de aula contos, antologias e coletâneas de contos presentes na biblioteca escolar ou no seu acervo pessoal. Nesse caso, peça aos alunos para explorarem os livros, lendo a quarta capa e a orelha, a quantidade de páginas e seu resumo, para, a partir daí, fazer os questionamentos. Lembre-se que a seleção de livros em inglês, se possível, é muito importante, já que a ideia é, justamente, expor brevemente o conto como gênero utilizado para veicular narrativas em diversas línguas. Novamente, ressalta-se a relevância de observar a diversidade que podemos concretizar nesse momento: pode-se levar narrativas de diferentes épocas, escritas por homens e mulheres, por pessoas de diferentes raças/etnias, para públicos de idades diferentes e a partir de temáticas e estilos também diversos. O Programa Nacional Biblioteca da Escola disponibilizou, entre 2006 e 2013, boas coletâneas brasileiras e estrangeiras de contos para as escolas públicas. Por isso, uma boa sugestão é se Informar com a bibliotecária da escola e/ou analisar o acervo em busca dessas obras.

Tempo sugerido: Continuação do context.

Propósito: Mobilizar o conhecimento dos alunos acerca do gênero literário conto.

Expectativa: Que os alunos reconheçam também o conto como uma categoria mais ou menos estável entre os gêneros literários e percebam que ele expressa os dilemas vivenciados pelas pessoas em relação ao mundo, a outras pessoas e a si mesmas.

Orientações: Mostre esse slide para os alunos. Pergunte se eles conhecem a palavra short. Lembre-os das características dos romances e pergunte qual a principal diferença entre romances e contos, a partir do significado desta palavra. Caso você tenha optado por levar coletâneas e antologias para a aula, peça que explorem a quantidade de histórias que cada livro contém, destacando a característica de contos serem apresentados, em geral, em conjunto, nos livros. Retomando a pergunta do slide anterior, explique que, no conto, tudo acontece mais rápido: a apresentação das personagens, as complicações, o clímax; é uma narrativa mais intensa. Chame atenção para o fato de que, embora as formas permaneçam (ainda temos, por exemplo, longos romances sendo publicados), algumas formas da literatura, como o conto, surgem a partir das mudanças do jeito como a humanidade vê e constrói o mundo. Por exemplo: hoje, existem os minicontos. Em 2004, foi publicado o livro Os cem menores contos do século, com contos de no máximo 50 letras. O que isso demonstra em relação ao leitor contemporâneo, a nossa sociedade e como a literatura se adapta a tudo isso?

Material complementar:
Assim como o romance, a teoria do conto também é diversa. Lembre-se que o papel desse momento não é descrever tecnicamente todas as características desse tipo de literatura, apenas contextualizar o gênero do texto com que os alunos terão contato, bem como seus atributos mais básicos, como parte do desenvolvimento do letramento literário, também em língua inglesa. Se você quiser se preparar para um estudo mais aprofundado do gênero, recomenda-se um trabalho em conjunto com os professores de Língua Portuguesa e Literatura de onde você trabalha ou, ainda, a extensão desse plano de aula com a leitura extensiva de um conto completo em inglês. No slide, você encontra uma breve descrição do que é um conto, a partir do site abaixo. Nele, você pode encontrar mais informações sobre a história desse gênero literário.

https://www.britannica.com/art/short-story

Os cem menores contos do século - Marcelino Freire (org.)
Breve comentário de leitora sobre a coletânea: https://www.youtube.com/watch?v=fJYp-OB9wqU

Tempo sugerido: 30 minutos

Propósito: Introduzir a leitura, orientando para o objetivo da tarefa de leitura, conectando-a com a aula anterior.

Orientações: Leia o texto do slide. Verifique se os alunos entenderam o que foi lido. Lembre-os do estudo da aula anterior: como o romance nos deixa interpretar ideias sobre o comportamento e o sentimento humano, como foi observada a relação entre dinheiro, amor e casamento, na leitura dos excertos. Do mesmo modo, serão analisadas as representações dos sentimentos humanos, mas agora a partir de um trecho de um conto.

Tempo sugerido: Continuação do input.

Propósito: Introduzir o trecho do conto a ser lido.

Expectativa: Que seja realizada uma leitura comparativa da temática do trecho do conto em relação às leituras da aula anterior.

Orientações: Leia o texto do slide. Solicite que os alunos lembrem de que século e de que países eram os trechos dos romances lidos na aula anterior (eles podem consultar a tabela preenchida como tarefa daquela aula). Explique que, agora, além de outro gênero literário, o texto avança no tempo e o autor é de outro país, embora a temática analisada ainda seja a mesma.

Tempo sugerido: Continuação do input.

Propósito: Construir o conhecimento lexical necessário para a leitura do texto e para o output.

Expectativa: Que seja introduzido o vocabulário a ser mobilizado para leitura e sistematização da compreensão do texto e seja discutido o primeiro contraste em relação ao tratamento do tema da aula anterior: a presença de partes do corpo e de contato físico.

Orientações: Mostre esse slide ou escreva esse esquema no quadro. Explique que cada quadro tem palavras que aparecem no texto e que correspondem a uma categoria: people, actions, questions e parts of the body. No entanto, trata-se de um exercício: em cada uma delas tem uma odd element, um elemento estranho ao contexto, que não tem a ver com a categoria ou com o sentido das demais. Peça que os alunos leiam os quadros silenciosamente e procurem por essas palavras. Ao longo desse exercício, confira com a turma o reconhecimento do significado de cada uma delas, pois serão importantes para a compreensão do texto. Para conferir mais detidamente se todos têm conhecimento das palavras e para que compartilhem o que sabem, você pode pedir que, em duplas, entreguem a palavra estranha escrita em um papel, dando 2 minutos para a realização dessa tarefa.

A seguir, leia o quadro maior (marriage, love, relationship e physical contact) . Destaque que, no texto dessa aula, aparecerá o contato físico, algo que não havia aparecido nos textos anteriores, por isso o vocabulário relacionado a partes do corpo.

Respostas: tiger - to read - May I go to the toilet? - window

Tempo sugerido: Continuação do input.

Propósito: Ler o trecho do romance e interpretar a concepção de amor e casamento a partir da seleção de palavras-chave.

Expectativa: Que os alunos percebam e façam uma leitura analítica e contrastiva da temática em relação à leitura dos textos da aula anterior.

Orientações: Distribua o trecho do conto, uma cópia para cada aluno. Em conjunto, distribua uma cópia para cada aluno do slide seguinte, que é uma tabela como a preenchida anteriormente. O texto acompanha um glossário. Explique que se trata de um trecho do meio do conto, um diálogo entre Joe, que conta a história, e Mary, sobre a relação deles (abaixo você encontra mais informações sobre o autor e o conto). Solicite que façam uma primeira leitura do conto silenciosamente. Chame atenção para o fato de as palavras e frases da atividade anterior estarem em negrito, e convide-os a relembrar os sentidos dessas palavras, discutidos durante a atividade. Faça a leitura em voz alta e faça pausas, formulando as seguintes perguntas sobre a leitura:

a) There is the voice of the narrator and also a dialogue. What marks the beginning of the dialogues?

Chame atenção para o fato de que as marcas de diálogo são diferentes nesse texto (em vez de long dashes, como no trecho do romance Senhora, são utilizadas quotation marks, como no trecho de Pride and Prejudice).

b) Who is telling the story?

c) Who are the two people talking?

d) What does Joe want Mary to do?

e) Why doesn't Mary want to kiss Joe?

f) What does he do to solve this problem?

Material complementar

Henry Lawson foi um poeta e contista australiano de grande destaque na literatura do país durante a primeira metade do século XX, hoje celebrado como um autor clássico da literatura australiana. Seu estilo direto e, ao mesmo tempo, irônico e humorístico, fez com que conquistasse um grande número de leitores, principalmente de seus contos. Entre outras características, ele é celebrado por atribuir um caráter “australiano” à sua produção (no excerto lido, você pode chamar atenção para o uso da palavra chap, algo como “cara”, utilizado na Austrália). Nesse sentido, ele compartilha do período histórico de reconhecimento e formação de uma literatura nacional, como Jane Austen e José de Alencar, na Inglaterra e no Brasil, respectivamente. O conto acima foi publicado em folhetins e também em uma coletânea: Joe Wilson and His Mates. O personagem Joe é um bushman, trabalhador rural que vai de fazenda em fazenda em busca de trabalho. No trecho em questão, Joe narra um momento em que corteja (daí o título do conto) sua futura esposa, Mary. Na cena, eles já estão apaixonados e já haviam tido uma série de encontros, até que o contato físico leva à questão do pedido casamento. Você pode ler mais sobre o autor e o conto nos sites e livros abaixo:

https://www.slideshare.net/shellmerritt/henry-lawson-joe-wilsons-courtship

https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/35957
https://australiapostcollectables.com.au/articles/the-short-fiction-of-henry-lawson

Formação Nacional e Cânone Ocidental: Literaturas e Tradição no Novo Mundo - Ian Alexander

Tempo sugerido: 5 minutos

Propósito: Sintetizar e concluir a tarefa de leitura.

Expectativa: Que os alunos socializem o resultado de suas reflexões e de suas conclusões de leitura, percebendo as semelhanças e diferenças entre as palavras que estão relacionadas a amor e casamento, a partir da leitura e da interpretação do trecho deste conto, em relação às leituras dos trechos de romances da aula anterior.

Orientações: Distribua a tabela do slide, uma para cada aluno. Peça que completem a primeira coluna, e explique que a segunda será preenchida na aula seguinte. Solicite que escrevam, a partir da leitura silenciosa e da leitura compartilhada, quais palavras do texto têm relação com relacionar-se, casar-se e amar. A seguir, oriente que os alunos socializem, em duplas, o resultado de sua tabela. Ao final, solicite que comparem a tarefa desta aula com a da aula anterior e que percebam se há diferenças e/ou semelhanças entre as palavras que os trechos dos romances permitem interpretar com as do trecho do conto. O objetivo é que percebam que, nesse texto, há palavras que se referem a um contexto diferente: contato físico, partes do corpo (kiss, neck, arms), e não aparecem palavras relacionadas a dinheiro, como nas leituras anteriores (possession, fortune, property). Ao mesmo tempo, aparecem, assim como nos textos anteriores, palavras relacionadas a casamento (proposing, would you marry a chap like me).

Algumas respostas possíveis:

Estas são algumas respostas possíveis à tarefa. Trata-se de um trabalho interpretativo, então podem surgir outras palavras, tanto retiradas do texto quanto elaboradas a partir do conhecimento prévio dos alunos.

According to text 3

Author: Henry Lawson

Year: 1901

Country: Australia

kiss

proposing

wife
don’t you love me?

put your arms around my neck

would you marry a chap like me?

Tempo sugerido: Continuação do Output

Propósito: Analisar a representação textual de hesitação em discurso direto.

Expectativa: Que os alunos percebam que os travessões e repetições servem de marcas textuais da representação de hesitações no discurso relatado.

Orientações: Leia o trecho com os alunos. Pergunte sobre quem está falando isso. Questione: por que algumas palavras (because, I, I don’t, for, to) se repetem? Por que elas estão entre travessões? A ideia é que os alunos percebam que esse recurso expressivo é utilizado para representar mais fielmente as hesitações e emoções do discurso oral, ou seja, é usado para criar uma impressão mais “real” das falas dos personagens.

Tempo sugerido: 3 minutos

Propósito: Organizar os saberes ativados durante a leitura e o estudo do texto.

Expectativa: Que os alunos reconheçam que contos, assim como romances, têm características próprias e também veiculam ideias sobre os sentimentos e comportamentos humanos; que, ao longo do tempo, essas representações vão mudando; que, além de marcar entrada de diálogos, o uso de travessão pode ser um recurso expressivo para representar hesitações na fala das personagens.

Orientações: Encerre a aula com uma sistematização do conteúdo trabalhado. Você pode fazer essa sistematização em uma conversa coletiva (os alunos vão falando e você registra) ou, então, apresentar esse slide final já com as respostas. Caso na aula anterior você tenha optado por um registro em cartaz, você pode completá-lo com a sistematização desta aula.


Contents

  1. INPUT: Excerpt from a short story: Joe Wilson’s courtship
  2. OUTPUT: Table

Habilidade da Base Nacional Comum Curricular

(EF08LI06) Apreciar textos narrativos em língua inglesa (contos, romances, entre outros, em versão original ou simplificada), como forma de valorizar o patrimônio cultural produzido em língua inglesa.

(EF08LI19) Investigar de que forma expressões, gestos e comportamentos são interpretados em função de aspectos culturais.

Este plano foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Professor-autor: Nathália Gasparini

Mentor: Newton Murce

Especialista: Celina Fernandes


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

OUTRAS AULAS DESSA UNIDADE:

AULAS DESSA DISCIPLINA:

AULAS RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes