15336
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 9º ano > Oralidade

Plano de aula - Gravando podcasts a partir do conto clássico

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 9º ano do Ensino Fundamental sobre produção de textos orais. Oralização

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Daiane Eloisa Dos Santos

Este plano de aula foi produzido pelo Time de Autores NOVA ESCOLA
Professor-autor: Daiane Eloisa dos Santos
Mentor: Débora Souza
Especialista: Isabel Fernandes

Título da aula: Gravando podcasts a partir do conto clássico

Finalidade da aula: Gravar um podcast empregando os recursos linguísticos, paralinguísticos e cinésicos necessários para produzir os efeitos de sentido pretendidos, empregando uma leitura expressiva e fluente.

Ano: 9º ano do Ensino Fundamental

Gênero: Contos clássicos e contemporâneos

Objeto(s) do conhecimento: Produção de textos orais. Oralização

Prática de linguagem: Oralidade

Habilidade(s) da BNCC: EF69LP53.

Sobre esta aula: esta é décima primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero contos clássicos e contemporâneos, no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte do módulo de oralidade.

 

Materiais necessários: Celular ou computador com gravador de áudio, quadro, projetor multimídia.

 

Informações sobre o gênero: O que caracteriza o conto (tradicional ou moderno), conforme aponta Gotlib (2006), é o seu movimento enquanto uma narrativa através dos tempos. “O que era verdade para todos passa ou tende a ser verdade para um só. Neste sentido, evolui-se do enredo que dispõe um acontecimento em ordem linear, para um outro, diluído nos feelings, sensações, percepções, revelações ou sugestões íntimas...” (GOTLIB, 2006, p. 30).

Dificuldades antecipadas: Realizar leitura expressiva, dificuldades com as ferramentas digitais. Para sanar as possíveis dificuldades apresentadas, é necessário que o professor auxilie cada grupo, fazendo as intervenções necessárias, comentando e fornecendo exemplos. Além disso, é necessário que o professor esteja a par da dificuldade dos alunos em executar as tarefas utilizando as ferramentas digitais, fornecer auxílio, ou designando alguns alunos que possam trabalhar de forma colaborativa com o professor para auxiliar os colegas.

 

Referências sobre o assunto:

BRAIT, Beth. A personagem. São Paulo: Ática, 2002.

BRANDÃO, Helena Nagamine. Gêneros do discurso na escola: mito, conto, cordel, discurso político, divulgação científica. São Paulo: Cortez, 2003

CAMPBELL, Joseph. O poder do mito. São Paulo: Palas Athena, 1991

COHAN, Silvia. Como narrar uma história. Belo Horizonte: Gutenberg, 2011.

GANCHO, Cândida. Como analisar narrativas. São Paulo: Ática, 2000.
GOTLIB, Nádia. Teoria do conto. São Paulo: Ática, 2006.
LEITE, Ligia Chiappini. O foco narrativo. São Paulo: Ática, 1989.

TERRA, E.; PACHECO, J.. O conto na sala de aula. Curitiba: Intersaberes, 2017.
TERRA, E. Da leitura literária à produção de textos. São Paulo: Contexto, 2018. Capítulo “O conto” p. 65-82.
TODOROV, Tzvetan. As estruturas narrativas. São Paulo: Perspectiva, 2003.


Código: LPO9_01SQA11

(EF69LP53) Ler em voz alta textos literários diversos – como contos de amor, de humor, de suspense, de terror; crônicas líricas, humorísticas, críticas; bem como leituras orais capituladas (compartilhadas ou não com o professor) de livros de maior extensão, como romances, narrativas de enigma, narrativas de aventura, literatura infanto-juvenil, – contar/recontar histórias tanto da tradição oral (causos, contos de esperteza, contos de animais, contos de amor, contos de encantamento, piadas, dentre outros) quanto da tradição literária escrita, expressando a compreensão e interpretação do texto por meio de uma leitura ou fala expressiva e fluente, que respeite o ritmo, as pausas, as hesitações, a entonação indicados tanto pela pontuação quanto por outros recursos gráfico-editoriais, como negritos, itálicos, caixa-alta, ilustrações etc., gravando essa leitura ou esse conto/reconto, seja para análise posterior, seja para produção de audiobooks de textos literários diversos ou de podcasts de leituras dramáticas com ou sem efeitos especiais e ler e/ou declamar poemas diversos, tanto de forma livre quanto de forma fixa (como quadras, sonetos, liras, haicais etc.), empregando os recursos linguísticos, paralinguísticos e cinésicos necessários aos efeitos de sentido pretendidos, como o ritmo e a entonação, o emprego de pausas e prolongamentos, o tom e o timbre vocais, bem como eventuais recursos de gestualidade e pantomima que convenham ao gênero poético e à situação de compartilhamento em questão.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Oralidade do 9º ano:

9º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 9º ano:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas