14075
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Pré Escola - Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Atividade - Sonorizando um conto indígena

As crianças usarão o próprio corpo e instrumentos para imaginar e criar sons relacionados a uma história.

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Cristiane Martins Soares

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Pesquise contos indígenas para selecionar o que será utilizado como roteiro para a atividade de sonorização. Analise previamente a história, para dar ênfase aos pontos mais importantes. Selecione histórias curtas e simples, assim você dará mais destaque a sonoridade. Há três sugestões no site da Nova Escola: Contos Indígenas - Nova Escola

A sugestão para essa atividade é o conto "A dança do arco-íris", mas é possível definir de acordo com sua preferência.

Organize instrumentos que fazem parte da cultura indígena. Peça ajuda de familiares e da comunidade. Você pode enviar um bilhete com antecedência, perguntando se algum familiar tem instrumentos indígenas que possam ser compartilhados.

Este plano faz parte de uma sequência de cinco. São eles:

A música indígena através do Maracá. (link)

Cultura sonora indígena.(link)

O canto indígena. (link)

Sonorizando um conto indígena. (link)

Compartilhando a cultura sonora indígena. (link)

Materiais:

Instrumentos indígenas (maracá ou outros tipos de chocalho, flautas, zumbidores, pau de chuva, pios de pássaros, pequenos tambores, entre outros). Se possível, disponha de uma quantidade maior de instrumentos do que o número de crianças, para permitir que elas escolham. Caso não tenha o suficiente, é possível incluir alguns da escola, como pauzinhos (pedaços de cabo de vassoura), chocalhos, reco-reco, tambores pequenos ou, até mesmo, instrumentos feitos com materiais de largo alcance.

Livro ou texto impresso do conto indígena escolhido. Cópias do texto escolhido.

Para documentação da proposta: celular ou câmera fotográfica.

Espaços:

Você pode realizar essa atividade na sala ou em outro espaço que favoreça a escuta. Organize um local acolhedor para a leitura da história.

Tempo sugerido:

Tempo médio de aproximadamente 1 hora

Perguntas para guiar suas observações:

Como as crianças se relacionam com os instrumentos? O que manifestam durante a exploração?

A escolha dos instrumentos para ilustrar os sons da narrativa é aleatória ou as crianças levantam hipóteses para a escolha? Como constroem essas hipóteses?

Como experiências anteriores influenciam na escrita espontânea das palavras? Que relação as crianças fazem entre o instrumento, texto impresso e escrita das palavras?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo.

Ao ler a história, garanta apoios visuais com imagens para que todas as crianças possam compreender a narrativa e participar da proposta. Disponha instrumentos de diferentes sonoridades e formas de manuseios, como flautas, tambores e chocalhos. Assim, você ampliará as possibilidades de escolha e exploração pelas crianças.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Convide as crianças para sentarem em roda com você. No grande grupo, compartilhe que você lerá um conto indígena. Apresente o livro ou o texto, o nome do conto e do autor.Proponha que, enquanto você faz a leitura, elas podem encontraralguns sons escondidos na história. Leia a narrativa. Como se trata de um conto curto, você pode repetir a leitura dependendo do interesse das crianças.

Possíveis falas do professor neste momento: Em todos os lugares que estamos, ouvimos muitos sons. Na rua, ouvimos o som dos carros, da buzina, das pessoas andando. Na praia, o som do mar, dos pássaros, dos vendedores e muitos outros. Neste conto que vou ler para vocês, também tem muitos sons. Vamos ouvir o conto com atenção e perceber alguns sons que podemos reconhecer nele?


2

Depois de concluir a leitura, pergunte para as crianças quais são os elementos da narrativa que nos remetem a algum som. Deixe que elas se expressem, criem estratégias para ampliar as possibilidades de escuta e imaginação. Você pode pedir que elas fechem os olhos e, então, leia um trecho do conto. Exemplo: “vai ver, é por isso que o chão lá de cima treme e encolhe”. Pergunte às crianças como pode ser o som do chão tremendo e encolhendo. Enquanto reproduzem possibilidades de sonoridade, as crianças podem incluir movimentos corporais. Outro exemplo: “um dia, a jovem deu ao caçador um cristal que havia achado perto de uma cachoeira”. Considere todas as possibilidades imaginativas e criativas das crianças.


3

Informe às crianças que você trouxe instrumentos como os usados pelos índios e convide-as para explorar a sonoridade. Apresente os instrumentos e observe como as crianças escolhem, exploram e reagem à diversidade de sons e também em relação aos próprios objetos, pois algumas crianças podem se interessar por outros aspectos que não o som.

Respeite o ritmo e as preferências de cada uma. Aproveite para ampliar as possibilidades de representação sonora, intervindo se necessário.Por exemplo, caso uma criança chacoalhe com força o pau de chuva, proponha que ela faça movimentos leves e observe o som. Pergunte com que o som se parece e sugira que ela fique atenta enquanto movimenta o instrumento bem devagar.

Instigue que as crianças, em pequenos grupos (conforme suas escolhas), conversem umas com as outras sobre suas descobertas, imitando alguns movimentos e sons que os colegas fazem ou mesmo buscando sons parecidos em instrumentos diferentes.


4

Após essa primeira exploração, converse com as crianças sobre os elementos da narrativa que podem ser sonorizados e quais instrumentos podem emitir sons que combinem com o texto. Para que percebam elementos na narrativa, talvez seja necessário reler alguns trechos do conto. Ajude-os nessa percepção. Ofereça papel e lápis e diga que, se quiserem, como apoio à memória, podem registrar o nome do elemento que querem sonorizar, escrevendo a partir de suas hipóteses. Tenha em mãos algumas cópias do texto e as ofereça caso queiram consultá-las para a escrita.

Possíveis falas do professor neste momento: Que som podemos colocar no momento do conto que fala que tem muitas pessoas subindo e descendo pela corda? Que instrumento combina? Tem algum som do corpo que pode ser feito, sem usar instrumentos? (possibilidade para incluir as crianças que não escolheram um instrumento)

5

Convide as crianças a voltar para a roda no grande grupo, para um ensaio do conto sonorizado. Sugira que compartilhem o elemento que escolheram sonorizar. Elas podem fazer isso lendo a própria escrita. Informe que fará a leitura do texto e, a cada elemento escolhido, você dará uma pausa para a sonorização. Combine um comando para interromper o som do instrumento e continuar a leitura, que pode ser um gesto, como fechar uma das mãos.


6

Proponha que uma das crianças te auxilie registrando esse momento através de filmagem, para que você possa realizar a leitura. Você pode sugerir a alguma criança que não demonstrou muito interesse pela proposta de sonorização do conto.

Leia a história enquanto as crianças sonorizam. Repita alguns trechos que elas se envolveram mais e, conforme o interesse, elas podem trocar de instrumentos, propiciando novas explorações.

Deixe que comentem sobre como foi a experiência de sonorizar o conto. Em seguida, ao assistirem a filmagem, podem conversar mais sobre o sons produzidos.

Proponha que, se gostaram da experiência, podem apresentar para outras turmas da escola em outro dia.


Para finalizar:

Para encerrar, proponha às crianças uma conversa de despedida com os instrumentos. Lembre que, em uma conversa, falamos e depois escutamos. Dessa forma, o primeiro instrumento deve emitir o som e, quando parar, o segundo deve começar sua despedida. Essa é uma conversa musical e precisamos usar a imaginação para descobrir as falas. A medida que os instrumentos se despedirem, devem voltar a caixa, encerrando a atividade. Diga às crianças que em outra oportunidade os instrumentos voltarão para continuar a conversa.

Desdobramentos

Caso seja de interesse das crianças, é possível sonorizar outras histórias que apresentam diferentes possibilidades sonoras. Outra possibilidade é sonorizar histórias usando técnicas que exploram os sons do próprio corpo (bater palmas, bater as mãos em forma de conchinha, bater suavemente nas bochechas cheias de ar, estalar os dedos, bater nas pernas, entre outros sons). Outra opção é ampliar a diversidade de instrumentos e objetos que ilustram sonoramente a narrativa, como cascas de coco se transformando no trote do cavalo ou pedaços de madeira sonorizando um porta batendo.

Engajando as famílias

Proponha para as crianças que em casa, junto com a família, encontrem nos objetos do cotidiano sons para representar elementos da natureza comuns em contos indígenas. Escreva um breve bilhete para os pais explicando a proposta de experiência com os sons e pedindo a colaboração deles. No dia seguinte, proponha que as crianças compartilhem as descobertas que fizeram com a família.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03TS01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EF07 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EF09 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano