14924
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 7º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Citação e paráfrase no gênero Resumo

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 7º ano do Fundamental sobre o gênero resumo

Plano 07 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Manuela Sousa Da Conceição

 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é sétima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero resumo e no campo de atuação das práticas de ensino e pesquisa. A aula faz parte do módulo de Análise linguística/semiótica.

Materiais necessários: material impresso, internet, computador, datashow, pincel para quadro branco.

Informações sobre o gênero: Segundo Isabel Solé, o resumo escolar é escolar, em geral, para apresentar a síntese de conteúdo de um texto ou uma obra. Deve ser conciso, apresentando ideias bem organizadas e hierarquizadas, devendo-se evitar interpretações pessoais ou comentários críticos. Resumir não é fazer cópia salteada de trechos do texto- fonte, tampouco copiar o começo de cada parágrafo É fundamental compreender o sentido global do texto. para que se possa fazer bons resumos (SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura, 2007 p: 138) .

Dificuldades antecipadas: os alunos podem ter sido mal orientados em outros momentos de sua formação e podem trazer a concepção de que realizar um resumo é fazer alguns recortes do texto original, copiando algumas partes de forma aleatória, sem uma costura e sem a atenção necessária aos conceitos-chave. Assim, podem ter dificuldades em perceber que as citações utilizadas no gênero são aquelas mais importantes para compreender o texto, são as que levam a uma síntese dos conceitos, e não meras cópias de trechos.

Referências sobre o assunto:

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Sequenciação textual. In: Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2012. cap. 8, p. 151-173.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Mencione que será apresentado um texto de divulgação científica, contido na revista Ciência Hoje, e o resumo desse gênero, para que os estudantes reconheçam como o resumo apresenta as marcas linguísticas que introduzem as vozes textuais (em discurso direto ou indireto, por exemplo, por meio de citações e paráfrases).

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • O objetivo desta aula é que os estudantes comecem a perceber a diferença entre citação direta, indireta e paráfrase. A citação direta é a transcrição original das palavras de quem escreveu o texto, ou seja, não há alteração na forma de escrita; já a citação indireta, o pensamento original não muda, mas as palavras são colocadas de outra maneira. É importante frisar, em outro momento da aula, que esse tipo de citação é o mais indicado, porque quem escreve tem a oportunidade de comprovar que compreendeu o texto original a ponto de reescrevê-lo. A paráfrase intenta deixar o texto mais claro, é uma explicação de alguma palavra ou expressão mencionada. Quem escreve a paráfrase sente a necessidade de “traduzir” ou explicar melhor para que se evite a falta de significação do que foi dito antes.
  • Peça para que os alunos sentem-se em duplas e analisem os enunciados projetados no slide. É importante esse momento de socialização e contribuição das trocas de respostas para fortalecimento da aprendizagem.

  • Após a leitura dos enunciados, faça as seguintes perguntas:

  • Há diferença de sentido entre os três enunciados? Qual é o (os) assunto (s) contidos nos três?

R=É esperado que os estudantes digam que não há, pois os três fragmentos apresentam a ideia de que a responsabilidade da circulação sanguínea e a multiplicação de células na pele são provenientes de substâncias geradas pelas células de gordura.

b. Dentre os três enunciados, um deles se destaca por oferecer uma informação a mais. Por que você acha que isso acontece?

R= o estudante deve compreender que o terceiro enunciado apresenta uma informação de que as células adiposas são responsáveis pelo armazenamento de gordura e regulação corporal, contribuindo para explicar ao leitor acerca do que são células adiposas. Atenção: esse é um excelente momento para falar que há enunciados que podem esclarecer um termo que foi dito antes. Ressalte que não saber o significado do termo adiposas contribuiria para a incompreensão do enunciado. Mencione que esse termo não é muito comum de ser pronunciado, por essa razão, a expressão: as células que armazenam gordura e regulam a temperatura corporal é importante para reafirmar o que foi dito antes com palavras diferentes, mas mantendo o mesmo sentido. Para mais informações sobre o assunto, consulte o material disponibilizado abaixo, p: 8-10.

c. O enunciado 2, quando comparado ao primeiro, possui alguma mudança no SENTIDO das palavras?

R=É provável que os alunos digam que não. Explique que a frase foi invertida, mas a informação original se manteve. O primeiro enunciado traz as ideias de Marco Aurélio, seguindo as palavras dele. Nesse momento, você pode indagar aos alunos sobre o porquê de se utilizar essa estratégia no resumo. Mencione que isso colabora para dar veracidade ao texto resumido, porque o autor do resumo está colocando em seu texto as palavras contidas no artigo original. Porém ressalte que esse procedimento deve ser feito com cuidado, tendo em vista que é muito melhor quem faz o resumo utilizar suas próprias palavras, mantendo-se o sentido original do texto; demonstrando que houve compreensão do que foi lido.

Materiais complementares:

OLIVEIRA, Sara de. Mecanismos de paráfrase. 2012. Monografia (Título de licenciada em Letras). _Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Universidade de Brasília, Brasília. Disponível em: <http://bdm.unb.br/bitstream/10483/4184/1/2012_SaradeOliveira.pdf>. Acesso em 30 nov 2018.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

  • Dê um tempo para que os alunos, em duplas, façam a leitura do texto original e do seu resumo.

Segue o link do texto aqui:

MOUTINHO, Sofia. Gordura do bem. 2011. Disponível em: Acesso em: 30 nov. 2018.

Para acessar o link do resumo, clique aqui.

2. Logo em seguida, faça as perguntas projetadas no slide .Seguem algumas possibilidades de respostas.

Resposta da segunda questão: As partes em que não houve nenhuma alteração, porque estão iguais ao texto original da revista Ciência Hoje são: “ as células de gordura, chamadas adipócitos, produzem uma série de substâncias que estimulam a circulação sanguínea e a multiplicação das células da pele ” e “o crescimento dos pelos, a reserva de energia, o controle da glicose, da pressão arterial, do hormônio da fome e da saúde das artérias.”

Resposta da terceira questão: É importante que os alunos percebam que a maior parte do resumo contém todas as ideias importantes do texto original, mas não repete as mesmas palavras. O resumo introduz as falas dos estudiosos do assunto e da própria jornalista que escreveu o texto, utilizando as profissões dos envolvidos (jornalista, médico, estudioso, pesquisador), os seus sobrenomes, pronomes pessoais de terceira pessoa (ela, ele) ou uso de expressões como: segundo a jornalista e conforme afirma o cirurgião.. Também faz uso de verbos que indicam os atos de quem escreveu o texto da revista. Em um determinado momento, a jornalista classificou, nomeou, argumentou, mostrou, dentre outros verbos utilizados.

Resposta da quarta questão: chame atenção de que a citação direta é a transcrição literal de parte da obra original, portanto o texto deve fazer uso das aspas. A marca que se destaca no resumo é, justamente, a utilização das aspas, para retomar uma parte igual do texto original .

De acordo com o que consta na Norma Brasileira de Regras 10520:2002, citação: “é a menção, no texto, de uma informação extraída de outra fonte” (NBR, 2002 apud OLIVEIRA, 2012). Para maiores informações, veja o texto colocado na referência do slide anterior.

Resposta da quinta questão: No penúltimo parágrafo aparece uma marca que não está contida no texto original. Trata-se da expressão: OU SEJA, demonstre que ela aparece para esclarecer o termo anterior adipócitas, logo trata-se de uma paráfrase.

Conceito de Paráfrase, segundo ELIAS; KOCH(2012): “Na atividade escrita, é comum recorrermos ao expediente por meio do qual explicamos ou esclarecemos para o leitor o que foi dito anteriormente, a fim de evitar “incompreensões”. Em outras palavra: reapresentamos conteúdos anteriores..visando um ajustamento, uma precisão maior do sentido. É comum reformularmos várias vezes o que foi dito, sendo as paráfrases introduzidas por um marcador de reformulação do tipo: isto é, ou seja, ou melhor, melhor dizendo, dizendo de outra forma, em outras palavras” (ELIAS, Vanda Maria; KOCH, Ingedore Villaça, 2012, p: 168). Destaque que as expressões que retomam o que foi dito antes, devem ser equivalentes, ou seja, dizerem a mesma coisa.

.

Para aprofundar seu conhecimento, segue o conceito de intertextualidade: “Todo texto é um objeto heterogêneo, que revela uma relação radical de seu interior com seu exterior; e, desse exterior, evidentemente, fazem parte outros textos, que lhe dão origem, que o predeterminam, com os quais dialoga, que retoma, a que alude, ou a que se opõe”. (KOCH, 2012, p: 101-108). Segundo a autora, todo texto tem em si outras vozes com quem dialoga, por isso todo texto é heterogêneo. Essas vozes são retomadas no texto, para concordarem ou não com os novos discursos. Ainda, em conformidade com a autora, uma das formas de intertextualidade pode ser explícita, uma vez que pode haver referência ao autor do texto fonte, assim como uma citação direta do texto fonte.

OBS: Depois que você realizar a atividade, você pode dizer aos alunos que, quando um texto conversa com o outro, chamamos isso de intertextualidade. Mas esse conceito não será o foco da aula

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

1.Os alunos, ainda em duplas, preencherão as duas lacunas. É importante frisar que a citação direta utiliza, como recurso, as aspas para demarcar que o texto foi escrito de maneira igual, ou seja, não houve nenhuma modificação nas palavras do texto fonte .

2. Aproveite a oportunidade para falar da citação indireta que constitui em falar as palavras do autor do texto original, sem copiar, LITERALMENTE, o que estava no texto anterior. As marcas linguísticas mais utilizadas: segundo FULANO, conforme BELTRANO, os pronomes pessoais, as profissões.

3. Por último, reforce que a paráfrase mantém as mesmas ideias do texto original, mas tem o intuito de esclarecer, ou seja, precisar melhor aquilo que já foi dito antes. Ela contribui para a progressão das ideias do texto, já que as ideias do autor estão sendo retomadas só que com outras palavras. Relembrar as expressões introdutórias de paráfrase: ou seja, isto, quer dizer, em outras palavras, dentre outras.

RESPOSTA POSSÍVEL:

Para fazer um resumo, posso utilizar a CITAÇÃO, que é FALAR USANDO AS PALAVRAS DO AUTOR, SEJA DIRETA OU INDIRETAMENTE e posso utilizar também a PARÁFRASE, que é MANTER AS MESMAS IDEIAS DO TEXTO ORIGINAL, COM A INTENÇÃO DE ESCLARECER O QUE FOI DITO ANTES.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: esta é sétima aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero resumo e no campo de atuação das práticas de ensino e pesquisa. A aula faz parte do módulo de Análise linguística/semiótica.

Materiais necessários: material impresso, internet, computador, datashow, pincel para quadro branco.

Informações sobre o gênero: Segundo Isabel Solé, o resumo escolar é escolar, em geral, para apresentar a síntese de conteúdo de um texto ou uma obra. Deve ser conciso, apresentando ideias bem organizadas e hierarquizadas, devendo-se evitar interpretações pessoais ou comentários críticos. Resumir não é fazer cópia salteada de trechos do texto- fonte, tampouco copiar o começo de cada parágrafo É fundamental compreender o sentido global do texto. para que se possa fazer bons resumos (SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura, 2007 p: 138) .

Dificuldades antecipadas: os alunos podem ter sido mal orientados em outros momentos de sua formação e podem trazer a concepção de que realizar um resumo é fazer alguns recortes do texto original, copiando algumas partes de forma aleatória, sem uma costura e sem a atenção necessária aos conceitos-chave. Assim, podem ter dificuldades em perceber que as citações utilizadas no gênero são aquelas mais importantes para compreender o texto, são as que levam a uma síntese dos conceitos, e não meras cópias de trechos.

Referências sobre o assunto:

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Sequenciação textual. In: Ler e compreender os sentidos do texto. São Paulo: Contexto, 2012. cap. 8, p. 151-173.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientações: Mencione que será apresentado um texto de divulgação científica, contido na revista Ciência Hoje, e o resumo desse gênero, para que os estudantes reconheçam como o resumo apresenta as marcas linguísticas que introduzem as vozes textuais (em discurso direto ou indireto, por exemplo, por meio de citações e paráfrases).

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

  • O objetivo desta aula é que os estudantes comecem a perceber a diferença entre citação direta, indireta e paráfrase. A citação direta é a transcrição original das palavras de quem escreveu o texto, ou seja, não há alteração na forma de escrita; já a citação indireta, o pensamento original não muda, mas as palavras são colocadas de outra maneira. É importante frisar, em outro momento da aula, que esse tipo de citação é o mais indicado, porque quem escreve tem a oportunidade de comprovar que compreendeu o texto original a ponto de reescrevê-lo. A paráfrase intenta deixar o texto mais claro, é uma explicação de alguma palavra ou expressão mencionada. Quem escreve a paráfrase sente a necessidade de “traduzir” ou explicar melhor para que se evite a falta de significação do que foi dito antes.
  • Peça para que os alunos sentem-se em duplas e analisem os enunciados projetados no slide. É importante esse momento de socialização e contribuição das trocas de respostas para fortalecimento da aprendizagem.

  • Após a leitura dos enunciados, faça as seguintes perguntas:

  • Há diferença de sentido entre os três enunciados? Qual é o (os) assunto (s) contidos nos três?

R=É esperado que os estudantes digam que não há, pois os três fragmentos apresentam a ideia de que a responsabilidade da circulação sanguínea e a multiplicação de células na pele são provenientes de substâncias geradas pelas células de gordura.

b. Dentre os três enunciados, um deles se destaca por oferecer uma informação a mais. Por que você acha que isso acontece?

R= o estudante deve compreender que o terceiro enunciado apresenta uma informação de que as células adiposas são responsáveis pelo armazenamento de gordura e regulação corporal, contribuindo para explicar ao leitor acerca do que são células adiposas. Atenção: esse é um excelente momento para falar que há enunciados que podem esclarecer um termo que foi dito antes. Ressalte que não saber o significado do termo adiposas contribuiria para a incompreensão do enunciado. Mencione que esse termo não é muito comum de ser pronunciado, por essa razão, a expressão: as células que armazenam gordura e regulam a temperatura corporal é importante para reafirmar o que foi dito antes com palavras diferentes, mas mantendo o mesmo sentido. Para mais informações sobre o assunto, consulte o material disponibilizado abaixo, p: 8-10.

c. O enunciado 2, quando comparado ao primeiro, possui alguma mudança no SENTIDO das palavras?

R=É provável que os alunos digam que não. Explique que a frase foi invertida, mas a informação original se manteve. O primeiro enunciado traz as ideias de Marco Aurélio, seguindo as palavras dele. Nesse momento, você pode indagar aos alunos sobre o porquê de se utilizar essa estratégia no resumo. Mencione que isso colabora para dar veracidade ao texto resumido, porque o autor do resumo está colocando em seu texto as palavras contidas no artigo original. Porém ressalte que esse procedimento deve ser feito com cuidado, tendo em vista que é muito melhor quem faz o resumo utilizar suas próprias palavras, mantendo-se o sentido original do texto; demonstrando que houve compreensão do que foi lido.

Materiais complementares:

OLIVEIRA, Sara de. Mecanismos de paráfrase. 2012. Monografia (Título de licenciada em Letras). _Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Universidade de Brasília, Brasília. Disponível em: <http://bdm.unb.br/bitstream/10483/4184/1/2012_SaradeOliveira.pdf>. Acesso em 30 nov 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

Orientações:

  • Dê um tempo para que os alunos, em duplas, façam a leitura do texto original e do seu resumo.

Segue o link do texto aqui:

MOUTINHO, Sofia. Gordura do bem. 2011. Disponível em: Acesso em: 30 nov. 2018.

Para acessar o link do resumo, clique aqui.

2. Logo em seguida, faça as perguntas projetadas no slide .Seguem algumas possibilidades de respostas.

Resposta da segunda questão: As partes em que não houve nenhuma alteração, porque estão iguais ao texto original da revista Ciência Hoje são: “ as células de gordura, chamadas adipócitos, produzem uma série de substâncias que estimulam a circulação sanguínea e a multiplicação das células da pele ” e “o crescimento dos pelos, a reserva de energia, o controle da glicose, da pressão arterial, do hormônio da fome e da saúde das artérias.”

Resposta da terceira questão: É importante que os alunos percebam que a maior parte do resumo contém todas as ideias importantes do texto original, mas não repete as mesmas palavras. O resumo introduz as falas dos estudiosos do assunto e da própria jornalista que escreveu o texto, utilizando as profissões dos envolvidos (jornalista, médico, estudioso, pesquisador), os seus sobrenomes, pronomes pessoais de terceira pessoa (ela, ele) ou uso de expressões como: segundo a jornalista e conforme afirma o cirurgião.. Também faz uso de verbos que indicam os atos de quem escreveu o texto da revista. Em um determinado momento, a jornalista classificou, nomeou, argumentou, mostrou, dentre outros verbos utilizados.

Resposta da quarta questão: chame atenção de que a citação direta é a transcrição literal de parte da obra original, portanto o texto deve fazer uso das aspas. A marca que se destaca no resumo é, justamente, a utilização das aspas, para retomar uma parte igual do texto original .

De acordo com o que consta na Norma Brasileira de Regras 10520:2002, citação: “é a menção, no texto, de uma informação extraída de outra fonte” (NBR, 2002 apud OLIVEIRA, 2012). Para maiores informações, veja o texto colocado na referência do slide anterior.

Resposta da quinta questão: No penúltimo parágrafo aparece uma marca que não está contida no texto original. Trata-se da expressão: OU SEJA, demonstre que ela aparece para esclarecer o termo anterior adipócitas, logo trata-se de uma paráfrase.

Conceito de Paráfrase, segundo ELIAS; KOCH(2012): “Na atividade escrita, é comum recorrermos ao expediente por meio do qual explicamos ou esclarecemos para o leitor o que foi dito anteriormente, a fim de evitar “incompreensões”. Em outras palavra: reapresentamos conteúdos anteriores..visando um ajustamento, uma precisão maior do sentido. É comum reformularmos várias vezes o que foi dito, sendo as paráfrases introduzidas por um marcador de reformulação do tipo: isto é, ou seja, ou melhor, melhor dizendo, dizendo de outra forma, em outras palavras” (ELIAS, Vanda Maria; KOCH, Ingedore Villaça, 2012, p: 168). Destaque que as expressões que retomam o que foi dito antes, devem ser equivalentes, ou seja, dizerem a mesma coisa.

.

Para aprofundar seu conhecimento, segue o conceito de intertextualidade: “Todo texto é um objeto heterogêneo, que revela uma relação radical de seu interior com seu exterior; e, desse exterior, evidentemente, fazem parte outros textos, que lhe dão origem, que o predeterminam, com os quais dialoga, que retoma, a que alude, ou a que se opõe”. (KOCH, 2012, p: 101-108). Segundo a autora, todo texto tem em si outras vozes com quem dialoga, por isso todo texto é heterogêneo. Essas vozes são retomadas no texto, para concordarem ou não com os novos discursos. Ainda, em conformidade com a autora, uma das formas de intertextualidade pode ser explícita, uma vez que pode haver referência ao autor do texto fonte, assim como uma citação direta do texto fonte.

OBS: Depois que você realizar a atividade, você pode dizer aos alunos que, quando um texto conversa com o outro, chamamos isso de intertextualidade. Mas esse conceito não será o foco da aula

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações:

1.Os alunos, ainda em duplas, preencherão as duas lacunas. É importante frisar que a citação direta utiliza, como recurso, as aspas para demarcar que o texto foi escrito de maneira igual, ou seja, não houve nenhuma modificação nas palavras do texto fonte .

2. Aproveite a oportunidade para falar da citação indireta que constitui em falar as palavras do autor do texto original, sem copiar, LITERALMENTE, o que estava no texto anterior. As marcas linguísticas mais utilizadas: segundo FULANO, conforme BELTRANO, os pronomes pessoais, as profissões.

3. Por último, reforce que a paráfrase mantém as mesmas ideias do texto original, mas tem o intuito de esclarecer, ou seja, precisar melhor aquilo que já foi dito antes. Ela contribui para a progressão das ideias do texto, já que as ideias do autor estão sendo retomadas só que com outras palavras. Relembrar as expressões introdutórias de paráfrase: ou seja, isto, quer dizer, em outras palavras, dentre outras.

RESPOSTA POSSÍVEL:

Para fazer um resumo, posso utilizar a CITAÇÃO, que é FALAR USANDO AS PALAVRAS DO AUTOR, SEJA DIRETA OU INDIRETAMENTE e posso utilizar também a PARÁFRASE, que é MANTER AS MESMAS IDEIAS DO TEXTO ORIGINAL, COM A INTENÇÃO DE ESCLARECER O QUE FOI DITO ANTES.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 7º ano :

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 7º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF69LP43 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano