14225
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 3º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Cartas do leitor: elencando as características do gênero

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 3º ano do EF sobre Cartas do leitor: elencando as características do gênero

Plano 05 de 15 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Mirian Carla Neiva Borges da Silva

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é quinta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Carta do leitor e no campo de atuação Vida pública. A aula faz parte do módulo de Análise linguística e semiótica.

Materiais necessários: Equipamento necessário para projeção ou impressão dos textos, caso não houver disponibilidade para projeção dos slides.

Informações sobre o gênero: Carta do leitor é uma carta bastante parecida com a carta pessoal, porém a carta do leitor é uma carta aberta, pois é dirigida a destinatários desconhecidos, veiculada em revistas e jornais, podendo ser ou não publicada.

Dificuldades antecipadas: Identificar o gênero textual da notícia; identificar a função da notícia; montar a carta do leitor seguindo a estrutura correta.

Referências sobre o assunto: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1156-4.pdf (Acesso em 02/10/2018)

http://www.ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/files/uploads/PNAIC%202017%202018/PRODUCAO_ESCRITA-prof.pdf (Acesso em 02/10/2018)

https://www.youtube.com/watch?v=OVpi0qCRXGU (Acesso em 03/10/2018)

MACIEL, Débora Amorim G. da Costa. A palavra é sua leitor! Carta do leitor. In: Diversidade textual: propostas para a sala de aula. Formação continuada de professores/ coordenado por Márcia Mendonça. Recife, MEC/CEEL, 2008.p. 147 – 158.

Disponível em: http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/35.pdf (Acesso em 04/10/2018)

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações: Projete ou leia para os alunos o título da aula.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Divida a turma em grupos para que os alunos possam ter a oportunidade de trocar experiências e aprendizagens.
  • Projete ou imprima o slide e distribua para a turma. Se não for possível nenhuma das duas possibilidades, monte um cartaz para que todos os alunos visualizem o texto ou escreva-o no quadro.
  • Faça a leitura coletiva do texto com a turma. Você poderá solicitar que cada aluno leia uma parte do texto, assim todos poderão participar da leitura.
  • Lance perguntas à turma:
  • Você sabe qual gênero textual que acabamos de ler? (Espera-se que os alunos respondam que leram uma notícia. Se não chegarem a esta conclusão, faça outras perguntas: O que diz o texto? Se não tivessem publicado este texto, as pessoas saberiam o que aconteceu? Já que as pessoas não saberiam, então podemos dizer que este texto noticia o fato? Que gênero textual conta um fato?
  • Para o que serve uma notícia? (Espera-se que os alunos respondam que a notícia serve para contar um fato, algo que tenha ocorrido. Se não chegarem a esta conclusão, pergunte: O que diz o texto? Se não tivessem publicado este texto, as pessoas saberiam o que aconteceu? Já que as pessoas não saberiam e precisariam da notícia para descobrir o fato, o que podemos concluir sobre a função da notícia? Para que serve uma notícia?
  • Qual é o título desta notícia? (Espera-se que os alunos respondam que o título é “Museu Nacional, o mais antigo do país, pega fogo no Rio”. Se não chegarem a esta conclusão, peça que retornem ao texto e verifiquem o título, depois leiam-no.)
  • Qual é a fonte desta notícia? (Espera-se que os alunos respondam que a fonte é jornaljoca.com.br. Se não chegarem a esta conclusão, peça que retornem ao texto e verifiquem de onde essa notícia foi retirada, depois leiam-na.)

Fonte: REGO, Tânia. Museu Nacional, o mais antigo do país, pega fogo no Rio. Jornal Joca. São Paulo, p. 1-2. 03 set. 2018. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2018.

Materiais complementares: Texto para impressão - acesse aqui

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações:

  • Projete o slide ou utilize o texto impresso, o cartaz ou o texto escrito no quadro.
  • Propicie um momento para que o grupo possa conversar sobre a notícia. Escreva no quadro as seguintes perguntas:
  • Qual a sua opinião sobre o texto que acabamos de ler? Achou esta notícia importante? O que te chamou mais a atenção?
  • Se você fosse escrever algo para o jornal que publicou a notícia, que opinião daria?
  • Que sugestão de outra publicação você daria?
  • Que título daria ao texto que enviaria ao jornal?
  • Peça que os alunos discutam sobre as perguntas e registrem as respostas nos cadernos.
  • Passeie pelos grupos fazendo as interferências necessárias. Se for necessário, peça para que os alunos retornem ao texto para que possam atribuir opiniões e sugestões.
  • Peça para que cada grupo compartilhe com a turma as suas conclusões.

Fonte: REGO, Tânia. Museu Nacional, o mais antigo do país, pega fogo no Rio. Jornal Joca. São Paulo, p. 1-2. 03 set. 2018. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2018.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Projete ou leia o slide para a turma, dizendo qual será a atividade.
  • Se você estiver utilizando esta aula isoladamente, apresente uma Carta do leitor aos alunos, para que eles possam ter um entendimento sobre a estrutura do gênero. Você pode buscar um exemplo do gênero na aula 2 desta sequência.
  • Retome a discussão anterior perguntando à turma: Se fossem escrever uma carta para o jornal, o que colocariam primeiro? Para quem escreveriam? Qual seria o vocativo, ou seja, para quem se dirigiriam? O que diriam? Qual sugestão dariam? Como se despediriam? (Permita e estimule os alunos a darem respostas pertinentes, lembrando-os que não existem respostas certas ou erradas, apenas respostas coerentes, por exemplo, espera-se que os alunos respondam que inicialmente devem escrever uma saudação ou uma apresentação do remetente, que nesse caso são os próprios alunos, após devem escrever o vocativo, ou seja, para quem se destina a carta, nesse caso, o Jornal Joca, após os alunos deverão explicar o assunto do corpo da carta, que precisa estar de acordo com a reportagem lida, depois deverão dar uma sugestão de tema , o qual gostariam de ler em uma próxima publicação do Jornal e por fim, uma despedida. Se eles apresentarem dúvidas, retorne a carta de leitor da aula 2, para que os alunos possam observar novamente a estrutura do gênero. ).
  • Distribua para cada grupo algumas frases impressas ou escritas em papéis separados.
  • Peça para que os alunos organizem estas frases de forma que montem duas cartas do leitor, uma com a estrutura da carta do leitor original, ou seja, aquela enviada à redação do jornal, e outra na versão publicada, evidenciando as diferenças.
  • Promova uma discussão pedindo para que cada um do grupo leia a sua carta fazendo as intervenções necessárias quanto à ordem e à organização de cada parte da carta. Se for necessário, levante questionamentos como: Será que devo colocar a sugestão antes de dar minha opinião? O vocativo pode vir depois do desenvolvimento da carta? A despedida pode vir antes da sugestão? Como podemos organizar este texto para que tenha mais coerência? Alguém poderia ajudar, dando uma opinião? (Espera-se que os alunos respondam que geralmente a opinião vem antes da sugestão; o vocativo vem antes do desenvolvimento da carta; a despedida vem no fim da carta, por isso a sugestão vem antes da despedida. Se o aluno apresentar o texto sem coerência pergunte se algum colega pode ajudar com alguma sugestão, retorne as perguntas feitas anteriormente, no início deste slide. Se for necessário, você pode acessar a aula 2 e comparar as duas cartas, perguntando quais diferenças encontradas e o que poderia modificar em sua carta.)
  • Peça para que os alunos colem as frases, organizadas e corrigidas, em uma folha à parte, depois copiem no caderno. Também pode ser solicitado para que os alunos colem as frases diretamente nos cadernos.

Materiais complementares: Frases para impressão - acesse aqui

Correção da atividade - acesse aqui

Exemplo de Carta do leitor - acesse aqui

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9 minutos.

Orientações:

  • Projete ou leia para os alunos o slide.
  • Elenque com a turma as características observadas na carta do leitor organizada: Como é a estrutura de uma carta do leitor, o que devemos escrever primeiro, que tipo de linguagem devemos utilizar? (Espera-se que os alunos cheguem à conclusão que uma carta do leitor deve ter: local e data; saudação; desenvolvimento com o que se pretende dizer, opiniões, críticas e/ou sugestões, acerca do texto lido; conclusão com uma despedida cordial.)
  • Leve os alunos a perceber as características estruturais da carta do leitor fazendo perguntas como: Quando escrevemos uma carta pessoal, o que devemos escrever primeiro? Como a carta do leitor é bem parecida com a carta pessoal, o que devemos escrever primeiro na carta do leitor? (Espera-se que o aluno responda que inicialmente, devemos escrever uma saudação ou uma apresentação do remetente.) Após local e data, o que precisamos escrever? (Espera-se que os alunos respondam que após o local e data precisamos colocar o vocativo, ou seja, a quem devemos nos dirigir, para quem se destina a carta.) Após o vocativo, o que devemos escrever? (Espera-se que os alunos respondam que após o vocativo devemos escrever o assunto no corpo da carta, após poderemos dar uma sugestão de tema para uma próxima publicação). No final da carta o que devemos colocar? Como deve ser a despedida? (Espera - se que os alunos respondam que no final da carta devemos escrever uma despedida e que esta deve ser de forma cordial. ) Quais diferenças podemos notar na carta do leitor original, ou seja, a carta que enviamos para a redação do jornal, e a carta publicada? (Espera-se que os alunos percebam que, quando a carta já está veiculada no jornal, ou seja, já foi publicada, a data não constará e muitas vezes a carta perde a despedida também.) Se os alunos não chegarem a esta conclusão peça para que retornem à atividade de montagem das cartas do leitor e verifiquem as estruturas das mesmas. Se for possível, volte ao exemplo da carta do leitor para que os alunos tenham bastante clareza sobre a carta do leitor publicada.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é quinta aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero Carta do leitor e no campo de atuação Vida pública. A aula faz parte do módulo de Análise linguística e semiótica.

Materiais necessários: Equipamento necessário para projeção ou impressão dos textos, caso não houver disponibilidade para projeção dos slides.

Informações sobre o gênero: Carta do leitor é uma carta bastante parecida com a carta pessoal, porém a carta do leitor é uma carta aberta, pois é dirigida a destinatários desconhecidos, veiculada em revistas e jornais, podendo ser ou não publicada.

Dificuldades antecipadas: Identificar o gênero textual da notícia; identificar a função da notícia; montar a carta do leitor seguindo a estrutura correta.

Referências sobre o assunto: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1156-4.pdf (Acesso em 02/10/2018)

http://www.ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/files/uploads/PNAIC%202017%202018/PRODUCAO_ESCRITA-prof.pdf (Acesso em 02/10/2018)

https://www.youtube.com/watch?v=OVpi0qCRXGU (Acesso em 03/10/2018)

MACIEL, Débora Amorim G. da Costa. A palavra é sua leitor! Carta do leitor. In: Diversidade textual: propostas para a sala de aula. Formação continuada de professores/ coordenado por Márcia Mendonça. Recife, MEC/CEEL, 2008.p. 147 – 158.

Disponível em: http://www.serdigital.com.br/gerenciador/clientes/ceel/arquivos/35.pdf (Acesso em 04/10/2018)

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações: Projete ou leia para os alunos o título da aula.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Divida a turma em grupos para que os alunos possam ter a oportunidade de trocar experiências e aprendizagens.
  • Projete ou imprima o slide e distribua para a turma. Se não for possível nenhuma das duas possibilidades, monte um cartaz para que todos os alunos visualizem o texto ou escreva-o no quadro.
  • Faça a leitura coletiva do texto com a turma. Você poderá solicitar que cada aluno leia uma parte do texto, assim todos poderão participar da leitura.
  • Lance perguntas à turma:
  • Você sabe qual gênero textual que acabamos de ler? (Espera-se que os alunos respondam que leram uma notícia. Se não chegarem a esta conclusão, faça outras perguntas: O que diz o texto? Se não tivessem publicado este texto, as pessoas saberiam o que aconteceu? Já que as pessoas não saberiam, então podemos dizer que este texto noticia o fato? Que gênero textual conta um fato?
  • Para o que serve uma notícia? (Espera-se que os alunos respondam que a notícia serve para contar um fato, algo que tenha ocorrido. Se não chegarem a esta conclusão, pergunte: O que diz o texto? Se não tivessem publicado este texto, as pessoas saberiam o que aconteceu? Já que as pessoas não saberiam e precisariam da notícia para descobrir o fato, o que podemos concluir sobre a função da notícia? Para que serve uma notícia?
  • Qual é o título desta notícia? (Espera-se que os alunos respondam que o título é “Museu Nacional, o mais antigo do país, pega fogo no Rio”. Se não chegarem a esta conclusão, peça que retornem ao texto e verifiquem o título, depois leiam-no.)
  • Qual é a fonte desta notícia? (Espera-se que os alunos respondam que a fonte é jornaljoca.com.br. Se não chegarem a esta conclusão, peça que retornem ao texto e verifiquem de onde essa notícia foi retirada, depois leiam-na.)

Fonte: REGO, Tânia. Museu Nacional, o mais antigo do país, pega fogo no Rio. Jornal Joca. São Paulo, p. 1-2. 03 set. 2018. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2018.

Materiais complementares: Texto para impressão - acesse aqui

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações:

  • Projete o slide ou utilize o texto impresso, o cartaz ou o texto escrito no quadro.
  • Propicie um momento para que o grupo possa conversar sobre a notícia. Escreva no quadro as seguintes perguntas:
  • Qual a sua opinião sobre o texto que acabamos de ler? Achou esta notícia importante? O que te chamou mais a atenção?
  • Se você fosse escrever algo para o jornal que publicou a notícia, que opinião daria?
  • Que sugestão de outra publicação você daria?
  • Que título daria ao texto que enviaria ao jornal?
  • Peça que os alunos discutam sobre as perguntas e registrem as respostas nos cadernos.
  • Passeie pelos grupos fazendo as interferências necessárias. Se for necessário, peça para que os alunos retornem ao texto para que possam atribuir opiniões e sugestões.
  • Peça para que cada grupo compartilhe com a turma as suas conclusões.

Fonte: REGO, Tânia. Museu Nacional, o mais antigo do país, pega fogo no Rio. Jornal Joca. São Paulo, p. 1-2. 03 set. 2018. Disponível em: . Acesso em: 25 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Orientações:

  • Projete ou leia o slide para a turma, dizendo qual será a atividade.
  • Se você estiver utilizando esta aula isoladamente, apresente uma Carta do leitor aos alunos, para que eles possam ter um entendimento sobre a estrutura do gênero. Você pode buscar um exemplo do gênero na aula 2 desta sequência.
  • Retome a discussão anterior perguntando à turma: Se fossem escrever uma carta para o jornal, o que colocariam primeiro? Para quem escreveriam? Qual seria o vocativo, ou seja, para quem se dirigiriam? O que diriam? Qual sugestão dariam? Como se despediriam? (Permita e estimule os alunos a darem respostas pertinentes, lembrando-os que não existem respostas certas ou erradas, apenas respostas coerentes, por exemplo, espera-se que os alunos respondam que inicialmente devem escrever uma saudação ou uma apresentação do remetente, que nesse caso são os próprios alunos, após devem escrever o vocativo, ou seja, para quem se destina a carta, nesse caso, o Jornal Joca, após os alunos deverão explicar o assunto do corpo da carta, que precisa estar de acordo com a reportagem lida, depois deverão dar uma sugestão de tema , o qual gostariam de ler em uma próxima publicação do Jornal e por fim, uma despedida. Se eles apresentarem dúvidas, retorne a carta de leitor da aula 2, para que os alunos possam observar novamente a estrutura do gênero. ).
  • Distribua para cada grupo algumas frases impressas ou escritas em papéis separados.
  • Peça para que os alunos organizem estas frases de forma que montem duas cartas do leitor, uma com a estrutura da carta do leitor original, ou seja, aquela enviada à redação do jornal, e outra na versão publicada, evidenciando as diferenças.
  • Promova uma discussão pedindo para que cada um do grupo leia a sua carta fazendo as intervenções necessárias quanto à ordem e à organização de cada parte da carta. Se for necessário, levante questionamentos como: Será que devo colocar a sugestão antes de dar minha opinião? O vocativo pode vir depois do desenvolvimento da carta? A despedida pode vir antes da sugestão? Como podemos organizar este texto para que tenha mais coerência? Alguém poderia ajudar, dando uma opinião? (Espera-se que os alunos respondam que geralmente a opinião vem antes da sugestão; o vocativo vem antes do desenvolvimento da carta; a despedida vem no fim da carta, por isso a sugestão vem antes da despedida. Se o aluno apresentar o texto sem coerência pergunte se algum colega pode ajudar com alguma sugestão, retorne as perguntas feitas anteriormente, no início deste slide. Se for necessário, você pode acessar a aula 2 e comparar as duas cartas, perguntando quais diferenças encontradas e o que poderia modificar em sua carta.)
  • Peça para que os alunos colem as frases, organizadas e corrigidas, em uma folha à parte, depois copiem no caderno. Também pode ser solicitado para que os alunos colem as frases diretamente nos cadernos.

Materiais complementares: Frases para impressão - acesse aqui

Correção da atividade - acesse aqui

Exemplo de Carta do leitor - acesse aqui

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 9 minutos.

Orientações:

  • Projete ou leia para os alunos o slide.
  • Elenque com a turma as características observadas na carta do leitor organizada: Como é a estrutura de uma carta do leitor, o que devemos escrever primeiro, que tipo de linguagem devemos utilizar? (Espera-se que os alunos cheguem à conclusão que uma carta do leitor deve ter: local e data; saudação; desenvolvimento com o que se pretende dizer, opiniões, críticas e/ou sugestões, acerca do texto lido; conclusão com uma despedida cordial.)
  • Leve os alunos a perceber as características estruturais da carta do leitor fazendo perguntas como: Quando escrevemos uma carta pessoal, o que devemos escrever primeiro? Como a carta do leitor é bem parecida com a carta pessoal, o que devemos escrever primeiro na carta do leitor? (Espera-se que o aluno responda que inicialmente, devemos escrever uma saudação ou uma apresentação do remetente.) Após local e data, o que precisamos escrever? (Espera-se que os alunos respondam que após o local e data precisamos colocar o vocativo, ou seja, a quem devemos nos dirigir, para quem se destina a carta.) Após o vocativo, o que devemos escrever? (Espera-se que os alunos respondam que após o vocativo devemos escrever o assunto no corpo da carta, após poderemos dar uma sugestão de tema para uma próxima publicação). No final da carta o que devemos colocar? Como deve ser a despedida? (Espera - se que os alunos respondam que no final da carta devemos escrever uma despedida e que esta deve ser de forma cordial. ) Quais diferenças podemos notar na carta do leitor original, ou seja, a carta que enviamos para a redação do jornal, e a carta publicada? (Espera-se que os alunos percebam que, quando a carta já está veiculada no jornal, ou seja, já foi publicada, a data não constará e muitas vezes a carta perde a despedida também.) Se os alunos não chegarem a esta conclusão peça para que retornem à atividade de montagem das cartas do leitor e verifiquem as estruturas das mesmas. Se for possível, volte ao exemplo da carta do leitor para que os alunos tenham bastante clareza sobre a carta do leitor publicada.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 3º ano :

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 3º ano:

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

3º ano / Língua Portuguesa / Análise linguística/Semiótica

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF35LP16 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano