14191
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Brincar com caixas de papelão

Com base em uma leitura, convide as crianças a brincar com caixas de papelão no pátio ou jardim.

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Maria Geanne Moreira da Silva

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Envie, com antecedência, um bilhete à família pedindo a colaboração para que as crianças tragam caixas de papelão de tamanhos variados para uma brincadeira que realizarão na escola.

Materiais:

Para a realização desta proposta, selecione caixas de papelão de vários tamanhos,desde caixas de remédio até caixas grandes que podem ser arrecadadas em supermercados ou armazéns. Fique atento para que tenham caixas suficientes, pensando na configuração da brincadeira de forma individual ou em pequenos grupos. Avalie se o material enviado pelas famílias é suficiente ou se você terá que complementar. Desta forma, você assegura que todas as crianças possam usar este material de formas variadas a partir de seus interesses. Selecione acessórios diversos, como fantasias, colares, pulseiras, chapéus, máscaras etc., que podem ser utilizados pelas crianças no momento da brincadeira.Traga para o momento da roda de conversa o livro “O homem que amava caixas”, de Stephen Michael King.

Espaços:

O primeiro momento da atividade acontecerá em espaço interno. Em um segundo momento, combine com as crianças que a brincadeira acontecerá em espaço externo. Organize no espaço externo escolhido algumas caixas empilhadas e outras espalhadas, para que as crianças possam brincar com autonomia. Deixe ao alcance delas os acessórios reservados.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 1 hora.

Perguntas para guiar suas observações:

1. De que forma as crianças utilizam o espaço, escolhem seus pares para brincar e ressignificam o uso da caixa?

2. Que brincadeiras e enredos criaram com o uso das caixas? Que personagens e contextos elaboram e que diálogos constroem?

3. Que sons, gestos e movimentos criam e imitam durante a brincadeira? Como expressam seus sentimentos e emoções enquanto brincam?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Observe se todas as crianças sentem-se confortáveis para utilizar as caixas, converse com elas sobre como se sentem e incentive-as a fazer uso do material. Garanta que todas possam ter acesso ao material para brincar com autonomia. Incentive que ajudem umas as outras durante a brincadeira e cultivem sentimentos de empatia para com seus pares.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Reúnas as crianças no grande grupo para a leitura do livro “O homem que amava caixas”, de Stephen Michael King. Converse com elas a respeito de como as caixas podem se transformar em outros objetos, como que o personagem da história utilizava as caixas que encontrava. Neste momento, explore as falas das crianças sobre a narrativa do livro. Dialogue com elas que você organizou um espaço em área externa com caixas de papelão para brincarem da forma que desejarem. Converse que elas utilizarão as caixas conforme sua imaginação, como acontece com o homem da história, na qual ele usa a caixa para fazer castelos, aviões etc. Observe o que as crianças dialogam entre si a respeito de como brincarão. Combine com elas o momento de finalizar a brincadeira e onde irão guardar as caixas e os pedaços que foram cortados, que podem ser reutilizados.


2

Convide as crianças para irem até o espaço externo para brincarem. Ao chegarem no espaço preparado para a brincadeira, garanta que façam as explorações livres do material da forma que desejarem, em pequenos grupos ou individualmente. À medida que forem explorando, observe quais brincadeiras iniciam, como interagem com as caixas e seus pares e como fazem uso do espaço. Atente-se em como elas expressam o que estão sentindo, que investigações realizam, se escolhem parceiros variados para brincar, se resolvem os conflitos com autonomia e que caixas utilizam para brincar e descobrir. Cuide para que todas possam brincar com as caixas. Observe as narrativas e enredos criados e se coloque à disposição para brincar com as crianças de modo que não interfira nas brincadeiras iniciadas por elas. Observe as situações simbólicas iniciadas pelas crianças, fique atento ao que elas necessitam para ampliar seus enredos durante a brincadeira, perceba se elas apontam a necessidade de incluir algum objeto ou se precisam de ajuda para dar continuidade ao que já estão brincando. Documente este momento por meio de fotografias, registros das falas das crianças e filmagens. Estas documentações serão importantes para repensar essa proposta.


Para finalizar:

Observe se as crianças exploraram e brincaram suficientemente com o material e dialogue com elas que o tempo para brincar está finalizando. Convide-as a organizar o ambiente e combine onde poderão guardar o material na sala. Separe com elas as caixas que não podem ser reaproveitadas e peça ajuda para transportar as que serão reutilizadas, para guardar em local apropriado.

Desdobramentos

Proponha esta brincadeira mais vezes, incluindo outros materiais não estruturados, como folhas, pedrinhas, galhos, tampinhas, garrafas pets, latas, dentre outros. Para ampliar o repertório de materiais a partir das necessidades e interesses apresentados pelas crianças durante a brincadeira, faça uso das filmagens e anotações de suas observações. A medida que seleciona outros materiais, convide as crianças a brincarem novamente com as caixas e o que mais foi incluso.

Engajando as famílias

Exponha as fotografias registradas enquanto as crianças brincavam com as caixas em um mural na parte externa da sala, para que as famílias apreciem as fotos. As crianças podem criar pequenas legendas e você pode ser o escriba delas sobre o conteúdo das brincadeiras. Construa com as crianças um convite às famílias com a proposta de que elas brinquem com caixas em casa, com um parceiro de sua escolha. Peça que as crianças desenhem sobre como foi este momento para compartilhar com seus colegas posteriormente. Crie junto com elas um espaço para expor os desenhos feitos em casa.

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03CG03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EO04 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03CG01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano