13947
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - Leitura e reconhecimento de haicai

POR: Ana Carolina Alecrim Benzoni 04/12/2018
Código: LPO9_03SQA01

9º ano / Língua Portuguesa / Sequência de Atividades

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF69LP53) Ler em voz alta textos literários diversos – como contos de amor, de humor, de suspense, de terror; crônicas líricas, humorísticas, críticas; bem como leituras orais capituladas (compartilhadas ou não com o professor) de livros de maior extensão, como romances, narrativas de enigma, narrativas de aventura, literatura infanto-juvenil, – contar/recontar histórias tanto da tradição oral (causos, contos de esperteza, contos de animais, contos de amor, contos de encantamento, piadas, dentre outros) quanto da tradição literária escrita, expressando a compreensão e interpretação do texto por meio de uma leitura ou fala expressiva e fluente, que respeite o ritmo, as pausas, as hesitações, a entonação indicados tanto pela pontuação quanto por outros recursos gráfico-editoriais, como negritos, itálicos, caixa-alta, ilustrações etc., gravando essa leitura ou esse conto/reconto, seja para análise posterior, seja para produção de audiobooks de textos literários diversos ou de podcasts de leituras dramáticas com ou sem efeitos especiais e ler e/ou declamar poemas diversos, tanto de forma livre quanto de forma fixa (como quadras, sonetos, liras, haicais etc.), empregando os recursos linguísticos, paralinguísticos e cinésicos necessários aos efeitos de sentido pretendidos, como o ritmo e a entonação, o emprego de pausas e prolongamentos, o tom e o timbre vocais, bem como eventuais recursos de gestualidade e pantomima que convenham ao gênero poético e à situação de compartilhamento em questão.

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 9º ano do Fundamental sobre leitura e reconhecimento de haicai

 

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Esta é a primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero haicai e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte do módulo de abertura.

Informações sobre o gênero: Poema de três versos, num total de 17 sílabas poéticas, geralmente sem rima, nunca expressa sentimentos abertamente; há uma narração de uma situação, como uma fotografia do momento presente, em que uma sensação é sugerida ao leitor.

Materiais necessários: Computador com acesso à internet e caixa de som, projetor (desejável, não obrigatório), fotocópias dos poemas selecionados, acesso à internet. Caso não haja computador e caixa de som, o professor pode fazer a leitura do poema respeitando as pausas e as entonações necessárias. É interessante pedir uma pesquisa prévia sobre “Eros e Psique” aos alunos.

Dificuldades antecipadas: Muitos alunos podem ter dificuldades em ler e compreender textos poéticos, em virtude da falta de contato com textos deste gênero. Mesmo para os leitores mais fluentes, a leitura interpretativa, percebendo e respeitando ritmo e pausas, e entonação pode ser um desafio. Propõe-se então vídeos que explorem esta leitura para que os alunos entrem em contato com exemplo prévio do que se pode fazer. Caso julgue necessário e haja tempo hábil, o professor pode acrescentar outros vídeos/áudios com exemplos.

Referências sobre o assunto:

GUTTILLA. Rodolfo.(org.) Hai cai - Coleção Boa Companhia. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

Caqui: Revista brasileira de haicai. Disponível em: https://www.kakinet.com/cms/

Tempo sugerido: 1 minuto.

Orientações:

Projete ou escreva o tema da aula e leia-o com os alunos.

Tempo sugerido: 9 minutos.

Orientações:

  • Projete os poemas acima ou escreva-os no quadro.
  • Convide um ou mais alunos a lê-los.
  • Projete o vídeo clicando aqui. Caso não haja internet, declame os poemas para os alunos.
  • Proponha a discussão aos alunos, que deve ser feita com a sala toda. Faça a mediação entre as respostas que forem surgindo.
  • Qual a diferença entre a primeira leitura, feita pelos alunos, e a leitura presente no vídeo. Espera-se que os alunos percebam que, na leitura performática, há pausas e entonações e que elas “dão vida” e sentido ao texto lido.
  • Quais são os efeitos da pausa e da entonação na construção ou ênfase de sentido do texto. Se necessário, projete o vídeo novamente e interrompa após cada poema para reflexão em conjunto. Espera-se que os alunos percebam que a leitura do vídeo transmite a ideia que o poema aborda. No primeiro poema, a pausa entre o primeiro e o segundo versos e, depois, entre o segundo e o terceiro versos mostra a expectativa da mensagem a ser transmitida. No último verso, a entonação evidencia a dúvida do eu lírico. Já no segundo poema, a pausa entre as palavras “azul e amarelo” é menor, e traz a ideia de integração entre ambas as cores, reforçando o elo que é o amor, explicitado no verso 1. No terceiro poema, a pausa entre o segundo e terceiro versos, aliada à entonação de “cheio de tudo” reforçam a sensação de vazio do eu lírico.
  • Certifique-se de que os alunos perceberam a importância de uma leitura performática, suas pausas e entonações trazem significados ao poema.
    É possível, com ela, perceber nuances que uma leitura simplificada não permite. Espera-se que eles percebam, por meio da leitura performática, que o terceiro verso apresenta o fechamento de uma situação.
  • Pergunte se há alguma característica comum aos três poemas que tenham chamado a atenção dos alunos. Espera-se que eles observem o tamanho reduzido, de apenas três versos, que relatam uma situação momentânea.
  • Informe aos alunos que os textos que irão ler são haicais, e que estes textos apresentam, em geral, imagens que chamaram a atenção do poeta. Estas imagens, sintetizadas pelo haicai, podem traduzir o olhar do poeta para aquele instante.
  • Atenção: Apesar de os três exemplos apresentarem rimas, elas não são obrigatórias no gênero. Caso apareça algum comentário sobre sua presença, deixe isso claro aos alunos. Em momento oportuno, a diferença causada por sua presença/ausência será trabalhada com mais profundidade.

Fonte:

Paulo Leminski- disponível no site: http://www.poesiaspoemaseversos.com.br/paulo-leminski-poemas/ - Acesso em: 31/8/2018.

Tempo sugerido: 30 minutos.

Orientações:

  • Divida os alunos em duplas ou trios. Entregue uma coletânea dos poemas para as duplas/trios a fim de que os alunos possam, durante a leitura, trocar impressões e interpretações sobre os poemas e experimentar diferentes formas de lê-los. O objetivo é que os alunos conheçam e entendam o poema, compartilhando com um (ou dois) colegas suas impressões sobre a leitura e possam refletir sobre o gênero antes do contato com a teoria.
  • Peça aos alunos que leiam o poema e discutam no grupo as questões abaixo: (para esta etapa de trabalho, invista 10 minutos).
  • Quais os significados dos textos lidos?
  • Quais características dos poemas chamam a atenção?
  • Como vocês fariam uma leitura para enfatizar as ideias discutidas? Oriente os alunos a explorar as palavras e as ideias que elas representam, imaginando a cena imortalizada no haicai. Peça para que eles se concentrem nas pausas para a quebra de linhas e testem diversas formas de fazer uma leitura performática. As considerações sobre os possíveis significados e características estão no Material complementar.

3. Caso julgue necessário, aumente a coletânea com outros haicais.

Material complementar:

Para acessar o material para impressão, clique aqui.

Se julgar necessário, acesse as considerações das questões. Clique aqui.

Orientações:

  • Peça para os alunos formarem uma roda a fim facilitar o compartilhamento das leituras e das impressões. Garanta que as duplas que trabalharam juntas sentem-se lado a lado. O objetivo desta etapa não é responder todas as perguntas de forma linear, mas entremear as impressões dos alunos com as leituras performáticas que eles farão.
  • Projete a dupla de poemas.
  • Peça aos alunos que ficaram com a coletânea 1 para ler, de forma performática (considerando a entonação, o ritmo, as pausas, como ouvido no vídeo da introdução), um dos poemas recebidos. Circule a leitura para que mais de um aluno possa ler este poema, dando outras formas de interpretação.
  • Incentive-os a participar, convide-os a ler de pé, fazendo gestos, pausas, dando ênfase às palavras.
  • No final de cada leitura, abra para discussão sobre a performance: Qual o efeito das pausas e da entonação dadas pelo colega na leitura em voz alta?
    Estes recursos conseguem contribuir para a imagem construída pelo texto?
    Espera-se que os alunos percebam que a entonação reforça a relação de sentido estabelecida pelos versos (e abordadas no arquivo de resolução das questões). Que a pausa entre os segundos e terceiros versos é importante para o movimento de fechamento surpreendente do terceiro verso. Contudo, as respostas podem variar de acordo com as experimentações feitas pelos alunos.
    O objetivo deste exercício é que eles testem diversas formas de leitura e compararem os efeitos de cada uma, refletindo sobre sua validade e contribuição para a compreensão do texto.
  • Encaminhe a aula para que seja uma discussão entre os alunos e não um movimento de pergunta e resposta.

Fonte:

GUTTILLA. Rodolfo.(org.) Hai cai - Coleção Boa Companhia. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. p. 36 e 38.

Orientações:

  • Projete a dupla de poemas.
  • Peça para que os alunos que ficaram com a coletânea 2 se prontifiquem a ler, de forma performática (considerando a entonação, o ritmo, as pausas, como ouvido no vídeo da introdução), um dos poemas recebidos, circule a leitura para que mais de um aluno possa ler esse poema, dando outras formas de interpretação.
  • Incentive-os a participar, convide-os a ler de pé, fazendo gestos, pausas, dando ênfase às palavras.
  • No final de cada leitura, abra para discussão sobre a performance: Qual o efeito das pausas e da entonação dadas pelo colega na leitura em voz alta? Estes recursos conseguem contribuir para a imagem construída pelo texto? Espera-se que os alunos percebam que a entonação reforça a relação de sentido estabelecida pelos versos (e abordadas no arquivo de resolução das questões). Que a pausa entre os segundos e terceiros versos é importante para o movimento de fechamento surpreendente do terceiro verso. Contudo, as respostas podem variar de acordo com as experimentações feitas pelos alunos.
    O objetivo deste exercício é eles testarem diversas formas de leitura e comparar os efeitos de cada uma, refletindo sobre sua validade e contribuição para a compreensão do texto.
  • O objetivo deste exercício é eles testarem diversas formas de leitura e comparar os efeitos de cada uma das leituras, refletindo sobre a validade e contribuição de cada uma delas para a compreensão do texto

Fonte:

GUTTILLA. Rodolfo.(org.) Hai cai - Coleção Boa Companhia. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. p. 71 e 79.

Material complementar:

Se julgar pertinente e houver tempo hábil, mostre imagens das gotas de orvalho, para isso, clique aqui. Depois, mostre a imagem de uma cerejeira, para isso, clique aqui

Orientações:

  • Projete a dupla de poemas.
  • Peça para que os alunos que ficaram com a coletânea 3 se prontifiquem a ler, de forma performática (considerando a entonação, o ritmo, as pausas, como ouvido no vídeo da introdução), um dos poemas recebidos, circule a leitura para que mais de um aluno possa ler esse poema, dando outras formas de interpretação.
  • Incentive-os a participar, convide-os a ler de pé, fazendo gestos, pausas, dando ênfase às palavras.
  • No final de cada leitura, abra para discussão sobre a performance: Qual o efeito das pausas e da entonação dadas pelo colega na leitura em voz alta? Os recursos de leitura conseguem contribuir para a imagem construída pelo texto? Espera-se que os alunos percebam que a entonação reforça a relação de sentido estabelecida pelos versos (e abordadas no gabarito da resolução das questões). Que a pausa entre os segundos e terceiros versos é importante para o movimento de fechamento surpreendente do terceiro verso. Contudo, as respostas podem variar de acordo com as experimentações feitas pelos alunos.
  • O objetivo deste exercício é eles testarem diversas formas de leitura e comparar os efeitos de cada uma das leituras, refletindo sobre a validade e contribuição de cada uma delas para a compreensão do texto
  • O objetivo deste exercício é eles testarem diversas formas de leitura e comparar os efeitos de cada uma das leituras, refletindo sobre a validade e a contribuição de cada uma delas para a compreensão do texto.
  • Encaminhe a aula para que seja uma discussão entre os alunos e não um movimento de pergunta e resposta.
  • Peça aos alunos para contrastarem a função da natureza no poema 1 e no poema 2 desta coletânea. É importante perceber que o poema “Infância” remete a um tempo passado e faz isso por meio de aspectos ligados à natureza, como uma lembrança. Já o poema 2 tem o enfoque na própria estação.

Fonte:

GUTTILLA. Rodolfo.(org.) Hai cai - Coleção Boa Companhia. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. p. 85 e 79.

Orientações:

  • Projete a dupla de poemas.
  • Peça para que os alunos que ficaram com a coletânea 4 se prontifiquem a ler, de forma performática (considerando a entonação, o ritmo, as pausas, como ouvido no vídeo da introdução), um dos poemas recebidos, circule a leitura para que mais de um aluno possa ler este poema, dando outras formas de interpretação.
  • Incentive-os a participar, convide-os a ler de pé, fazendo gestos, pausas, dando ênfase às palavras.
  • No final de cada leitura, abra para discussão sobre a performance: Qual o efeito das pausas e da entonação dadas pelo colega na leitura em voz alta? Os recursos de leitura conseguem contribuir para a imagem construída pelo texto? Espera-se que os alunos percebam que a entonação reforça a relação de sentido estabelecida pelos versos (e abordadas no gabarito da resolução das questões). Que a pausa entre os segundos e terceiros versos é importante para o movimento de fechamento surpreendente do terceiro verso. Contudo, as respostas podem variar de acordo com as experimentações feitas pelos alunos.
  • Encaminhe a aula para que seja uma discussão entre os alunos e não um movimento de pergunta e resposta.
  • Esses haicais abordam também a questão da natureza. Explore com os alunos que a natureza, aqui, aparece como pano de fundo responsável pela cena vista pelo poeta.

Fonte:

Iura, Edson - retirado do site: https://kakinet.com/antologia/ - Acesso em: 25 de julho de 2018.

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientações:

  • Encaminhe a discussão para o final pedindo que os alunos tragam as impressões sobre a atividade. Este é um momento de avaliação da dinâmica da aula e da recepção do haicai.
  • Projete o slide e peça para que os alunos reflitam e respondam sobre esses aspectos no caderno e, depois, compartilhem com a sala.
  • Caso esteja seguindo as sequência de aula, finalize orientando aos alunos que, para a próxima aula, farão uma pesquisa para aprofundar o olhar sobre o haicai e iniciar os estudos da teoria sobre o gênero.

Material complementar:

Caso julgue necessário, acesse a resolução das atividades aqui

Este plano de aula foi produzido pelo Time de Autores NOVA ESCOLA
Professor-autor: Ana Carolina Alecrim Benzoni
Mentor: Débora Souza
Especialista: Isabel Fernandes

Título da aula: Leitura e reconhecimento de haicai

Finalidade da aula: Construir a definição de haicai com base na leitura de textos previamente selecionados, exercitando a entonação da voz, a performance e a improvisação com o objetivo de experimentar a poesia.

Ano: 9º ano do Ensino Fundamental

Gênero: Haicai

Objeto(s) do conhecimento: Produção de textos orais. Oralização

Prática de linguagem: Oralidade

Habilidade(s) da BNCC: EF69LP53

Sobre esta aula: Esta é a primeira aula de uma sequência de 15 planos de aula com foco no gênero haicai e no campo de atuação artístico-literário. A aula faz parte do módulo de abertura.

Informações sobre o gênero: Poema de três versos, num total de 17 sílabas poéticas, geralmente sem rima, nunca expressa sentimentos abertamente; há uma narração de uma situação, como uma fotografia do momento presente, em que uma sensação é sugerida ao leitor.

Materiais necessários: Computador com acesso à internet e caixa de som, projetor (desejável, não obrigatório), fotocópias dos poemas selecionados, acesso à internet.  Caso não haja computador e caixa de som, o professor pode fazer a leitura do poema respeitando as pausas e as entonações necessárias. É interessante pedir uma pesquisa prévia sobre “Eros e Psique” aos alunos.

Dificuldades antecipadas: Muitos alunos podem ter dificuldades em ler e compreender textos poéticos, em virtude da falta de contato com textos deste gênero. Mesmo para os leitores mais fluentes, a leitura interpretativa, percebendo e respeitando ritmo e pausas, e entonação pode ser um desafio. Propõe-se então vídeos que explorem esta leitura para que os alunos entrem em contato com exemplo prévio do que se pode fazer. Caso julgue necessário e haja tempo hábil, o professor pode acrescentar outros vídeos/áudios com exemplos.

Referências sobre o assunto:

GUTTILLA. Rodolfo.(org.) Hai cai - Coleção Boa Companhia. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

  Caqui: Revista brasileira de haicai.  Disponível em: https://www.kakinet.com/cms/


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DESSA UNIDADE:

AULA 01

Leitura e reconhecimento de haicai

VOCÊ ESTÁ AQUI

AULAS DESSA DISCIPLINA:

1º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

2º Ano / Língua Portuguesa / Atividade de Sistematização

AULAS RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes