14298
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Luz e sombra: vamos fugir ou pegar?

POR: Rozemar Messias Candido dos Santos 30/11/2018
Código: EDI1_14UND04

1º ano / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI01CG03) Imitar gestos e movimentos de outras crianças, adultos e animais.

(EI01ET04) Manipular, experimentar, arrumar e explorar o espaço por meio de experiências de deslocamentos de si e dos objetos.

(EI01CG01) Movimentar as partes do corpo para exprimir corporalmente emoções, necessidades e desejos.

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para Bebês sobre interação com a própria sombra

Resumo

ilustracao

Na área externa, as crianças irão observar a própria sombra e as dos colegas e fazer brincadeiras para descobrir mais sobre elas.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para realização dessa atividade é interessante que o grupo de crianças tenha vivenciado outras brincadeiras exploratórias com luzes e sombras em sala e já conheça o espaço externo. É importante também que tenham um repertório musical de brincadeiras com roda.

Este plano faz parte de uma sequência de cinco. São eles:

Luz e sombra: brincadeiras com lanterna (link)

Luz e sombra: brincadeiras com celofane (link)

Luz e sombras: brincadeiras com lençol (link)

Luz e sombra: vamos fugir ou pegar? (link)

Luz e sombras: brincando com objetos luminosos (link)

Materiais:

Sugestões de materiais: giz de quadro (branco e colorido), varinhas, gravetos, galhinhos e pedacinhos de madeira quadrados e redondos, seleção de músicas de roda, rádio, caixa de som ou celular com música.

Espaços:

Esta atividade deve ser realizada no espaço externo (pátio ou parque de areia), em um dia de sol. Prepare o espaço, disponibilizando os materiais no chão para receber todo o grupo de crianças. Prepare um canto com os elementos da natureza e outro com giz de quadro. Entre cada canto, deixe espaço para circulação dos bebês. Prepare encostos, tapetes emborrachados ou colchonetes, para que o grupo de bebês menores possa sentar confortavelmente. Garanta espaço seguro para aqueles que sentam,engatinham e caminhem. Deixe disponível uma caixa com brinquedos já conhecidos pelas crianças para que tenham acesso quando necessário.

Tempo sugerido:

De 40 a 50 minutos

Perguntas para guiar suas observações:

1. De que forma é possível observar a movimentação de partes do corpo dos bebês para exprimir emoções, necessidades e desejos?

2. Como você percebe as experiências de manipular, experimentar, arrumar e explorar o espaço por meio de experiências de deslocamentos de si e dos objetos?

3. Observe atentamente o que mais provoca interações. Como se dá a imitação de gestos e movimentos pelas crianças?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Organize para que todas as crianças tenham asseguradas as condições de participar. Incentive a participação de todos. Auxilie quando necessário, garantindo que os bebês estejam em atividade, conforme suas preferências, ritmos e possibilidades. Fique atento aos bebês muito pequenos para auxiliá-los, se necessário, explorar os objetos, se locomover e sentar-se próximo ao grupo de crianças.

O que fazer durante?

1

Leve todo o grupo de bebês ao espaço externo já preparado, explique a proposta e permita a exploração livre dos materiais dispostos ali. Acomode o grupo de bebês menores de maneira confortável (nos tapetes ou colchonetes), de forma que façam tentativas de locomoção até os objetos de interesse. Assim que um bebê perceber sua sombra no piso ou na areia, aponte para essa ação e fale para os demais, chamando positivamenteatenção para o fato, favorecendo que outros bebês repitam essa descoberta. Há uma grande curiosidade por parte dos bebês na existência da sombra, sendo que alguns podem tentar pegar e outros fugir dela. Outras reações seriam dar tchau para sua sombra ou jogar beijos, correr ou olhar para trás e chamar a atenção do professor. Apoie a ação deles, observe e se aproxime fazendo comentários como: “O que é isso atrás de você? Será que é outro bebê? Olhe, parece que ele quer te dar um abraço! Você vai abraçá-lo também?”

Observe e se possível, fotografe. Faça pequenos vídeos ou breves anotações durante, e termine o registro escrito após a atividade.

...



2

É provável que logo os bebês percebam a presença da sombra do amigo. Um deles pode apontar essa sombra no chão e dar pequenos gritinhos, outro pode acompanhar com os olhos quando o amigo anda e a sombra muda de lugar...

Acompanhe individualmentee/ou ao grupo menor que iniciar essa exploração. Incentive quando o bebê correr e olhar para trás, a fim de que outros bebês repitam essa ação. Esteja atento na interação dos bebês com seus próprios corpos, bem como na relação com as sombras geradas por eles. Destaque positivamente cada ação deles, motivando outros à novas descobertas e desafios. Esteja disponível para que os bebês compartilhem suas pesquisas, hipóteses e descobertas.

Possíveis falas do professor: “Vejam que interessante essa sombra… de onde ela vem… vamos ver juntos? Vou fugir dela… opa, ela está vindo comigo… “


3Convide as crianças para uma brincadeira de roda, a fim de facilitar a percepção dos corpos e das sombras em movimento. Cante músicas conhecidas como “roda cotia”, “o sapo não lava o pé”, “a barata diz que tem” ou “a canoa virou”. Incentive que façam gestos, observem os seus próprios, os dos amigos sejam na parede e/ou no chão. Destaque as sombras se movimentando na roda, indo e voltando. Diga: “Vamos pegar nossa roda? Olhem.. ela fugiu...o que acham de corrermos atrás dela?”.Quanto aos bebês menores, que ficam sentados com apoio ou não, sente ao lado deles e converse sobre o que está acontecendo ao seu redor. Destaque as ações dos amigos, chame atenção para sua própria sombra, inclua individualmente esse bebê na atividade. Cante e brinque de esconder/achar com um lencinho para que movimentem seu corpo, rosto e membros, fazendo sombra também.Pegue o bebê no colo, circule pelos cantos com ele, se abaixe e alcance objetos, pergunte o que ele quer pegar, permita a interação dele com os amigos. Enquanto você realiza essa ação individual ou em pequeno grupo, oportunize que as outras crianças explorem o espaço, criando suas próprias brincadeiras e descobertas.


4

Após as descobertas com sua própria sombra, dos colegas e do professor, proponha a possibilidade do registro através do desenho. Para isso, convide um grupo de crianças para fazerem desenhos com quadro de giz, se vocês estiverem na calçada, e se estiverem no parque, as crianças poderão usar as varinhas para desenharem na areia. Pegue esses riscantes e seja um facilitador para essa pesquisa exploratória dos bebês. O bebê pode perceber a possibilidade de desenhar sua própria sombra, a sombra do amigo ou a do professor. Quando isso ocorrer, interaja com ele, incentivando-o a continuidade dessa ação e motivando assim, outros bebês a aproximarem-se e também explorarem essa opção.

Possíveis ações do professor: O professor pega a varinha e contorna a sombra, chamando atenção das crianças para o registro feito por ele.

Possíveis ações das crianças: Uma criança estica o braço em direção ao professor quando este termina de registrar a sombra. Pega a varinha e passa a mexer na areia com ela, fazendo círculos ou ondas...outro bebê pode riscar o chão com o giz e sorrir, compartilhando sua descoberta com o professor…


Para finalizar:

Para encerramento da atividade, com 10 minutos de antecedência, cante uma música para ajudar na organização dos materiais, há ótimas sugestões na internet, fique livre para pesquisa. Ofereça caixas para que os bebês ajudem a guardar os materiais e diga: “Quem vai me ajudar a guardar os brinquedos? Quem será que consegue guardar mais? Vamos ver? ” Fale aos bebês a próxima rotina.Valorize e encoraje todas as iniciativas nesse momento, para que dentro de suas possibilidades, cada bebê possa guardar os objetos em seus lugares.

Desdobramentos

Variações possíveis para essa brincadeira de “pegar ou fugir” da sombra:

Você pode acrescentar um canto com luzes coloridas na sala, basta usar lâmpadas coloridas ou colocar celofane colorido em frente as luminárias ou em frente aos abajures com luz branca.

Faça transparências com fotos das crianças e projete nas paredes, com uso do retroprojetor. Eles ficarão bem instigados com suas imagens projetadas e também com as sombras dos seus corpos contra a luz...

Pesquise na internet como construir luminárias com latas de leite ou latas de chocolate em pó. Fure as latas antes, para que a luz passe pelos buraquinhos. Ficará lindo!

Engajando as famílias

Divulgue no mural da turma ou em reuniões com as famílias, as fotos e vídeos registrados durante as atividades. Acrescente às fotos suas impressões sobre a proposta, através de documentação pedagógica.

Faça móbiles com as melhores fotos e pendure no caminho que os pais fazem até a sala de Berçário. É uma excelente forma de divulgar esse trabalho não só para essas famílias, mas para toda comunidade escolar.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor:  Rozemar Messias Candido dos Santos

Mentor: Keli Patricia Luca

Especialista do subgrupo etário: Ana Teresa Gavião

Campos de Experiência: O eu, o nós e o outro

Corpo, gestos e movimentos

Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações

Objetivos e códigos da Base:

(EI01CG01) Movimentar as partes do corpo para exprimir corporalmente emoções, necessidades e desejos.

(EI01ET04) Manipular, experimentar, arrumar e explorar o espaço por meio de experiências de deslocamentos de si e dos objetos.

(EI01CG03) Imitar gestos e movimentos de outras crianças, adultos e animais.

Abordagem didática:

Elemento de grande impacto emotivo para as crianças, que gera surpresa, mistério, encanto e diversão.

As crianças em frente à ‘luz e sombra’ realizam diversos gestos em busca do desejo de tocar, capturar e transformar tais fenômenos.

A sombra é uma oportunidade para se conhecer através de sua imagem projetada, que por vezes é privada de informações figurativas. Também é uma forma de conhecer o outro, de maneiras diversas – sombra maior, menor, desfocada, inclinada, entre outras perspectivas.     

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADE 04

Luz e sombra: vamos fugir ou pegar?

VOCÊ ESTÁ AQUI

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes