14256
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Pré Escola - Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Atividade - Desenhando folhas sob o efeito da luz

Com o auxílio de uma mesa de luz, as crianças observarão e retratarão materiais colhidos no jardim da escola.

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Josiane Souza do Porto

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios: Esta atividade propõe a exploração de folhas naturais com o uso de uma caixa de luz. Caso a escola não disponha de uma área verde, colete as folhas e traga o material para o grupo. Busque por duas ou três folhas de formatos diferentes e que possam servir de inspiração para o grupo. A caixa de luz é uma ferramenta que pode ser facilmente construída com uma uma caixa organizadora transparente que não seja muito alta e nem muito pequena, (deve caber uma luz de emergência dentro dela); papel de seda branco para encapar somente as laterais da caixa; fita adesiva; uma ou duas lanternas de emergência que funcionem com pilhas ou bateria. Vire a caixa de maneira que a tampa fique sobre a mesa e o fundo esteja para cima. Utilize a fita adesiva para prender a luz de emergência na parte interna da tampa. Encape as laterais da caixa com papel de seda branco e ela estará pronta. Você pode encontrar outras formas de fazer a caixa de luz no link

Materiais:

Lápis grafite de diferentes espessuras, borracha, papel vegetal tamanho A4, em quantidade suficiente para todas as crianças, e uma caixa de luz.

Procure por duas ou três folhas de árvores que estejam secas, que tamanhos médios e formatos diferente dos comuns e as leve para mostrar à turma e complementar a coleta que será realizada.

Espaços:

Preveja que a atividade ocorrerá em espaços externos e internos. O ambiente externo deve ser uma área verde que possua árvores. O ambiente interno deve ser uma sala que possa ser facilmente escurecida com cortinas, por exemplo, ou forrando-se as janelas. Organize nesse espaço mesas e cadeiras em grupos dos quais farão parte no máximo cinco crianças. Coloque sobre as mesas lápis grafite, borrachas e folhas de papel vegetal, uma para cada criança. Separe uma mesa para colocar a caixa de luz, atente-se para que a ela esteja à altura da criança, de maneira que possam visualizar autonomamente enquanto produzem. Em outro espaço da sala, coloque brinquedos livres à disposição da turma.

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora e 20 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

De que forma as descobertas que as crianças fazem ao observar as folhas na caixa de luz contribuem para a realização do desenho? Quais relações estabelecem ao observar diferenças e semelhanças?

Que soluções as crianças encontram para expressar graficamente os detalhes observados nas folhas? Elas trocam ideias e soluções entre si?

Como as crianças expressam seus sentimentos ao realizar o desenho a partir da observação da folha e ao apreciarem sua produção final?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Ofereça ao grupo possibilidades de apoios diferentes para desenhar, que podem ser sobre a mesa, no chão ou na parede. Garanta que todos tenham acesso ao uso da caixa de luz para fazer observações, potencializando para que observem e interajam entre si.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Faça uma roda com o grande grupo e converse com as crianças a respeito das observações que fazem da natureza, se já se atentaram aos detalhes que as plantas trazem e o que encontraram de interessante ao apreciar árvores, flores, folhas, terras e raízes. Interaja com elas ouvindo os relatos e compartilhando suas experiências.

Sugira à turma uma expedição na área externa da escola, para que todos possam vivenciar essa observação, possibilitando também que toquem e sintam a natureza e os seus elementos. Proponha que nessa vivência se atentem às folhas que estiverem caídas e as recolham, para que, na sala, o grupo todo possa investigá-las sob o efeito da caixa de luz. Se houver variedade de tipos de folhas no ambiente, chame a atenção para aquelas com formatos diferenciados, buscando coletá-las também. Acompanhe as crianças na expedição observando como participam, se tocam ou cheiram as folhagens, se preferem sentir as raízes e a terra, se conseguem se ater a detalhes. Observe como reagem quando descobrem algo inesperado e quais as expressões que trazem. Transite pelo espaço e registre o momento com fotografias.


2

Ao retornar à sala, reúna as crianças em roda novamente e peça para que comentem as impressões a respeito do momento vivenciado na área externa. Potencialize para que contem se foi fácil ou difícil encontrar as folhas, se identificaram a qual árvore pertenciam e quais observações fizeram durante o passeio.

Mostre os materiais recolhidos para a turma e faça-os circular pela roda, para que as crianças possam tocar, sentir o cheiro, a textura, as nuances, linhas, percebendo as semelhanças e diferenças que cada folha traz. Interaja ressaltando as diferenças de tamanho, cores, formatos e peça para que contribuam também falando a respeito do que sentiram ao tocar as folhas. Peça às crianças que indiquem duas ou três folhas que mais gostaram observá-las com a caixa de luz.


3

Apresente a caixa de luz ao grande grupo e mostre a eles para que ela serve. Esclareça que ali dentro há uma lâmpada que os ajudará a enxergar melhor os detalhes. Combine com a turma que irá chamar pequenos grupos para que observem as folhas na caixa de luz e que, enquanto um grupo investiga, os demais irão brincar autonomamente em outros espaços disponíveis na sala.Indique o grupo que irá iniciar a observação, escureça o ambiente e coloque as folhas sobre a caixa de luz.

Explore com cada pequeno grupo os detalhes e as minúcias que a caixa de luz possibilita investigar e potencialize as descobertas. Acompanhe esse momento de contemplação das crianças e observe se estão atentas a todos os detalhes. Interaja com elas a respeito das cores, formas, texturas, traços, linhas, marcas e outras minúcias que possam apresentar. Anote falas e comentários que surgirão e fotografe o momento.


4

Após todos os grupos terem feito a exploração, convide novamente a turma para sentar-se em roda junto com você. Dialogue com o grupo perguntando o que a observação com a caixa de luz proporcionou. As crianças fizeram descobertas novas a partir desta investigação? Com essa observação terão elementos para compor um desenho das folhas?

Possíveis falas do professor: Agora que já sentimos as folhas com todo o nosso corpo, tocando, observando, cheirando, o que acham de desenharmos tudo o que investigamos? Fechem os olhos e enxerguem dentro da sua memória a folha que exploramos. Todos conseguem encontrá-la dentro de si? Agora vamos deixar que esta folha saia em formato de desenho.

Após a conversa, esclareça ao grande grupo que é chegada a hora da produção dos desenhos e que a caixa de luz ficará à disposição, caso as crianças necessitem de apoio.


5

Conduza para que as crianças se organizem em pequenos grupos de até cinco pessoas.Entregue os materiais para a produção dos desenhos e esteja por perto acompanhando os traçados e as formas que surgem no papel. Ofereça ao grupo possibilidades de apoios diferentes para desenhar, que pode ser sobre a mesa, no chão ou na parede. Enquanto desenham, circule entre as mesas e valorize as produções, ressaltando as especificidades de cada desenho. Observe as crianças que já finalizaram e peça que identifiquem suas produções, se eles já escrevem o nome com autonomia. Caso não tenham ainda esse domínio, ofereça apoios como crachás ou cartazes com fotos para os auxiliar na escrita. Sugira aos que já finalizaram que brinquem com o material que separou enquanto aguardam os colegas terminarem.


6

Quando todos já tiverem finalizado, reúna novamente o grande grupo. Escureça o ambiente e proponha às crianças uma partilha dos desenhos, de modo que todos possam descobrir as diversas folhas que estavam guardadas dentro de cada um e que surgiram na forma de desenho. Para que a partilha seja ainda mais instigante, sugira que utilizem a caixa de luz para observar os desenhos que produziram. Coloque as produções, uma de cada vez, sobre a caixa e peça que observem as tonalidades das cores, as proporções, os tamanhos, as linhas e os detalhes que podem ser percebidos com mais clareza por causa da luminosidade. Interaja com o grupo, valorizando as produções e chamando a atenção para que, embora todos tenham observado as mesmas folhas, surgiu uma diversidade de desenhos que representam o que foi observado, pois cada um trouxe com seu desenho a sua singularidade. Interaja com o grupo conversando a respeito da representação gráfica que as crianças fizeram, pergunte quais foram os desafios na realização da atividade e como conseguiram superá-los. Sugira expor as imagens em um mural e ampliar a proposta desenhando ainda mais elementos da natureza em outros dias.


Para finalizar:

Ao encerrarem a roda de conversa, convide a turma para guardar os materiais utilizados nos locais adequados e, assim, coletivamente, reorganizem o espaço.

Desdobramentos

Retome as anotações que fez com as sugestões das crianças e proponha novamente a observação da folha na caixa de luz e do desenho já realizado. Promova interações entre a turma por meio das observações e, conforme o envolvimento do grupo, sugira sob a forma de desafio, um segundo ou terceiro desenho no qual possam colocar detalhes que antes não tinham observado. Aproveite a caixa de luz mais vezes para fazer experiências com outros elementos da natureza, por exemplo, areia, flores e insetos.

Engajando as famílias

Você pode, antes da realização desta atividade, encaminhar um bilhete às famílias sugerindo que promovam um passeio em um local arborizado e escolham junto com a criança a folha que mais gostaram. Solicite que a recolham-na e tragam-na à escola para a realização de uma atividade. No final do dia, quando as famílias forem buscar as crianças, coloque a caixa de luz e as folhas coletadas à disposição dos familiares, para que também possam observar as folhas que recolheram.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03ET04 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03ET05 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EF01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano