10668
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Matemática > 4º ano > Números

Plano de aula - Representando números naturais no ábaco

Plano de aula de Matemática com atividades para 4º ano do Fundamental sobre Representação de números naturais utilizando o ábaco. Composição e decomposição de números naturais de até cinco algarismos, a partir de agrupamentos e trocas de ordens.

Plano 03 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Cíntia Diógenes,

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
ESTE É UM CONTEÚDO PARA O SAEB Ver Mais >
 

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Cíntia Diógenes

Mentor: Elisa Greenhalgh Vilalta

Especialista de área: Luciana Tenuta

Habilidade da BNCC

EF04MA02 - Mostrar, por decomposição e composição, que todo número natural pode ser escrito por meio de adições e multiplicações por potências de dez, para compreender o sistema de numeração decimal e desenvolver estratégias de cálculo.

Objetivos específicos

Identificar o valor posicional dos algarismos representados nos números e representá-los no ábaco. Compreender a função do zero na representação de números no Sistema de Numeração Decimal e utilizá-lo adequadamente.

Conceito-chave

Representação de números naturais utilizando o ábaco.

Composição e decomposição de números naturais de até cinco algarismos, a partir de agrupamentos e trocas de ordens.

Recursos necessários

  • Folha de papel A4 branca;
  • Atividades impressas em folhas, coladas no caderno ou não;
  • Ábacos abertos;
  • Fichas coloridas.

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientação: Projete ou leia o objetivo para a turma.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.

Aquecimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo previsto: 5 minutos.

Orientações: Peça às crianças que observem os ábacos apresentados no slide. Questione-as se elas já viram esse material em algum lugar e se elas sabem qual é a função do ábaco. Se possível, apresente um ábaco real em sala de aula e permita que as crianças o manuseiem. Uma boa opção é conversarem um pouco sobre a origem do ábaco e de que forma os povos antigos os utilizaram. Veja um artigo referente a isso no material complementar para o professor desse plano de aula. Depois de conversarem um pouco sobre a história do ábaco, pergunte para as crianças como elas relacionariam os ábacos A, B e C com os números apresentados na tabela.

Propósito: Compreender o uso do ábaco para representar números naturais com até cinco ordens.

Discuta com a turma:

  • Você já viu um ábaco? Sabe para que ele serve?
  • O que representa cada coluna do ábaco?
  • E cada bolinha presente nas colunas?
  • Como é possível identificar o número que cada ábaco representa? Explique sua estratégia.
  • Qual o número máximo de bolinhas em cada coluna? Por quê?
  • Por que no ábaco A não há bolinhas laranjas? O que isso indica?
  • No ábaco B não há bolinhas azuis? O que isso representa?
  • Qual o valor posicional de cada bolinha vermelha? Por que você chegou a essa conclusão?
  • As quatro bolinhas azuis no ábaco C representa que valor posicional no número correspondente?
  • Identificar o valor posicional das bolinhas ajudou a relacionar com os números correspondentes? Como?
  • Qual o número representado por cada ábaco?

Resposta esperada:

42 051 (B)

25 436 (C)

60 315 (A)

É esperado que as crianças percebam a relação de cada coluna com uma ordem do Sistema de Numeração Decimal, identificando o valor posicional de cada bolinha e, a partir disso, consigam relacionar com os seus respectivos números. É possível que algumas crianças simplesmente contem a quantidade de bolinhas em cada coluna e escreva o algarismo correspondente, chegando ao resultado esperado, porém, é necessário que o professor leve à criança a reflexão das posições que as bolinhas se encontram e seu valor posicional.

Atividade principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Questione os alunos o que há de errado com a representação do número no ábaco de Guilherme. Solicite que os alunos pensem individualmente por, aproximadamente, dois minutos e, após esse momento, reune-os em grupos de quatro ou cinco. Se possível, entregue um ábaco aberto para cada grupo. Disponibilize três a quatro minutos para que os alunos discutam entre si sobre a disposição das bolinhas no ábaco de Guilherme e o que estaria dificultando a percepção do número formado no material. Enquanto os grupos discutem as melhores estratégias, o professor caminha por entre eles, realizando as intervenções necessárias.Explique que após cada grupo finalizar esse momento e chegarem a uma conclusão, os membros do grupo irão explicar para a turma como chegaram a um resultado. Se possível, peça que eles expliquem todo o procedimento utilizando o ábaco que foi disponibilizado para eles.

Utilize o guia de intervenções para refletir sobre as possíveis dificuldades ou os possíveis erros que as crianças podem apresentar ao tentar resolver a situação problema e quais intervenções o professor pode estabelecer para a promoção da aprendizagem da turma.

Propósito: Relacionar números com sua representação no ábaco, compreendendo como ocorre os agrupamentos e as trocas no SND.

Discuta com a turma:

  • Como você manuseia um ábaco?
  • Quantas fichas deve haver, no máximo, em cada ordem? Por quê?
  • O que há de errado com o número formado no ábaco pelo Guilherme?
  • Como você ajudaria Guilherme a resolver esse problema?
  • Quais as dificuldades que você acha que seu grupo pode passar ao resolver essa atividade?

Materiais complementares:

Atividade Principal

Guia de intervenção

Discussão de soluções select-down

Slide Plano Aula

Propósito: Discutir a resolução da atividade, propiciando a participação e interação dos alunos.

Orientações: Abra a discussão para toda a sala, sendo que, cada grupo deve apresentar uma etapa das trocas e as conclusões às quais chegaram sobre o problema apresentado. Esse é o momento para pontuarmos o que gerou a dificuldade para Guilherme identificar o número formado no ábaco. Espera-se que as crianças indiquem que o que levou a isso tenha sido o fato de que, em algumas ordens, haja mais do que nove bolinhas, sendo que, os números do nosso Sistema de Numeração possuem somente um algarismo em cada ordem, podendo ele estar entre 0 e 9. Agora a discussão deve focar nas estratégias que os grupos desenvolveram para descobrir o número formado por Guilherme. No momento das apresentações, observar o procedimento elaborado por cada grupo, valorizando a participação de todos e permitindo que os alunos sintam-se à vontade para expressar-se, esclarecer suas dúvidas e apresentar os erros a fim de significar a aprendizagem que está sendo construída a partir dessa atividade. Disponibilize fichas circulares coloridas para os grupos, conforme as cores das que foram apresentadas no ábaco da atividade, e com quantidades sobrando para ser possível realizar as trocas. Peça que eles separem as fichas por cor. Questione aos grupos por qual cor eles iniciaram os agrupamentos e as trocas, lembrando as ordens de cada cor de ficha. É importante que eles compreendam que as trocas devem começar pela ordem das unidades, seguindo pela dezena, centena e assim por diante. Após as crianças compreenderem isso, peça que elas separem todas as fichas amarelas e pergunte aos grupos quantas fichas há. Proponha que um grupo explique aos demais o que devemos fazer quando possuímos mais do que nove unidades da ficha em uma ordem, o que fazemos com as que “sobram”. Eles devem explicar o mais detalhado possível, porém, o professor deve permitir que eles o façam com liberdade de usar as expressões e termos do seu vocabulário. Ao fim da explanação, caso o professor veja a necessidade, ele pode apresentar os termos convencionais, comparando-os com os que as crianças utilizaram. Após elas realizarem a troca de dez unidades por uma dezena, solicite que um grupo demonstre isso no seu ábaco aberto, caso o professor possa disponibilizar esse recurso para a turma, ou então peça que represente no ábaco do professor.

Discuta com a turma:

  • Como realizaram as trocas com as fichas do ábaco? Por qual ordem iniciaremos?
  • Qual o maior algarismo que pode preencher uma ordem em nosso Sistema de Numeração Decimal?
  • Quantas fichas há na ordem das unidades? O que fizeram com as fichas que “sobram” nessa ordem?
  • Explique detalhadamente como você e seu grupo realizaram essa troca.
  • Algum grupo realizou a troca de forma diferente? Como?

Material Complementar:

Resolução da Atividade Principal

Discussão de soluções select-down

Slide Plano Aula

Propósito: Discutir a resolução da atividade, propiciando a participação e interação dos alunos.

Orientações: Um grupo apresenta como fizeram as trocas, dessa vez, na ordem das dezenas. Lembre-os de que é necessário acrescentar uma ficha verde na coluna das dezenas, que foi o resultado da troca por dez unidades. Então, eles devem reunir todas as fichas verdes, contá-las e realizar novas trocas.

Discuta com a turma:

  • O que aconteceu com as bolinhas amarelas no ábaco? E com as verdes? Como você explica o ocorrido?
  • Qual a próxima etapa para a resolução da atividade?
  • Por que precisamos reunir as fichas em grupos de dez?
  • Você poderia explicar esses agrupamentos e trocas que está realizando com suas próprias palavras?

Discussão de soluções select-down

Slide Plano Aula

Propósito: Discutir a resolução da atividade, propiciando a participação e interação dos alunos.

Orientações: Peça que um grupo explique como realizaram as trocas que envolvem as fichas da ordem das dezenas. Peça que eles reúnam todas as fichas verdes e contem quantas há, demonstrando como fizeram. Pergunte aos alunos quantas fichas “sobraram”, após reunirem dez fichas azuis. O que acontecerá com as dez fichas agrupadas? E com as que “sobraram”? Peça que um grupo, diferente do primeiro que já participou, vá à frente da sala e explique detalhadamente o passo a passo de como eles chegaram ao resultado. Permita a interação entre os grupos, nesse momento. Eles devem demonstrar as trocas no ábaco, caso o professor possua o material para trabalhar com a turma.

Discuta com a turma:

  • O que está acontecendo com os algarismos que estão compondo o número?
  • Por que os valores absolutos de cada algarismo está diminuindo? Explique a partir das trocas que os grupos estão realizando.
  • Por que é necessário realizar essas trocas?
  • Quantas fichas verdes havia no ábaco no início da atividade?
  • E após a primeira troca?
  • Nesse momento, o ábaco possui quantas fichas verdes? Como você explica essa transformação?
  • O que aconteceu com as outras fichas verdes?
  • Quantas fichas azuis havia no início da atividade? E agora, quantas há? Explique essa mudança com suas palavras.
  • Foi necessário realizar mais alguma troca? Qual?

Discussão de soluções select-down

Slide Plano Aula

Propósito: Discutir a resolução da atividade, propiciando a participação e interação dos alunos.

Orientações: Os alunos devem perceber que precisarão dar continuidade aos agrupamentos de fichas da mesma cor (mesma ordem) para descobrirem qual o número representado por Guilherme no ábaco. Peça para outro grupo continuar a demonstração. Devem então reunir as fichas azuis e contar quantas há. As crianças, nessa etapa da resolução da atividade, já devem realizar as trocas com autonomia e segurança, porém, o professor deve manter-se atento verificando se persiste alguma dúvida entre alguns alunos e realizar as intervenções necessárias. Após realizar as trocas das fichas da ordem das centenas, eles devem observar que restará uma ficha azul e que as outras dez fichas devem ser trocadas por uma ficha laranja (da ordem das unidades de milhar). Os grupos devem discutir sobre essa etapa da atividade e mais um grupo, de preferência que já não tenha ido apresentar-se à frente, explique para toda a turma qual o caminho que eles traçaram para concluírem essa etapa da resolução da atividade. Eles devem demonstrar as trocas no ábaco, caso o professor possua o material para trabalhar com a turma. É importante que, além do grupo apresentar sua estratégia de resolução detalhadamente, toda a turma deve estar atenta e pode levantar novos questionamentos, interagindo com a participação do grupo.

Discuta com a turma:

  • Quantas fichas azuis você precisou reunir para realizar a troca?
  • Essas fichas azuis foram trocas por quantas fichas de cor laranja?
  • Por que a troca ocorreu dessa forma?
  • Quantas fichas azuis sobraram?
  • Quantas fichas laranjas havia no início da atividade?
  • Quantas fichas laranjas há agora?
  • Qual a próxima etapa da resolução dessa atividade?

Discussão de soluções select-down

Slide Plano Aula

Propósito: Discutir a resolução da atividade, propiciando a participação e interação dos alunos.

Orientações: Por fim, outro grupo deve demonstrar a última troca dessa atividade. Questione às crianças sobre o número de fichas correspondentes à ordem das unidades de milhar. Ao perceberem que necessitarão reunir todas as fichas para trocar por uma ficha vermelha (da unidade de milhar) e que não sobrará nenhuma ficha laranja, pode surgir uma dúvida sobre o algarismo que será representado na ordem da unidade de milhar. Nesse momento, cabe ao professor mediar a aprendizagem da criança quanto ao uso e à função do zero em um número. O zero é o algarismo que deve ser representado na ordem sem fichas. É uma ordem sem valor posicional. Após realizarem as trocas, os alunos devem acrescentar uma ficha vermelha à ordem das dezenas de milhar. Solicite, que um aluno apresente como os membros do seu grupo realizaram as trocas, nessa etapa da resolução. Permitir a interação dos outros grupos. Para finalizar, pergunte a toda a sala se eles acham que ainda é possível realizar alguma troca. Peça que os grupos realizem as trocas no ábaco físico, caso o professor disponha desse material. É esperado, após toda a mediação para a resolução da atividade, que os alunos percebam sem dificuldade que não há necessidade de realizar mais nenhuma troca e que chegaram ao resultado da atividade. Ao fim, é importante que a turma tenha percebido a forma como se estabelece os agrupamentos e as trocas em nosso Sistema de Numeração Decimal.

Discuta com a turma:

  • Quantas fichas laranjas havia no início dessa etapa da resolução da atividade?
  • Quantas fichas são necessárias para realizar as trocas?
  • Quantas fichas laranjas haviam após as trocas?
  • Qual algarismo deve representar a ordem das unidades de milhar? Qual o valor posicional desse algarismo?
  • Quantas fichas vermelhas havia no início dessa etapa da resolução da atividade?
  • Quantas fichas vermelhas há após as trocas? O que aconteceu?
  • Ainda é necessário realizar alguma troca? Por quê?
  • Quais os algarismos que devem representar cada ordem, após todas as trocas serem efetuadas?
  • Qual é o valor posicional dos algarismos de cada ordem? Qual estratégia você utiliza para chegar a essa conclusão?
  • Qual é o número formado pelo Guilherme, no ábaco?

Sistematização do conceito select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Ler a aprendizagem da aula e relacioná-la com as estratégias utilizadas pelos alunos para representar números no ábaco, compreendendo como ocorre os agrupamentos e as trocas no Sistema de Numeração Decimal.

Propósito: Sistematizar a aprendizagem da aula.

Encerramento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Encerre a atividade retomando com os estudantes os conceitos estudados nessa aula.

Propósito: Resumir a aprendizagem, revisando o conceito estudado.

Raio X select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Os alunos devem observar no ábaco o algarismo que está representado em cada ordem e fazer o registro do número a partir da escrita convencional no Sistema de Numeração Decimal. A atividade deve ser realizada individualmente. Em seguida, questione às crianças quanto falta para cada ábaco representar o número 10 000 e verifique a estratégia que utilizam para chegar a essa resposta. O Raio x é um momento para você avaliar se todos os estudantes conseguiram avançar no conteúdo proposto, então procure identificar e anotar os comentários de cada um. No final, reserve um tempo para um debate coletivo registrando as soluções na lousa.

Propósito: Verificar se os alunos aplicam os conhecimentos adquiridos numa situação semelhante e avaliar os conhecimentos de cada um a respeito da representação dos números do Sistema de Numeração Decimal, baseado no valor posicional de cada algarismo.

Discuta com a turma:

  • Qual o valor posicional de cada algarismo representado no primeiro ábaco? E no segundo? E no terceiro?
  • Qual o valor representado na ordem das dezenas no último ábaco? O que esse valor representa?
  • Como você faria para descobrir quanto falta para cada ábaco representar o número 10 000?
  • Como representamos 10 000 em um ábaco? Essa representação ajuda a descobrir quanto falta para cada ábaco representar esse valor? Se sim, como? Se não, por quê?
  • Como lemos cada número representado nos ábacos?

Materiais complementares:

Raio X

Resolução do Raio X

Atividade complementar

Resolução da Atividade Complementar

Resumo da aula

download Baixar plano

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientação: Projete ou leia o objetivo para a turma.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.


Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Cíntia Diógenes

Mentor: Elisa Greenhalgh Vilalta

Especialista de área: Luciana Tenuta

Habilidade da BNCC

EF04MA02 - Mostrar, por decomposição e composição, que todo número natural pode ser escrito por meio de adições e multiplicações por potências de dez, para compreender o sistema de numeração decimal e desenvolver estratégias de cálculo.

Objetivos específicos

Identificar o valor posicional dos algarismos representados nos números e representá-los no ábaco. Compreender a função do zero na representação de números no Sistema de Numeração Decimal e utilizá-lo adequadamente.

Conceito-chave

Representação de números naturais utilizando o ábaco.

Composição e decomposição de números naturais de até cinco algarismos, a partir de agrupamentos e trocas de ordens.

Recursos necessários

  • Folha de papel A4 branca;
  • Atividades impressas em folhas, coladas no caderno ou não;
  • Ábacos abertos;
  • Fichas coloridas.
Slide Plano Aula

Tempo previsto: 5 minutos.

Orientações: Peça às crianças que observem os ábacos apresentados no slide. Questione-as se elas já viram esse material em algum lugar e se elas sabem qual é a função do ábaco. Se possível, apresente um ábaco real em sala de aula e permita que as crianças o manuseiem. Uma boa opção é conversarem um pouco sobre a origem do ábaco e de que forma os povos antigos os utilizaram. Veja um artigo referente a isso no material complementar para o professor desse plano de aula. Depois de conversarem um pouco sobre a história do ábaco, pergunte para as crianças como elas relacionariam os ábacos A, B e C com os números apresentados na tabela.

Propósito: Compreender o uso do ábaco para representar números naturais com até cinco ordens.

Discuta com a turma:

  • Você já viu um ábaco? Sabe para que ele serve?
  • O que representa cada coluna do ábaco?
  • E cada bolinha presente nas colunas?
  • Como é possível identificar o número que cada ábaco representa? Explique sua estratégia.
  • Qual o número máximo de bolinhas em cada coluna? Por quê?
  • Por que no ábaco A não há bolinhas laranjas? O que isso indica?
  • No ábaco B não há bolinhas azuis? O que isso representa?
  • Qual o valor posicional de cada bolinha vermelha? Por que você chegou a essa conclusão?
  • As quatro bolinhas azuis no ábaco C representa que valor posicional no número correspondente?
  • Identificar o valor posicional das bolinhas ajudou a relacionar com os números correspondentes? Como?
  • Qual o número representado por cada ábaco?

Resposta esperada:

42 051 (B)

25 436 (C)

60 315 (A)

É esperado que as crianças percebam a relação de cada coluna com uma ordem do Sistema de Numeração Decimal, identificando o valor posicional de cada bolinha e, a partir disso, consigam relacionar com os seus respectivos números. É possível que algumas crianças simplesmente contem a quantidade de bolinhas em cada coluna e escreva o algarismo correspondente, chegando ao resultado esperado, porém, é necessário que o professor leve à criança a reflexão das posições que as bolinhas se encontram e seu valor posicional.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Questione os alunos o que há de errado com a representação do número no ábaco de Guilherme. Solicite que os alunos pensem individualmente por, aproximadamente, dois minutos e, após esse momento, reune-os em grupos de quatro ou cinco. Se possível, entregue um ábaco aberto para cada grupo. Disponibilize três a quatro minutos para que os alunos discutam entre si sobre a disposição das bolinhas no ábaco de Guilherme e o que estaria dificultando a percepção do número formado no material. Enquanto os grupos discutem as melhores estratégias, o professor caminha por entre eles, realizando as intervenções necessárias.Explique que após cada grupo finalizar esse momento e chegarem a uma conclusão, os membros do grupo irão explicar para a turma como chegaram a um resultado. Se possível, peça que eles expliquem todo o procedimento utilizando o ábaco que foi disponibilizado para eles.

Utilize o guia de intervenções para refletir sobre as possíveis dificuldades ou os possíveis erros que as crianças podem apresentar ao tentar resolver a situação problema e quais intervenções o professor pode estabelecer para a promoção da aprendizagem da turma.

Propósito: Relacionar números com sua representação no ábaco, compreendendo como ocorre os agrupamentos e as trocas no SND.

Discuta com a turma:

  • Como você manuseia um ábaco?
  • Quantas fichas deve haver, no máximo, em cada ordem? Por quê?
  • O que há de errado com o número formado no ábaco pelo Guilherme?
  • Como você ajudaria Guilherme a resolver esse problema?
  • Quais as dificuldades que você acha que seu grupo pode passar ao resolver essa atividade?

Materiais complementares:

Atividade Principal

Guia de intervenção

Slide Plano Aula

Propósito: Discutir a resolução da atividade, propiciando a participação e interação dos alunos.

Orientações: Abra a discussão para toda a sala, sendo que, cada grupo deve apresentar uma etapa das trocas e as conclusões às quais chegaram sobre o problema apresentado. Esse é o momento para pontuarmos o que gerou a dificuldade para Guilherme identificar o número formado no ábaco. Espera-se que as crianças indiquem que o que levou a isso tenha sido o fato de que, em algumas ordens, haja mais do que nove bolinhas, sendo que, os números do nosso Sistema de Numeração possuem somente um algarismo em cada ordem, podendo ele estar entre 0 e 9. Agora a discussão deve focar nas estratégias que os grupos desenvolveram para descobrir o número formado por Guilherme. No momento das apresentações, observar o procedimento elaborado por cada grupo, valorizando a participação de todos e permitindo que os alunos sintam-se à vontade para expressar-se, esclarecer suas dúvidas e apresentar os erros a fim de significar a aprendizagem que está sendo construída a partir dessa atividade. Disponibilize fichas circulares coloridas para os grupos, conforme as cores das que foram apresentadas no ábaco da atividade, e com quantidades sobrando para ser possível realizar as trocas. Peça que eles separem as fichas por cor. Questione aos grupos por qual cor eles iniciaram os agrupamentos e as trocas, lembrando as ordens de cada cor de ficha. É importante que eles compreendam que as trocas devem começar pela ordem das unidades, seguindo pela dezena, centena e assim por diante. Após as crianças compreenderem isso, peça que elas separem todas as fichas amarelas e pergunte aos grupos quantas fichas há. Proponha que um grupo explique aos demais o que devemos fazer quando possuímos mais do que nove unidades da ficha em uma ordem, o que fazemos com as que “sobram”. Eles devem explicar o mais detalhado possível, porém, o professor deve permitir que eles o façam com liberdade de usar as expressões e termos do seu vocabulário. Ao fim da explanação, caso o professor veja a necessidade, ele pode apresentar os termos convencionais, comparando-os com os que as crianças utilizaram. Após elas realizarem a troca de dez unidades por uma dezena, solicite que um grupo demonstre isso no seu ábaco aberto, caso o professor possa disponibilizar esse recurso para a turma, ou então peça que represente no ábaco do professor.

Discuta com a turma:

  • Como realizaram as trocas com as fichas do ábaco? Por qual ordem iniciaremos?
  • Qual o maior algarismo que pode preencher uma ordem em nosso Sistema de Numeração Decimal?
  • Quantas fichas há na ordem das unidades? O que fizeram com as fichas que “sobram” nessa ordem?
  • Explique detalhadamente como você e seu grupo realizaram essa troca.
  • Algum grupo realizou a troca de forma diferente? Como?

Material Complementar:

Resolução da Atividade Principal

Slide Plano Aula

Propósito: Discutir a resolução da atividade, propiciando a participação e interação dos alunos.

Orientações: Um grupo apresenta como fizeram as trocas, dessa vez, na ordem das dezenas. Lembre-os de que é necessário acrescentar uma ficha verde na coluna das dezenas, que foi o resultado da troca por dez unidades. Então, eles devem reunir todas as fichas verdes, contá-las e realizar novas trocas.

Discuta com a turma:

  • O que aconteceu com as bolinhas amarelas no ábaco? E com as verdes? Como você explica o ocorrido?
  • Qual a próxima etapa para a resolução da atividade?
  • Por que precisamos reunir as fichas em grupos de dez?
  • Você poderia explicar esses agrupamentos e trocas que está realizando com suas próprias palavras?
Slide Plano Aula

Propósito: Discutir a resolução da atividade, propiciando a participação e interação dos alunos.

Orientações: Peça que um grupo explique como realizaram as trocas que envolvem as fichas da ordem das dezenas. Peça que eles reúnam todas as fichas verdes e contem quantas há, demonstrando como fizeram. Pergunte aos alunos quantas fichas “sobraram”, após reunirem dez fichas azuis. O que acontecerá com as dez fichas agrupadas? E com as que “sobraram”? Peça que um grupo, diferente do primeiro que já participou, vá à frente da sala e explique detalhadamente o passo a passo de como eles chegaram ao resultado. Permita a interação entre os grupos, nesse momento. Eles devem demonstrar as trocas no ábaco, caso o professor possua o material para trabalhar com a turma.

Discuta com a turma:

  • O que está acontecendo com os algarismos que estão compondo o número?
  • Por que os valores absolutos de cada algarismo está diminuindo? Explique a partir das trocas que os grupos estão realizando.
  • Por que é necessário realizar essas trocas?
  • Quantas fichas verdes havia no ábaco no início da atividade?
  • E após a primeira troca?
  • Nesse momento, o ábaco possui quantas fichas verdes? Como você explica essa transformação?
  • O que aconteceu com as outras fichas verdes?
  • Quantas fichas azuis havia no início da atividade? E agora, quantas há? Explique essa mudança com suas palavras.
  • Foi necessário realizar mais alguma troca? Qual?
Slide Plano Aula

Propósito: Discutir a resolução da atividade, propiciando a participação e interação dos alunos.

Orientações: Os alunos devem perceber que precisarão dar continuidade aos agrupamentos de fichas da mesma cor (mesma ordem) para descobrirem qual o número representado por Guilherme no ábaco. Peça para outro grupo continuar a demonstração. Devem então reunir as fichas azuis e contar quantas há. As crianças, nessa etapa da resolução da atividade, já devem realizar as trocas com autonomia e segurança, porém, o professor deve manter-se atento verificando se persiste alguma dúvida entre alguns alunos e realizar as intervenções necessárias. Após realizar as trocas das fichas da ordem das centenas, eles devem observar que restará uma ficha azul e que as outras dez fichas devem ser trocadas por uma ficha laranja (da ordem das unidades de milhar). Os grupos devem discutir sobre essa etapa da atividade e mais um grupo, de preferência que já não tenha ido apresentar-se à frente, explique para toda a turma qual o caminho que eles traçaram para concluírem essa etapa da resolução da atividade. Eles devem demonstrar as trocas no ábaco, caso o professor possua o material para trabalhar com a turma. É importante que, além do grupo apresentar sua estratégia de resolução detalhadamente, toda a turma deve estar atenta e pode levantar novos questionamentos, interagindo com a participação do grupo.

Discuta com a turma:

  • Quantas fichas azuis você precisou reunir para realizar a troca?
  • Essas fichas azuis foram trocas por quantas fichas de cor laranja?
  • Por que a troca ocorreu dessa forma?
  • Quantas fichas azuis sobraram?
  • Quantas fichas laranjas havia no início da atividade?
  • Quantas fichas laranjas há agora?
  • Qual a próxima etapa da resolução dessa atividade?
Slide Plano Aula

Propósito: Discutir a resolução da atividade, propiciando a participação e interação dos alunos.

Orientações: Por fim, outro grupo deve demonstrar a última troca dessa atividade. Questione às crianças sobre o número de fichas correspondentes à ordem das unidades de milhar. Ao perceberem que necessitarão reunir todas as fichas para trocar por uma ficha vermelha (da unidade de milhar) e que não sobrará nenhuma ficha laranja, pode surgir uma dúvida sobre o algarismo que será representado na ordem da unidade de milhar. Nesse momento, cabe ao professor mediar a aprendizagem da criança quanto ao uso e à função do zero em um número. O zero é o algarismo que deve ser representado na ordem sem fichas. É uma ordem sem valor posicional. Após realizarem as trocas, os alunos devem acrescentar uma ficha vermelha à ordem das dezenas de milhar. Solicite, que um aluno apresente como os membros do seu grupo realizaram as trocas, nessa etapa da resolução. Permitir a interação dos outros grupos. Para finalizar, pergunte a toda a sala se eles acham que ainda é possível realizar alguma troca. Peça que os grupos realizem as trocas no ábaco físico, caso o professor disponha desse material. É esperado, após toda a mediação para a resolução da atividade, que os alunos percebam sem dificuldade que não há necessidade de realizar mais nenhuma troca e que chegaram ao resultado da atividade. Ao fim, é importante que a turma tenha percebido a forma como se estabelece os agrupamentos e as trocas em nosso Sistema de Numeração Decimal.

Discuta com a turma:

  • Quantas fichas laranjas havia no início dessa etapa da resolução da atividade?
  • Quantas fichas são necessárias para realizar as trocas?
  • Quantas fichas laranjas haviam após as trocas?
  • Qual algarismo deve representar a ordem das unidades de milhar? Qual o valor posicional desse algarismo?
  • Quantas fichas vermelhas havia no início dessa etapa da resolução da atividade?
  • Quantas fichas vermelhas há após as trocas? O que aconteceu?
  • Ainda é necessário realizar alguma troca? Por quê?
  • Quais os algarismos que devem representar cada ordem, após todas as trocas serem efetuadas?
  • Qual é o valor posicional dos algarismos de cada ordem? Qual estratégia você utiliza para chegar a essa conclusão?
  • Qual é o número formado pelo Guilherme, no ábaco?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Orientações: Ler a aprendizagem da aula e relacioná-la com as estratégias utilizadas pelos alunos para representar números no ábaco, compreendendo como ocorre os agrupamentos e as trocas no Sistema de Numeração Decimal.

Propósito: Sistematizar a aprendizagem da aula.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Encerre a atividade retomando com os estudantes os conceitos estudados nessa aula.

Propósito: Resumir a aprendizagem, revisando o conceito estudado.

Slide Plano Aula

Orientações: Os alunos devem observar no ábaco o algarismo que está representado em cada ordem e fazer o registro do número a partir da escrita convencional no Sistema de Numeração Decimal. A atividade deve ser realizada individualmente. Em seguida, questione às crianças quanto falta para cada ábaco representar o número 10 000 e verifique a estratégia que utilizam para chegar a essa resposta. O Raio x é um momento para você avaliar se todos os estudantes conseguiram avançar no conteúdo proposto, então procure identificar e anotar os comentários de cada um. No final, reserve um tempo para um debate coletivo registrando as soluções na lousa.

Propósito: Verificar se os alunos aplicam os conhecimentos adquiridos numa situação semelhante e avaliar os conhecimentos de cada um a respeito da representação dos números do Sistema de Numeração Decimal, baseado no valor posicional de cada algarismo.

Discuta com a turma:

  • Qual o valor posicional de cada algarismo representado no primeiro ábaco? E no segundo? E no terceiro?
  • Qual o valor representado na ordem das dezenas no último ábaco? O que esse valor representa?
  • Como você faria para descobrir quanto falta para cada ábaco representar o número 10 000?
  • Como representamos 10 000 em um ábaco? Essa representação ajuda a descobrir quanto falta para cada ábaco representar esse valor? Se sim, como? Se não, por quê?
  • Como lemos cada número representado nos ábacos?

Materiais complementares:

Raio X

Resolução do Raio X

Atividade complementar

Resolução da Atividade Complementar

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Números do 4º ano :

Com o plano de aula sobre números, os alunos aprendem representação e comparação de números naturais de até 5 ordens, decomposição com adições e multiplicações por potências de 10; operações de adição, subtração, multiplicação e divisão, incluindo cálculo mental e resolução de problemas envolvendo contagem; frações unitárias (1/2, 1/3, 1/4, 1/5, 1/0 e 1/100) e representação das frações 1/10 e 1/100 na forma decimal, na reta numerada e em valores monetários.

MAIS AULAS DE Matemática do 4º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF04MA02 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Curso relacionado ao Plano

Resolução de Problemas em Matemática com Esforço Produtivo

Neste curso, Kátia Smole ensina como estimular o raciocínio matemático dos alunos, por meio de sugestões de atividade, textos com dicas e a realização de uma prática de sala de aula.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Matemática

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano