10324
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - Resolver problemas do campo aditivo por meio de estratégias de cálculo diversas

POR: Elissandra de Oliveira de Almeida 17/07/2018
Código: MAT1_05NUM04

1º ano / Matemática / Números

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF01MA06) Construir fatos fundamentais da adição e utilizá-los em procedimentos de cálculo para resolver problemas.

Plano de aula de Matemática com atividades para 1º ano do Fundamental sobre Estratégias de resolução pictóricas ou numéricas de problemas do campo aditivo (adição e subtração) com números até 10

 

Resumo da aula

download Baixar plano

Tempo sugerido: 2 minutos.
Orientação: Projete ou leia o objetivo para a turma.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.


Este plano foi elaborado pelo Time de Autores da NOVA ESCOLA

Autor: Elissandra de Oliveira de Almeida

Mentor: Maria Lydia Mello

Especialista: Luciana Tenuta



Habilidade da BNCC

(EF01MA06) - Construir fatos fundamentais da adição e utilizá-los em procedimentos de cálculo  para resolver problemas.



Conhecimentos prévios

Para o desenvolvimento do plano de aula é importante observar se os alunos são capazes de:

  1. Recitar a série numérica até 10;
  2. Relacionar símbolo-quantidade;
  3. Quantificar até 10;
  4. Comparar quantidades diferenciando “maior que” de “menor que”;



Objetivos específicos

  1. Verificar os conhecimentos prévios dos alunos sobre cálculo aditivo e subtrativo por resolução numérica e/ou pictórica;
  2. Realizar contagens e comparar quantidades;
  3. Valorizar as estratégias de pictóricas ou numéricas empregadas pelos alunos;
  4. Socializar as representações feitas pelos alunos envolvendo cálculo subtrativo em contexto de jogo e de resolução de problema.

Conceito-chave

Estratégias de resolução pictóricas ou numéricas de problemas do campo aditivo (adição e subtração) com números até 10.



Recursos necessários

  1. 10 garrafas de refrigerante de 1 litro e meio (pet) preenchidas com areia ou pedras até ¼ da altura da embalagem para mantê-las em pé, evitando que sejam derrubadas facilmente pelo vento;
  2. uma bola adequada para derrubar as garrafas;
  3. um cartaz com uma tabela contendo o nome dos alunos para registro das jogadas.
  4. Atividade do Raio X em folhas do tipo A4 para serem usadas individualmente.

Tempo previsto: 8 minutos.

Orientação: Professor, leve os alunos para fora da sala. Pergunte se alguém já jogou boliche, se sabem como é o jogo. Dê oportunidade para as crianças falarem sobre o que sabem a respeito do jogo. Em seguida, convide duas crianças para fazer uma jogada. Esclareça que nessa brincadeira, marca ponto quem conseguir derrubar mais garrafas. Explique que todos os alunos começam com 10 garrafas. Cada um, na sua vez, lança a bola contra as garrafas. Em seguida, conta quantas garrafas derrubou, quantas ficaram em pé e registra na tabela o resultado, completando no campo correto as seguintes informações: quantidade inicial de garrafas, garrafas derrubadas e garrafas que ficaram em pé. Nessa simulação do jogo, cada criança convidada a participar terá direito a um lançamento.

Após essa experimentação, tenha certeza de que os alunos compreenderam como acontecerá a atividade e como deve ser feito o registro na tabela.

Outras orientações:

Resolução do Aquecimento

Propósito: Identificar os conhecimentos prévios dos alunos quanto ao cálculo subtrativo em contexto de jogo, observando conhecimentos pertinentes a: recitação da série, relação símbolo-quantidade, conservação de quantidade, quantificação, contagem, habilidades em realizar cálculo mental, capacidade de subtrair quantidades.

Discuta com a turma

  • Como faremos para descobrir quem derrubou mais garrafas?
  • Se contarmos somente as garrafas que ficaram em pé, podemos descobrir quem vai marcar ponto?

Fique atento às considerações dos alunos, aproveite as respostas dadas para planejar as próximas intervenções. Estimule os alunos a pensarem em outras formas de registro que não seja necessariamente o da tabela.

Tempo previsto: 15 minutos.

Orientação: Professor, com os alunos já fora da sala de aula, explique que agora todos participarão do jogo. Retome brevemente as regras do jogo e a organização dos mesmos no espaço para facilitar o desenvolvimento da atividade. Peça que fiquem atentos à jogada de cada colega. Diga-lhes que observem o resultado de cada um e pensem em quanto devem derrubar para marcar ponto. Durante o jogo, favoreça a participação dos alunos, organizando-os para realizar contagens e conferência de resultados bem como comparações de quantidades.

Faça adequações no tempo de acordo com o tamanho da sua turma. Não esqueça que cada aluno, após seu arremesso deve fazer o registro na tabela.

Discuta com a turma:

  • Esse colega contou as garrafas que ficaram em pé para saber se vai marcar ponto. Tem outro jeito de fazer?
  • Como fazer para saber se o colega contou correto?
  • Marca ponto quem derrubar mais garrafas. E para ser o grande vencedor, é preciso fazer o quê?
  • Dois colegas estão contando as garrafas que cada um derrubou. Como vamos saber quem vai fazer ponto?
  • Como vocês estão pensando para descobrir o resultado?

Propósito: Estimular os alunos para que possam fazer contagens e comparações, checar resultados, analisar as estratégias usadas, construir e testar hipóteses de raciocínio e validar estratégias de cálculo subtrativo.

Materiais complementares para impressão:

Atividade Principal

Resolução da Atividade Principal

Guia de intervenção

Tempo previsto: 8 minutos.

Orientação: Professor, leve os alunos para a sala. Sente-os próximo do quadro. Cole o cartaz com a tabela contendo o nome de todos alunos com o registro das jogadas para análise coletiva. Faça a leitura dos resultados de cada aluno registrados na tabela.

Selecione alguns dos resultados considerando alguns critérios como:

  • Quantidades iguais de garrafas derrubadas;
  • Maior quantidade de garrafas derrubadas;
  • Menor quantidade de garrafas derrubadas, desde que seja maior que zero;
  • Nenhuma garrafa derrubada.

Convide alguns para explicarem o que pensam sobre essas possibilidades. Abra espaço para opiniões diferentes e socialização de formas de registro que não usem números, por exemplo.

Discuta com a turma:

  • Estratégias de comparação de quantidades;
  • Quantidades iguais de garrafas derrubadas também significam quantidades de garrafas iguais em pé;
  • Quanto falta para derrubar as 10 garrafas, seja tanto nas condições de quem derrubou mais ou menos garrafas;
  • Quanto falta para passar o colega que derrubou mais garrafas, considerando quem derrubou menos garrafas;
  • Que número usamos para representar o fato de não ter derrubado nenhuma garrafa.

Propósito: Estimular os alunos a socializarem seus registros, validando diferentes estratégias de cálculo, favorecendo a capacidade de pensar sobre a própria atividade matemática, mobilizando os conceitos matemáticos que já dominam além de identificarem diferentes possibilidades de chegar ao resultado.

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientação: Leia ou escreva no quadro ou apresente em cartaz a sistematização do conceito. Reforce a ação matemática realizada pelos alunos para descobrir quem fez mais pontos.

Propósito: Destacar que para descobrir quem fez mais pontos no jogo de boliche podem ter sido empregadas estratégias de contagem variadas.

Tempo sugerido: 5 minutos

Orientação: Faça o fechamento da atividade principal, retomando brevemente com os alunos qual ação matemática foi necessária para descobrir quem conseguiu derrubar mais garrafas no jogo tanto durante a etapa do “Aquecimento” como na “Atividade Principal”.

Propósito: Destacar que para confirmar o resultado encontrado pelos alunos no jogo foi necessário fazer a subtração seja contando as garrafas derrubadas ou as que ficaram em pé.

Tempo previsto: 8 minutos.

Orientação: Professor, organize os alunos para trabalhar em duplas. Entregue para cada aluno uma cópia da atividade. Leia a atividade pelo menos duas vezes. Certifique-se de que os alunos entenderam o que é para ser feito. Oriente-os a resolverem primeiro sozinhos. Depois, peça que troquem entre si as folhas e façam a conferência do resultado do colega. Em seguida, peça que um explique para o outro como fez para encontrar o resultado.

Coloque à disposição da dupla material de contagem (palitos de picolé, tampinhas, botões etc). Deixe-os à vontade para registrarem o cálculo da maneira que acharem melhor, pedindo que usem o espaço vazio que tiver na folha para fazer o registro.

Discuta com a turma:

Enquanto os alunos trabalham em duplas, passe de mesa em mesa e observe as interações estabelecidas. Fique atento às explicações dadas. Anote registros ou falas que chamam a atenção por se diferenciarem do que talvez você esteja esperando que aconteça. Verifique em que medida a fala do aluno é fundamental para validar seu procedimento pessoal de cálculo.

Pergunte:

  • Como você fez para descobrir o resultado?
  • Como seu colega pensou? O que você acha? Você concorda com seu colega?
  • Vocês conseguem pensar em outra forma de resolver?
  • Como vocês podem registrar o que fizeram para descobrir o resultado?
  • Como você fez para conferir o resultado do seu colega? O seu colega fez a conferência do mesmo jeito que você?

Propósito: Estimular os alunos a socializarem seus registros, a desenvolverem a capacidade argumentativa ao justificarem suas estratégias, a identificarem outras possibilidades de encontrar o resultado, a conferirem os resultados encontrados aplicando o conhecimento adquirido.

Materiais complementares para impressão:

Raio X

Resolução do Raio X

Atividade complementar

Resolução da Atividade Complementar

Este plano foi elaborado pelo Time de Autores da NOVA ESCOLA

Autor: Elissandra de Oliveira de Almeida

Mentor: Maria Lydia Mello

Especialista: Luciana Tenuta



Habilidade da BNCC

(EF01MA06) - Construir fatos fundamentais da adição e utilizá-los em procedimentos de cálculo  para resolver problemas.



Conhecimentos prévios

Para o desenvolvimento do plano de aula é importante observar se os alunos são capazes de:

  1. Recitar a série numérica até 10;
  2. Relacionar símbolo-quantidade;
  3. Quantificar até 10;
  4. Comparar quantidades diferenciando “maior que” de “menor que”;



Objetivos específicos

  1. Verificar os conhecimentos prévios dos alunos sobre cálculo aditivo e subtrativo por resolução numérica e/ou pictórica;
  2. Realizar contagens e comparar quantidades;
  3. Valorizar as estratégias de pictóricas ou numéricas empregadas pelos alunos;
  4. Socializar as representações feitas pelos alunos envolvendo cálculo subtrativo em contexto de jogo e de resolução de problema.

Conceito-chave

Estratégias de resolução pictóricas ou numéricas de problemas do campo aditivo (adição e subtração) com números até 10.



Recursos necessários

  1. 10 garrafas de refrigerante de 1 litro e meio (pet) preenchidas com areia ou pedras até ¼ da altura da embalagem para mantê-las em pé, evitando que sejam derrubadas facilmente pelo vento;
  2. uma bola adequada para derrubar as garrafas;
  3. um cartaz com uma tabela contendo o nome dos alunos para registro das jogadas.
  4. Atividade do Raio X em folhas do tipo A4 para serem usadas individualmente.

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DESSA UNIDADE:

AULAS DESSA DISCIPLINA:

AULAS RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Resolução de Problemas em Matemática com Esforço Produtivo

Neste curso, Kátia Smole ensina como estimular o raciocínio matemático dos alunos, por meio de sugestões de atividade, textos com dicas e a realização de uma prática de sala de aula.

Ver mais detalhes