16406
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 9º ano > A história recente

Plano de aula - Afro-americanos e racismo: pluralidades étnicas no mundo globalizado

Plano de aula de História com atividades para 9º ano do EF sobre Afro-americanos e racismo: pluralidades étnicas no mundo globalizado

Plano 03 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Talita Seniuk

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF09HI36) de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Projetor (caso este não esteja disponível, você poderá imprimir as imagens e manchetes do Contexto e da Problematização, podendo imprimir apenas uma de cada, dimensionando-as ao tamanho da folha, para que todos os estudantes possam visualizá-las sem muita dificuldade). Na Problematização há resumos que caso não possam ser projetados, pode-se utilizar a mesma metodologia anterior de impressão ou ainda, serem transcritos no quadro. Você também poderá fazer mais cópias dessas fontes para serem entregues aos estudantes, dependendo da sua disponibilidade em relação ao número de fotocópias.

Material complementar:

Presidente Barack Obama falando ao telefone.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/STU4v4ssDzPHqmgKjVTnUqvnSbCFWSfrSafSg73HtHxNvs3gHpveDbV9JGdX/his9-36und03-contexto-3-presidente-barack-obama-falando-ao-telefone.pdf

Mulheres que mudaram a história: Rosa Parks.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/neGGGvWUwakFbxBp7jyRp2gZzRaXmbCrvgGh6gtu3ZCyAux5wPs8ShCeawvH/his9-36und03-contexto-1-rosa-parks.pdf

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/swTA3FsJe7EPentNzwdUvFA6CtHRfaDjUFKMPg5nbUZa9NK3rKnhUKs7BbZj/his9-36und03-contexto-2-rosa-parks.pdf

Biografia do presidente Obama: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/cKr84gnFvyfDqd3sBed3F3FKa3RmKGhcPxYRstXtkfksmpsbv7nkRechaveX/his9-36und03-material-complementar-a-casa-branca-presidente-barack-obama.pdf

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jdFHFHu4fhDkmrGT4kWuSEA46EAVYwyJHU5hFWmKUbTxh4bPCBNuQpEJxAkB/his9-36und03-contexto-4-biografia-de-barack-obama.pdf

Em 1° de dezembro de 1955 a americana Rosa Parks venceu o racismo e entrou para a história.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3BJ3yeCkRDA5HXF5Z8MCH73eqgJQutuVbdBrBZWX2YaKMt39dXzmWpbwxTAj/his9-36und03-problematizacao-2-texto-sobre-a-condecoracao-de-rosa-parks.pdf

Racismo nos Estados Unidos: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EvGE4mtXVM3aVVEb9vfDXG22ErxmH3TSJwXPw6wqHYAsrqaZbtqjWpQNA8ep/his9-36und03-problematizacao-1-racismo-nos-estados-unidos.pdf

Direitos civis: boicote do ônibus em Montgomery.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xjvqeDAPqh3B7quCcShUWZqrz8z8pWPFX8cgQts7VT9r8qaCFRcsf2buUfHK/his9-36und03-material-complementar-direitos-civis-boicote-do-onibus-em-montgomery.pdf

Para você saber mais:

Glossário:

Diversidade: conceito que compreende a pluralidade de elementos de um determinado grupo.

Preconceito: juízo/conceito pré-concebido sobre algo ou alguém, que se materializa em ações discriminatórias, autoritárias e intolerantes.

Globalização: processo de aproximação de pessoas, sociedades e nações, que se integram nos mais diferentes segmentos (sociais, econômicos, culturais, etc), mas em especial essa interligação se dá nos mercados de produção e consumo.

Racismo: teoria que se baseia na superioridade de um grupo em relação à outro/outros, ocasionando atitudes hostis e discriminatórias.

Vale ressaltar que apesar de muitas pessoas utilizarem a palavra raça, há várias discussões entre os teóricos sobre os termos raça e etnia.

OLIVEIRA, Lucas. Raça e etnia. Disponível em: <https://brasilescola.uol.com.br/sociologia/raca-etnia.htm>. Acesso em: 25 nov 2018.

CORDEIRO, Tiago. Mulheres que mudaram a história: Rosa Parks. Disponível em: <https://super.abril.com.br/mundo-estranho/mulheres-que-mudaram-a-historia-rosa-parks/>. Acesso em: 09 dez 2018.

Caso queira se aprofundar:

O que é diversidade. Disponível em: <https://www.significados.com.br/diversidade/>. Acesso em: 08 dez 2018.

O que é globalização. Disponível em: <https://www.significados.com.br/globalizacao/>. Acesso em: 01 dez 2018.

PRECONCEITO. Dicionário Priberam (on-line). Disponível em: <https://dicionario.priberam.org/preconceito>. Acesso em: 22 nov 2018.

RACISMO. Dicionário Priberam (on-line). Disponível em: https://dicionario.priberam.org/racismo>. Acesso em: 01 dez 2018.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete o objetivo da aula utilizando este slide, outra alternativa é transcrevê-lo no quadro, caso queira, realizando a leitura do mesmo ou pedindo para que algum estudante o faça.

Sugere-se a disposição das carteiras e cadeiras em semicírculo pois permite uma melhor discussão do tema, enriquecendo o diálogo, pois todos ficam em posição de igualdade.

Vale frisar que a postura de desobediência de Rosa Parks para sua época do ponto de vista da segregação racial nos Estados Unidos, iniciou um movimento de contestação da ordem vigente no que tange o racismo estruturado naquela nação, sendo o ponto de partida para manifestações contrárias ao racismo, que de modo indireto, contribuíram com a eleição de Barack Obama como presidente deste mesmo país, muito tempo depois.

O objetivo da aula é que ao final da mesma os alunos percebam que o racismo é um problema atual em diversas nações e assim como no Brasil (mas em cada local ele se manifesta com características diferentes), ele foi construído socialmente devido a diversos fatores, entre eles a escravidão, mas que pode ser superado, desde que sejam tomadas certas medidas para combatê-lo e a atuação de Rosa Parks merece ser reconhecida como uma inspiração para todos que lutam pela igualdade de direitos.

Para você saber mais:

Vale lembrar que, tratando-se da herança negativa da escravidão, independente da nação, deve-se evitar a expressão “escravo”, mas utilizar “escravizado” devido ao fato de que ninguém nasce escravo por condições biológicas, mas é escravizado durante sua vida por imposição, ou seja, numa condição social imposta. A palavra “escravo” dá um sentido de naturalização dessa condição, enquanto “escravizado” permite uma compreensão de que este estaria nessa condição, demonstrando a arbitrariedade e violência desse processo.

KARKOT-DE-LA-TAILLE, E.; RODRIGUES, A. Sobre escravos e escravizados: percursos discursivos da conquista da liberdade. In: Simpósio Internacional Discurso, Identidade e Sociedade (SIDIS). Disponível em: <https://www.iel.unicamp.br/sidis/anais/pdf/HARKOT_DE_LA_TAILLE_ELIZABETH.pdf>. Acesso em: 23 nov. 2018.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes.

As fontes a serem apresentadas no Contexto, instigam os jovens à discussão, num “brainstorming” (tempestade de ideias) de ideias e comentários, aumentando a curiosidade sobre a temática a ser tratada e possibilitando que todos possam participar da aula como protagonistas.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente as imagens e os textos aos estudantes utilizando um projetor ou cópias impressas.

Nesse momento da leitura dessa fonte, caso perceba alguma dificuldade por parte dos estudantes, elenque elementos que podem ser identificados na manchete que foi retirada de um sítio virtual, como quem é o ser humano retratado, porque ela, segundo o título, mudou a história, se ela pode ser considerada afro americana ou não, porque, segundo a manchete, ela ficou defendendo por mais de 50 anos os direitos dos negros (se já havia “liberdade” e “igualdade” nas leis americanas).

Poderá utilizar como argumento que em 1955, Rosa Parks, uma afro americana, negou-se a mudar de lugar no ônibus onde viajava, para cedê-lo a outra pessoa branca a pedido do motorista; essa postura culminou em sua prisão temporária, pois nesse período, havia uma lei de segregação racial que definia quais lugares cada um poderia frequentar; com isso, a comunidade afro americana liderada por Martin Luther King realizou um boicote ao uso do ônibus, ficando 381 dias sem usá-lo.

Vale ressaltar que o caso ocorrido com Rosa Parks foi fundamental, para que depois de um ano, a lei de segregação racial em relação ao transporte público fosse revogada pela Suprema Corte do país (aqui cabe um comentário da importância de todos os seres humanos para a construção da sociedade e da história da humanidade, pois todos são sujeitos históricos importantes, dentro de seus respectivos contextos e além, algumas ações, ainda que individuais, podem afetar à todos, de modo positivo como nesse caso).

Caso queira, nessa aula ou em outro momento, comentar que há outro nome de destaque que aparece nesse período e que apoiou Rosa Parks, e que também foi fundamental como articulador nas manifestações contra o racismo e luta pela igualdade civil foi Martin Luther King, que posteriormente foi assassinado em 1968, provavelmente por grupos racistas. Seu protagonismo histórico foi fundamental para a superação do racismo (outra possibilidade de trabalhar com a questão da importância do sujeito histórico, pois King não afetou apenas seu entorno, contribuiu para a sociedade afro americana com sua postura).

Direitos civis: boicote do ônibus em Montgomery.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xjvqeDAPqh3B7quCcShUWZqrz8z8pWPFX8cgQts7VT9r8qaCFRcsf2buUfHK/his9-36und03-material-complementar-direitos-civis-boicote-do-onibus-em-montgomery.pdf

Mulheres que mudaram a história: Rosa Parks.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/neGGGvWUwakFbxBp7jyRp2gZzRaXmbCrvgGh6gtu3ZCyAux5wPs8ShCeawvH/his9-36und03-contexto-1-rosa-parks.pdf

Em 1° de dezembro de 1955 a americana Rosa Parks venceu o racismo e entrou para a história.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3BJ3yeCkRDA5HXF5Z8MCH73eqgJQutuVbdBrBZWX2YaKMt39dXzmWpbwxTAj/his9-36und03-problematizacao-2-texto-sobre-a-condecoracao-de-rosa-parks.pdf

Para você saber mais:

BEZERRA, Juliana. Martin Luther King. Disponível em: <https://www.todamateria.com.br/martin-luther-king/>. Acesso em: 01 dez 2018.

CORDEIRO, Tiago. Mulheres que mudaram a história: Rosa Parks. Disponível em: <https://super.abril.com.br/mundo-estranho/mulheres-que-mudaram-a-historia-rosa-parks/>. Acesso em: 09 dez 2018.

Rosa Parks. Disponível em: <https://www.geledes.org.br/tag/rosa-parks/>. Acesso em: 08 dez 2018.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Este slide é uma continuação do anterior, há um pequeno relato do fato ocorrido com Rosa Parks e algumas informações para auxiliar os estudantes na discussão.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Nesse momento da leitura da imagem, caso perceba alguma dificuldade por parte dos estudantes, elenque elementos que podem ser identificados na foto, como quais bandeiras aparecem no ambiente (uma delas refere-se aos Estados Unidos, outra ao brasão do país) (a presença de bandeiras está relacionada a locais formais, institucionais), a formalidade e a elegância do ambiente demonstram que esse local é importante ou não, o ser humano que aparece, demonstra realizar algo relevante, o que ele está fazendo, ele pode ser considerado branco ou negro.

Vale frisar que a escolha de uma imagem de Barack Obama como uma das fontes a serem analisadas auxilia os jovens a perceberem a questão da importância do sujeito histórico para sua realidade circundante e nesse caso, as ações do presidente não se mostram apenas relevantes para seu entorno físico (os limites geográficos de seu país), mas contribuem para todo o planeta, pois os EUA são líderes em diversos segmentos; uma boa oportunidade para comentar com os alunos sobre a importância das nossas ações e omissões que podem afetar a um todo maior de que fazemos parte.

Caso queira, como a fonte anterior mostra uma imagem de Rosa Parks e o fato ocorrido com ela na década de 50, pode pedir para que os estudantes comentem o que acreditam que pode ter acontecido sobre a questão do racismo durante esse tempo até a eleição do presidente retratado na imagem atual, um presidente afro americano, décadas depois, e como isso pode estar relacionado.

Presidente Barack Obama falando ao telefone.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/STU4v4ssDzPHqmgKjVTnUqvnSbCFWSfrSafSg73HtHxNvs3gHpveDbV9JGdX/his9-36und03-contexto-3-presidente-barack-obama-falando-ao-telefone.pdf

A Casa Branca “Presidente Barack Obama” (biografia traduzida).

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/cKr84gnFvyfDqd3sBed3F3FKa3RmKGhcPxYRstXtkfksmpsbv7nkRechaveX/his9-36und03-material-complementar-a-casa-branca-presidente-barack-obama.pdf

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua escola haja bandeiras (independente da instituição ou das esferas que representam), pergunte aos alunos onde elas costumam ficar ou ser guardadas. Poderá também comentar se os estudantes já estiveram em algum lugar que possua bandeiras expostas, como numa Prefeitura ou na Câmara de Vereadores, para que percebam como seu uso, sua presença, está relacionada à importância e formalidade de determinados ambientes, assim poderão compreender melhor a fonte apresentada.

Para você saber mais:

Bandeira Estados Unidos da América. Disponível em: <http://www.bandeiras-nacionais.com/bandeira-estados-unidos-da-america.html>. Acesso em: 09 dez 2018.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Estas informações são uma continuação do slide anterior, pois contém informações importantes sobre Barack Obama, para auxiliar os estudantes na discussão.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete este slide, outra alternativa é transcrevê-lo no quadro, caso queira, realizando a leitura do mesmo ou pedindo para que algum estudante o faça.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente o texto aos alunos utilizando um projetor ou cópias impressas.

Comente que os Estados Unidos foram colônia dos ingleses, assim como o Brasil foi de Portugal, e que ambas as formas iniciais de trabalho pautaram-se em mão de obra de pessoas negras escravizadas trazidas à força da África, sendo a concentração de escravizados mais ao sul dos Estados Unidos, enquanto no Brasil foi na área litorânea inicialmente, para depois alcançar outras regiões, devido ao descobrimento de novas riquezas e outras formas de extração e expansão territorial. Nos Estados Unidos, os escravizados inicialmente trabalharam nas plantations que cultivavam tabaco, enquanto no Brasil os escravizados trabalhavam no cultivo de cana de açúcar.

Caso ache necessário, explique que o racismo é uma ação discriminatória que se baseia em teorias de superioridade de um grupo em relação a outros (dividindo a sociedade em raças e não etnias). No caso dos Estados Unidos, a própria colonização do país pautou-se em teorias raciais de dominação, pois houve a escravidão de negros levados à força da África e posteriormente, como citado no slide, ocorreram também já no século XX, legislações que separavam a sociedade norte americana em duas: a dos brancos e a dos negros/afro americanos, numa postura racista, que dividia as instalações públicas/privadas e os serviços conforme a origem desses seres humanos.

Para você saber mais:

BEZERRA, Juliana. Racismo. Disponível em: <https://www.todamateria.com.br/racismo/>. Acesso em: 01 dez 2018.

Período Colonial dos Estados Unidos. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Per%C3%ADodo_colonial_dos_Estados_Unidos>. Acesso em: 01 dez 2018.

SILVA, Daniel Neves. Independência dos Estados Unidos. Disponível em: <https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/historiageral/independencia-dos-estados-unidos.htm>. Acesso em: 01 dez 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Os alunos precisam compreender que a globalização é um processo que ainda se encontra em movimento, ele não está pronto e acabado, vivemos num mundo globalizado, além das integrações sociais, culturais, econômicas, entre outras, há a impressão da diminuição das barreiras geográficas, pois devido ao alto grau de tecnologia disponível, parece que houve um “encurtamento” das distâncias, ou como o geógrafo David Harvey costuma escrever: o “encolhimento do mundo” ou a “compressão espaço-temporal”, pois os fenômenos antes regionais, tornaram-se internacionais, impactando locais distantes de onde ele é gerado inicialmente. Para o teórico Eric Hobsbawm, em sua obra O novo século: entrevista a Antonio Polito, datada do ano 2000, o autor pontua que a descentralização dos processos produtivos aliada a superação dos obstáculos físicos e naturais é fundamental para se perceber a globalização de forma mais evidente, pois ele passa a ser utilizado mais a partir do século XX, com o advento da chamada Terceira Revolução Industrial, atingindo proporções colossais. E os Estados Unidos desde muito cedo historicamente se destacaram nos progressos tecnológicos, tornando-se exemplo de liderança nesse quesito, por isso são considerados por muitos teóricos como nação “símbolo do capitalismo”.

Outro ponto que merece destaque aqui, caso você ache necessário, é comentar sobre o capitalismo, que encontrou terreno fértil no fenômeno da globalização pois houve uma difusão em escala mundial de valores e características que almejam a livre exploração de mercados, onde o lucro e a acumulação de riquezas mostram-se como o alicerce das relações.

Vale ressaltar que o racismo presente nos Estados Unidos é diferente do racismo que encontramos no Brasil, mas é necessário frisar que num país que é tido como “criador de tendências” ou seja, é considerado como modelo para diversas posturas, sejam elas sociais, econômicas ou culturais, a vitória de um afro americano numa eleição presidencial mostra-se como um avanço no combate a posturas racistas.

Para você saber mais:

ANDREWS, George Reid. O negro no Brasil e nos Estados Unidos. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ln/v2n1/a13v2n1.pdf>. Acesso em: 19 dez 2018.

ARRAES, Jarrid. As nuances do racismo no Brasil e nos Estados Unidos. Disponível em: <https://www.revistaforum.com.br/semanal/as-nuances-do-racismo-no-brasil-e-nos-estados-unidos/>. Acesso em: 19 dez 2018.

BEZERRA, Juliana. Globalização. Disponível em: <https://www.todamateria.com.br/globalizacao/>. Acesso em: 01 dez 2018.

CAPITALISMO. Dicionário Priberam (on-line). Disponível em: <https://dicionario.priberam.org/capitalismo>. Acesso em: 01 dez 2018.

GLOBALIZAÇÃO. Dicionário Priberam (on-line). Disponível em: <https://dicionario.priberam.org/globaliza%C3%A7%C3%A3o>. Acesso em: 01 dez 2018.

HOBSBAWM, E. O novo século: entrevista a Antonio Polito. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

O que é capitalismo. Disponível em: <https://www.significados.com.br/capitalismo/>. Acesso em: 01 dez 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes.

A próxima fonte a ser apresentada foi retirada de um sítio virtual e mostra um trecho sobre o evento de condecoração de Rosa Parks, décadas depois do fato ocorrido no ônibus em Montgomery. O foco principal da fonte é o texto abaixo do título “Medalha do Congresso”.

Caso perceba que os estudantes não compreendem a importância social do ato de condecoração, explique que se trata de uma forma de homenagear um ato ou o ser humano que o praticou, por ter feito algo importante, representando orgulho para sua comunidade, valorizando-lhe e respeitando-lhe por isso, mostrando a importância do sujeito histórico e de suas ações dentro de seu contexto.

Para você saber mais:

Em 1° de dezembro de 1955 a americana Rosa Parks venceu o racismo e entrou para a história. Disponível em: <https://www.geledes.org.br/em-1-de-dezembro-de-1955-a-americana-rosa-parks-venceu-o-racismo-e-entrou-para-a-historia/>. Acesso em: 09 dez 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente a imagem aos alunos utilizando um projetor ou cópias impressas.

A desobediência civil de Rosa Parks e os efeitos da ação coletiva dos afro americanos ao boicotar o ônibus em Montgomery mostram-se como uma ação coletiva inspirada na superação e combate ao racismo, pois através de uma postura pacífica, houve resultados positivos, numa nação que separava os seres humanos, segregando-lhes, ao mesmo tempo em que afirmava, apenas no papel, de que todos eram iguais, ou seja, uma ilusão para a comunidade afro americana. Ainda que sua atitude seja respeitável e reconhecida mundialmente, foi somente após 40 anos que ela recebeu uma homenagem do governo norte-americano, enquanto Bill Clinton era presidente; ao ser prestigiada, Parks frisou que esta homenagem deveria encorajar todos que lutam pelos direitos.

Vale lembrar também que não é porque os Estados Unidos elegeram um presidente afro americano em 2009, que o racismo deixou de existir nesta nação, pois a população afro americana ainda sofre muito com o racismo em seus diversos vieses. A população afro americana nos Estados Unidos é uma minoria, representando apenas 13% da população.

Como adequar à sua realidade:

Nesta aula ou em outro momento, você poderá utilizar a temática da condecoração como forma de valorizar os sujeitos históricos locais, como por exemplo, caso em sua comunidade (Cidade, Estado) haja a prática da condecoração de seres humanos que devido a suas posturas relevantes merecem o reconhecimento da sociedade, manifestações estas que geralmente ocorrem em eventos públicos como as sessões da Câmara Municipal/Estadual, poderá demonstrar para seus estudantes a importância dessa prática social. Há escolas que também possuem esta prática, homenageando os alunos que se destacaram em alguma atividade, fato que também pode ser citado e caso ainda não haja em sua escola, pode ser um bom momento para implementá-la com a Coordenação.

Para você saber mais:

Maioria dos negros americanos diz ser tratada injustamente e que igualdade racial “não foi alcançada”. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/internacional-36758913>. Acesso em: 08 dez 2018.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes.

Nesse momento você deve fomentar a discussão sobre a temática, tendo as questões apresentadas no Contexto e durante a Problematização como ponto de partida, além dos comentários dos estudantes durante essas etapas. Mas é essencial que eles desenvolvam a percepção da importância histórico-social das ações de Rosa Parks e a inegável relevância da vitória de Barack Obama em 2009 na corrida presidencial como formas de resistência e combate ao racismo respectivamente.

Vale ressaltar que durante a história, muitas conquistas sociais só ocorreram com conflitos diretos, somando seres humanos feridos, mutilados e mortos; porém, a postura de Rosa Parks e de sua comunidade ao se manifestarem pacificamente contrários à lei de segregação racial e não que dessa forma não tenha havido sofrimento, porque houve também, conquistaram uma abertura para discussão a respeito do tema e ganharam visibilidade mundial para a pauta. Certamente Rosa Parks e sua família vivenciaram momentos extremamente dolorosos, mas optaram no não uso da violência para buscar a igualdade civil.

Projete, imprima ou transcreva no quadro a proposta de atividade: produção de um texto como uma síntese integradora em seus cadernos, tendo como referencial as fontes, as discussões e os textos.

Caso perceba que seja necessário para a realização da atividade, retome alguns dos comentários dados pelos estudantes nas etapas anteriores.

Poderá também comentar para que os alunos utilizem como argumento textual se conheciam ou não a presença do racismo em outros países, se sabiam ou não da presença de negros levados à força para serem escravizados em outros países além do Brasil (a questão da escravatura em outros países passa despercebida, pois muitos acreditam ter apenas ocorrido na América do Sul), se a escolha de um presidente afro americano nos EUA, mostra-se como um avanço no combate ao racismo, se reconhecem a postura de Rosa Parks como elemento positivo no combate ao racismo, se perceberam que não foi necessário o uso da violência para se manifestar, entre outros.

Para você saber mais:

KARNAL, L.; et al. História dos Estados Unidos das origens ao século XXI. São Paulo: Contexto, 2011.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF09HI36) de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Projetor (caso este não esteja disponível, você poderá imprimir as imagens e manchetes do Contexto e da Problematização, podendo imprimir apenas uma de cada, dimensionando-as ao tamanho da folha, para que todos os estudantes possam visualizá-las sem muita dificuldade). Na Problematização há resumos que caso não possam ser projetados, pode-se utilizar a mesma metodologia anterior de impressão ou ainda, serem transcritos no quadro. Você também poderá fazer mais cópias dessas fontes para serem entregues aos estudantes, dependendo da sua disponibilidade em relação ao número de fotocópias.

Material complementar:

Presidente Barack Obama falando ao telefone.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/STU4v4ssDzPHqmgKjVTnUqvnSbCFWSfrSafSg73HtHxNvs3gHpveDbV9JGdX/his9-36und03-contexto-3-presidente-barack-obama-falando-ao-telefone.pdf

Mulheres que mudaram a história: Rosa Parks.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/neGGGvWUwakFbxBp7jyRp2gZzRaXmbCrvgGh6gtu3ZCyAux5wPs8ShCeawvH/his9-36und03-contexto-1-rosa-parks.pdf

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/swTA3FsJe7EPentNzwdUvFA6CtHRfaDjUFKMPg5nbUZa9NK3rKnhUKs7BbZj/his9-36und03-contexto-2-rosa-parks.pdf

Biografia do presidente Obama: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/cKr84gnFvyfDqd3sBed3F3FKa3RmKGhcPxYRstXtkfksmpsbv7nkRechaveX/his9-36und03-material-complementar-a-casa-branca-presidente-barack-obama.pdf

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/jdFHFHu4fhDkmrGT4kWuSEA46EAVYwyJHU5hFWmKUbTxh4bPCBNuQpEJxAkB/his9-36und03-contexto-4-biografia-de-barack-obama.pdf

Em 1° de dezembro de 1955 a americana Rosa Parks venceu o racismo e entrou para a história.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3BJ3yeCkRDA5HXF5Z8MCH73eqgJQutuVbdBrBZWX2YaKMt39dXzmWpbwxTAj/his9-36und03-problematizacao-2-texto-sobre-a-condecoracao-de-rosa-parks.pdf

Racismo nos Estados Unidos: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/EvGE4mtXVM3aVVEb9vfDXG22ErxmH3TSJwXPw6wqHYAsrqaZbtqjWpQNA8ep/his9-36und03-problematizacao-1-racismo-nos-estados-unidos.pdf

Direitos civis: boicote do ônibus em Montgomery.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xjvqeDAPqh3B7quCcShUWZqrz8z8pWPFX8cgQts7VT9r8qaCFRcsf2buUfHK/his9-36und03-material-complementar-direitos-civis-boicote-do-onibus-em-montgomery.pdf

Para você saber mais:

Glossário:

Diversidade: conceito que compreende a pluralidade de elementos de um determinado grupo.

Preconceito: juízo/conceito pré-concebido sobre algo ou alguém, que se materializa em ações discriminatórias, autoritárias e intolerantes.

Globalização: processo de aproximação de pessoas, sociedades e nações, que se integram nos mais diferentes segmentos (sociais, econômicos, culturais, etc), mas em especial essa interligação se dá nos mercados de produção e consumo.

Racismo: teoria que se baseia na superioridade de um grupo em relação à outro/outros, ocasionando atitudes hostis e discriminatórias.

Vale ressaltar que apesar de muitas pessoas utilizarem a palavra raça, há várias discussões entre os teóricos sobre os termos raça e etnia.

OLIVEIRA, Lucas. Raça e etnia. Disponível em: <https://brasilescola.uol.com.br/sociologia/raca-etnia.htm>. Acesso em: 25 nov 2018.

CORDEIRO, Tiago. Mulheres que mudaram a história: Rosa Parks. Disponível em: <https://super.abril.com.br/mundo-estranho/mulheres-que-mudaram-a-historia-rosa-parks/>. Acesso em: 09 dez 2018.

Caso queira se aprofundar:

O que é diversidade. Disponível em: <https://www.significados.com.br/diversidade/>. Acesso em: 08 dez 2018.

O que é globalização. Disponível em: <https://www.significados.com.br/globalizacao/>. Acesso em: 01 dez 2018.

PRECONCEITO. Dicionário Priberam (on-line). Disponível em: <https://dicionario.priberam.org/preconceito>. Acesso em: 22 nov 2018.

RACISMO. Dicionário Priberam (on-line). Disponível em: https://dicionario.priberam.org/racismo>. Acesso em: 01 dez 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Projete o objetivo da aula utilizando este slide, outra alternativa é transcrevê-lo no quadro, caso queira, realizando a leitura do mesmo ou pedindo para que algum estudante o faça.

Sugere-se a disposição das carteiras e cadeiras em semicírculo pois permite uma melhor discussão do tema, enriquecendo o diálogo, pois todos ficam em posição de igualdade.

Vale frisar que a postura de desobediência de Rosa Parks para sua época do ponto de vista da segregação racial nos Estados Unidos, iniciou um movimento de contestação da ordem vigente no que tange o racismo estruturado naquela nação, sendo o ponto de partida para manifestações contrárias ao racismo, que de modo indireto, contribuíram com a eleição de Barack Obama como presidente deste mesmo país, muito tempo depois.

O objetivo da aula é que ao final da mesma os alunos percebam que o racismo é um problema atual em diversas nações e assim como no Brasil (mas em cada local ele se manifesta com características diferentes), ele foi construído socialmente devido a diversos fatores, entre eles a escravidão, mas que pode ser superado, desde que sejam tomadas certas medidas para combatê-lo e a atuação de Rosa Parks merece ser reconhecida como uma inspiração para todos que lutam pela igualdade de direitos.

Para você saber mais:

Vale lembrar que, tratando-se da herança negativa da escravidão, independente da nação, deve-se evitar a expressão “escravo”, mas utilizar “escravizado” devido ao fato de que ninguém nasce escravo por condições biológicas, mas é escravizado durante sua vida por imposição, ou seja, numa condição social imposta. A palavra “escravo” dá um sentido de naturalização dessa condição, enquanto “escravizado” permite uma compreensão de que este estaria nessa condição, demonstrando a arbitrariedade e violência desse processo.

KARKOT-DE-LA-TAILLE, E.; RODRIGUES, A. Sobre escravos e escravizados: percursos discursivos da conquista da liberdade. In: Simpósio Internacional Discurso, Identidade e Sociedade (SIDIS). Disponível em: <https://www.iel.unicamp.br/sidis/anais/pdf/HARKOT_DE_LA_TAILLE_ELIZABETH.pdf>. Acesso em: 23 nov. 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes.

As fontes a serem apresentadas no Contexto, instigam os jovens à discussão, num “brainstorming” (tempestade de ideias) de ideias e comentários, aumentando a curiosidade sobre a temática a ser tratada e possibilitando que todos possam participar da aula como protagonistas.

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente as imagens e os textos aos estudantes utilizando um projetor ou cópias impressas.

Nesse momento da leitura dessa fonte, caso perceba alguma dificuldade por parte dos estudantes, elenque elementos que podem ser identificados na manchete que foi retirada de um sítio virtual, como quem é o ser humano retratado, porque ela, segundo o título, mudou a história, se ela pode ser considerada afro americana ou não, porque, segundo a manchete, ela ficou defendendo por mais de 50 anos os direitos dos negros (se já havia “liberdade” e “igualdade” nas leis americanas).

Poderá utilizar como argumento que em 1955, Rosa Parks, uma afro americana, negou-se a mudar de lugar no ônibus onde viajava, para cedê-lo a outra pessoa branca a pedido do motorista; essa postura culminou em sua prisão temporária, pois nesse período, havia uma lei de segregação racial que definia quais lugares cada um poderia frequentar; com isso, a comunidade afro americana liderada por Martin Luther King realizou um boicote ao uso do ônibus, ficando 381 dias sem usá-lo.

Vale ressaltar que o caso ocorrido com Rosa Parks foi fundamental, para que depois de um ano, a lei de segregação racial em relação ao transporte público fosse revogada pela Suprema Corte do país (aqui cabe um comentário da importância de todos os seres humanos para a construção da sociedade e da história da humanidade, pois todos são sujeitos históricos importantes, dentro de seus respectivos contextos e além, algumas ações, ainda que individuais, podem afetar à todos, de modo positivo como nesse caso).

Caso queira, nessa aula ou em outro momento, comentar que há outro nome de destaque que aparece nesse período e que apoiou Rosa Parks, e que também foi fundamental como articulador nas manifestações contra o racismo e luta pela igualdade civil foi Martin Luther King, que posteriormente foi assassinado em 1968, provavelmente por grupos racistas. Seu protagonismo histórico foi fundamental para a superação do racismo (outra possibilidade de trabalhar com a questão da importância do sujeito histórico, pois King não afetou apenas seu entorno, contribuiu para a sociedade afro americana com sua postura).

Direitos civis: boicote do ônibus em Montgomery.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/xjvqeDAPqh3B7quCcShUWZqrz8z8pWPFX8cgQts7VT9r8qaCFRcsf2buUfHK/his9-36und03-material-complementar-direitos-civis-boicote-do-onibus-em-montgomery.pdf

Mulheres que mudaram a história: Rosa Parks.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/neGGGvWUwakFbxBp7jyRp2gZzRaXmbCrvgGh6gtu3ZCyAux5wPs8ShCeawvH/his9-36und03-contexto-1-rosa-parks.pdf

Em 1° de dezembro de 1955 a americana Rosa Parks venceu o racismo e entrou para a história.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/3BJ3yeCkRDA5HXF5Z8MCH73eqgJQutuVbdBrBZWX2YaKMt39dXzmWpbwxTAj/his9-36und03-problematizacao-2-texto-sobre-a-condecoracao-de-rosa-parks.pdf

Para você saber mais:

BEZERRA, Juliana. Martin Luther King. Disponível em: <https://www.todamateria.com.br/martin-luther-king/>. Acesso em: 01 dez 2018.

CORDEIRO, Tiago. Mulheres que mudaram a história: Rosa Parks. Disponível em: <https://super.abril.com.br/mundo-estranho/mulheres-que-mudaram-a-historia-rosa-parks/>. Acesso em: 09 dez 2018.

Rosa Parks. Disponível em: <https://www.geledes.org.br/tag/rosa-parks/>. Acesso em: 08 dez 2018.

Slide Plano Aula

Orientações: Este slide é uma continuação do anterior, há um pequeno relato do fato ocorrido com Rosa Parks e algumas informações para auxiliar os estudantes na discussão.

Slide Plano Aula

Orientações: Nesse momento da leitura da imagem, caso perceba alguma dificuldade por parte dos estudantes, elenque elementos que podem ser identificados na foto, como quais bandeiras aparecem no ambiente (uma delas refere-se aos Estados Unidos, outra ao brasão do país) (a presença de bandeiras está relacionada a locais formais, institucionais), a formalidade e a elegância do ambiente demonstram que esse local é importante ou não, o ser humano que aparece, demonstra realizar algo relevante, o que ele está fazendo, ele pode ser considerado branco ou negro.

Vale frisar que a escolha de uma imagem de Barack Obama como uma das fontes a serem analisadas auxilia os jovens a perceberem a questão da importância do sujeito histórico para sua realidade circundante e nesse caso, as ações do presidente não se mostram apenas relevantes para seu entorno físico (os limites geográficos de seu país), mas contribuem para todo o planeta, pois os EUA são líderes em diversos segmentos; uma boa oportunidade para comentar com os alunos sobre a importância das nossas ações e omissões que podem afetar a um todo maior de que fazemos parte.

Caso queira, como a fonte anterior mostra uma imagem de Rosa Parks e o fato ocorrido com ela na década de 50, pode pedir para que os estudantes comentem o que acreditam que pode ter acontecido sobre a questão do racismo durante esse tempo até a eleição do presidente retratado na imagem atual, um presidente afro americano, décadas depois, e como isso pode estar relacionado.

Presidente Barack Obama falando ao telefone.

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/STU4v4ssDzPHqmgKjVTnUqvnSbCFWSfrSafSg73HtHxNvs3gHpveDbV9JGdX/his9-36und03-contexto-3-presidente-barack-obama-falando-ao-telefone.pdf

A Casa Branca “Presidente Barack Obama” (biografia traduzida).

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/cKr84gnFvyfDqd3sBed3F3FKa3RmKGhcPxYRstXtkfksmpsbv7nkRechaveX/his9-36und03-material-complementar-a-casa-branca-presidente-barack-obama.pdf

Como adequar à sua realidade:

Caso em sua escola haja bandeiras (independente da instituição ou das esferas que representam), pergunte aos alunos onde elas costumam ficar ou ser guardadas. Poderá também comentar se os estudantes já estiveram em algum lugar que possua bandeiras expostas, como numa Prefeitura ou na Câmara de Vereadores, para que percebam como seu uso, sua presença, está relacionada à importância e formalidade de determinados ambientes, assim poderão compreender melhor a fonte apresentada.

Para você saber mais:

Bandeira Estados Unidos da América. Disponível em: <http://www.bandeiras-nacionais.com/bandeira-estados-unidos-da-america.html>. Acesso em: 09 dez 2018.

Slide Plano Aula

Orientações: Estas informações são uma continuação do slide anterior, pois contém informações importantes sobre Barack Obama, para auxiliar os estudantes na discussão.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: Projete este slide, outra alternativa é transcrevê-lo no quadro, caso queira, realizando a leitura do mesmo ou pedindo para que algum estudante o faça.

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente o texto aos alunos utilizando um projetor ou cópias impressas.

Comente que os Estados Unidos foram colônia dos ingleses, assim como o Brasil foi de Portugal, e que ambas as formas iniciais de trabalho pautaram-se em mão de obra de pessoas negras escravizadas trazidas à força da África, sendo a concentração de escravizados mais ao sul dos Estados Unidos, enquanto no Brasil foi na área litorânea inicialmente, para depois alcançar outras regiões, devido ao descobrimento de novas riquezas e outras formas de extração e expansão territorial. Nos Estados Unidos, os escravizados inicialmente trabalharam nas plantations que cultivavam tabaco, enquanto no Brasil os escravizados trabalhavam no cultivo de cana de açúcar.

Caso ache necessário, explique que o racismo é uma ação discriminatória que se baseia em teorias de superioridade de um grupo em relação a outros (dividindo a sociedade em raças e não etnias). No caso dos Estados Unidos, a própria colonização do país pautou-se em teorias raciais de dominação, pois houve a escravidão de negros levados à força da África e posteriormente, como citado no slide, ocorreram também já no século XX, legislações que separavam a sociedade norte americana em duas: a dos brancos e a dos negros/afro americanos, numa postura racista, que dividia as instalações públicas/privadas e os serviços conforme a origem desses seres humanos.

Para você saber mais:

BEZERRA, Juliana. Racismo. Disponível em: <https://www.todamateria.com.br/racismo/>. Acesso em: 01 dez 2018.

Período Colonial dos Estados Unidos. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Per%C3%ADodo_colonial_dos_Estados_Unidos>. Acesso em: 01 dez 2018.

SILVA, Daniel Neves. Independência dos Estados Unidos. Disponível em: <https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/historiageral/independencia-dos-estados-unidos.htm>. Acesso em: 01 dez 2018.

Slide Plano Aula

Orientações: Os alunos precisam compreender que a globalização é um processo que ainda se encontra em movimento, ele não está pronto e acabado, vivemos num mundo globalizado, além das integrações sociais, culturais, econômicas, entre outras, há a impressão da diminuição das barreiras geográficas, pois devido ao alto grau de tecnologia disponível, parece que houve um “encurtamento” das distâncias, ou como o geógrafo David Harvey costuma escrever: o “encolhimento do mundo” ou a “compressão espaço-temporal”, pois os fenômenos antes regionais, tornaram-se internacionais, impactando locais distantes de onde ele é gerado inicialmente. Para o teórico Eric Hobsbawm, em sua obra O novo século: entrevista a Antonio Polito, datada do ano 2000, o autor pontua que a descentralização dos processos produtivos aliada a superação dos obstáculos físicos e naturais é fundamental para se perceber a globalização de forma mais evidente, pois ele passa a ser utilizado mais a partir do século XX, com o advento da chamada Terceira Revolução Industrial, atingindo proporções colossais. E os Estados Unidos desde muito cedo historicamente se destacaram nos progressos tecnológicos, tornando-se exemplo de liderança nesse quesito, por isso são considerados por muitos teóricos como nação “símbolo do capitalismo”.

Outro ponto que merece destaque aqui, caso você ache necessário, é comentar sobre o capitalismo, que encontrou terreno fértil no fenômeno da globalização pois houve uma difusão em escala mundial de valores e características que almejam a livre exploração de mercados, onde o lucro e a acumulação de riquezas mostram-se como o alicerce das relações.

Vale ressaltar que o racismo presente nos Estados Unidos é diferente do racismo que encontramos no Brasil, mas é necessário frisar que num país que é tido como “criador de tendências” ou seja, é considerado como modelo para diversas posturas, sejam elas sociais, econômicas ou culturais, a vitória de um afro americano numa eleição presidencial mostra-se como um avanço no combate a posturas racistas.

Para você saber mais:

ANDREWS, George Reid. O negro no Brasil e nos Estados Unidos. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ln/v2n1/a13v2n1.pdf>. Acesso em: 19 dez 2018.

ARRAES, Jarrid. As nuances do racismo no Brasil e nos Estados Unidos. Disponível em: <https://www.revistaforum.com.br/semanal/as-nuances-do-racismo-no-brasil-e-nos-estados-unidos/>. Acesso em: 19 dez 2018.

BEZERRA, Juliana. Globalização. Disponível em: <https://www.todamateria.com.br/globalizacao/>. Acesso em: 01 dez 2018.

CAPITALISMO. Dicionário Priberam (on-line). Disponível em: <https://dicionario.priberam.org/capitalismo>. Acesso em: 01 dez 2018.

GLOBALIZAÇÃO. Dicionário Priberam (on-line). Disponível em: <https://dicionario.priberam.org/globaliza%C3%A7%C3%A3o>. Acesso em: 01 dez 2018.

HOBSBAWM, E. O novo século: entrevista a Antonio Polito. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.

O que é capitalismo. Disponível em: <https://www.significados.com.br/capitalismo/>. Acesso em: 01 dez 2018.

Slide Plano Aula

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes.

A próxima fonte a ser apresentada foi retirada de um sítio virtual e mostra um trecho sobre o evento de condecoração de Rosa Parks, décadas depois do fato ocorrido no ônibus em Montgomery. O foco principal da fonte é o texto abaixo do título “Medalha do Congresso”.

Caso perceba que os estudantes não compreendem a importância social do ato de condecoração, explique que se trata de uma forma de homenagear um ato ou o ser humano que o praticou, por ter feito algo importante, representando orgulho para sua comunidade, valorizando-lhe e respeitando-lhe por isso, mostrando a importância do sujeito histórico e de suas ações dentro de seu contexto.

Para você saber mais:

Em 1° de dezembro de 1955 a americana Rosa Parks venceu o racismo e entrou para a história. Disponível em: <https://www.geledes.org.br/em-1-de-dezembro-de-1955-a-americana-rosa-parks-venceu-o-racismo-e-entrou-para-a-historia/>. Acesso em: 09 dez 2018.

Slide Plano Aula

Orientações: Apresente a imagem aos alunos utilizando um projetor ou cópias impressas.

A desobediência civil de Rosa Parks e os efeitos da ação coletiva dos afro americanos ao boicotar o ônibus em Montgomery mostram-se como uma ação coletiva inspirada na superação e combate ao racismo, pois através de uma postura pacífica, houve resultados positivos, numa nação que separava os seres humanos, segregando-lhes, ao mesmo tempo em que afirmava, apenas no papel, de que todos eram iguais, ou seja, uma ilusão para a comunidade afro americana. Ainda que sua atitude seja respeitável e reconhecida mundialmente, foi somente após 40 anos que ela recebeu uma homenagem do governo norte-americano, enquanto Bill Clinton era presidente; ao ser prestigiada, Parks frisou que esta homenagem deveria encorajar todos que lutam pelos direitos.

Vale lembrar também que não é porque os Estados Unidos elegeram um presidente afro americano em 2009, que o racismo deixou de existir nesta nação, pois a população afro americana ainda sofre muito com o racismo em seus diversos vieses. A população afro americana nos Estados Unidos é uma minoria, representando apenas 13% da população.

Como adequar à sua realidade:

Nesta aula ou em outro momento, você poderá utilizar a temática da condecoração como forma de valorizar os sujeitos históricos locais, como por exemplo, caso em sua comunidade (Cidade, Estado) haja a prática da condecoração de seres humanos que devido a suas posturas relevantes merecem o reconhecimento da sociedade, manifestações estas que geralmente ocorrem em eventos públicos como as sessões da Câmara Municipal/Estadual, poderá demonstrar para seus estudantes a importância dessa prática social. Há escolas que também possuem esta prática, homenageando os alunos que se destacaram em alguma atividade, fato que também pode ser citado e caso ainda não haja em sua escola, pode ser um bom momento para implementá-la com a Coordenação.

Para você saber mais:

Maioria dos negros americanos diz ser tratada injustamente e que igualdade racial “não foi alcançada”. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/internacional-36758913>. Acesso em: 08 dez 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Projete, leia, escreva no quadro ou distribua cópias impressas deste slide aos estudantes.

Nesse momento você deve fomentar a discussão sobre a temática, tendo as questões apresentadas no Contexto e durante a Problematização como ponto de partida, além dos comentários dos estudantes durante essas etapas. Mas é essencial que eles desenvolvam a percepção da importância histórico-social das ações de Rosa Parks e a inegável relevância da vitória de Barack Obama em 2009 na corrida presidencial como formas de resistência e combate ao racismo respectivamente.

Vale ressaltar que durante a história, muitas conquistas sociais só ocorreram com conflitos diretos, somando seres humanos feridos, mutilados e mortos; porém, a postura de Rosa Parks e de sua comunidade ao se manifestarem pacificamente contrários à lei de segregação racial e não que dessa forma não tenha havido sofrimento, porque houve também, conquistaram uma abertura para discussão a respeito do tema e ganharam visibilidade mundial para a pauta. Certamente Rosa Parks e sua família vivenciaram momentos extremamente dolorosos, mas optaram no não uso da violência para buscar a igualdade civil.

Projete, imprima ou transcreva no quadro a proposta de atividade: produção de um texto como uma síntese integradora em seus cadernos, tendo como referencial as fontes, as discussões e os textos.

Caso perceba que seja necessário para a realização da atividade, retome alguns dos comentários dados pelos estudantes nas etapas anteriores.

Poderá também comentar para que os alunos utilizem como argumento textual se conheciam ou não a presença do racismo em outros países, se sabiam ou não da presença de negros levados à força para serem escravizados em outros países além do Brasil (a questão da escravatura em outros países passa despercebida, pois muitos acreditam ter apenas ocorrido na América do Sul), se a escolha de um presidente afro americano nos EUA, mostra-se como um avanço no combate ao racismo, se reconhecem a postura de Rosa Parks como elemento positivo no combate ao racismo, se perceberam que não foi necessário o uso da violência para se manifestar, entre outros.

Para você saber mais:

KARNAL, L.; et al. História dos Estados Unidos das origens ao século XXI. São Paulo: Contexto, 2011.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE A história recente do 9º ano :

MAIS AULAS DE História do 9º ano:

9º ano / História / Modernização, ditadura civil-militar e redemocratização: o Brasil após 1946

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF09HI36 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano