14284
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Obtendo novas sensações na areia

POR: Fernanda Zanatta 30/11/2018
Código: EDI1_30UND01

1º ano / Educação Infantil

Atividade alinhada à BNCC:

(EI01ET01) Explorar e descobrir as propriedades de objetos e materiais (odor, cor, sabor, temperatura).

(EI01CG03) Imitar gestos e movimentos de outras crianças, adultos e animais.

(EI01ET04) Manipular, experimentar, arrumar e explorar o espaço por meio de experiências de deslocamentos de si e dos objetos.

Plano de atividade de Educação Infantil com atividades para Bebês interagirem com a areia

Resumo

ilustracao

As crianças irão tocar na areia e observar como essa superfície se comporta.

O que fazer antes?

Contextos prévios:

É indicado que as crianças já tenham tido contato com a superfície de areia em outros momentos da sua vivência escolar ou familiar. A proposta parte da vivência das crianças nessa superfície, porém, propõe novas explorações, acrescentando recursos para que os bebês interajam de forma integral com todo o corpo.

Materiais:

Pequenos brinquedos emborrachados ou de plástico; elementos naturais como folhas, galhos, pedras; canos de PVC, potes de diversos tamanhos com água e materiais de largo alcance.

Espaços:

O espaço a ser usado será o tanque da sua escola. Caso a escola não possua um, providencie um tanto de areia, disponibilizando-a em um local onde seja possível a realização da proposta. Organize os materiais em cantos, como descrito a seguir:

Um canto com os brinquedos emborrachados ou plásticos;

Um canto com os elementos naturais, organizados de forma atraente aos bebês;

Um canto com os potes de água;

Um canto com os canos de PVC.

Deixe um espaço do tanque sem materiais para que as crianças possam brincar, explorar e manipular a superfície em si. Entre os cantos organizados, garanta que elas possam se movimentar com autonomia.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 40 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como os bebês manipulam e experimentam a superfície de areia? Quais descobertas sobre as propriedades eles fazem: temperatura, odor, cor?

2.De que forma os materiais disponibilizados desafiam os bebês na exploração dessa superfície? Quais descobertas fazem com eles?

3. Qual a importância da exploração da superfície de areia para ampliar as experiências, pesquisas exploratórias, desenvolvimento corporal e sensorial dos bebês?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Assegure acomodação para aqueles que se sentam com autonomia e providencie apoio para aqueles que não se sentam sozinhos. Disponha espaço livre e seguro para os que engatinham e andam. Garanta a participação de todos, respeitando individualidades, interesses e desejos de cada bebê.

O que fazer durante?

1

Nesta configuração, é importante que haja mais um professor em sala, para que todos os bebês tenham apoio durante as explorações. Compartilhe com eles a proposta, que é explorar a superfície de areia com os materiais ali disponibilizados. Convide o grupo todo a se dirigir até o espaço externo onde os materiais estarão organizados. Disponibilize ao grande grupo materiais de largo alcance, para que todos brinquem, realizem construções e façam pesquisas exploratóriaslivremente.


2

Convide então pequenos grupos (quatro ou cinco bebês) para se aproximarem do local com areia, enquanto isso, o outro professor acompanhaos demais. Tire seus calçados eoportunize que, se assim desejarem eles possam tirá-los também, experimentando a interação dos pés com a superfície. Observe e considere as formas de participação de cada bebê, seja entrando ou observando de fora os colegas. É importante que os que ainda não engatinham sejam posicionados de maneira a poder brincar e observar os outros. Reserve esse tempo para que os todos explorem livremente a superfície a partir de seus interesses e possibilidades corporais. Observe também a forma como se dá o primeiro contato do bebê sobre a superfície: suas expressões faciais, se balbucia, sorri ou realiza alguma outra expressão além dessas. Registre os momentos da proposta por meio de fotos e vídeos que irão compor a documentação pedagógica da turma.

Possíveis ações da criança neste momento: Um bebê coloca a mão na areia, aperta e observa a mesma escorregando pelos dedos. Enquanto isso, dois bebês que caminham pisam fortemente sobre a superfície, percebendo que seu pé afunda nela.Outro bebê participa da proposta observando de fora os colegas no tanque, olha para eles e sorri. Em seguida, se aproxima cada vez mais até que entra na areia.


3

Acompanhe individualmente ou em duplas as explorações dos bebês sobre a superfície. Encoraje-os a partir de seus próprios interesses e de ações realizadas pelos colegas, medie as descobertas feitas por eles. Evite ao máximo dirigir as ações dos pequenos. Apoie-os a partir de comentários como: Olha ali, o amigo se sentou e está colocando areia sobre as pernas. Você quer experimentar isso também? O amigo deitou sobre a areia. Vamos sentir sua temperatura: ela está quente ou fria? Onde está a mão do colega? Será que escondeu debaixo da areia? Vamos esconder a sua também?

Estejajunto aos bebês para observar e encorajar cada um a participar. Compartilhe com eles as brincadeiras de esconder e achar partes do corpo, colocar areia sobre algumas partes dele, possibilitando novas sensações em contato com a superfície, fazer montes de areia, descobrindo novas formas de usar o corpo na experimentação. Auxilie os que ainda não se sentam a vivenciar essa experiência corporal com a areia. Oportunize que os bebês brinquem, vivenciem corporalmente a proposta, descubram novas possibilidades, imitem-se e se divirtam.


4

Proponha experimentações com os recursos organizados nos cantos. Apesar de todos estarem brincando ao mesmo tempo, a ideia é atentar para como cada bebê ou duplas se deslocam até eles, fazem suas escolhas, quais movimentos realizam e como a superfície os desafia durante esse momento. Observe como interagem com a superfície já conhecida, agora como novos elementos. Veja se conseguem se movimentar facilmente sobre ela, se sentem alguma dificuldade e quais estratégias usam para alcançar os recursos que lhes despertam curiosidade. Auxilie, se necessário, os bebês menores a manipular os materias, posicionado-os próximos aos cantos ou traga-os para perto deles,garantindo que os alcance.


5

Possibilite que manipulem os recursos dos cantos em interações com a superfície, descobrindo suas propriedades. Volte seu olhar paracada um individualmenteencorajando-os a fazerem explorações livres e próprias.

Possíveis ações da criança neste momento: Um bebê que se senta sozinho envolve-se em derramar a água sobre a areia. Manipulandoo material molhado, percebe que o mesmo fica com um aspecto diferente. Forma um “bolinho” ao apertá-lo e quando abre as mãos, dá para vê-lo. Aperta os dedos sobre ele, percebendo consistência, cor e textura, faz expressão de admiração e sorri para os colegas, demonstrando satisfação com a descoberta.

Outro bebê que já caminha pega um dos canos de PVC e apoia-o no chão, colocando areia dentro dele. O colega observa, sorri e balbucia. Pega também um cano, deita sobre ele e experimenta rolar, descobrindo novas possibilidades corporais.


Para finalizar:

Comunique ao pequeno grupo que em cinco minutos todos irão organizar os materiais e informe qual será a próxima atividade. Passado o tempo, encorage cada criança a guardar os materiais nos devidos lugares, respeitando as possibilidades de cada um. Oportunize que os bebês que já caminham levem os recursos até os cantos. Convide-os a recolocar os sapatos, auxilie no que for necessário e acompanhe-os no deslocamento até o espaço onde está o outro grupo de bebês.

Desdobramentos

Realize esta proposta mais vezes, de forma a garantir a participação de todos os bebês na vivência.Você pode também realizar a exploração de outras superfícies diferentes que sua escola possua: terra, gramado, pedras. Experimente e ouse também na escolha, pensando sempre nas especificidades do seu grupo. Ao interagir com as várias superfícies, os bebês curiosos descobrem muito sobre todo o ambiente, pela ação e pela observação ao manipular, experimentar e agir sobre ele.

Engajando as famílias

Envie na agenda uma foto da criança durante a proposta, fazendo uma breve descrição de sua participação. Use os registros feitos por você durante a atividade para compor o mural da turma. Sugira às famílias que façam explorações da superfície de areia em outros locais como parquinhos, praças do bairro ou mesmo o parque da escola. Solicite os registros desses momentos por meio de fotos ou textos para complementar o mural da turma.


Este plano de atividade foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor:  Fernanda Zanatta

Mentora: Keli Luca

Especialista do subgrupo etário: Ana Teresa Gavião

Campos de Experiência:  O eu, o nós e outro ; Corpo, gestos e movimentos; Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações.

Objetivos e códigos da Base:

( EI01CG03) Experimentar as possibilidades corporais nas brincadeiras e interações em ambientes acolhedores e desafiantes.

(EI01ET04) Explorar o ambiente pela ação e observação, manipulando, experimentando e fazendo descobertas.

( EI01ET01) Explorar e descobrir as propriedades de objetos e materiais( odor, cor, sabor, temperatura).

Abordagem didática: As crianças passam boa parte do tempo  muito próximas ou sobre superfícies variadas, seja sentadas, engatinhando, andando. Para os bebês, explorar essas áreas é uma oportunidade para descobrir texturas, cores, composições e temperaturas. E para aprender mais sobre o próprio corpo, por meio do contato de pés, mãos e braços com essas superfícies. É interessante observar como os bebês interagem com uma superfície inédita, como a areia, por exemplo, além de acrescentar um elemento novo a uma área já conhecida por eles.

Apoiador Técnico


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

ATIVIDADES DESSA UNIDADE:

ATIVIDADE 01

Obtendo novas sensações na areia

VOCÊ ESTÁ AQUI

ATIVIDADES DESSA DISCIPLINA:

ATIVIDADES RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes