13383
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Criação de um jogo de percurso

As crianças vão lidar com quantidades, identificar o antes e depois e fazer outras relações numéricas ao longo da brincadeira.

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Lisa Lea Barki Minkovicius

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para realizar essa atividade é necessário que as crianças já conheçam a dinâmica do jogo de percurso e que já o tenham jogado algumas vezes.

Materiais:

Para que as crianças montem as trilhas, preveja a organização de um suporte. É necessário um material resistente, como papel cartão de cores variadas. Separe papel sulfite para as ilustrações e coloque todos os papéis em bandejas. Reserve também, em recipientes, lápis de cor, giz de cera, canetinhas, colas, tesouras, tampas de garrafas, caixas de fósforos, entre outros. Para os marcadores de jogadores, organize tampinhas, botões ou rolhas.

Organize cartelas numéricas de 1 a 30 para serem recortadas. Observe uma forma de dispor o material, respeitando a autonomia da criança de forma que ela possa escolher os materiais desejados para sua criação.

Espaços:

A atividade deve começar com o grande grupo reunido em roda. Depois, divida pequenos grupos com 4 componentes cada. Os grupos poderão escolher o espaço da sala que quiserem para criar o jogo, no chão ou nas mesas.

Para compor os grupos, considere a diversidade de liderança, organização entre as crianças e conhecimentos relativos à contagem e identificação número/quantidade. Preveja compor os grupos de forma que uma criança ajude a outra.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 01h30min.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como se apropriaram e transformaram dos materiais disponibilizados para a confecção do jogo?

2. Como as crianças resolveram os possíveis impasses que encontraram na execução da proposta? Ajudaram umas às outras? Levaram a tarefa até o fim?

3. Trocaram informações entre elas? Que estratégias utilizaram para criar o percurso?

Pensaram na sequência numérica do percurso?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo.Disponibilize pequenos cartões com números de 1 a 30, para quem preferir colar ao invés de grafar, e deixe fixada na parede uma reta numérica para as crianças consultarem sempre que necessário. Incentive que uma criança ajude a outra.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Convide as crianças para sentarem em roda com você. Diga que hoje elas irão criar um jogo de percurso que fará parte do acervo da sala, que elas poderão brincar em diversos momentos. Relembre os percursos que já brincaram em sala e traga modelos de outros percursos. Incite-as a fazer uma descrição. Você pode perguntar, por exemplo: onde começa a trilha? Por que ela começa onde elas estão indicando? Há obstáculos no caminho? O percurso tem um tema? Faça mediações na conversa, para que as crianças se expressem com liberdade.


2

Apresente os materiais que elas poderão utilizar. Disponibilize pequenos cartões com números de 1 a 30 para quem preferir colar ao invés de grafar. Deixe tudo exposto em uma mesa de uma forma organizada e convidativa, para que as crianças peguem o que quiserem com autonomia. Acorde com elas a duração da atividade e a organização do espaço ao final da confecção.


3

Organize as crianças em pequenos grupos. Diga que chamará os nomes dos componentes de cada grupo e que poderão escolher em qual local da sala irão trabalhar.


4

Convide as crianças para escolherem os materiais e iniciarem a montagem do percurso. Diga que elas poderão voltar à mesa dos materiais quantas vezes for necessário. Observe a dinâmica dos grupos e a movimentação. Esteja atento para as necessidades de apoio que, porventura, alguns grupos precisarão. Antes de propor uma resolução, encoraje as crianças a consultarem o grupo para apoiá-las nas decisões de escolha de material, por exemplo.

Possíveis falas do professor e ações das crianças neste momento: ao observar uma criança parada um tempo frente a mesa, aparentando dúvidas sobre a escolha do material, se aproxime e diga:Quem sabe você não convida um colega do grupo para escolher o material junto com você?


5

Circule pelos grupos para encorajar a participação de todos. Estimule que os integrantes de cada grupo cheguem a um consenso de como será o percurso. Observe se há cooperação, organização e verifique como estão construindo a sequência numérica. Estão pulando algum número? A crianças têm dúvidas quanto a ordem da sequência e o que vem antes/depois? Incentive a ajuda entre as crianças, fazendo perguntas ao grupo para pensarem em possibilidades de reorganizarem as percepções. Observe que algumas crianças podem espelhar alguns números ao traçá-los. Considere que essa é uma etapa natural do processo de escrita para a faixa etária.

Possíveis falas do professor e ações das crianças neste momento: ao perceber que as crianças têm dúvidas em relação à sequência, se aproxime e sugira: Já olharam a reta numérica fixada na parede? Ela pode ajudar a organizarem os números do percurso de vocês.

6

Conforme as crianças forem terminando, peça que guardem todos os materiais utilizados, organizem a sala e sentem na roda com o percurso criado. Enquanto as crianças estiverem guardando e se encaminhando para a roda, podem cantar a música “Guardar a bagunceira” do Palavra Cantada. https://www.youtube.com/results?search_query=guardar+a+bagunceira


7

Quando todas estiverem reunidas, peça para cada grupo compartilhar o seu percurso. Coloque no meio da roda todos os percursos, para que possam ver e apreciar o resultado. Compare os percursos, até quanto vai cada um e se têm ou não obstáculos. Pergunte qual o percurso mais longo, o mais curto e o porquê dos temas. Elogie o esforço de todas e diga que agora poderão escolher o percurso que quiserem para jogar.


Para finalizar:

Quando terminarem de jogar, solicite que guardem os percursos, os dados e os marcadores em um lugar estipulado. Diga que, enquanto esperam os colegas terminarem de jogar, podem ler livros no espaço de leitura da sala.

Desdobramentos

Por ser a primeira experiência de elaboração de um jogo, não é esperado que todos fiquem perfeitos. Você pode desenvolver uma proposta em que as crianças refaçam o jogo. Depois, eles poderão fazer parte do acervo do grupo para jogarem em oficinas de jogos ou em outros momentos. As crianças podem confeccionar outros jogos como, por exemplo, dama, trilha, bingo, jogo da velha. Quando tiver um número interessante de jogos, poderão escrever um convite para outras salas virem jogar com elas.

Engajando as famílias

Escreva um bilhete aos pais relatando sobre a confecção do percurso e encoraje a criarem também um jogo juntos, para brincarem.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03ET04 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03ET07 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EO03 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano