17889
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Geografia > 6º ano > Conexões e escalas

Plano de aula - A relação entre o zoom e a escala cartográfica

Plano de aula de Geografia com atividades para 6° ano do Fundamental sobre Estabelecer relação entre o zoom e a dimensão de escala cartográfica por meio de tecnologia

Plano 04 de 6 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Juliana Santiago De Freitas

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06GE08 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada aqui em sua totalidade, mas as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. O objetivo do plano é fazer com que os alunos relacionem a noção de zoom de aplicativos com a escala cartográfica por meio do uso de tecnologias. Ao final, propõe-se a confecção de um mapa utilizando os conceitos cartográficos estudados.

Você pode desenvolver as etapas do plano sem computador e internet, caso sua escola não os tenha. Vá até o google mapas, selecione de 4 a 5 imagens de satélite e/ou mapa com escalas diferenciadas, sempre pensando numa realidade global, regional e local e imprimi-as. Dessa forma, você poderá desenvolver o plano de aula adaptando as orientações dadas com computador, utilizando as imagens de satélite e mapas impressos.

Materiais necessários: Régua e computadores equipados com internet e instalação do programa Paint ou semelhante.

Para o desenvolvimento desta aula, se faz necessário que os alunos estejam equipados com computadores conectados à internet, podendo ser o laboratório de informática da escola ou em outro ambiente. Assim, providencie antes de iniciar este plano o encaminhamento dos alunos ao local adequado ou providencie antecipadamente os equipamentos necessários.

Caso a escola não disponibilize os equipamentos necessários, algumas sugestões são colocadas ao longo do plano para que possa adequar à sua realidade.

Material complementar:

Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4WKh7t3xhjnqTXUNVCPQZA7N8mMVYvMSAbt4jfsJFFvdJDfCN5xZJJPYtDuS/ge06-08und04-contextualizacao.pdf

Link para os mapas:

Os mapas utilizados nos planos foram retirados da plataforma Google Maps, a partir de print screen.

Disponível em: <https://www.google.com.br/maps>. Acesso em: 16 mar 2019.

Para você saber mais:

Está disponível no site do IBGE, um Atlas Escolar que apresenta alguns conteúdos geográficos através de animações que auxiliam a compreender a dinâmica de captação de informações por satélites, como por exemplo o GPS (Sistema de Posicionamento Global), Sensoriamento Remoto, Aerofotogrametria, dentre outros assuntos relacionados à cartografia, inclusive a escala cartográfica. Disponível em: https://atlasescolar.ibge.gov.br/conceitos-gerais.html

Acesso em: 14 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Como calcular a escala de uma mapa:

Para realizar o cálculo utiliza-se a fórmula E=d/D, a qual o “E” corresponde à escala, “d” à distância medida no mapa e “D” à distância real. No caso em questão, quer-se saber a escala do mapa “E”, sendo necessário saber a medida real entre dois pontos nesse mapa (D), dado este que será fornecido pela própria plataforma por meio da ferramenta “medir distâncias e áreas”, assim como a medida gráfica, em centímetros (d), em que os alunos, por meio de uma régua, devem medi-la.

MENDONÇA, Cláudio. Escala cartográfica: como interpretar reduções em mapas. Disponível em: <https://educacao.uol.com.br/disciplinas/geografia/escala-cartografica-como-interpretar-reducoes-em-mapas.htm>. Acesso em 04 mar 2019.

Contextos prévios: Para essa aula, é importante que já tenha trabalhado previamente com os alunos os principais elementos cartográficos de um mapa, em que os alunos já consigam identificar o título, fonte, orientação e escala (gráfica e numérica). É importante que eles saibam trabalhar com a conversão de unidades de medidas. Os alunos também devem ter conhecimentos básicos de informática e de navegação na internet.

Tema da aula select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Apresente o tema da aula aos alunos, disponível no slide, ou o registre no quadro. Informe que o objetivo da aula é relacionar o zoom de sites de busca e localização, amplamente utilizados nos dias atuais, com os conceitos de escala cartográfica e escala geográfica. Informe que, para isso, serão utilizadas algumas dessas tecnologias e ao final, os alunos deverão confeccionar um mapa utilizando os conceitos estudados.

Você pode desenvolver as etapas do plano sem computador e internet, caso sua escola não os tenha. Vá até o google mapas, selecione de 4 a 5 imagens de satélite e/ou mapa com escalas diferenciadas, sempre pensando numa realidade global, regional e local e imprimi-as. Dessa forma, você poderá desenvolver o plano de aula adaptando as orientações dadas com computador, utilizando as imagens de satélite e mapas impressos.

Caso julgue necessário, retome alguns elementos cartográficos antes de iniciar a aula, principalmente escala cartográfica.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações: Considerando que os alunos já estejam com os computadores, oriente-os a abrir um navegador e digitar “Google maps” em algum site de busca, devendo acessar o site https://www.google.com.br/maps.

Ao abrir o site, uma imagem de satélite do Brasil será aberta. Peça aos alunos que cliquem na opção “Satélite”, no canto inferior esquerdo da tela. Neste momento, você pode contextualizar como são captadas as imagens da Terra por meio de satélite. Comente que há outras formas de captação de informações da Terra, como por meio do sensoriamento remoto e por meio, mais recentemente, de drones, mas que as imagens de satélite têm sido as mais utilizadas, principalmente por meio da utilização de novas tecnologias, como aplicativos de localização em celulares e computadores.

Sem que os alunos mexam no mouse, oriente-os a identificarem a escala cartográfica do mapa. Espera-se que possam identificar a escala no canto inferior direito da tela e que não se apresenta em centímetros como convencionalmente encontram-se as escalas de mapas. Peça então que aumentem o zoom da tela. Em seguida, peça novamente que observem a escala e o que mudou. Estabeleça, junto com os alunos a relação entre o zoom e a escala cartográfica, observando que, com o aumento e diminuição dos detalhes, a escala é modificada.

Explore com os alunos as várias opções de navegação do site: opções de satélite e mapa (relevo), mostrar fotos, street view, dentre outros. Faça relação também com outros recursos, como por exemplo o zoom de câmeras, de imagens e fotos.

Caso sua escola não disponibilize computadores, você poderá compartilhar sua tela com os alunos por meio de datashow ou T.V., utilizando os cabos adequados para tal. Ainda não sendo possível compartilhamento de tela, algumas imagens estão disponível no link do tópico “Material complementar”, abaixo, em que você poderá organizar os alunos em grupos e imprimir algumas cópias para que os alunos possam acompanhar visualmente a atividade proposta. As imagens também podem ser projetadas, a partir dos slides 4 e 5.

Caso julgue viável, a escola autorize e conte com suporte de internet, você poderá adaptar este plano para utilizar os próprios dispositivos dos alunos, como notebooks ou celulares.

Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4WKh7t3xhjnqTXUNVCPQZA7N8mMVYvMSAbt4jfsJFFvdJDfCN5xZJJPYtDuS/ge06-08und04-contextualizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Peça aos alunos que localizem o seu município e verifiquem a mudança de escalas ao aumentar o zoom.

Para você saber mais:

Está disponível no site do IBGE, um Atlas Escolar que apresenta alguns conteúdos geográficos através de animações que auxiliam a compreender a dinâmica de captação de informações por satélites, como por exemplo o GPS (Sistema de Posicionamento Global), Sensoriamento Remoto, Aerofotogrametria, dentre outros assuntos relacionados à cartografia, inclusive a escala cartográfica. Disponível em: <https://atlasescolar.ibge.gov.br/conceitos-gerais/conceitos-e-tecnicas.html>. Acesso em: 14 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Considerando que os alunos já estejam com os computadores, oriente-os a abrir um navegador e digitar “Google maps” em algum site de busca, devendo acessar o site https://www.google.com.br/maps.

Ao abrir o site, uma imagem de satélite do Brasil será aberta. Peça aos alunos que cliquem na opção “Satélite”, no canto inferior esquerdo da tela. Neste momento, você pode contextualizar como são captadas as imagens da Terra por meio de satélite. Comente que há outras formas de captação de informações da Terra, como por meio do sensoriamento remoto e por meio, mais recentemente, de drones, mas que as imagens de satélite têm sido as mais utilizadas, principalmente por meio da utilização de novas tecnologias, como aplicativos de localização em celulares e computadores.

Sem que os alunos mexam no mouse, oriente-os a identificarem a escala cartográfica do mapa. Espera-se que possam identificar a escala no canto inferior direito da tela e que não se apresenta em centímetros como convencionalmente encontram-se as escalas de mapas. Peça então que aumentem o zoom da tela. Em seguida, peça novamente que observem a escala e o que mudou. Estabeleça, junto com os alunos a relação entre o zoom e a escala cartográfica, observando que, com o aumento e diminuição dos detalhes, a escala é modificada.

Explore com os alunos as várias opções de navegação do site: opções de satélite e mapa (relevo), mostrar fotos, street view, dentre outros. Faça relação também com outros recursos, como por exemplo o zoom de câmeras, de imagens e fotos.

Caso sua escola não disponibilize computadores, você poderá compartilhar sua tela com os alunos por meio de datashow ou T.V., utilizando os cabos adequados para tal. Ainda não sendo possível compartilhamento de tela, algumas imagens estão disponível no link do tópico “Material complementar”, abaixo, em que você poderá organizar os alunos em grupos e imprimir algumas cópias para que os alunos possam acompanhar visualmente a atividade proposta. As imagens também podem ser projetadas, a partir dos slides 4 e 5.

Caso julgue viável, a escola autorize e conte com suporte de internet, você poderá adaptar este plano para utilizar os próprios dispositivos dos alunos, como notebooks ou celulares.

Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4WKh7t3xhjnqTXUNVCPQZA7N8mMVYvMSAbt4jfsJFFvdJDfCN5xZJJPYtDuS/ge06-08und04-contextualizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Peça aos alunos que localizem o seu município e verifiquem a mudança de escalas ao aumentar o zoom.

Para você saber mais:

Está disponível no site do IBGE, um Atlas Escolar que apresenta alguns conteúdos geográficos através de animações que auxiliam a compreender a dinâmica de captação de informações por satélites, como por exemplo o GPS (Sistema de Posicionamento Global), Sensoriamento Remoto, Aerofotogrametria, dentre outros assuntos relacionados à cartografia, inclusive a escala cartográfica. Disponível em: <https://atlasescolar.ibge.gov.br/conceitos-gerais/conceitos-e-tecnicas.html>. Acesso em: 14 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Contextualização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Considerando que os alunos já estejam com os computadores, oriente-os a abrir um navegador e digitar “Google maps” em algum site de busca, devendo acessar o site https://www.google.com.br/maps.

Ao abrir o site, uma imagem de satélite do Brasil será aberta. Peça aos alunos que cliquem na opção “Satélite”, no canto inferior esquerdo da tela. Neste momento, você pode contextualizar como são captadas as imagens da Terra por meio de satélite. Comente que há outras formas de captação de informações da Terra, como por meio do sensoriamento remoto e por meio, mais recentemente, de drones, mas que as imagens de satélite têm sido as mais utilizadas, principalmente por meio da utilização de novas tecnologias, como aplicativos de localização em celulares e computadores.

Sem que os alunos mexam no mouse, oriente-os a identificarem a escala cartográfica do mapa. Espera-se que possam identificar a escala no canto inferior direito da tela e que não se apresenta em centímetros como convencionalmente encontram-se as escalas de mapas. Peça então que aumentem o zoom da tela. Em seguida, peça novamente que observem a escala e o que mudou. Estabeleça, junto com os alunos a relação entre o zoom e a escala cartográfica, observando que, com o aumento e diminuição dos detalhes, a escala é modificada.

Explore com os alunos as várias opções de navegação do site: opções de satélite e mapa (relevo), mostrar fotos, street view, dentre outros. Faça relação também com outros recursos, como por exemplo o zoom de câmeras, de imagens e fotos.

Caso sua escola não disponibilize computadores, você poderá compartilhar sua tela com os alunos por meio de datashow ou T.V., utilizando os cabos adequados para tal. Ainda não sendo possível compartilhamento de tela, algumas imagens estão disponível no link do tópico “Material complementar”, abaixo, em que você poderá organizar os alunos em grupos e imprimir algumas cópias para que os alunos possam acompanhar visualmente a atividade proposta. As imagens também podem ser projetadas, a partir dos slides 4 e 5.

Caso julgue viável, a escola autorize e conte com suporte de internet, você poderá adaptar este plano para utilizar os próprios dispositivos dos alunos, como notebooks ou celulares.

Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4WKh7t3xhjnqTXUNVCPQZA7N8mMVYvMSAbt4jfsJFFvdJDfCN5xZJJPYtDuS/ge06-08und04-contextualizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Peça aos alunos que localizem o seu município e verifiquem a mudança de escalas ao aumentar o zoom.

Para você saber mais:

Está disponível no site do IBGE, um Atlas Escolar que apresenta alguns conteúdos geográficos através de animações que auxiliam a compreender a dinâmica de captação de informações por satélites, como por exemplo o GPS (Sistema de Posicionamento Global), Sensoriamento Remoto, Aerofotogrametria, dentre outros assuntos relacionados à cartografia, inclusive a escala cartográfica. Disponível em: <https://atlasescolar.ibge.gov.br/conceitos-gerais/conceitos-e-tecnicas.html>. Acesso em: 14 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos

Orientações: Oriente os alunos observarem a escala cartográfica do mapa e anotá-la no caderno. Em seguida que localizem o endereço de suas casas ou o da escola no campo de busca, no canto superior esquerdo. Oriente-os a olharem a escala novamente. A partir de então, solicite que reflitam sobre as questões disponíveis no slide. Os alunos devem relatar em seus cadernos o que conseguiram observar a partir da mudança de posicionamento no site. Comente que outros aspectos observados podem ser colocados no relato.

Espera-se que os alunos possam identificar que a escala mudou de um posicionamento a outro em virtude de terem aumentado os detalhes, no qual o primeiro posicionamento não era possível a visualização de detalhes e no segundo posicionamento já era possível observar as casas, ruas, vegetação, construções, diminuindo então a escala. Espera-se também que os alunos possam identificar que a unidade de medida da escala mudou, possivelmente de quilômetros para metros, pois adota unidades de medidas diferentes das convencionais em virtude de sua proporcionalidade com a realidade.

Não sendo possível projetar, registre as questões no quadro.

Você pode desenvolver as etapas do plano sem computador e internet, caso sua escola não os tenha. Vá até o google mapas, selecione de 4 a 5 imagens de satélite e/ou mapa com escalas diferenciadas, sempre pensando numa realidade global, regional e local e imprimi-as. Dessa forma, você poderá desenvolver o plano de aula adaptando as orientações dadas com computador, utilizando as imagens de satélite e mapas impressos.

Ação Propositiva select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 23 minutos

Orientações: Neste momento, comente com os alunos que eles irão elaborar o seu próprio mapa a partir do Google Maps. Para isso, os alunos deverão ter acesso a uma conta Google. Você poderá criar previamente uma conta para a turma para que não percam tempo criando-a. Para a elaboração do mapa, oriente os alunos a seguir os passos seguintes:

  • Realizar login no Google por meio das ferramentas disponibilizadas no canto superior direito da tela.
  • Clicar em “Menu”, ferramenta disponibilizada ao lado do campo de buscas no canto superior esquerdo da tela.
  • Selecionar “Seus lugares”. Seguidamente, clicar na opção “mapas” e depois em “ver todos os seus mapas”. Uma nova janela abrirá, semelhante a anterior.
  • Digitar no campo de buscas no canto superior da tela o endereço da escola (disponibilize o endereço completo no quadro). Apertar enter ou clicar no ícone de pesquisa.
  • Os detalhes serão ampliados e um marcador apontará o endereço indicado. Clique sobre este marcador e selecione a opção “+Adicionar ao mapa”. O ponto indicado será adicionado ao mapa. Clicando em cima do marcador é possível modificar sua cor, assim como o ícone.
  • Oriente os alunos a adicionar mais três localizações ao mapa, seguindo a mesma orientação anterior. Oriente-os a dar preferência a lugares de vivência.
  • Atribua um título ao mapa.
  • Clicando no ícone “Visualizar” na caixa de configurações do mapa, no canto esquerdo, é possível ter uma visão ampla dos pontos indicados no mapa. Incentive os alunos a explorarem o recurso, principalmente com os ícones disponíveis abaixo do campo de busca. Destaque a opção de medir as distâncias. Em “Mapa básico”, na parte inferior da caixa de configurações, os alunos também poderão escolher o estilo de representação do mapa.

Em caso de não haver a possibilidade de utilização de dispositivos ou não disponibilidade dos mesmos e da internet, selecione previamente no Google Maps a localização da escola e seu entorno. Capture e salve a imagem. Para isso, clique nas teclas ATL+PrtSc, abra o programa Paint ou semelhante, e cole a imagem. Ou então, realize uma busca em sites da prefeitura municipal ou em sites de busca de cartas topográficas do município. Realize cópias para cada grupo e oriente-os a:

  • localizar seu bairro e indicar com desenhos ou símbolos em três ou quatro localizações do mapa;
  • Atribuir um título ao mapa;
  • Observar a escala do mapa, comparando-a com a escala observada em outra etapa.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Neste momento, os alunos devem atribuir os elementos cartográfico ao mapa elaborado. Para tanto, ao finalizarem, os alunos devem clicar na opção “visualizar” para ver amplamente os pontos selecionados, capturar e salvar a imagem. Para isso, eles devem clicar nas teclas ATL+PrtSc, abrir o programa Paint ou semelhante, e colar a imagem. A partir do programa e de complementos de imagens da internet, será possível adicionar o título, orientação, legenda, fonte e, por fim, a legenda.

No caso de estarem utilizando o mapa impresso, os elementos cartográficos devem ser realizados à mão, com canetinha ou lápis de cor.

Para a definição de escala, comente com os alunos que a escala que é apresentada na plataforma é gráfica. Logo, os alunos devem descobrir a escala numérica. Para isso, os alunos devem voltar ao mapa criado na plataforma (clicar em “menu”, “seus lugares”, “mapas” e em “Ver todos os seus mapas”) e, a partir do recurso “Medir distâncias e áreas” disponibilizado pelo site conforme imagem do slide 9, é possível os alunos encontrarem as distâncias reais entre os pontos definidos para encontrarem a escala do mapa realizado. No tópico “Para você saber mais”, seguem algumas orientações para que os alunos encontrem a escala numérica do mapa.

No caso dos alunos que realizarem a atividade em mapa impresso, solicite-os a medir a distância real entre os pontos definidos. Para isso, a escala gráfica, disponível na plataforma, deve estar disponível no mapa. Lembre os alunos da conversão das unidades de medida, caso seja necessário. Verifique orientações para a medida de distâncias reais e conversões de unidades de medida no tópico “Para você saber mais”.

Ao finalizarem, os alunos devem salvar o trabalho na área de trabalho, nominalmente para que o professor identifique a autoria da elaboração dos trabalhos. Ou, caso prefira, os alunos poderão te enviar o arquivo por e-mail.

Em outro momento, as imagens poderão ser impressas e expostas em sala de aula ou na escola.

Para você saber mais:

Como calcular a escala de uma mapa:

Para realizar o cálculo utiliza-se a fórmula E=d/D, a qual o “E” corresponde à escala, “d” à distância medida no mapa e “D” à distância real. No caso em questão, quer-se saber a escala do mapa “E”, sendo necessário saber a medida real entre dois pontos nesse mapa (D), dado este que será fornecido pela própria plataforma por meio da ferramenta “medir distâncias e áreas”, assim como a medida gráfica, em centímetros (d), em que os alunos, por meio de uma régua, devem medi-la.

MENDONÇA, Cláudio. Escala cartográfica: como interpretar reduções em mapas. Disponível em: <https://educacao.uol.com.br/disciplinas/geografia/escala-cartografica-como-interpretar-reducoes-em-mapas.htm>. Acesso em 04 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Neste momento, os alunos devem atribuir os elementos cartográfico ao mapa elaborado. Para tanto, ao finalizarem, os alunos devem clicar na opção “visualizar” para ver amplamente os pontos selecionados, capturar e salvar a imagem. Para isso, eles devem clicar nas teclas ATL+PrtSc, abrir o programa Paint ou semelhante, e colar a imagem. A partir do programa e de complementos de imagens da internet, será possível adicionar o título, orientação, legenda, fonte e, por fim, a legenda.

No caso de estarem utilizando o mapa impresso, os elementos cartográficos devem ser realizados à mão, com canetinha ou lápis de cor.

Para a definição de escala, comente com os alunos que a escala que é apresentada na plataforma é gráfica. Logo, os alunos devem descobrir a escala numérica. Para isso, os alunos devem voltar ao mapa criado na plataforma (clicar em “menu”, “seus lugares”, “mapas” e em “Ver todos os seus mapas”) e, a partir do recurso “Medir distâncias e áreas” disponibilizado pelo site conforme imagem do slide 9, é possível os alunos encontrarem as distâncias reais entre os pontos definidos para encontrarem a escala do mapa realizado. No tópico “Para você saber mais”, seguem algumas orientações para que os alunos encontrem a escala numérica do mapa.

No caso dos alunos que realizarem a atividade em mapa impresso, solicite-os a medir a distância real entre os pontos definidos. Para isso, a escala gráfica, disponível na plataforma, deve estar disponível no mapa. Lembre os alunos da conversão das unidades de medida, caso seja necessário. Verifique orientações para a medida de distâncias reais e conversões de unidades de medida no tópico “Para você saber mais”.

Ao finalizarem, os alunos devem salvar o trabalho na área de trabalho, nominalmente para que o professor identifique a autoria da elaboração dos trabalhos. Ou, caso prefira, os alunos poderão te enviar o arquivo por e-mail.

Em outro momento, as imagens poderão ser impressas e expostas em sala de aula ou na escola.

Para você saber mais:

Como calcular a escala de uma mapa:

Para realizar o cálculo utiliza-se a fórmula E=d/D, a qual o “E” corresponde à escala, “d” à distância medida no mapa e “D” à distância real. No caso em questão, quer-se saber a escala do mapa “E”, sendo necessário saber a medida real entre dois pontos nesse mapa (D), dado este que será fornecido pela própria plataforma por meio da ferramenta “medir distâncias e áreas”, assim como a medida gráfica, em centímetros (d), em que os alunos, por meio de uma régua, devem medi-la.

MENDONÇA, Cláudio. Escala cartográfica: como interpretar reduções em mapas. Disponível em: <https://educacao.uol.com.br/disciplinas/geografia/escala-cartografica-como-interpretar-reducoes-em-mapas.htm>. Acesso em 04 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre este plano: Ele está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF06GE08 de Geografia, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada aqui em sua totalidade, mas as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes. O objetivo do plano é fazer com que os alunos relacionem a noção de zoom de aplicativos com a escala cartográfica por meio do uso de tecnologias. Ao final, propõe-se a confecção de um mapa utilizando os conceitos cartográficos estudados.

Você pode desenvolver as etapas do plano sem computador e internet, caso sua escola não os tenha. Vá até o google mapas, selecione de 4 a 5 imagens de satélite e/ou mapa com escalas diferenciadas, sempre pensando numa realidade global, regional e local e imprimi-as. Dessa forma, você poderá desenvolver o plano de aula adaptando as orientações dadas com computador, utilizando as imagens de satélite e mapas impressos.

Materiais necessários: Régua e computadores equipados com internet e instalação do programa Paint ou semelhante.

Para o desenvolvimento desta aula, se faz necessário que os alunos estejam equipados com computadores conectados à internet, podendo ser o laboratório de informática da escola ou em outro ambiente. Assim, providencie antes de iniciar este plano o encaminhamento dos alunos ao local adequado ou providencie antecipadamente os equipamentos necessários.

Caso a escola não disponibilize os equipamentos necessários, algumas sugestões são colocadas ao longo do plano para que possa adequar à sua realidade.

Material complementar:

Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4WKh7t3xhjnqTXUNVCPQZA7N8mMVYvMSAbt4jfsJFFvdJDfCN5xZJJPYtDuS/ge06-08und04-contextualizacao.pdf

Link para os mapas:

Os mapas utilizados nos planos foram retirados da plataforma Google Maps, a partir de print screen.

Disponível em: <https://www.google.com.br/maps>. Acesso em: 16 mar 2019.

Para você saber mais:

Está disponível no site do IBGE, um Atlas Escolar que apresenta alguns conteúdos geográficos através de animações que auxiliam a compreender a dinâmica de captação de informações por satélites, como por exemplo o GPS (Sistema de Posicionamento Global), Sensoriamento Remoto, Aerofotogrametria, dentre outros assuntos relacionados à cartografia, inclusive a escala cartográfica. Disponível em: https://atlasescolar.ibge.gov.br/conceitos-gerais.html

Acesso em: 14 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Como calcular a escala de uma mapa:

Para realizar o cálculo utiliza-se a fórmula E=d/D, a qual o “E” corresponde à escala, “d” à distância medida no mapa e “D” à distância real. No caso em questão, quer-se saber a escala do mapa “E”, sendo necessário saber a medida real entre dois pontos nesse mapa (D), dado este que será fornecido pela própria plataforma por meio da ferramenta “medir distâncias e áreas”, assim como a medida gráfica, em centímetros (d), em que os alunos, por meio de uma régua, devem medi-la.

MENDONÇA, Cláudio. Escala cartográfica: como interpretar reduções em mapas. Disponível em: <https://educacao.uol.com.br/disciplinas/geografia/escala-cartografica-como-interpretar-reducoes-em-mapas.htm>. Acesso em 04 mar 2019.

Contextos prévios: Para essa aula, é importante que já tenha trabalhado previamente com os alunos os principais elementos cartográficos de um mapa, em que os alunos já consigam identificar o título, fonte, orientação e escala (gráfica e numérica). É importante que eles saibam trabalhar com a conversão de unidades de medidas. Os alunos também devem ter conhecimentos básicos de informática e de navegação na internet.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Apresente o tema da aula aos alunos, disponível no slide, ou o registre no quadro. Informe que o objetivo da aula é relacionar o zoom de sites de busca e localização, amplamente utilizados nos dias atuais, com os conceitos de escala cartográfica e escala geográfica. Informe que, para isso, serão utilizadas algumas dessas tecnologias e ao final, os alunos deverão confeccionar um mapa utilizando os conceitos estudados.

Você pode desenvolver as etapas do plano sem computador e internet, caso sua escola não os tenha. Vá até o google mapas, selecione de 4 a 5 imagens de satélite e/ou mapa com escalas diferenciadas, sempre pensando numa realidade global, regional e local e imprimi-as. Dessa forma, você poderá desenvolver o plano de aula adaptando as orientações dadas com computador, utilizando as imagens de satélite e mapas impressos.

Caso julgue necessário, retome alguns elementos cartográficos antes de iniciar a aula, principalmente escala cartográfica.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos

Orientações: Considerando que os alunos já estejam com os computadores, oriente-os a abrir um navegador e digitar “Google maps” em algum site de busca, devendo acessar o site https://www.google.com.br/maps.

Ao abrir o site, uma imagem de satélite do Brasil será aberta. Peça aos alunos que cliquem na opção “Satélite”, no canto inferior esquerdo da tela. Neste momento, você pode contextualizar como são captadas as imagens da Terra por meio de satélite. Comente que há outras formas de captação de informações da Terra, como por meio do sensoriamento remoto e por meio, mais recentemente, de drones, mas que as imagens de satélite têm sido as mais utilizadas, principalmente por meio da utilização de novas tecnologias, como aplicativos de localização em celulares e computadores.

Sem que os alunos mexam no mouse, oriente-os a identificarem a escala cartográfica do mapa. Espera-se que possam identificar a escala no canto inferior direito da tela e que não se apresenta em centímetros como convencionalmente encontram-se as escalas de mapas. Peça então que aumentem o zoom da tela. Em seguida, peça novamente que observem a escala e o que mudou. Estabeleça, junto com os alunos a relação entre o zoom e a escala cartográfica, observando que, com o aumento e diminuição dos detalhes, a escala é modificada.

Explore com os alunos as várias opções de navegação do site: opções de satélite e mapa (relevo), mostrar fotos, street view, dentre outros. Faça relação também com outros recursos, como por exemplo o zoom de câmeras, de imagens e fotos.

Caso sua escola não disponibilize computadores, você poderá compartilhar sua tela com os alunos por meio de datashow ou T.V., utilizando os cabos adequados para tal. Ainda não sendo possível compartilhamento de tela, algumas imagens estão disponível no link do tópico “Material complementar”, abaixo, em que você poderá organizar os alunos em grupos e imprimir algumas cópias para que os alunos possam acompanhar visualmente a atividade proposta. As imagens também podem ser projetadas, a partir dos slides 4 e 5.

Caso julgue viável, a escola autorize e conte com suporte de internet, você poderá adaptar este plano para utilizar os próprios dispositivos dos alunos, como notebooks ou celulares.

Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4WKh7t3xhjnqTXUNVCPQZA7N8mMVYvMSAbt4jfsJFFvdJDfCN5xZJJPYtDuS/ge06-08und04-contextualizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Peça aos alunos que localizem o seu município e verifiquem a mudança de escalas ao aumentar o zoom.

Para você saber mais:

Está disponível no site do IBGE, um Atlas Escolar que apresenta alguns conteúdos geográficos através de animações que auxiliam a compreender a dinâmica de captação de informações por satélites, como por exemplo o GPS (Sistema de Posicionamento Global), Sensoriamento Remoto, Aerofotogrametria, dentre outros assuntos relacionados à cartografia, inclusive a escala cartográfica. Disponível em: <https://atlasescolar.ibge.gov.br/conceitos-gerais/conceitos-e-tecnicas.html>. Acesso em: 14 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Considerando que os alunos já estejam com os computadores, oriente-os a abrir um navegador e digitar “Google maps” em algum site de busca, devendo acessar o site https://www.google.com.br/maps.

Ao abrir o site, uma imagem de satélite do Brasil será aberta. Peça aos alunos que cliquem na opção “Satélite”, no canto inferior esquerdo da tela. Neste momento, você pode contextualizar como são captadas as imagens da Terra por meio de satélite. Comente que há outras formas de captação de informações da Terra, como por meio do sensoriamento remoto e por meio, mais recentemente, de drones, mas que as imagens de satélite têm sido as mais utilizadas, principalmente por meio da utilização de novas tecnologias, como aplicativos de localização em celulares e computadores.

Sem que os alunos mexam no mouse, oriente-os a identificarem a escala cartográfica do mapa. Espera-se que possam identificar a escala no canto inferior direito da tela e que não se apresenta em centímetros como convencionalmente encontram-se as escalas de mapas. Peça então que aumentem o zoom da tela. Em seguida, peça novamente que observem a escala e o que mudou. Estabeleça, junto com os alunos a relação entre o zoom e a escala cartográfica, observando que, com o aumento e diminuição dos detalhes, a escala é modificada.

Explore com os alunos as várias opções de navegação do site: opções de satélite e mapa (relevo), mostrar fotos, street view, dentre outros. Faça relação também com outros recursos, como por exemplo o zoom de câmeras, de imagens e fotos.

Caso sua escola não disponibilize computadores, você poderá compartilhar sua tela com os alunos por meio de datashow ou T.V., utilizando os cabos adequados para tal. Ainda não sendo possível compartilhamento de tela, algumas imagens estão disponível no link do tópico “Material complementar”, abaixo, em que você poderá organizar os alunos em grupos e imprimir algumas cópias para que os alunos possam acompanhar visualmente a atividade proposta. As imagens também podem ser projetadas, a partir dos slides 4 e 5.

Caso julgue viável, a escola autorize e conte com suporte de internet, você poderá adaptar este plano para utilizar os próprios dispositivos dos alunos, como notebooks ou celulares.

Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4WKh7t3xhjnqTXUNVCPQZA7N8mMVYvMSAbt4jfsJFFvdJDfCN5xZJJPYtDuS/ge06-08und04-contextualizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Peça aos alunos que localizem o seu município e verifiquem a mudança de escalas ao aumentar o zoom.

Para você saber mais:

Está disponível no site do IBGE, um Atlas Escolar que apresenta alguns conteúdos geográficos através de animações que auxiliam a compreender a dinâmica de captação de informações por satélites, como por exemplo o GPS (Sistema de Posicionamento Global), Sensoriamento Remoto, Aerofotogrametria, dentre outros assuntos relacionados à cartografia, inclusive a escala cartográfica. Disponível em: <https://atlasescolar.ibge.gov.br/conceitos-gerais/conceitos-e-tecnicas.html>. Acesso em: 14 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Considerando que os alunos já estejam com os computadores, oriente-os a abrir um navegador e digitar “Google maps” em algum site de busca, devendo acessar o site https://www.google.com.br/maps.

Ao abrir o site, uma imagem de satélite do Brasil será aberta. Peça aos alunos que cliquem na opção “Satélite”, no canto inferior esquerdo da tela. Neste momento, você pode contextualizar como são captadas as imagens da Terra por meio de satélite. Comente que há outras formas de captação de informações da Terra, como por meio do sensoriamento remoto e por meio, mais recentemente, de drones, mas que as imagens de satélite têm sido as mais utilizadas, principalmente por meio da utilização de novas tecnologias, como aplicativos de localização em celulares e computadores.

Sem que os alunos mexam no mouse, oriente-os a identificarem a escala cartográfica do mapa. Espera-se que possam identificar a escala no canto inferior direito da tela e que não se apresenta em centímetros como convencionalmente encontram-se as escalas de mapas. Peça então que aumentem o zoom da tela. Em seguida, peça novamente que observem a escala e o que mudou. Estabeleça, junto com os alunos a relação entre o zoom e a escala cartográfica, observando que, com o aumento e diminuição dos detalhes, a escala é modificada.

Explore com os alunos as várias opções de navegação do site: opções de satélite e mapa (relevo), mostrar fotos, street view, dentre outros. Faça relação também com outros recursos, como por exemplo o zoom de câmeras, de imagens e fotos.

Caso sua escola não disponibilize computadores, você poderá compartilhar sua tela com os alunos por meio de datashow ou T.V., utilizando os cabos adequados para tal. Ainda não sendo possível compartilhamento de tela, algumas imagens estão disponível no link do tópico “Material complementar”, abaixo, em que você poderá organizar os alunos em grupos e imprimir algumas cópias para que os alunos possam acompanhar visualmente a atividade proposta. As imagens também podem ser projetadas, a partir dos slides 4 e 5.

Caso julgue viável, a escola autorize e conte com suporte de internet, você poderá adaptar este plano para utilizar os próprios dispositivos dos alunos, como notebooks ou celulares.

Contextualização:

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/4WKh7t3xhjnqTXUNVCPQZA7N8mMVYvMSAbt4jfsJFFvdJDfCN5xZJJPYtDuS/ge06-08und04-contextualizacao.pdf

Como adequar à sua realidade: Peça aos alunos que localizem o seu município e verifiquem a mudança de escalas ao aumentar o zoom.

Para você saber mais:

Está disponível no site do IBGE, um Atlas Escolar que apresenta alguns conteúdos geográficos através de animações que auxiliam a compreender a dinâmica de captação de informações por satélites, como por exemplo o GPS (Sistema de Posicionamento Global), Sensoriamento Remoto, Aerofotogrametria, dentre outros assuntos relacionados à cartografia, inclusive a escala cartográfica. Disponível em: <https://atlasescolar.ibge.gov.br/conceitos-gerais/conceitos-e-tecnicas.html>. Acesso em: 14 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 7 minutos

Orientações: Oriente os alunos observarem a escala cartográfica do mapa e anotá-la no caderno. Em seguida que localizem o endereço de suas casas ou o da escola no campo de busca, no canto superior esquerdo. Oriente-os a olharem a escala novamente. A partir de então, solicite que reflitam sobre as questões disponíveis no slide. Os alunos devem relatar em seus cadernos o que conseguiram observar a partir da mudança de posicionamento no site. Comente que outros aspectos observados podem ser colocados no relato.

Espera-se que os alunos possam identificar que a escala mudou de um posicionamento a outro em virtude de terem aumentado os detalhes, no qual o primeiro posicionamento não era possível a visualização de detalhes e no segundo posicionamento já era possível observar as casas, ruas, vegetação, construções, diminuindo então a escala. Espera-se também que os alunos possam identificar que a unidade de medida da escala mudou, possivelmente de quilômetros para metros, pois adota unidades de medidas diferentes das convencionais em virtude de sua proporcionalidade com a realidade.

Não sendo possível projetar, registre as questões no quadro.

Você pode desenvolver as etapas do plano sem computador e internet, caso sua escola não os tenha. Vá até o google mapas, selecione de 4 a 5 imagens de satélite e/ou mapa com escalas diferenciadas, sempre pensando numa realidade global, regional e local e imprimi-as. Dessa forma, você poderá desenvolver o plano de aula adaptando as orientações dadas com computador, utilizando as imagens de satélite e mapas impressos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 23 minutos

Orientações: Neste momento, comente com os alunos que eles irão elaborar o seu próprio mapa a partir do Google Maps. Para isso, os alunos deverão ter acesso a uma conta Google. Você poderá criar previamente uma conta para a turma para que não percam tempo criando-a. Para a elaboração do mapa, oriente os alunos a seguir os passos seguintes:

  • Realizar login no Google por meio das ferramentas disponibilizadas no canto superior direito da tela.
  • Clicar em “Menu”, ferramenta disponibilizada ao lado do campo de buscas no canto superior esquerdo da tela.
  • Selecionar “Seus lugares”. Seguidamente, clicar na opção “mapas” e depois em “ver todos os seus mapas”. Uma nova janela abrirá, semelhante a anterior.
  • Digitar no campo de buscas no canto superior da tela o endereço da escola (disponibilize o endereço completo no quadro). Apertar enter ou clicar no ícone de pesquisa.
  • Os detalhes serão ampliados e um marcador apontará o endereço indicado. Clique sobre este marcador e selecione a opção “+Adicionar ao mapa”. O ponto indicado será adicionado ao mapa. Clicando em cima do marcador é possível modificar sua cor, assim como o ícone.
  • Oriente os alunos a adicionar mais três localizações ao mapa, seguindo a mesma orientação anterior. Oriente-os a dar preferência a lugares de vivência.
  • Atribua um título ao mapa.
  • Clicando no ícone “Visualizar” na caixa de configurações do mapa, no canto esquerdo, é possível ter uma visão ampla dos pontos indicados no mapa. Incentive os alunos a explorarem o recurso, principalmente com os ícones disponíveis abaixo do campo de busca. Destaque a opção de medir as distâncias. Em “Mapa básico”, na parte inferior da caixa de configurações, os alunos também poderão escolher o estilo de representação do mapa.

Em caso de não haver a possibilidade de utilização de dispositivos ou não disponibilidade dos mesmos e da internet, selecione previamente no Google Maps a localização da escola e seu entorno. Capture e salve a imagem. Para isso, clique nas teclas ATL+PrtSc, abra o programa Paint ou semelhante, e cole a imagem. Ou então, realize uma busca em sites da prefeitura municipal ou em sites de busca de cartas topográficas do município. Realize cópias para cada grupo e oriente-os a:

  • localizar seu bairro e indicar com desenhos ou símbolos em três ou quatro localizações do mapa;
  • Atribuir um título ao mapa;
  • Observar a escala do mapa, comparando-a com a escala observada em outra etapa.
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos

Orientações: Neste momento, os alunos devem atribuir os elementos cartográfico ao mapa elaborado. Para tanto, ao finalizarem, os alunos devem clicar na opção “visualizar” para ver amplamente os pontos selecionados, capturar e salvar a imagem. Para isso, eles devem clicar nas teclas ATL+PrtSc, abrir o programa Paint ou semelhante, e colar a imagem. A partir do programa e de complementos de imagens da internet, será possível adicionar o título, orientação, legenda, fonte e, por fim, a legenda.

No caso de estarem utilizando o mapa impresso, os elementos cartográficos devem ser realizados à mão, com canetinha ou lápis de cor.

Para a definição de escala, comente com os alunos que a escala que é apresentada na plataforma é gráfica. Logo, os alunos devem descobrir a escala numérica. Para isso, os alunos devem voltar ao mapa criado na plataforma (clicar em “menu”, “seus lugares”, “mapas” e em “Ver todos os seus mapas”) e, a partir do recurso “Medir distâncias e áreas” disponibilizado pelo site conforme imagem do slide 9, é possível os alunos encontrarem as distâncias reais entre os pontos definidos para encontrarem a escala do mapa realizado. No tópico “Para você saber mais”, seguem algumas orientações para que os alunos encontrem a escala numérica do mapa.

No caso dos alunos que realizarem a atividade em mapa impresso, solicite-os a medir a distância real entre os pontos definidos. Para isso, a escala gráfica, disponível na plataforma, deve estar disponível no mapa. Lembre os alunos da conversão das unidades de medida, caso seja necessário. Verifique orientações para a medida de distâncias reais e conversões de unidades de medida no tópico “Para você saber mais”.

Ao finalizarem, os alunos devem salvar o trabalho na área de trabalho, nominalmente para que o professor identifique a autoria da elaboração dos trabalhos. Ou, caso prefira, os alunos poderão te enviar o arquivo por e-mail.

Em outro momento, as imagens poderão ser impressas e expostas em sala de aula ou na escola.

Para você saber mais:

Como calcular a escala de uma mapa:

Para realizar o cálculo utiliza-se a fórmula E=d/D, a qual o “E” corresponde à escala, “d” à distância medida no mapa e “D” à distância real. No caso em questão, quer-se saber a escala do mapa “E”, sendo necessário saber a medida real entre dois pontos nesse mapa (D), dado este que será fornecido pela própria plataforma por meio da ferramenta “medir distâncias e áreas”, assim como a medida gráfica, em centímetros (d), em que os alunos, por meio de uma régua, devem medi-la.

MENDONÇA, Cláudio. Escala cartográfica: como interpretar reduções em mapas. Disponível em: <https://educacao.uol.com.br/disciplinas/geografia/escala-cartografica-como-interpretar-reducoes-em-mapas.htm>. Acesso em 04 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Neste momento, os alunos devem atribuir os elementos cartográfico ao mapa elaborado. Para tanto, ao finalizarem, os alunos devem clicar na opção “visualizar” para ver amplamente os pontos selecionados, capturar e salvar a imagem. Para isso, eles devem clicar nas teclas ATL+PrtSc, abrir o programa Paint ou semelhante, e colar a imagem. A partir do programa e de complementos de imagens da internet, será possível adicionar o título, orientação, legenda, fonte e, por fim, a legenda.

No caso de estarem utilizando o mapa impresso, os elementos cartográficos devem ser realizados à mão, com canetinha ou lápis de cor.

Para a definição de escala, comente com os alunos que a escala que é apresentada na plataforma é gráfica. Logo, os alunos devem descobrir a escala numérica. Para isso, os alunos devem voltar ao mapa criado na plataforma (clicar em “menu”, “seus lugares”, “mapas” e em “Ver todos os seus mapas”) e, a partir do recurso “Medir distâncias e áreas” disponibilizado pelo site conforme imagem do slide 9, é possível os alunos encontrarem as distâncias reais entre os pontos definidos para encontrarem a escala do mapa realizado. No tópico “Para você saber mais”, seguem algumas orientações para que os alunos encontrem a escala numérica do mapa.

No caso dos alunos que realizarem a atividade em mapa impresso, solicite-os a medir a distância real entre os pontos definidos. Para isso, a escala gráfica, disponível na plataforma, deve estar disponível no mapa. Lembre os alunos da conversão das unidades de medida, caso seja necessário. Verifique orientações para a medida de distâncias reais e conversões de unidades de medida no tópico “Para você saber mais”.

Ao finalizarem, os alunos devem salvar o trabalho na área de trabalho, nominalmente para que o professor identifique a autoria da elaboração dos trabalhos. Ou, caso prefira, os alunos poderão te enviar o arquivo por e-mail.

Em outro momento, as imagens poderão ser impressas e expostas em sala de aula ou na escola.

Para você saber mais:

Como calcular a escala de uma mapa:

Para realizar o cálculo utiliza-se a fórmula E=d/D, a qual o “E” corresponde à escala, “d” à distância medida no mapa e “D” à distância real. No caso em questão, quer-se saber a escala do mapa “E”, sendo necessário saber a medida real entre dois pontos nesse mapa (D), dado este que será fornecido pela própria plataforma por meio da ferramenta “medir distâncias e áreas”, assim como a medida gráfica, em centímetros (d), em que os alunos, por meio de uma régua, devem medi-la.

MENDONÇA, Cláudio. Escala cartográfica: como interpretar reduções em mapas. Disponível em: <https://educacao.uol.com.br/disciplinas/geografia/escala-cartografica-como-interpretar-reducoes-em-mapas.htm>. Acesso em 04 mar 2019.

Utilização da tabela de conversão de medidas. Youtube, 2018 (4min44seg). Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xs07ZXbwgo4>. Acesso em: 14 mar 2019.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Conexões e escalas do 6º ano :

MAIS AULAS DE Geografia do 6º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF08GE08 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Geografia

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano