14770
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Brincando com a história dos Três Porquinhos

Nesta atividade, as crianças participarão da contação de história atuando como os personagens.

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Helena Cristina Cintra Eher

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para realizar esta atividade, é importante que você já tenha lido a história dos Três Porquinhos algumas vezes para as crianças, de preferência recentemente, a fim de que elas já estejam familiarizadas com enredo, personagens, falas e ações.

Materiais:

Providencie pelo menos três livros diferentes dos Três Porquinhos (um deles para você ler). Separe um baú (caixa, cesto ou sacola) com acessórios que possam ser relacionados à história (máscaras, orelhas, focinhos, óculos, chapéus, plumas, capas, elementos relacionados às casas de tijolo, palha e madeira etc.) em quantidade suficiente para todas as crianças. Disponibilize materiais diversos para fazer as casas dos porquinhos (tapetes, almofadas, giz de lousa (para riscar o chão), jogos de empilhar, caixas de papelão, tecidos, fita adesiva etc.) e atividades que elas possam realizar com autonomia (fantoches, livros, brinquedos etc.). Separe um aparelho de som, celular ou computador para tocar música. Providencie papéis para cartaz e equipamento para tirar fotos para o item "Engajando as famílias".

Espaços:

Se tiver na escola uma área externa ampla (como uma área verde, um pátio ou uma quadra), utilize esse espaço. Organize cantos com atividades que as crianças conseguem realizar com autonomia, de modo que possam transitar entre elas e escolher as de sua preferência. Em um dos cantos, organize a brincadeira com a história e coloque o baú e os materiais que você separou à vista das crianças.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 30 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como as crianças interagem com você e umas com as outras? Que estratégias utilizam para se comunicar (apontam, usam gestos, expressões, palavras)?

2. De que maneira as crianças participam da brincadeira com a história? Elas imitam os personagens, criam sons e gestos para eles, antecipam as partes que se repetem?

3. As crianças mostram ter interesse e prazer durante a atividade? De que momento gostam mais? Como demonstram seus interesses e preferências?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Fique atento às crianças que precisam de alguma ajuda para se locomover ou se comunicar, verbalize o que elas expressam por meio de gestos, sons, expressões ou apontando. Como essa é uma brincadeira de se expressar na frente do grupo e algumas crianças são mais extrovertidas que outras, perceba se todas estão encontrando espaço para se colocar e procure estimular que participem ao modo delas.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Diga às crianças que você preparou algumas propostas, e que elas poderão escolher as de sua preferência. Transite pelo espaço mostrando as opções disponíveis. Em um dos cantos, diga que elas poderão brincar com uma história, e nos outros com as opções que você organizou (fantoches, livros e brinquedos). Se possível, peça para outro professor acompanhar as crianças nas outras atividades, enquanto você brinca com as que escolherem o canto da história. Senão, fique em um local em que consiga observar todas elas. Observe como as crianças se encaminham para os espaços de acordo com suas preferências e respeite suas escolhas.


2

Faça uma roda com as crianças que escolherem o canto da história e conte que vocês brincarão com uma narrativa que tem porquinhos e um lobo. Faça um suspense e dê pistas para que elas queiram descobrir qual é o tema. Peça que contem o que se lembram sobre a história. Algumas crianças podem levantar para imitar os personagens, outras podem fazer gestos e expressões e outras podem começar a contar determinado trecho. Valorize suas iniciativas, verbalize o que querem comunicar e socialize as informações trazidas por elas. Não é necessário interferir ou estruturar essas informações. Observe e ouça o que elas trazem e, se for necessário, estimule que participem por meio de perguntas que as instiguem a se lembrar da narrativa, da fala do lobo e dos porquinhos, do final da história etc.


3

Diga que vocês brincarão com a história enquanto a leem juntos. Mostre a elas o baú (caixa, cesto ou sacola) que você trouxe com os acessórios que poderão usar (máscaras, orelhas, focinhos, óculos, chapéus, plumas, capas etc). Deixe que os explorem livremente, que interajam quanto à forma de usá-los, quanto ao que representam e quanto ao papel que podem ter na história. Ofereça-se como coparticipante das brincadeiras e siga a direção dada pelas crianças. Participe assumindo um papel no faz de conta e trazendo alguns elementos para que possam imitar e incorporar em suas brincadeiras. Por exemplo: mude a voz ao colocar um acessório ou pergunte se elas também ouviram dizer que há um lobo pelas redondezas. Seja responsivo, observe, valorize e aproveite suas ações e iniciativas, estimulando suas criações. Se houver disputa por algum acessório, auxilie. Se necessário, colabore para que as crianças encontrem uma solução para o conflito, como encontrar outro igual ou parecido, trocar ou esperar o amigo usar um pouco primeiro etc. Se alguma criança não pegar nada, convide-a a observar os colegas e mostre alguns objetos, mas aceite se ela ainda não quiser usar nenhum.

Possíveis ações das crianças neste momento: Como a atividade com "Os Três Porquinhos" será em um dos cantos de livre escolha, pode ser que as crianças entrem e saiam diversas vezes, que haja muitas ou poucas crianças em diferentes momentos, fique tranquilo com essas mudanças e siga com a atividade de forma lúdica, incluindo as crianças que chegarem e retomando apenas o que for necessário para que elas deem continuidade à brincadeira.


4

Depois de as crianças terem explorado os acessórios,reúna-as e convide-as a brincarcom a história. Explique que você lerá o livro e que elas podem escolher o que querem fazer: se querem apenas ouvir, se querem brincar de ser algum personagem etc. Convide-as a entrar no mundo da imaginação e brincar que foram parar dentro do livro e da história. Comece a ler e deixe que as crianças acompanhem livremente. Não precisa delimitar papéis ou atitudes, não há certo ou errado. Permita que, nesse momento lúdico, as crianças sejam protagonistas de suas ações. Todas podem interpretar todos os papéis. Elas podem: agir como os personagens, com gestos, sons, expressões; se apropriar do texto já conhecido e antecipar a fala do professor ou repeti-la; se movimentar pelo espaço; convidar outras crianças a agir como elas ou imitar um colega. Observe como interagem umas com as outras, como interagem com o espaço e com a história. Faça pausas e momentos de suspense ao longo da leitura, dando tempo para que vivam determinada situação e para que antecipem as próximas falas ou ações da narrativa.


5

Quando as casas forem feitas na história, incentive, acolha ou proponha a ideia de construí-las.Observe e ouça o que as crianças trazem por meio de gestos, apontando ou pela fala. Algumas podem encontrar algum objeto disponível no espaço, como uma mesa, por exemplo, e apontar para ele, se aproximar dele ou ainda querer levá-lo até você. Fique atento para reconhecer e acolher essas iniciativas. Se necessário, amplie suas ideias com o uso de alguns materiais que tiver disponível, como tapetes, caixas grandes (onde possam entrar), tecidos para fazer amarrações, fita adesiva etc. Permita que elas participem de todo o processo, desde à visualização da casa até a construção ou delimitação do espaço. Não precisa criar nada complicado e nem realmente ter a estrutura e o formato de uma casa, o importante é estimular que as crianças usem a imaginação e se divirtam com o faz de conta.

Possíveis falas do professor neste momento: É mesmo, precisamos construir as casas. Vocês viram algum material para usarmos na construção? Acho que vou usar isso para o telhado. Você pode me passar o martelo [de faz de conta], por favor. De que cor você está pintando a casa? Não esqueça de fechar a porta para o lobo não entrar.

Para finalizar:

Ao final da história, deixe que continuem brincando com os acessórios, com o cenário e com as outras atividades de livre escolha. Disponibilize também os livros com diferentes versões da história dos Três Porquinhos, para que possam manusear. Folheie os livros com as crianças que estiverem interessadas neles. Peça que te mostrem determinada cena, observe com elas as ilustrações, compare suas semelhanças e diferenças em vários exemplares e ouça os trechos da história que queiram contar. Avise quando faltar 10 minutos para acabar a atividade e depois quando faltar 5 minutos. Peça que ajudem a organizar o espaço, enquanto isso coloque a música "Quem tem medo do lobo mau?" do grupo Leões de Israel, disponível aqui.

Desdobramentos

Repita a atividade em outro momento de livre escolha, assim você garante que as crianças que não optaram por ela neste dia ainda possam participar, se quiserem. Você também pode construir, com a ajuda da turma, as casas dos porquinhos, para que tenham esse cenário disponível para suas brincadeiras de faz de conta. Elas podem ser feitas com caixas de papelão, papéis, tecidos, embalagens etc. Junto com o cenário, disponibilize acessórios e materiais que contribuam para que as crianças brinquem com os personagens da história. Você também pode repetir essa atividade com outras histórias conhecidas pelos pequenos.

Engajando as famílias

Escreva um bilhete para os familiares, que pode ser produzido junto com as crianças, contando sobre a atividade realizada e pedindo que mandem acessórios que possam contribuir para a caracterização delas na brincadeira com narrativas conhecidas. Depois, tire foto das crianças brincando com os acessórios disponibilizados por você e pelos familiares e faça um painel na entrada da sala.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses) :

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EF01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EF06 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EF07 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano