14395
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Escrever nomes para o jogo da memória

Nesta atividade, as crianças irão aprender a escrever o próprio nome para montar um jogo com as fotos da turma.

Plano 01 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Clarice Albertina Fernandes

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Antes de propor a atividade para o grupo, organize a impressão de um retrato de cada criança. É importante que as fotografias privilegiem o foco no rosto das crianças, e que o tamanho delas seja no mínimo 08X08. Prepare também fichas em cartolina ou em papel de gramatura resistente para a escrita dos nomes delas. É relevante que na sala esteja disponível a lista de nomes do grupo em algum mural, que pode ser o de chamada, o de ajudantes, o de cabides onde penduram mochilas etc.

Materiais:

Para a realização dessa atividade você vai precisar de cartões com fotos das crianças da turma, tamanho mínimo de 08X08, fichas em cartolina ou papel mais resistente, plastificados em papel contact, garantindo maior durabilidade. Separe canetas para a escrita das crianças (uma para cada) com as quais estejam habituadas a escrever, desenhar etc. É importante que as cores sejam as mesmas de todas as crianças para que, ao jogar, não identifiquem os nomes pela cor, mas por meio de estratégias de leitura e reconhecimento da escrita .

Espaços:

Preveja que a atividade iniciará com o grupo todo reunido em roda. Depois, as crianças vivenciarão a proposta individualmente,sentadas, mas organizadas em pequenos grupos.No final, retornarão à formação em grande roda.v

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Quais são as estratégias usadas pelas crianças para escrever os nomes? Elas identificam a primeira letra deles? Buscam referência no som ao pronunciar a palavra para realizar a escrita? Trocam ideias com os colegas?

2. Quais conhecimentos e hipóteses deescrita as crianças demonstram ter? Elas já fazem o uso da escrita convencional para registrar os nomes?

3. De que forma as crianças organizam o corpo (postura, movimentos de preensão do material) para darem conta do desafio proposto?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Observe a necessidade de apoiar aquelas que, por ventura, revelam certa insegurança em escrever o próprio nome. Acolha-as, oferecendo estratégias que impulsionem seus pensamentos. Se necessário, ofereça a ela a consulta da ficha do nome.

e

O que fazer durante?

ilustracao

1

I Convide as crianças para acomodarem-se em roda e conte que hoje você trouxe um jogo da memória. Investigue juntos às crianças quais conhecimentos o grupo têm sobre o jogo, se gostam dele, se sabem jogá-lo etc. Após acolher as expressões das crianças, diga que a proposta é que construam o jogo da memória com fotografias da turma, mas com um desafio especial. Em vez de o par ser composto por duas fotografias, nesse jogo, ele é formado pela fotografia e pelo nome de cada um.

Possíveis falas do professor: Quem já brincou de jogo da memória? Vocês se lembram quais são as regras dele? E o objetivo, o que temos que fazer? Que tal construímos um jogo da memória da turma? O que precisamos fazer para construir o jogo? Vocês sabem que o jogo da memória tem dois cartões. Esses cartões formam pares. No nosso jogo, um cartão terá a foto e o outro terá a escrita do nome de vocês. Vocês formarão os pares encontrando a foto e o nome correspondente.

m>

2

Conte que, para a construção, você já trouxe uma das cartas prontas, revelando ao grupo as fotografias que escolheu. Diga que a segunda, as crianças construirão, escrevendo seus próprios nomes. Mostre o cartão que reservou para acolher a escrita e diga ao grupo que chamará os nomes individualmente para que cada criança pegue seu cartão, sua caneta e se acomode na mesa. Diga que elas estarão organizadas em pequenos grupos.

m>

3

Enquanto as crianças realizam a escrita, acompanhe as suas construções, circulando entre os grupos, observando a necessidade de apoio. Provoque conflitos cognitivos, levando-as a pensar, selecionar, optar e conferir as escolhas, refazendo-as, se necessário. Se você observar que há algumas que ainda não escrevem o próprio nome com autonomia, auxilie-as, propondo que consultem a ficha dos nomes da turma e encoraje-as a realizar a escrita com apoio. .

m>

4

Conforme as crianças forem finalizando a escrita dos nomes, proponha a revisão dos registros. Você pode fazer isso, por exemplo, pedindo que elas leiam para você o que escreveram e solicitando que consultem na sala (lista de nomes, fichas, nomes nos cabides, nos pertences e produções) a escrita dos nomes para verificarem se querem mudar algo, refazer ou se consideram que está bom.

Possíveis falas e ações do professor: Caso alguma criança tenha escrito o nome de forma espelhada, o professor pode apoiá-la, oferecendo questionamentos que façam com que ela reflita sobre a posição das letras em seu nome. Ah, aqui você escreveu seu nome! Essa é a primeira letra do seu nome? Qual é a última? Você gostaria de ordenar as letras do seu nome? Para essa aqui ser a primeira, em que lugar da ficha você precisa escrevê-la?


5

Ao observar que algumas crianças terminaram a escrita, peça que coloquem as fichas no local estipulado e que escolham um livro para lerem no espaço da leitura enquanto todos terminam a atividade,.Após que todos tiverem acabado, reúna as crianças na roda, relembre as regras de um jogo de memória e combine quem vai iniciar a brincadeira e quem vai dar a continuidade.Considere a especificidade do seu grupo e reflita a necessidade de, inicialmente, propor o jogo da memória aberto, com as imagens voltadas para cima, indicando para as crianças do grupo encontrarem os pares. Nesse primeiro momento, você pode combinar com elas que o dono do próprio nome pode ajudar e encontrar o par. Após jogarem dessa forma, amplie para a maneira convencional, com todas as cartas viradas para baixo,.


Para finalizar:

Após a exploração do jogo, diga que eles terão mais um momento para jogar. Peça que fiquem à vontade e escolham o que preferirem, porém, mostre que o jogo confeccionado por eles, ficará na sala, compondo o acervo da turma.

Desdobramentos

Após o jogo tornar-se bastante conhecido, pode-se pesquisar variações, tais como o lince, e adaptá-lo ao objetivo da proposta. Confeccione com o grupo um tabuleiro grande com os nomes de todas crianças. Inclua outros nomes diferentes para aumentar a complexidade. Elas devem procurar os nomes a partir dos cartões com as fotos. Outra possibilidade é uma adaptação do Jogo Cara a Cara, com as fotos das crianças. A brincadeira consiste em adivinhar quem é a pessoa, considerando dicas de características físicas. Nesse caso, pode-se acolher dicas de letras que compõem os nomes no desafio para as crianças.

Engajando as famílias

Construa um tabuleiro, para servir de mural, com as peças formadas a partir das fotos das crianças e uma cesta para os nomes! Convide os familiares para encontrar as fichas com os nomes dos filhos e colocá-las ao lado das fotos! Deixe esse mural disponível no momento de entrada ou de saída.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EF01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EF09 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03CG02 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano