13638
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Atividade - Conhecendo a música indígena

Apresente o instumento Maracá às crianças e introduza músicas de povos originários do Brasil.

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Cristiane Martins Soares

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Para realizar essa atividade, pesquise sobre o instrumento maracá, os materiais utilizados para confeccioná-lo e seu uso nas expressões culturais ligadas à música dos diferentes povos indígenas. Mantenha o foco na sonoridade e riqueza cultural do instrumento e não no uso religioso ou ritualístico. Cuidado com estereótipos e generalizações. Você poderá obter informações nos seguintes sites:

http://www.ccta.ufpb.br/intrum/contents/categorias/idiofones/maraca

http://www.cantosdafloresta.com.br/musicas-indigenas/

Este plano faz parte de uma sequência de cinco. São eles:

Conhecendo a música indígena através do Maracá. (link)

Cultura sonora indígena.(link)

O canto indígena. (link)

Sonorizando um conto indígena. (link)

Compartilhando a cultura sonora indígena. (link)

Materiais:

Maracá, instrumento indígena: se tiver em variedade e quantidade é interessante para maior exploração do grupo. Materiais para desenho: folhas e riscantes como giz de cera e canetinhas. Equipamento para reproduzir áudios, podendo ser o celular.

Espaços:

Esta proposta pode ocorrer na sala de atividades ou em outro espaço agradável que o grupo escolher como a área externa. Garanta o acesso ao equipamento de reprodução de áudio e espaço para movimentação.

Tempo sugerido:

Tempo médio de aproximadamente 1 hora.

Perguntas para guiar suas observações:

Como acontece a exploração dos ritmos nas diferentes possibilidades musicais, canções infantis do cotidiano e canções indígenas?

Quais as hipóteses levantadas pelas crianças com relação aos materiais usados na fabricação do maracá?

De que maneiras as crianças expressam suas descobertas, dúvidas e hipóteses? Fazem isso em diferentes agrupamentos?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo.

Aproveite para explorar as diversas possibilidades sensoriais, como a textura da cabaça e a sonoridade do instrumento. Faça combinados prévios para que todos explorem o instrumento respeitando o tempo do colega. Você pode sugerir que uma criança descreva para outra, se necessário, como são os materiais usados ou com o que se parece o som produzido pelo maracá.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Convide as crianças para sentarem na grande roda com você. Diga que irão conhecer novos sons e estimule que elas apresentem hipóteses, que podem ser de algum instrumento, sons de pessoas, animais etc. Você pode trazer o maracá guardado em uma caixa para ser um elemento surpresa. Pergunte que música querem cantar. Diga que usarão apenas a voz nesse momento.


2

Comecem a cantar a música escolhida pelas crianças. Após um tempo, pegue o maracá e comece a tocar acompanhando o ritmo da música. Observe a reação das crianças e aproveite o momento para brincar com a música, mudando algumas vezes o ritmo com que ela é cantada. Dessa forma, as crianças poderão perceber as mudanças. Troque de música, garantindo outras melodias e ritmos. É possível que as crianças se levantem, se movimentem e desejem mexer no instrumento. Este é um momento importante para explorações e descobertas. Se tiver outros maracás, traga-os para a roda. Se for apenas um, deixe que as crianças o manipulem, em revezamento.

Junto com as crianças, pense em combinados para a utilização do instrumento, isso facilitará a fluidez da proposta.


3

Enquanto as crianças cantam, tocam e se movimentam, insira o novo elemento canções indígenas, reproduzindo alguns áudios do site indicado no Contextos Prévios. A sugestão são os áudios que utilizam do Maracá e outros chocalhos para marcação do ritmo, como o áudio 2 - Ñande Mbaraete´i Katu – Guarani Mbya – Kyringue Arandu Miri (SP) e áudio 4 - Daro Wihã – Canto de iniciação Wapté – Xavante (MT).

A mudança de música provocará novas reações, movimentos e manifestações das crianças. Observe e participe com elas desse momento, onde individualmente e em pequenos grupos podem criar alguns passos e pequenas coreografias. Você pode incentivar que dancem em roda, que sigam uns aos outros (como trem) formando um caracol e explorando o espaço a partir da marcação do maracá e dos áudios.


4

Após um tempo de dança e exploração do instrumento, convide as crianças a sentarem novamente em roda no grande grupo. Como elas já tiveram oportunidade de manusear o instrumento, pergunte como imaginam que seja o nome dele e quem será que o fez. Dependendo da região do Brasil em que você está, as crianças terão diferentes hipóteses de nomes, como, por exemplo, o chocalho. A partir delas, amplie a conversa e as informações que elas têm sobre instrumentos e músicas indígenas, dizendo o nome no instrumento: Maracá. Vocês podem conversar sobre a história do maracá, como ele é feito e quando é usado. Se tiverem diferentes maracás, proponha que observem suas semelhanças e diferenças, aproveitando a oportunidade para ampliar as descobertas sobre a relação dos materiais e sonoridade.

Possíveis falas do professor neste momento: Vamos escutar com atenção o som produzido pelo maracá. Se os povos indígenas usam elementos da natureza para construir seus instrumentos, o que vocês acham que foi colocado aqui dentro?

5

Propicie mais um tempo para as crianças ampliarem as experiências com os sons de diferentes culturas. É fundamental que elas manipulem o instrumento. Se tiver possibilidade, amplie a exploração das crianças acrescentando instrumentos similares, como o Chocalho de pé ou o Pau de chuva.

As crianças ficam livres para manuseio e movimentação, que poderão acontecer individualmente, em pares ou pequenos grupos, reproduzir novamente os áudios ou cantarem suas músicas preferidas. Enquanto isso, aproveite para observar e registrar como as crianças interagem com o instrumento, se acompanham o ritmo com movimentos corporais, se reagem aos sons produzidos e como expressam suas descobertas. Em outro canto da sala, organize os demais materiais (papéis e elementos riscantes). Dessa forma, as criançasque não desejarem continuar na exploração da música indígena ou que esperam os colegas manipularem o maracá têm a opção de desenhar. Incentive que incorporem em suas produções as descobertas e brincadeiras do dia, como desenharem o maracá, as crianças ou índios dançando e tocando etc.


Para finalizar:

Convide novamente as crianças para a grande roda e proponha uma canção de despedida. Uma criança inicia tocando o maracá, os versos são cantados por todas e o maracá passa para as mãos de outra criança. Elas devem fazer esse movimento sucessivamente até que todas tenham participado. Você pode seguir essa sugestão ou incluir outra brincadeira cantada;

“Já vou embora

vou deixar meu maracá,

Para (nome da criança)

ele vai ficar”.

Quando completar a roda, diga às crianças que em outro momento poderão tocar o maracá novamente. As que realizaram o desenho podem mostrar e falar de sua produção aos demais colegas e, juntos, guardarem os materiais utilizados.

Desdobramentos

Caso queira ampliar as experiências com instrumentos musicais indígenas, você pode usar outros tipos de chocalho, como o Chocalho de pé ou o Pau de chuva e instrumentos de outra tipologia, como os de sopro. Dessa forma, será possível explorar os demais áudios do site indicado. Outra possibilidade é a construção de maracás com materiais de largo alcance, como garrafinhas, potes, pedrinhas, sementes, pedaços de cabos de vassoura ou outros. Se tiver possibilidade de conseguir cabaças, é possível construir um maracá tal qual os povos indígenas. Veja como no site Cantos da Floresta.  

Engajando as famílias

Proponha que as crianças contem em casa sobre a experiência sonora e perguntem aos pais e avós se conhecem o maracá, histórias ou músicas que falem do instrumento. Convide os familiares para relatar vivências relacionadas ao tema. Se não for possível o familiar estar presente na escola, ele poderá gravar um vídeo ou áudio que será apresentado para a turma.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses):

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano