Compartilhe:

Jornalismo

Como organizar saraus na alfabetização

Entenda as possibilidades desse tipo de encontro cultural e como levá-lo para sua turma

PorMara Mansani

04/07/2022

Foto: Getty Imagens

Já participou de algum sarau? Em sua escola ou sala de aula estão previstos momentos para a realização dessa incrível experiência artística? Se ainda não, está mais do que na hora de planejar e realizar um!

Para te ajudar, querida alfabetizadora e querido alfabetizador, vou compartilhar algumas dicas e sugestões para levar essa efervescência cultural para sua turma.

Curso gratuito: Brincadeiras cantadas na escola

A proposta desse curso é contribuir para a ampliação do repertório de canções e brincadeiras da tradição oral brasileira e sensibilizar os educadores a expandir os valores da nossa cultura por meio de práticas criativas e reflexivas.

Comecemos com definição, histórico e possibilidades
Os saraus se caracterizam como eventos culturais que combinam música, literatura, dança, teatro, entre outras manifestações artísticas. São ocasiões que promovem a cultura e a integração social de um determinado grupo.

Em sua origem, e durante muito tempo, eles eram considerados expressões de “arte para e da elite”, mas felizmente isso vem mudando. Hoje, esse importante evento cultural acontece em todos os espaços. Seu acesso foi democratizado e agora é uma forma de garantir o acesso à arte e ao fazer cultural como instrumento de expressão popular para todos.

Os saraus também podem contribuir muito com o desenvolvimento integral de nossas crianças, adolescentes e jovens. Afinal, o que seria de todos nós sem podermos nos expressar pela arte?

E tem mais! No processo de alfabetização, a participação em saraus pode promover muita aprendizagem, pois coloca em jogo habilidades essenciais dentro das práticas de linguagem, especialmente a oralidade e a leitura.

Se bem planejado e organizado, os saraus podem:

  • Desenvolver competências de escuta e fala;
  • Valorizar e evidenciar a importância de atividades coletivas e colaborativas;
  • Dar destaque, valorizar e respeitar diferentes artes e culturas;
  • Auxiliar na superação da timidez ao permitir a expressão e estimular a autoconfiança;
  • Estimular a leitura e a escrita, especialmente a autoral;
  • Possibilitar o cuidado de si e melhorar a autoestima;
  • Permitir que seus participantes se sintam bem e felizes!

Saiba tudo sobre Folclore

Aprofunde seus conhecimentos sobre as possibilidades do trabalho com o folclore nas aulas durante o ano todo.

Como organizar um sarau
O primeiro passo é apresentá-lo para os alunos. Explique o que é, como pode ser feito, apresente algumas experiências em vídeo e conversem sobre as impressões. Depois, faça um convite para que façam um sarau.

Coletivamente, definam quais serão as apresentações, o local e a duração. Também combinem como irá funcionar, se haverá convidados, quando serão os ensaios e tudo que for necessário para se preparar para o grande dia.

Especial Alfabetização

Nesta série de reportagens gratuitas, confira orientações e sugestões práticas para fazer a recomposição de aprendizagens nos Anos Iniciais do Fundamental.

Desenvolvendo a alfabetização
Em sala de aula, mesmo quando as crianças não leem e escrevem convencionalmente, pode começar propondo que apresentem textos que sabem de memória, tradicionais da cultura oral, como parlendas, trava-línguas, versinhos, poemas, entre outros.

Para as próximas vezes que levar a proposta, pode ampliar as possibilidades e explorar diferentes manifestações artísticas de diferentes culturas, como uma dança, uma declamação, uma performance teatral, entre outras. O sarau também pode ser temático. Já pensou que incrível pode ser a experiência de um sarau que explore a arte e cultura africana?

Esse evento pode acontecer só com sua turma, com todos os alunos do ciclo de alfabetização, com toda a escola ou com a participação das famílias. Não há um único formato para o sarau. O que não podemos perder de vista é o caráter democrático da expressão popular de todos e para todos.

Se sua escola já realiza esse tipo encontro cultural, conte aqui nos comentários como planejam e como eles contribuem para a aprendizagem dos alunos.

Um abraço carinhoso para todos e até a próxima!

Mara Mansani

Mara Mansani é professora há 34 anos. Lecionou em vários segmentos, da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental, passando também pela Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em 2006, teve dois projetos de Educação Ambiental para o Ensino Básico publicados pela ONG WWF no livro Muda o mundo, Raimundo. Em 2014, recebeu o Prêmio Educador Nota 10, da Fundação Victor Civita, na área de Alfabetização, com o projeto Escrevendo com Lengalenga.

continuar lendo