9464
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - Na janela o que é que tem

POR: Sonia Antunes Caregnato 28/11/2018
Código: MAT2_13GEO04

2º ano / Matemática / Geometria

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF02MA12) Identificar e registrar, em linguagem verbal ou não verbal, a localização e os deslocamentos de pessoas e de objetos no espaço, considerando mais de um ponto de referência, e indicar as mudanças de direção e de sentido.

Plano de aula de Matemática com atividades para 2º ano do Fundamental sobre Compreender as mudanças de direção e sentido, relacionando às habilidades de direita e esquerda.

 

Resumo da aula

download Baixar plano

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientação: Projete e/ou leia o objetivo para a turma.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.


Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Sonia Antunes Caregnato

Mentor: Cibele Diogo Kimura

Especialista de área: Pricilla Cristina Mendes Cerqueira

Habilidade da BNCC

(EF02MA12) Identificar e registrar, em linguagem verbal ou não verbal, a localização e os deslocamentos de pessoas e de objetos no espaço, considerando mais de um ponto de referência e indicar as mudanças de direção e de sentido.

Objetivos específicos

Compreender as mudanças de direção e sentido, relacionando às habilidades de direita e esquerda.

Conceitos-chave

Habilidade direita/esquerda.

Recursos necessários

  • Folha de papel A4 branca;
  • Caixas de leite vazias;
  • Animaizinhos, arvorezinhas, peças de encaixe ou de montar;
  • Livro de literatura  “Na janela do trem” (autora Lúcia Hiratsuka);
  • Lápis e borracha;
  • Giz de cera;
  • Tesoura e cola;
  • Giz escolar;
  • Atividades impressas em folhas, coladas no caderno ou não.

Tempo sugerido: 4 minutos.

Orientação: Retome os conceitos de direita e esquerda a partir do próprio corpo, solicitando que levantem a mão direita e depois a esquerda. Para tornar a aula mais dinâmica e atrativa, peça que pulem somente com um dos pés, ora direito, ora esquerdo. E ainda, pode sugerir outros comandos, como: coloque sua mão direita na cabeça do colega, levante a perna esquerda, encoste na professora com a mão direita ou esquerda. Este momento da aula serve para verificar quem consegue executar o comando de forma imediata, ou ainda requer auxílio, seja olhando para o colega, ou verificando com o professor se está usando os lados corretamente conforme solicitado. É importante ainda, ressaltar as posições direita/esquerda fazendo-os girar o corpo, mantendo a mão direita, por exemplo levantada, para que percebam que a sua direita continua a mesma, mas com o deslocamento do seu corpo houve mudança de posicionamento de objetos.

Propósito: Retomar os conceitos direita/esquerda por meio de atividades práticas.

Discuta com a turma:

  • Qual é a sua mão direita?
  • E o pé esquerdo?
  • Levante a sua mão esquerda e olhe a mão esquerda do professor, é a mesma? E se você girar, o que acontece?

Tempo sugerido: 16 minutos.

Orientação: Para realizar esta atividade lúdica peça antecipadamente aos alunos para trazerem caixas de leite e alguns brinquedos (animaizinhos, arvorezinhas, peças de encaixe ou de montar). Solicite que organizem a sala de aula colocando as carteiras em volta dela, em formato de U e distribua folhas de sulfite com os desenhos do trem para que pintem com giz de cera, recortem e colem nos dois lados da caixa. Enquanto isso, o professor desenha, com giz escolar, trilhos no chão da sala. Caso seja inviável riscar o chão da sala de aula, use a quadra, o saguão ou ainda o pátio, e se tiver pedrinhas, ficará ainda mais fácil desenhar os trilhos. Depois, em conjunto com os alunos, coloque alguns obstáculos e objetos em várias posições em volta do trilho. Antes de cada criança passar com os trens pelos trilhos, o professor lança o desafio, falando de onde deverão partir, questionando a turma sobre os obstáculos e objetos, se estão à direita ou à esquerda do trem. Após esta discussão, autorize que façam o trajeto até o destino final. Depois, faça o mesmo questionamento sobre o caminho de volta.

Propósito: Deslocar objetos usando alguns pontos de referência para descrever direita/esquerda.

Discuta com a turma:

  • O que vamos encontrar à direita?
  • E à esquerda o que tem?
  • No caminho de volta os objetos estão na mesma posição?

Materiais Complementares:

Utilize o guia de intervenções para analisar dificuldades e realizar intervenções.

Encontre aqui a atividade para impressão e o documento com resoluções para a atividade.

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientação: A sugestão é que o professor procure conhecer a história “Na janela do trem” (autora Lúcia Hiratsuka) apresentando um breve resumo sobre ela. Por meio dela é possível desenvolver conceitos de grandezas, além de estimular a imaginação sobre diferentes paisagens, cidades e também conhecer pessoas com características variadas.

Explorar verbalmente as duas imagens que representam passageiros e outros elementos que podem estar dentro ou fora do trem, podendo projetá-las ou imprimi-las, fazendo-os descrever tudo o que aparecem nelas, e se for o caso, complementar com informações que eles desconhecem, como por exemplo, a ‘cabra’ que ali se encontra, conversando com os alunos sobre as características e histórias que cada um pode ter. Esta conversa depende da realidade em que a escola está inserida e os alunos poderão acrescentar fatos ou aprender com eles. Depois, deve entregar as folhas para a atividade ser realizada individualmente, e se for preciso, fazer primeiro a leitura em voz alta. Quando terminar, peça que comparem as suas respostas com um colega, e assim, o professor deve acompanhar toda a realização da atividade para fazer as intervenções que forem necessárias, certificando-se se houve aprendizagem dos conceitos direita/esquerda.

Propósito: Realizar atividades de observação destacando os conceitos direita/esquerda a partir das mudanças de direção e sentido.

Discuta com a turma:

  • Veja quantas pessoas estão dentro e fora do trem? Consegue descrevê-las?
  • Será que estão indo para a direita ou esquerda? Explique.

Referência: HIRATSUKA, Lúcia. Na janela do trem. 1ed. São Paulo: Cortez, 2013.

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientação: A sugestão é que o professor procure conhecer a história “Na janela do trem” (autora Lúcia Hiratsuka) apresentando um breve resumo sobre ela. Por meio dela é possível desenvolver conceitos de grandezas, além de estimular a imaginação sobre diferentes paisagens, cidades e também conhecer pessoas com características variadas.

Explorar verbalmente as duas imagens que representam passageiros e outros elementos que podem estar dentro ou fora do trem, podendo projetá-las ou imprimi-las, fazendo-os descrever tudo o que aparecem nelas, e se for o caso, complementar com informações que eles desconhecem, como por exemplo, a ‘cabra’ que ali se encontra, conversando com os alunos sobre as características e histórias que cada um pode ter. Esta conversa depende da realidade em que a escola está inserida e os alunos poderão acrescentar fatos ou aprender com eles. Depois, deve entregar as folhas para a atividade ser realizada individualmente, e se for preciso, fazer primeiro a leitura em voz alta. Quando terminar, peça que comparem as suas respostas com um colega, e assim, o professor deve acompanhar toda a realização da atividade para fazer as intervenções que forem necessárias, certificando-se se houve aprendizagem dos conceitos direita/esquerda.

Propósito: Realizar atividades de observação destacando os conceitos direita/esquerda a partir das mudanças de direção e sentido.

Discuta com a turma:

  • Veja quantas pessoas estão dentro e fora do trem? Consegue descrevê-las?
  • Será que estão indo para a direita ou esquerda? Explique.

Tempo sugerido: 10 minutos.

Orientação: A sugestão é que o professor procure conhecer a história “Na janela do trem” (autora Lúcia Hiratsuka) apresentando um breve resumo sobre ela. Por meio dela é possível desenvolver conceitos de grandezas, além de estimular a imaginação sobre diferentes paisagens, cidades e também conhecer pessoas com características variadas.

Explorar verbalmente as duas imagens que representam passageiros e outros elementos que podem estar dentro ou fora do trem, podendo projetá-las ou imprimi-las, fazendo-os descrever tudo o que aparecem nelas, e se for o caso, complementar com informações que eles desconhecem, como por exemplo, a ‘cabra’ que ali se encontra, conversando com os alunos sobre as características e histórias que cada um pode ter. Esta conversa depende da realidade em que a escola está inserida e os alunos poderão acrescentar fatos ou aprender com eles. Depois, deve entregar as folhas para a atividade ser realizada individualmente, e se for preciso, fazer primeiro a leitura em voz alta. Quando terminar, peça que comparem as suas respostas com um colega, e assim, o professor deve acompanhar toda a realização da atividade para fazer as intervenções que forem necessárias, certificando-se se houve aprendizagem dos conceitos direita/esquerda.

Propósito: Realizar atividades de observação destacando os conceitos direita/esquerda a partir das mudanças de direção e sentido.

Discuta com a turma:

  • Veja quantas pessoas estão dentro e fora do trem? Consegue descrevê-las?
  • Será que estão indo para a direita ou esquerda? Explique.

Tempo sugerido: 4 minutos.

Orientação: As páginas com os desenhos utilizadas para a realização da atividade permitem explorar alguns conhecimentos, mas em relação aos conceitos direita/esquerda é possível discutir várias questões, pois num primeiro momento eles devem olhar para as páginas e indicar a posição de alguns elementos, e só depois estabelecer relação com elementos da própria página para definir direita/esquerda a partir de outras referências. Para isso, torna-se imprescindível que o professor explore bem as duas páginas e os elementos da direita e esquerda que nela estão, para só então partir para as questões 2 e 3. Precisa discutir bem o que tem à direita e o que tem à esquerda.

Propósito: Relacionar os conceitos direita/esquerda a partir do próprio corpo como referência, fazendo deslocamentos por meio de outras referências.

Discuta com a turma:

  • Olhando para as imagens o que tem à direita? E à esquerda?
  • Você percebeu que as pessoas estão em diferentes posições? Que posições são essas?
  • Veja que se a pessoa deslocou-se da sua direita, a posição dela também mudou ou continua a mesma?

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientação: Encerre a atividade fazendo-os compreender a habilidade direita/esquerda.

Propósito: Identificar a sua direita/esquerda e as posições de outros objetos e pessoas.

Tempo sugerido: 6 minutos.

Orientações: Como já foi apresentada a história “Na janela do trem”, a qual permite explorar vários conceitos de localização espacial com vocabulário específico, nesta atividade será possível perceber a consolidação dos termos bastante utilizados que são direita e esquerda. Ao permitir ao aluno um ponto de referência para relacionar estas direções, ele deverá ter se apropriado destes conceitos. Cada criança receberá um desenho da imagem de uma janela de um trem e deverá realizá-la individualmente para que esta atividade possa contribuir com a ampliação de conceitos e ideias. Caso os alunos ainda não dominem a leitura, o professor a realiza em voz alta.

Propósito: Auxiliar os alunos a perceber-se no espaço, aguçando sua criatividade e conseguindo localizar-se à direita ou esquerda a partir de um ponto de referência.

Discuta com a turma:

  • Você já andou de trem? Se não, o que sabe sabe sobre ele?
  • Consegue imaginar-se na janela de um trem? O que acha que poderia ver?
  • Veja o que aparece nesta janela. Você vai localizar-se à direita dela, entendeu qual é esta posição?

Materiais Complementares:

Atividade para impressão aqui,

documento com resolução para a atividade e

atividades complementares (arquivo e resolução).

Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Autor: Sonia Antunes Caregnato

Mentor: Cibele Diogo Kimura

Especialista de área: Pricilla Cristina Mendes Cerqueira

Habilidade da BNCC

(EF02MA12) Identificar e registrar, em linguagem verbal ou não verbal, a localização e os deslocamentos de pessoas e de objetos no espaço, considerando mais de um ponto de referência e indicar as mudanças de direção e de sentido.

Objetivos específicos

Compreender as mudanças de direção e sentido, relacionando às habilidades de direita e esquerda.

Conceitos-chave

Habilidade direita/esquerda.

Recursos necessários

  • Folha de papel A4 branca;
  • Caixas de leite vazias;
  • Animaizinhos, arvorezinhas, peças de encaixe ou de montar;
  • Livro de literatura  “Na janela do trem” (autora Lúcia Hiratsuka);
  • Lápis e borracha;
  • Giz de cera;
  • Tesoura e cola;
  • Giz escolar;
  • Atividades impressas em folhas, coladas no caderno ou não.

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

AULAS DESSA UNIDADE:

AULA 04

Na janela o que é que tem

VOCÊ ESTÁ AQUI

AULAS DESSA DISCIPLINA:

AULAS RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Resolução de Problemas em Matemática com Esforço Produtivo

Neste curso, Kátia Smole ensina como estimular o raciocínio matemático dos alunos, por meio de sugestões de atividade, textos com dicas e a realização de uma prática de sala de aula.

Ver mais detalhes