Cinco sites para fiscalizar o desmatamento da Amazônia

POR:
NOVA ESCOLA

A reportagem "Um passo para trás" (VEJA, 2400, 19 de novembro de 2014) traz um alerta: depois de anos de esforços conservacionistas, que fizeram com que as taxas de retirada da cobertura vegetal nativa na Amazônia caíssem significativamente na última década, os índices de desmatamento na região cresceram 30% entre 2012 e 2013. O cenário é alarmante. Se continuar nesse ritmo, o maior ecossistema do planeta poderá ser reduzido a um imenso pasto em menos de 50 anos, com sérias implicações no regime de chuvas e no clima mundial. A seguir, indicamos cinco sites que apresentam ferramentas de monitoramento do desmatamento na Amazônia para usar em sala:

Mapa de desmatamento do Inpe (reprodução) DETER Baseado em imagens de satélite capazes de detectar desmatamentos em áreas maiores que 25 hectares, este sistema gera relatórios diários para o Ibama e é utilizado para identificar ações ilegais e tentar reverter o processo de degradação dos recursos naturais da região. É possível visualizar, no site, dados de diferentes estados e municípios, disponibilizados em relatórios periódicos pelo Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe). Site Infoamazônia Infoamazonia Alimentado por uma rede de jornalistas e organizações voltados para questões ambientais, o portal agrega dados e notícias sobre a região. Os internautas também podem fazer denúncias, enviar artigos e notícias e compartilhar informações. O ponto forte da ferramenta é a visualização de dados. Além de levantamentos sobre o desmatamento, estão disponíveis mapas sobre o trabalho escravo, os impactos da atividade mineradora e a demarcação de terras indígenas, entre outros. Site Oeco Oeco Formada por uma rede de jornalistas especializados em meio ambiente, a organização possui correspondentes em nove estados brasileiros, que contribuem com notícias e reportagens sobre diferentes ecossistemas do País. Dentre as seções do site, há uma inteiramente dedicada à Amazônia. Reprodução Imazon Presente há mais de 20 anos na região amazônica, com sede na capital paraense, a organização visa influenciar - por meio de artigos científicos, livros e reportagens - a formulação de políticas públicas que promovam o desenvolvimento sustentável e a conservação da mata nativa. Dentre os recursos disponíveis em seu site, estão os boletins do Sistema de Alerta de Desmatamento ( SAD) criado pelo instituto, assim como vídeos, gráficos e mapas que abordam diferentes aspectos do desmatamento na região. Reprodução Wikiparques 'Colabore para preservar'. Esse é o lema desta plataforma sobre as Unidades de Conservação (Ucs) espalhadas pelo território nacional. O usuário pode criar e editar verbetes, participar de discussões e enviar fotos. O site possui seções específicas organizadas por biomas e conta ainda com uma categoria exclusiva no fórum de discussões para o relato de problemas e ameaças encontradas nas Ucs.
Compartilhe este conteúdo:

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias

Tags

Guias