19234
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Empreendedora > 1º ano > Unidade

Plano de aula - Impactos ambientais causados pelo óleo de cozinha

Plano de aula de Educação Empreendedora para Ensino Fundamental 1 sobre Vivenciar uma situação de aprendizagem; Investigar possibilidades de correlação da experiência com situações presentes no cotidiano das crianças; Articular as experimentações que acon

Plano 01 de 3 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Eliane de Siqueira

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre o plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Resumo da sequência: a sequência “Ciências da escola para casa” tem como proposta possibilitar que os estudantes vivenciem experimentos científicos na escola que possam ser reproduzidos em casa com os familiares. A escolha desses experimentos será feita com o objetivo de possibilitar reflexões sobre problemáticas reais e que, posteriormente, tenham como resultado o desenvolvimento de um projeto permanente que inclui a participação das famílias. Há inúmeros impactos ambientais causados pela atividade humana. Nesse cenário, aspectos comuns que acontecem no dia a dia das crianças dentro de casa podem ter impacto no meio ambiente. Algumas atividades domésticas, em grande parte culturalmente consolidadas, podem agredir o meio ambiente, como o descarte inadequado de resíduos até o desperdício de matéria prima e recursos naturais. Tudo acontece em um ciclo constante e funciona em cadeia. Sendo assim, possibilitar que crianças e familiares percebam essas interações e repensem atitudes simples que podem contribuir com a mitigação dos danos é muito importante. Essa sequência é composta de 3 planos, que têm como objetivo central sensibilizar para questões ambientais relacionadas aos nossos hábitos do dia a dia. Atuando como multiplicadoras, as crianças conseguem aprofundar essas reflexões com os familiares e provocar outras aprendizagens nas famílias. Os planos são independentes e trazem experiências reais com o uso de materiais simples. Desenvolvidos de maneira sequencial, favorecem a articulação de outras habilidades importantes para o desenvolvimento da educação empreendedora, incluindo a capacidade de planejar e intervir no meio a partir de problemas reais.

Sobre esse plano: essa proposta faz parte de uma sequência de 3 planos que têm como ideia central a vivência de experiências no espaço escolar, que possam ser reproduzidas em casa com a participação das famílias e buscam estimular a percepção sobre situações presentes no nosso dia a dia que causam desequilíbrio e comprometendo a qualidade de vida dos seres vivos, inclusive da espécie humana. Esse plano será organizado a partir de uma experimentação inicial que envolve analisar os impactos causados pelo óleo de cozinha quando descartado incorretamente no meio ambiente. As ideias contidas nessa aula serão aprofundadas nos demais planos da sequência com a experimentação de outras situações de aprendizagem que construam essa percepção de forma mais global.

Inicialmente, a sequência inclui as habilidades: EF02LP23, EF02LP25 e EF01CI01, presentes na BNCC. Como as habilidades devem ser desenvolvidas ao longo de todo o ano, você observará que elas não serão contempladas na totalidade aqui.

Nessa sequência, serão trabalhadas com maior ênfase as seguintes competências gerais da BNCC:

2- Pensamento científico, crítico e criativo - Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências, incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade, para investigar causas, elaborar e testar hipóteses, formular e resolver problemas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes áreas.

4- Comunicação - Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

10- Responsabilidade e cidadania - Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.

Organização das aulas: essa aula está prevista para acontecer em 100 minutos. Ela faz parte de uma sequência de 3 planos em que o diálogo acontece na escola e impactam as ações da casa das crianças efetivamente, fomentando a organização de um projeto permanente em que toda família será envolvida. Na primeira aula, o contexto ambiental será analisado a partir de comparação de imagens e roda de conversa. A partir disso, a reflexão sobre a responsabilidade de cada um diante das emergências planetárias será mediada. O envolvimento das famílias tem início com a resposta a uma entrevista que acontecerá antes do início da sequência, cujas questões estão sugeridas a seguir (item ação prévia). Com essa etapa concluída, as crianças realizam uma experiência relacionada à água e ao óleo, que deve ser reproduzida em casa com todas as etapas registradas no caderno de percurso. A ideia é envolver todos os participantes (escola e família) para os impactos causados pelo descarte do óleo de cozinha. Vale lembrar que essa experiência é um movimento inicial que será aprofundado nas aulas seguintes, portanto, não se preocupe em esgotar todas as explicações e construções apenas nesta aula.

Ação prévia: antes desta aula, oriente que os alunos conversem com as famílias, levantando as perguntas:

  • Existe alguma ação na nossa casa que contribui para a degradação do meio ambiente?
  • O que fazemos em nossa casa que ajuda na preservação do meio ambiente?
  • Onde o óleo que usamos para cozinhar em casa é descartado?

Além do registro dessas respostas, os alunos devem ter um caderno ou um material específico para registro dos experimentos que serão desenvolvidos. Crie com eles um nome para esse caderno, envolvendo os estudantes como protagonistas, cientistas mirins ou investigadores, no qual eles possam evidenciar as vivências que experimentarão, não apenas nessa sequência, mas em outras que podem surgir. Faça com que pensem ludicamente sobre a ideia de investigação, de cientista mirim, entre outras possibilidades, instigando a participação e envolvendo-os de maneira significativa.

Caso a escola tenha recursos tecnológicos disponíveis, crie um mural no Padlet ou um documento no Google Drive para que as informações sejam compartilhadas e, progressivamente, construídas. Caso a turma não seja alfabetizada, o registro do percurso pode ser feito a partir de desenhos e ampliado posteriormente.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: a sequência possibilita o desenvolvimento de iniciativa e autonomia dos estudantes, já que a ação central será protagonizada por eles em casa, sem o apoio do professor ou dos colegas. Para tanto, o momento na escola será o de aprender conhecimentos, construir planejamento, organizar recursos e valer da competência da autogestão para realizar o experimento em casa - características que são pilares da Educação Empreendedora. O registro é outra habilidade potencializada, assim como o trabalho em equipe que envolve a colaboração, organização e comparações com o contexto real, sendo possível antever situações de impactos ambientais como proposições críticas sobre possibilidades de mitigação.

Materiais necessários:

  • 1 recipiente transparente cilíndrico conforme ilustrado no roteiro de experimentação (materiais complementares);
  • 1 recipiente com água e outro com óleo previamente separados com estas substâncias;
  • Corante alimentício (cores fortes como verde, vermelho e azul);
  • Antiácido em pastilha;
  • 2 ímãs;
  • Clipes (cerca de 2 são suficientes);
  • Caderno de percurso
  • Roteiro de experimentação disponível nos materiais complementares.

Observação: os itens que estão em negrito na relação de materiais podem ser dispensados, caso a turma já compreenda a relação entre atração e repulsão. Ele seria usado na proposta do slide 6. Avalie a necessidade.

Possibilidade de adaptação: o caderno de registro pode ser feito on-line e o uso de desenhos não compromete a construção das aprendizagens. Caso a alfabetização ainda não esteja consolidada, monte uma ficha de investigação com as questões que envolvem o diagnóstico prévio e envie como tarefa de casa.

Para saber mais: para aprofundar seus conhecimentos sobre os impactos ambientais causados pelo óleo de cozinha usado, sugerimos a leitura do material “Poluição causada pelo óleo de cozinha”, como usar o Padlet e o Google Drive.

Manual da Química. Poluição causada pelo óleo de cozinha. Disponível em https://www.manualdaquimica.com/quimica-ambiental/poluicao-provocada-pelo-oleo-cozinha.htm Acessado em 03 de março de 2020.

Tutorial Padlet. Disponível em https://inovaeh.sead.ufscar.br/wp-content/uploads/2019/04/Tutorial-Padlet.pdf Acessado em: 30 de março de 2020.

Tutorial Google Drive. Disponível em https://support.google.com/drive/answer/2424384?co=GENIE.Platform%3DDesktop&hl=pt-BR Acessado em: 30 de março de 2020.

Leitura complementar com outros livros disponíveis em: http://www.tratabrasil.org.br/blog/2018/06/05/livros-que-voce-precisa-ler-sobre-educacao-ambiental/ Acessado em: 03 de maio de 2020.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: explique para a turma que o objetivo dessa aula é conhecer alguns impactos ambientais causados pelo óleo descartado incorretamente. Questione-os se já viram outro tipo de óleo que não seja o usado em casa e se imaginam o que esses materiais podem causar ao meio ambiente e aos seres vivos.

Em seguida, apresente a imagem para a turma e provoque reflexões sobre a problemática apresentada. Você pode usar questionamentos como:

  • O que vocês observam na imagem?
  • Conseguem perceber o que está acontecendo?
  • O que imaginam que pode ter acontecido?
  • Podemos dizer que temos algum culpado por isso?
  • Será que se alguns seres vivos entrarem em contato com a água desse jeito conseguiram sobreviver?
  • O que podemos fazer em casa para ajudar a diminuir esses e outros problemas que prejudicam os seres vivos?

Permita que as crianças possam se manifestar livremente e provoque reflexões para que pensem sobre as diferentes formas de intervenção e interferências das pessoas no meio ambiente. Podem surgir situações relacionadas ao consumo, ao descarte de resíduos, economia de água e energia elétrica, entre outros fatores.

Explique que todas as ideias devem ser anotadas e que elas representam as percepções iniciais sobre o assunto. Registre-as, para que após a execução do terceiro e último plano dessa sequência, você consiga avaliar com eles o que mudou em relação ao descarte do óleo de cozinha usado em casa. Verifique se continuam agindo da mesma forma, se mudaram as posturas, se conseguiram multiplicar a ideia dos problemas causados por esse descarte, entre outros questionamentos que podem surgir.

Possibilidades de adaptação: caso não seja possível projetar a imagem, coloque-a em local visível no quadro e com tamanho adequado para que todas as crianças consigam perceber o problema. Escolha outras imagens relacionadas ao impacto causado pelo vazamento de óleo e, se for possível e dispuser de recursos, peça para que as crianças acessem a internet e façam uma pesquisa sobre impactos ambientais causados pelo vazamento de óleo, tendo o cuidado de manter o foco de busca relacionado aos impactos ambientais e ao vazamento de óleo.

Introdução select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: discutidas as questões iniciais sobre impactos ambientais e as diferentes formas de intervenção do ser humano no meio ambiente, resgate a entrevista feita com as famílias, com base nas seguintes perguntas:

  • Existe alguma ação na nossa casa que contribui para a degradação do meio ambiente?
  • O que fazemos em nossa casa que ajuda na preservação do meio ambiente?
  • Onde o óleo que usamos para cozinhar em casa é descartado?

Coloque no quadro uma tabela com as colunas especificadas no slide e peça para cada criança compartilhar as respostas. Neste momento, não faça nenhuma intervenção, apenas realize a coleta de dados.

Com todas as informações compartilhadas, dialogue com a turma sobre a importância de percebermos o que fazemos que prejudica o meio ambiente e tudo o que podemos fazer para mudar isso. Reforce com eles a importância de refletir sobre nossas escolhas e o quanto isso interfere na vida de outras pessoas. Dessa forma, explore questões importantes sobre a educação empreendedora que incluem a habilidade de agir para a resolução de problemas presentes no entorno de onde vivem, o trabalho cooperativo, planejamento para ações de mitigação de danos, além de outras aprendizagens significativas para a vida das crianças.

Defina com eles o significado de meio ambiente, usando como ideia tudo que está a nossa volta, onde os seres vivos realizam interações e sobrevivem.

Você pode usar como exemplo uma simples rocha em um jardim que abriga muitos seres vivos e mostrar que, caso esse material seja retirado, os seres vivos que dependem dela podem morrer. Explique que isso também ocorre com outros compartimentos ambientais que incluem a água, o ar e o solo.

Direcione a atenção para a última coluna e contabilize com a turma os locais onde as famílias descartam o óleo usado. Anote a quantidade de famílias que descarta no ralo da pia, em uma porção de terra ou que colocam em algum recipiente para outras formas de destinação. Podem ser que outras formas de descarte ou reutilização apareçam. Anote e quantifique todas elas. É importante que neste momento a ideia do descarte em locais inapropriados, como pia da cozinha e na terra, apareçam. Caso isso não ocorra, informe aos alunos que você também fez a pesquisa com algumas pessoas e sinalize para eles que esses locais, muitas vezes, são usados para descarte. Muitas famílias sabem que esse descarte não é correto, mas podem não se sentir à vontade em falar. Mesmo sabendo que as crianças são perspicazes e observam tudo, as informações necessárias podem aparecer de maneira muito sutil, cabendo uma mediação cuidadosa para que os objetivos possam ser alcançados e a sensibilização efetivada.

Com esse levantamento feito, questione-os: será que o óleo lançado diretamente na água pode causar algum problema ambiental?

A partir dessas informações, passe para a experimentação e convide-os de forma lúdica para esse momento.

Desenvolvimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: organize a turma em grupos de, no máximo, 5 alunos, para que todos possam participar e vivenciar essa situação de aprendizagem. Neste agrupamento. Caso ache oportuno e as especificidades da turma favoreça, crie alguns critérios, como, por exemplo: não podem se agrupar quem senta perto; no grupo deve ter um participante de locais diferentes da sala, e assim por diante. Se achar viável, na organização dos grupos, estabeleça uma função específica para cada componente. Como são muito pequenos, isso pode favorecer a organização.

Peça que escolham uma pessoa para buscar os materiais que farão parte do rodízio, uma para registrar, outra para efetivar as misturas e assim por diante. Cuide para que todas executem algo dentro da proposta e que, em ações futuras, esses papéis sejam alternados, possibilitando diferentes vivências.

Disponibilize para cada grupo uma vasilha média, um recipiente com água e outro com óleo e corante alimentício. Combine com os alunos que eles atuarão como investigadores e, para tanto, a observação e a curiosidade devem ser acionadas para realizarem a experiência proposta. Oriente-os que o registro faz parte das atividades dos investigadores e que, após a realização e observação da experiência, eles também deverão fazer anotações, seja escrevendo ou desenhando.

Entregue o roteiro de experimentação que você encontra nos materiais complementares e faça uma leitura coletiva explicando cada etapa:

- Primeiramente, as crianças devem colocar o óleo no recipiente cilíndrico até preencher metade do volume. Em seguida, colocar a água completando a outra metade e observam o que acontece registrando os primeiros resultados.

- Na próxima etapa, devem colocar 10 gotas de corante alimentício e, na sequência, 2 pastilhas do antiácido. As cores mais fortes, como azul, verde e vermelho, tornam a reação mais visível.

Peça para as crianças observarem mais uma vez o que acontece e realizarem o registro no caderno de percurso sugerido para estas aulas, onde a experimentação será evidenciada. Neste momento, oriente-os a responderem questionamentos, como:

- O que aconteceu?

- Houve mistura antes de colocarmos o antiácido? E depois?

- O que mudou?

Se achar necessário, solicite que essas informações sejam registradas na forma de desenho, considerando o passo a passo da experimentação. Medeie a situação para que possam concluir que água e óleo não se misturam.

Com a experimentação finalizada, questione-os:

- O que vocês registraram como resultado na primeira etapa?

- E depois que colocaram o corante e a pastilha? O que aconteceu?

- Será que quando jogamos o óleo no ralo da pia e ele entra em contato com a água acontece a mesma coisa?

A partir dessa mediação, siga para a próxima etapa, quando essas ideias serão sistematizadas e a preparação para a experiência será feita na casa das crianças deve acontecer.

Possibilidade de adaptação: caso não seja possível entregar um corante para cada grupo, sugira um rodízio deste material entre os grupos. O mesmo pode ser feito para o óleo, que você pode separar um pouco no recipiente destinado para ele ou deixar na embalagem e esta ser compartilhada pelos grupos.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

 

Orientações: retome com a turma as observações do experimento que realizaram e pergunte:

  • Água e óleo se misturaram?

A partir da resposta dos alunos, explique que esses dois materiais possuem diferentes composições e diferentes polaridades, ou seja, funcionam como se fosse um ímã, em que o lado positivo atrai o lado negativo da molécula de água que é chamada de polar. Explique que, no caso do óleo, ele não tem polaridade (é apolar) e dessa forma não tem como se grudar a ninguém. Mostre a eles a imagem deste slide ou desenhe no quadro para que compreendam essa relação de polaridade que impede que a mistura aconteça.

Como as crianças ainda são pequenas, use a imaginação para que a explicação não seja feita de forma técnica e que elas percebam a diferença.

Caso sinta necessidade, use o ímã para mostrar essa atração entre os polos negativo e positivo, aproximando-o dos clipes e aproximando um ímã e outro ímã para mostrar a ideia de repulsão, transpondo isso para o que acontece com a água e o óleo.

A partir dessas explicações, possibilite que pensem sobre a interferência disso no meio ambiente:

  • Será que esse óleo, indo parar em córregos e rios, causa algum problema?
  • Lembra das imagens que discutimos no início da aula? Elas têm alguma relação com esta situação?

É importante entenderem que o óleo, sendo descartado na água, causa impactos ambientais que comprometem o desenvolvimento dos seres vivos, pode contaminar o solo, o lençol freático e, com isso, até as plantas podem ser prejudicadas. Mesmo que o óleo presente nos animais seja diferente do óleo de cozinha, a ideia é mostrar que a ação no meio ambiente pode acontecer de diferentes formas.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

 

Orientações: retome com as crianças a entrevista feita com as famílias e diga que a missão delas é compartilhar a mesma experiência que fizeram na escola em casa e mostrar para as famílias que o óleo, não se misturando na água e sendo jogado no ralo da pia, como aparece na tabela, causará muitos prejuízos para o meio ambiente e para os seres vivos. A ideia é que percebam, inicialmente, que a água e o óleo não se misturam, e que o mesmo acontece quando o óleo de cozinha usado é descartado diretamente na pia ou na terra.

Coloque no caderno de percurso as seguintes perguntas:

- O que as famílias observaram?

- Como foi a realização da experiência?

Essas duas questões devem ser respondidas pelos adultos que participaram da experimentação e discutidas em sala na próxima aula.

Explique mais uma vez como a experiência deve ser feita e estipule um prazo para que socializem a vivência.

Fechamento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

 

Orientações: com as orientações dos próximos passos sendo concluídas, esclareça dúvidas e compartilhe com eles a frase exposta no slide. Se não estiver projetando, escreva-a no quadro e peça que completem com que aprenderam no desenvolvimento da experiência.

Anote as informações no caderno de percurso.

Caso tenha optado em desenvolver todos os planos da sequência, informe-os que continuarão essas discussões nas próximas aulas.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Resumo da sequência: a sequência “Ciências da escola para casa” tem como proposta possibilitar que os estudantes vivenciem experimentos científicos na escola que possam ser reproduzidos em casa com os familiares. A escolha desses experimentos será feita com o objetivo de possibilitar reflexões sobre problemáticas reais e que, posteriormente, tenham como resultado o desenvolvimento de um projeto permanente que inclui a participação das famílias. Há inúmeros impactos ambientais causados pela atividade humana. Nesse cenário, aspectos comuns que acontecem no dia a dia das crianças dentro de casa podem ter impacto no meio ambiente. Algumas atividades domésticas, em grande parte culturalmente consolidadas, podem agredir o meio ambiente, como o descarte inadequado de resíduos até o desperdício de matéria prima e recursos naturais. Tudo acontece em um ciclo constante e funciona em cadeia. Sendo assim, possibilitar que crianças e familiares percebam essas interações e repensem atitudes simples que podem contribuir com a mitigação dos danos é muito importante. Essa sequência é composta de 3 planos, que têm como objetivo central sensibilizar para questões ambientais relacionadas aos nossos hábitos do dia a dia. Atuando como multiplicadoras, as crianças conseguem aprofundar essas reflexões com os familiares e provocar outras aprendizagens nas famílias. Os planos são independentes e trazem experiências reais com o uso de materiais simples. Desenvolvidos de maneira sequencial, favorecem a articulação de outras habilidades importantes para o desenvolvimento da educação empreendedora, incluindo a capacidade de planejar e intervir no meio a partir de problemas reais.

Sobre esse plano: essa proposta faz parte de uma sequência de 3 planos que têm como ideia central a vivência de experiências no espaço escolar, que possam ser reproduzidas em casa com a participação das famílias e buscam estimular a percepção sobre situações presentes no nosso dia a dia que causam desequilíbrio e comprometendo a qualidade de vida dos seres vivos, inclusive da espécie humana. Esse plano será organizado a partir de uma experimentação inicial que envolve analisar os impactos causados pelo óleo de cozinha quando descartado incorretamente no meio ambiente. As ideias contidas nessa aula serão aprofundadas nos demais planos da sequência com a experimentação de outras situações de aprendizagem que construam essa percepção de forma mais global.

Inicialmente, a sequência inclui as habilidades: EF02LP23, EF02LP25 e EF01CI01, presentes na BNCC. Como as habilidades devem ser desenvolvidas ao longo de todo o ano, você observará que elas não serão contempladas na totalidade aqui.

Nessa sequência, serão trabalhadas com maior ênfase as seguintes competências gerais da BNCC:

2- Pensamento científico, crítico e criativo - Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências, incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade, para investigar causas, elaborar e testar hipóteses, formular e resolver problemas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes áreas.

4- Comunicação - Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

10- Responsabilidade e cidadania - Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.

Organização das aulas: essa aula está prevista para acontecer em 100 minutos. Ela faz parte de uma sequência de 3 planos em que o diálogo acontece na escola e impactam as ações da casa das crianças efetivamente, fomentando a organização de um projeto permanente em que toda família será envolvida. Na primeira aula, o contexto ambiental será analisado a partir de comparação de imagens e roda de conversa. A partir disso, a reflexão sobre a responsabilidade de cada um diante das emergências planetárias será mediada. O envolvimento das famílias tem início com a resposta a uma entrevista que acontecerá antes do início da sequência, cujas questões estão sugeridas a seguir (item ação prévia). Com essa etapa concluída, as crianças realizam uma experiência relacionada à água e ao óleo, que deve ser reproduzida em casa com todas as etapas registradas no caderno de percurso. A ideia é envolver todos os participantes (escola e família) para os impactos causados pelo descarte do óleo de cozinha. Vale lembrar que essa experiência é um movimento inicial que será aprofundado nas aulas seguintes, portanto, não se preocupe em esgotar todas as explicações e construções apenas nesta aula.

Ação prévia: antes desta aula, oriente que os alunos conversem com as famílias, levantando as perguntas:

  • Existe alguma ação na nossa casa que contribui para a degradação do meio ambiente?
  • O que fazemos em nossa casa que ajuda na preservação do meio ambiente?
  • Onde o óleo que usamos para cozinhar em casa é descartado?

Além do registro dessas respostas, os alunos devem ter um caderno ou um material específico para registro dos experimentos que serão desenvolvidos. Crie com eles um nome para esse caderno, envolvendo os estudantes como protagonistas, cientistas mirins ou investigadores, no qual eles possam evidenciar as vivências que experimentarão, não apenas nessa sequência, mas em outras que podem surgir. Faça com que pensem ludicamente sobre a ideia de investigação, de cientista mirim, entre outras possibilidades, instigando a participação e envolvendo-os de maneira significativa.

Caso a escola tenha recursos tecnológicos disponíveis, crie um mural no Padlet ou um documento no Google Drive para que as informações sejam compartilhadas e, progressivamente, construídas. Caso a turma não seja alfabetizada, o registro do percurso pode ser feito a partir de desenhos e ampliado posteriormente.

Alinhamento da sequência com a Educação Empreendedora: a sequência possibilita o desenvolvimento de iniciativa e autonomia dos estudantes, já que a ação central será protagonizada por eles em casa, sem o apoio do professor ou dos colegas. Para tanto, o momento na escola será o de aprender conhecimentos, construir planejamento, organizar recursos e valer da competência da autogestão para realizar o experimento em casa - características que são pilares da Educação Empreendedora. O registro é outra habilidade potencializada, assim como o trabalho em equipe que envolve a colaboração, organização e comparações com o contexto real, sendo possível antever situações de impactos ambientais como proposições críticas sobre possibilidades de mitigação.

Materiais necessários:

  • 1 recipiente transparente cilíndrico conforme ilustrado no roteiro de experimentação (materiais complementares);
  • 1 recipiente com água e outro com óleo previamente separados com estas substâncias;
  • Corante alimentício (cores fortes como verde, vermelho e azul);
  • Antiácido em pastilha;
  • 2 ímãs;
  • Clipes (cerca de 2 são suficientes);
  • Caderno de percurso
  • Roteiro de experimentação disponível nos materiais complementares.

Observação: os itens que estão em negrito na relação de materiais podem ser dispensados, caso a turma já compreenda a relação entre atração e repulsão. Ele seria usado na proposta do slide 6. Avalie a necessidade.

Possibilidade de adaptação: o caderno de registro pode ser feito on-line e o uso de desenhos não compromete a construção das aprendizagens. Caso a alfabetização ainda não esteja consolidada, monte uma ficha de investigação com as questões que envolvem o diagnóstico prévio e envie como tarefa de casa.

Para saber mais: para aprofundar seus conhecimentos sobre os impactos ambientais causados pelo óleo de cozinha usado, sugerimos a leitura do material “Poluição causada pelo óleo de cozinha”, como usar o Padlet e o Google Drive.

Manual da Química. Poluição causada pelo óleo de cozinha. Disponível em https://www.manualdaquimica.com/quimica-ambiental/poluicao-provocada-pelo-oleo-cozinha.htm Acessado em 03 de março de 2020.

Tutorial Padlet. Disponível em https://inovaeh.sead.ufscar.br/wp-content/uploads/2019/04/Tutorial-Padlet.pdf Acessado em: 30 de março de 2020.

Tutorial Google Drive. Disponível em https://support.google.com/drive/answer/2424384?co=GENIE.Platform%3DDesktop&hl=pt-BR Acessado em: 30 de março de 2020.

Leitura complementar com outros livros disponíveis em: http://www.tratabrasil.org.br/blog/2018/06/05/livros-que-voce-precisa-ler-sobre-educacao-ambiental/ Acessado em: 03 de maio de 2020.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

Orientações: explique para a turma que o objetivo dessa aula é conhecer alguns impactos ambientais causados pelo óleo descartado incorretamente. Questione-os se já viram outro tipo de óleo que não seja o usado em casa e se imaginam o que esses materiais podem causar ao meio ambiente e aos seres vivos.

Em seguida, apresente a imagem para a turma e provoque reflexões sobre a problemática apresentada. Você pode usar questionamentos como:

  • O que vocês observam na imagem?
  • Conseguem perceber o que está acontecendo?
  • O que imaginam que pode ter acontecido?
  • Podemos dizer que temos algum culpado por isso?
  • Será que se alguns seres vivos entrarem em contato com a água desse jeito conseguiram sobreviver?
  • O que podemos fazer em casa para ajudar a diminuir esses e outros problemas que prejudicam os seres vivos?

Permita que as crianças possam se manifestar livremente e provoque reflexões para que pensem sobre as diferentes formas de intervenção e interferências das pessoas no meio ambiente. Podem surgir situações relacionadas ao consumo, ao descarte de resíduos, economia de água e energia elétrica, entre outros fatores.

Explique que todas as ideias devem ser anotadas e que elas representam as percepções iniciais sobre o assunto. Registre-as, para que após a execução do terceiro e último plano dessa sequência, você consiga avaliar com eles o que mudou em relação ao descarte do óleo de cozinha usado em casa. Verifique se continuam agindo da mesma forma, se mudaram as posturas, se conseguiram multiplicar a ideia dos problemas causados por esse descarte, entre outros questionamentos que podem surgir.

Possibilidades de adaptação: caso não seja possível projetar a imagem, coloque-a em local visível no quadro e com tamanho adequado para que todas as crianças consigam perceber o problema. Escolha outras imagens relacionadas ao impacto causado pelo vazamento de óleo e, se for possível e dispuser de recursos, peça para que as crianças acessem a internet e façam uma pesquisa sobre impactos ambientais causados pelo vazamento de óleo, tendo o cuidado de manter o foco de busca relacionado aos impactos ambientais e ao vazamento de óleo.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos

Orientações: discutidas as questões iniciais sobre impactos ambientais e as diferentes formas de intervenção do ser humano no meio ambiente, resgate a entrevista feita com as famílias, com base nas seguintes perguntas:

  • Existe alguma ação na nossa casa que contribui para a degradação do meio ambiente?
  • O que fazemos em nossa casa que ajuda na preservação do meio ambiente?
  • Onde o óleo que usamos para cozinhar em casa é descartado?

Coloque no quadro uma tabela com as colunas especificadas no slide e peça para cada criança compartilhar as respostas. Neste momento, não faça nenhuma intervenção, apenas realize a coleta de dados.

Com todas as informações compartilhadas, dialogue com a turma sobre a importância de percebermos o que fazemos que prejudica o meio ambiente e tudo o que podemos fazer para mudar isso. Reforce com eles a importância de refletir sobre nossas escolhas e o quanto isso interfere na vida de outras pessoas. Dessa forma, explore questões importantes sobre a educação empreendedora que incluem a habilidade de agir para a resolução de problemas presentes no entorno de onde vivem, o trabalho cooperativo, planejamento para ações de mitigação de danos, além de outras aprendizagens significativas para a vida das crianças.

Defina com eles o significado de meio ambiente, usando como ideia tudo que está a nossa volta, onde os seres vivos realizam interações e sobrevivem.

Você pode usar como exemplo uma simples rocha em um jardim que abriga muitos seres vivos e mostrar que, caso esse material seja retirado, os seres vivos que dependem dela podem morrer. Explique que isso também ocorre com outros compartimentos ambientais que incluem a água, o ar e o solo.

Direcione a atenção para a última coluna e contabilize com a turma os locais onde as famílias descartam o óleo usado. Anote a quantidade de famílias que descarta no ralo da pia, em uma porção de terra ou que colocam em algum recipiente para outras formas de destinação. Podem ser que outras formas de descarte ou reutilização apareçam. Anote e quantifique todas elas. É importante que neste momento a ideia do descarte em locais inapropriados, como pia da cozinha e na terra, apareçam. Caso isso não ocorra, informe aos alunos que você também fez a pesquisa com algumas pessoas e sinalize para eles que esses locais, muitas vezes, são usados para descarte. Muitas famílias sabem que esse descarte não é correto, mas podem não se sentir à vontade em falar. Mesmo sabendo que as crianças são perspicazes e observam tudo, as informações necessárias podem aparecer de maneira muito sutil, cabendo uma mediação cuidadosa para que os objetivos possam ser alcançados e a sensibilização efetivada.

Com esse levantamento feito, questione-os: será que o óleo lançado diretamente na água pode causar algum problema ambiental?

A partir dessas informações, passe para a experimentação e convide-os de forma lúdica para esse momento.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 30 minutos

Orientações: organize a turma em grupos de, no máximo, 5 alunos, para que todos possam participar e vivenciar essa situação de aprendizagem. Neste agrupamento. Caso ache oportuno e as especificidades da turma favoreça, crie alguns critérios, como, por exemplo: não podem se agrupar quem senta perto; no grupo deve ter um participante de locais diferentes da sala, e assim por diante. Se achar viável, na organização dos grupos, estabeleça uma função específica para cada componente. Como são muito pequenos, isso pode favorecer a organização.

Peça que escolham uma pessoa para buscar os materiais que farão parte do rodízio, uma para registrar, outra para efetivar as misturas e assim por diante. Cuide para que todas executem algo dentro da proposta e que, em ações futuras, esses papéis sejam alternados, possibilitando diferentes vivências.

Disponibilize para cada grupo uma vasilha média, um recipiente com água e outro com óleo e corante alimentício. Combine com os alunos que eles atuarão como investigadores e, para tanto, a observação e a curiosidade devem ser acionadas para realizarem a experiência proposta. Oriente-os que o registro faz parte das atividades dos investigadores e que, após a realização e observação da experiência, eles também deverão fazer anotações, seja escrevendo ou desenhando.

Entregue o roteiro de experimentação que você encontra nos materiais complementares e faça uma leitura coletiva explicando cada etapa:

- Primeiramente, as crianças devem colocar o óleo no recipiente cilíndrico até preencher metade do volume. Em seguida, colocar a água completando a outra metade e observam o que acontece registrando os primeiros resultados.

- Na próxima etapa, devem colocar 10 gotas de corante alimentício e, na sequência, 2 pastilhas do antiácido. As cores mais fortes, como azul, verde e vermelho, tornam a reação mais visível.

Peça para as crianças observarem mais uma vez o que acontece e realizarem o registro no caderno de percurso sugerido para estas aulas, onde a experimentação será evidenciada. Neste momento, oriente-os a responderem questionamentos, como:

- O que aconteceu?

- Houve mistura antes de colocarmos o antiácido? E depois?

- O que mudou?

Se achar necessário, solicite que essas informações sejam registradas na forma de desenho, considerando o passo a passo da experimentação. Medeie a situação para que possam concluir que água e óleo não se misturam.

Com a experimentação finalizada, questione-os:

- O que vocês registraram como resultado na primeira etapa?

- E depois que colocaram o corante e a pastilha? O que aconteceu?

- Será que quando jogamos o óleo no ralo da pia e ele entra em contato com a água acontece a mesma coisa?

A partir dessa mediação, siga para a próxima etapa, quando essas ideias serão sistematizadas e a preparação para a experiência será feita na casa das crianças deve acontecer.

Possibilidade de adaptação: caso não seja possível entregar um corante para cada grupo, sugira um rodízio deste material entre os grupos. O mesmo pode ser feito para o óleo, que você pode separar um pouco no recipiente destinado para ele ou deixar na embalagem e esta ser compartilhada pelos grupos.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 25 minutos

 

Orientações: retome com a turma as observações do experimento que realizaram e pergunte:

  • Água e óleo se misturaram?

A partir da resposta dos alunos, explique que esses dois materiais possuem diferentes composições e diferentes polaridades, ou seja, funcionam como se fosse um ímã, em que o lado positivo atrai o lado negativo da molécula de água que é chamada de polar. Explique que, no caso do óleo, ele não tem polaridade (é apolar) e dessa forma não tem como se grudar a ninguém. Mostre a eles a imagem deste slide ou desenhe no quadro para que compreendam essa relação de polaridade que impede que a mistura aconteça.

Como as crianças ainda são pequenas, use a imaginação para que a explicação não seja feita de forma técnica e que elas percebam a diferença.

Caso sinta necessidade, use o ímã para mostrar essa atração entre os polos negativo e positivo, aproximando-o dos clipes e aproximando um ímã e outro ímã para mostrar a ideia de repulsão, transpondo isso para o que acontece com a água e o óleo.

A partir dessas explicações, possibilite que pensem sobre a interferência disso no meio ambiente:

  • Será que esse óleo, indo parar em córregos e rios, causa algum problema?
  • Lembra das imagens que discutimos no início da aula? Elas têm alguma relação com esta situação?

É importante entenderem que o óleo, sendo descartado na água, causa impactos ambientais que comprometem o desenvolvimento dos seres vivos, pode contaminar o solo, o lençol freático e, com isso, até as plantas podem ser prejudicadas. Mesmo que o óleo presente nos animais seja diferente do óleo de cozinha, a ideia é mostrar que a ação no meio ambiente pode acontecer de diferentes formas.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos

 

Orientações: retome com as crianças a entrevista feita com as famílias e diga que a missão delas é compartilhar a mesma experiência que fizeram na escola em casa e mostrar para as famílias que o óleo, não se misturando na água e sendo jogado no ralo da pia, como aparece na tabela, causará muitos prejuízos para o meio ambiente e para os seres vivos. A ideia é que percebam, inicialmente, que a água e o óleo não se misturam, e que o mesmo acontece quando o óleo de cozinha usado é descartado diretamente na pia ou na terra.

Coloque no caderno de percurso as seguintes perguntas:

- O que as famílias observaram?

- Como foi a realização da experiência?

Essas duas questões devem ser respondidas pelos adultos que participaram da experimentação e discutidas em sala na próxima aula.

Explique mais uma vez como a experiência deve ser feita e estipule um prazo para que socializem a vivência.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos

 

Orientações: com as orientações dos próximos passos sendo concluídas, esclareça dúvidas e compartilhe com eles a frase exposta no slide. Se não estiver projetando, escreva-a no quadro e peça que completem com que aprenderam no desenvolvimento da experiência.

Anote as informações no caderno de percurso.

Caso tenha optado em desenvolver todos os planos da sequência, informe-os que continuarão essas discussões nas próximas aulas.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Unidade do 1º ano :

MAIS AULAS DE Educação Empreendedora do 1º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF01CI01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF02LP23 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF02LP25 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Empreendedora

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano