Educação Infantil: 10 planos de atividade para trabalhar a rotina dos pequenos a distância

Atividades que trabalham a autonomia, consciência corporal e noções sobre higiene podem ser realizadas pelos pequenos em casa, com ajuda da família

POR:
Daniel Santos
Com as crianças em casa, o professor pode orientar as famílias sobre o jeito correto de realizar a higienização e os cuidados com o bebê   Crédito: Getty Images

Muitas rotinas pedagógicas do Ensino Infantil são baseadas em atividades lúdicas, com brincadeiras ou experimentos divertidos capazes de proporcionar o desenvolvimento dos bebês e a integração com outras crianças. A ludicidade permite trabalhar o desenvolvimento dos aspectos cognitivos, afetivos e motores dos pequenos, além da capacidade de se expressar e se reconhecer no mundo em que vivem. No contexto de isolamento social, escolas e professores têm como principal desafio dar continuidade a essas rotinas, com a ajuda das famílias.

As atividades rotineiras de sala de aula precisam ser adaptadas à realidade do ensino remoto, em que os responsáveis também são impactados e agora estão diretamente envolvidos na prática pedagógica. “Os familiares, de modo geral, não são educadores de formação. Eles também estão atravessando esse momento com dúvidas e incertezas, mas se esforçando ao máximo para manter as possibilidades de desenvolvimento de suas crianças”, explica Djenane Martins Oliveira, professora na Educação Infantil em Mairiporã (SP) e integrante do Time de Autores NOVA ESCOLA.

As condições de vida dessas famílias também precisam ser levadas em consideração no momento de orientação e sugestão de atividades. É certo que a estrutura disponível em casa não é a mesma que se tem na escola, mas aí é que entra a criatividade. O importante é que as crianças descubram novos conceitos e conhecimentos de forma prazerosa. Mesmo que sejam simples e exijam poucos recursos, as atividades devem capacitar os pequenos a desenvolver a sua autonomia, a expressar a individualidade e o cuidado consigo e com os outros. “Uma simples atividade como se vestir é uma ótima janela de aprendizado”, explica Djenane. “Enquanto ajuda a criança a escolher a roupa a seu gosto, o adulto pode conversar sobre as condições climáticas, se está frio ou calor, refletindo junto com ela sobre os efeitos dessa escolha”.

Para ajudar você a dar continuidade às rotinas do Ensino Infantil com as crianças em casa, selecionamos alguns planos de atividades desenvolvidos por especialistas da NOVA ESCOLA. Os materiais contam com sugestões de adaptação ao ensino remoto e dicas para envolver as famílias nessas dinâmicas. Confira:

Lavar as mãos
Esse plano de atividade reforça a importância de se lavar as mãos desde cedo. Com as crianças em casa, converse com as famílias e oriente sobre o jeito correto de realizar a higienização. Grave um vídeo em que você ou outra pessoa apareça lavando as mãos, explicando quais são os cuidados necessários nesse momento e compartilhe com as famílias por WhatsApp, Telegram ou qualquer outro aplicativo de comunicação. Peça para que os familiares preparem um espaço com sabonetes e toalhas em casa e, se puder, acompanhe a atividade. Se não for possível realizar uma videochamada (videoconferência) com todas as famílias, peça uma devolutiva depois. 

Cuidados com o corpo: higiene e cooperação
Essa é mais uma atividade de rotina focada nos cuidados pessoais. O interessante é sugerir que seja feita logo após práticas das crianças com pintura ou terra, atividades nas quais se sujam bastante. Na escola, os pequenos recebem esponjas e sabonetes para compartilhar entre eles. Peça para os pais ou responsáveis ajudarem nesse momento, separando esses produtos e participando da higienização com as crianças em casa.

Autonomia no momento do banheiro
Com conversas descontraídas, os pequenos entendem a importância de alguns cuidados na hora do xixi e do cocô. Oriente as famílias para que deem assistência às crianças para utilizar o banheiro com autonomia. Use o WhatsApp, Telegram ou Messenger para explicar aos pais ou responsáveis que o banheiro precisa estar limpo, os produtos de higiene ao alcance das crianças e que eles devem intervir apenas se necessário. É importante também organizar as idas ao banheiro de tempos em tempos, para ajudar no desenvolvimento desse hábito. 

O cuidado e o faz de conta: banho de bonecos
Com uso de bacias e água, as crianças vão realizar brincadeiras simbólicas que remetem aos cuidados que estão desenvolvendo em relação a si mesmos e também aos outros. Convide as famílias a participarem da atividade: basta separar algum boneco da criança e produtos de higiene, como xampu e sabonete. Envie aos responsáveis algumas imagens de crianças brincando de faz de conta com bonecos, para inspirar na hora da brincadeira.  

Vestindo os bebês
Essa é uma atividade que deve estimular o autocuidado das crianças na escolha da roupa do dia. Com recursos de chamada de vídeo do WhatsApp, Facebook ou Instagram, oriente os familiares a ajudar os pequenos a escolher suas roupas, estimulando neles a autonomia. Explique que essa brincadeira é um momento de descoberta no qual o bebê pode se identificar através do olhar e do toque na interação com os familiares. Esse contato físico é importante para estreitar laços afetivos nessa fase de desenvolvimento. 

Organizando a refeição
Nesta atividade, as crianças podem ajudar a preparar o espaço para o momento da refeição. Explique para as famílias que os momentos de alimentação são ricos em aprendizagens. Você pode enviar uma foto, via WhatsApp ou outra plataforma de comunicação, da sua mesa preparada para a refeição. Comente, através de áudio, como você preparou a mesa, destacando o que não pode faltar e oriente os pais a fazer o mesmo. 

Hábitos antes e depois de comer
Essa é uma atividade para estimular os cuidados pessoais antes e depois das refeições. Você pode usar a música “Não vou ficar doente”, do Palavra Cantada, como inspiração para as crianças cuidarem da higiene das mãos. Grave um vídeo convidando os pequenos a se divertirem enquanto ouvem a música e executam a atividade. Sugira que os familiares façam um registro da brincadeira cantada e que compartilhem com as outras famílias. 

Receitas com as famílias dos bebês
A atividade pode ser um convite para que bebês e suas famílias cozinhem juntos. Antes de passar as orientações, grave um vídeo em que você prepara uma refeição enquanto conta uma história relacionada à receita que está sendo feita. Oriente os pais a fazer o mesmo, sugerindo que algum familiar diga em voz alta os ingredientes, explique as ações e chame a atenção da criança para as diversas transformações que acontecem com os ingredientes. Peça para que os responsáveis registrem esses momentos e compartilhem com você. 

Organização da soneca dos bebês
Dentro da rotina das crianças, a soneca é bem importante. Na creche, os pequenos contam com espaços preparados para a naninha. Com eles em casa, grave um vídeo ou mande uma mensagem de texto explicando a importância da soneca aos familiares. Explique que esse momento deve ser feito de forma flexível, respeitando a individualidade e as necessidades do bebê para que reponha suas energias. Sugira também músicas relaxantes que podem ser utilizadas pelos pais.  

Massagem Shantala para a soneca dos bebês
Essa é uma técnica de massagem muito utilizada, que reforça aspectos como o amor, o carinho e o contato físico. Primeiro, explique o que é a Shantala e envie um vídeo com o passo a passo de como realizar a massagem em casa. Convide os familiares a massagear o bebê, aproveitando esse momento para aumentar a aproximação e o vínculo entre eles. Peça aos pais ou responsáveis um feedback sobre essa experiência, comentando como os bebês gostam de dormir ou o que os faz relaxar mais.

Tags

Guias

Tags

Guias