17740
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 5º ano > Povos e culturas: meu lugar no mundo e meu grupo social

Plano de aula - O lugar onde vivo: histórias e regras de convívio

Plano de aula de História com atividades para 5º ano do EF sobre O lugar onde vivo: histórias e regras de convívio

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Norton Frehse Nicolazzi Junior

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF05HI04, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Imagens impressas ou projetor multimidia, documentos com regras diversas: combinados da escola, regras de trânsito, Constituição Federal.

Material complementar:

Código de Hamurábi - https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YBvGvWxGAWav8zegX2mRk4ZBFgDHkzbPdX6qBkHtQnWqkeBgm9E7DRYaauJe/his5-04nd02-codigo-de-hamurabi.pdf

Constituição da República Federativa do Brasil - https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/7HXfdUCUbC4bt68RCX3ZUyEMu7nPCCMZCRTfPseTd6aNNvdgRnpaXQ847srp/his5-04und02-constituicao-da-republica-federativa-do-brasil.pdf

Para você saber mais:

Seria muito bom destacar a importância da Constituição Brasileira e toda a legislação que a tem como origem. A partir da Constituição Brasileira advém todas as outras legislações como códigos penal, de ética médica, do consumidor.

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Exiba o slide com o objetivo da aula ou escreva-o no quadro, destacando com os alunos os termos principais: regras, convivência, organizadoras e cidadania.

Questione os alunos das finalidades do referido combinado: para que servem, como funcionam, quem elaborou, quem é beneficiado e por quê.

Peça para que os alunos imaginem uma sala de aula sem combinados e sem regras estabelecidas para o convívio cotidiano.

Aproveite o momento para questionar os alunos: As regras implicam no exercício da cidadania? Qual a relação entre as regras e a prática cidadã? Uma vive sem a outra? Há cidadania sem regras?

Neste sentido, fundamental explicitar o conceito do termo cidadania, bem como sua origem. Cidadania deriva de cidade, de cidadã/cidadão, com origem etimológica no latim civìtas: cidade, reunião de cidadãos etc. Cidadão é todo e qualquer indivíduo que, como membro de um Estado, usufrui de direitos civis e políticos por este garantidos e desempenha os deveres que, nesta condição, lhe são atribuídos. Cidadania, portanto, é a qualidade ou condição de cidadão; é a condição de pessoa que, como membro de um Estado, se acha no gozo de direitos que lhe permitem participar da vida política.

Para você saber mais:

Quarenta séculos de codificação civil

Fonte: Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/988/R163-13.pdf?sequence=4 Acesso em: 3 de novembro de 2018.

Importância histórica dos códigos de leis

Fonte: Disponível em: http://www.unirv.edu.br/conteudos/fckfiles/files/8%20-%20IMPORT%C3%82NCIA%20HIST%C3%93RICA%20E%20AS%20PRINCIPAIS%20CARACTER%C3%8DSTICAS%20DOS%20C%C3%93DIGOS%20DE%20HAMURABI%20E%20DE%20MANU(1).pdf Acesso em: 3 de novembro de 2018.

“O tema cidadania aparece freqüentemente na mídia, nos discursos de políticos e capitalistas, na fala de intelectuais e de pessoas comuns. Mas, apesar de muito comentado, o termo é pouco compreendido por aqueles a quem deveria interessar mais, os indivíduos que integram o povo. A rigor podemos definir cidadania como um complexo de direitos e deveres atribuídos aos indivíduos que integram uma Nação, complexo que abrange direitos políticos, sociais e civis. Cidadania é um conceito histórico que varia no tempo e no espaço. Por exemplo, é bem diferente ser cidadão nos Estados Unidos, na Alemanha e no Brasil. A noção de cidadania está atrelada à participação social e política em um Estado. Além disso, a cidadania é sobretudo uma ação política construída paulatinamente por homens e mulheres para a transformação de uma realidade específica, pela ampliação de direitos e deveres comuns. Neste sentido, negros, mulheres, imigrantes, minorias étnicas e nacionais, índios, homossexuais e excluídos de modo geral são atores que vivem fazendo a cidadania acontecer a cada embate, em seus Estados nacionais específicos. O direito ao casamento entre homossexuais, por exemplo, que recentemente virou realidade em alguns países, é uma conquista de cidadania: a conquista do direito de estabelecer uma família assentada em bases jurídicas.

[...]

O conceito de cidadania que temos hoje é fruto das chamadas revoluções burguesas, particularmente da Revolução Francesa e da Independência dos EUA no século XVIII, mas também da Revolução Industrial. Neste contexto, foram as Constituições francesa e norte-americana os documentos que fundamentaram os princípios da cidadania moderna. Sua influência é tão grande sobre o mundo atual que os princípios liberais trazidos por elas foram reorganizados e ratificados pela ONU, em 1948, na Declaração Universal dos Direitos do Homem. Tais marcos históricos consolidaram o princípio de que todos os homens nascem e permanecem livres e iguais e têm direito à vida, à felicidade e à liberdade, e de que um governo só será legítimo enquanto garantir estes direitos naturais. Tais direitos devem constar na lei, nas Cartas Constitucionais de cada Nação e, de certo modo, o cidadão só pode possuir estes direitos até onde não ofendam os princípios legais instituídos.

Fonte: SILVA, Kalina Vanderlei. Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2005. p. 47 e 48.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Apresente os combinados de sala de aula como exemplo de regras do convívio diário na escola juntos com colegas e professores.

Questione os alunos das finalidades do referido combinado: Para que servem? Como funcionam? Quem elaborou? Quem é beneficiado e por quê?

Peça para que os alunos imaginem uma sala de aula sem combinados e sem regras estabelecidas para o convívio cotidiano.

Como adequar à sua realidade: Caso os combinados estejam afixados/expostos na própria sala de aula, aproveite-os para explorar junto com os alunos.

Caso os combinados não estejam expostos e sistematizados, escreva-os no quadro, na medida que os alunos forem citando-os.

E, se, porventura, não houver combinados estabelecidos de maneira explícita, reelabore-os com os alunos, pois sempre há acordos e convenções que regem o dia a dia na sala de aula.

Para você saber mais: Os acordos e os combinados são fundamentais para o desenvolvimento social das crianças, principalmente considerando o relacionamento humano calcado no respeito ao próximo e na alteridade. Por isso, o estabelecimento de combinados tem sido prática recorrente em
muitas salas de aula, principalmente na Educação Infantil e no anos iniciais do Ensino Fundamental. No entanto, a prática e a experiência revelam que o estabelecimento de combinados também é profícuo tanto nos anos finais do Ensino Fundamental como no Ensino Médio. Além do universo escolar, têm sido recorrentes os combinados em eventos corporativos e outras reuniões, empregados como forma de organização do tempo e do espaço, principalmente em função do uso contínuo de smartphones e similares.

Crianças e combinados

Fonte: Disponível em:

https://educador.brasilescola.uol.com.br/sugestoes-pais-professores/criancas-combinados.htm Acesso: em 3 de novembro de 2018.

Orientação aos professores

Fonte: Disponível em:

https://gestaoescolar.org.br/conteudo/1302/como-oriento-os-professores-para-que-facam-os-combinados-com-os-alunos-no-inicio-do-ano Acesso em: 3 de novembro de 2018.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Apresente os trechos selecionados do Código de Hamurabi, e da Constituição Federal do Brasil de 1988, indicando quando e onde os referidos documentos foram produzidos.

Divida os alunos em grupos.

A apresentação dos trechos selecionados pode ser feita com projeção dos slides e/ou com base na impressão dos textos e distribuição deles entre os grupos de alunos.

A produção dos slides impressos deve considerar a quantidade de alunos/grupos.

Textos para impressão:

Código de Hamurábi - https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YBvGvWxGAWav8zegX2mRk4ZBFgDHkzbPdX6qBkHtQnWqkeBgm9E7DRYaauJe/his5-04nd02-codigo-de-hamurabi.pdf

Constituição da República Federativa do Brasil - https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/7HXfdUCUbC4bt68RCX3ZUyEMu7nPCCMZCRTfPseTd6aNNvdgRnpaXQ847srp/his5-04und02-constituicao-da-republica-federativa-do-brasil.pdf

Sugere-se que cada grupo receba apenas os cartões referentes a um dos documentos selecionados, por exemplo: grupo 1, Código de Hamurabi; grupo 2, Constituição Federal.

Solicite que os grupos de alunos elaborem um quadro comparativo de regras de convívio relacionando as regras do passado (Código de Hamurabi) e as regras do presente (Constituição Federal).

O quadro deve apresentar informações referentes à diversidade e à pluralidade, possibilitando que os alunos identifiquem práticas associadas aos direitos humanos.

1. Com base no quadro comparativo, os alunos, ainda em grupos, analisarão a abrangência das regras de cada período (a quem/quais sujeitos são destinadas), a rigidez das regras e sua eficácia.

2. Após a elaboração dos quadros e a respectiva interpretação e análise das fontes, cada grupo apresentará suas conclusões, compartilhando com os colegas as características identificadas em cada documento.

Como adequar à sua realidade: Solicite que os alunos elaborem um glossário para a atividade, selecionando palavras/termos desconhecidos e anotando seus significados contextualizados de acordo com os documentos apresentados.

Para você saber mais: Um dos reis dos babilônios durante o segundo milênio antes da Era Cristã foi Hamurabi (1795-1750 a.C.), que empresta seu nome para um código de regras que regula a sociedade fundado na Lei de Talião, costumeiramente conhecida pela expressão “Olho por olho, dente por dente”.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Fonte: Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Twelve_Tables_Engraving.jpg Acesso em: 3 de novembro de 2018.

Fonte: HAMURABI, Rei da Babilônia. Código de Hammurabi: escrito em cerca de 1780 a.C. São Paulo: Madras, 2005. p. 65.

Orientações: Repasse para um grupo ou mais, os artigos selecionados do Código de Hamurabi.

Oriente os alunos do grupo para que identifiquem os grupos sociais presentes no documento.

Peça para que, no quadro comparativo, indiquem se os diversos grupos sociais, quando os há, têm os mesmos direitos.

Para você saber mais: Um dos reis dos babilônios durante o segundo milênio antes da Era Cristã foi Hamurabi (1795-1750 a.C.), que empresta seu nome para um código de regras que regula a sociedade fundado na Lei de Talião, costumeiramente conhecida pela expressão “Olho por olho, dente por dente”.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Trazer a constituição como forma de esclarecer sobre a função das leis e a preservação dos direitos de todos os brasileiros.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Para Saber mais: A revista Nova escola traz uma reportagem que poderá ser discutida com os alunos sobre a Constituição Brasileira, aqui trouxemos uma sugestão de parte do texto que poderá ser explorado pelo professor, mas sugerimos que seja de livre escolha do docente esse fragmento que seja discutido em sala de aula.

Fonte: Disponivel em: https://novaescola.org.br/conteudo/12669/constituicao-federal-muito-falada-pouco-conhecida . Acesso dia 06/03/2019

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: A Sistematização deve propiciar condições para que os alunos associem a noção de cidadania com os princípios de respeito à diversidade, à pluralidade e aos direitos humanos.

Para isso, apresente o artigo 1º da Constituição Federal, explorando como este conjunto de regras, um “combinado entre os cidadãos brasileiros”, considera a cidadania um dos seus princípios fundamentais.

Os alunos devem, em grupos, organizar regras de convívio para a cidadania, produzindo cartazes a serem afixados na escola, por exemplo.

Para a produção dos cartazes, instigue os alunos a refletir e considerar nas regras que serão elaboradas, questões como a própria relação das regras de convívio com a noção de cidadania.

Além disso, instigue sobre regras que permitam, de fato, o respeito à diversidade, à pluralidade e aos direitos humanos, destacando de que maneira tais regras possibilitarão o pleno exercício da cidadania por todos os cidadãos.

Como adequar à sua realidade: Se necessário, acrescente aqui orientações específicas para o professor adaptar o plano à região dele. Este item não é obrigatório em todas as etapas.

Para você saber mais: Auxiliar os alunos na compreensão e no desenvolvimento do conceito de cidadania não é tarefa fácil, mas, torna-se ainda mais difícil, se o próprio professor não domina com destreza o conceito e as possibilidades de explorá-lo.

Conceito de cidadania nos professores

Fonte: Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/psicologiaargumento/article/download/19931/19227 Acesso em: 3 de novembro de 2018.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade EF05HI04, de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Imagens impressas ou projetor multimidia, documentos com regras diversas: combinados da escola, regras de trânsito, Constituição Federal.

Material complementar:

Código de Hamurábi - https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YBvGvWxGAWav8zegX2mRk4ZBFgDHkzbPdX6qBkHtQnWqkeBgm9E7DRYaauJe/his5-04nd02-codigo-de-hamurabi.pdf

Constituição da República Federativa do Brasil - https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/7HXfdUCUbC4bt68RCX3ZUyEMu7nPCCMZCRTfPseTd6aNNvdgRnpaXQ847srp/his5-04und02-constituicao-da-republica-federativa-do-brasil.pdf

Para você saber mais:

Seria muito bom destacar a importância da Constituição Brasileira e toda a legislação que a tem como origem. A partir da Constituição Brasileira advém todas as outras legislações como códigos penal, de ética médica, do consumidor.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações: Exiba o slide com o objetivo da aula ou escreva-o no quadro, destacando com os alunos os termos principais: regras, convivência, organizadoras e cidadania.

Questione os alunos das finalidades do referido combinado: para que servem, como funcionam, quem elaborou, quem é beneficiado e por quê.

Peça para que os alunos imaginem uma sala de aula sem combinados e sem regras estabelecidas para o convívio cotidiano.

Aproveite o momento para questionar os alunos: As regras implicam no exercício da cidadania? Qual a relação entre as regras e a prática cidadã? Uma vive sem a outra? Há cidadania sem regras?

Neste sentido, fundamental explicitar o conceito do termo cidadania, bem como sua origem. Cidadania deriva de cidade, de cidadã/cidadão, com origem etimológica no latim civìtas: cidade, reunião de cidadãos etc. Cidadão é todo e qualquer indivíduo que, como membro de um Estado, usufrui de direitos civis e políticos por este garantidos e desempenha os deveres que, nesta condição, lhe são atribuídos. Cidadania, portanto, é a qualidade ou condição de cidadão; é a condição de pessoa que, como membro de um Estado, se acha no gozo de direitos que lhe permitem participar da vida política.

Para você saber mais:

Quarenta séculos de codificação civil

Fonte: Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/id/988/R163-13.pdf?sequence=4 Acesso em: 3 de novembro de 2018.

Importância histórica dos códigos de leis

Fonte: Disponível em: http://www.unirv.edu.br/conteudos/fckfiles/files/8%20-%20IMPORT%C3%82NCIA%20HIST%C3%93RICA%20E%20AS%20PRINCIPAIS%20CARACTER%C3%8DSTICAS%20DOS%20C%C3%93DIGOS%20DE%20HAMURABI%20E%20DE%20MANU(1).pdf Acesso em: 3 de novembro de 2018.

“O tema cidadania aparece freqüentemente na mídia, nos discursos de políticos e capitalistas, na fala de intelectuais e de pessoas comuns. Mas, apesar de muito comentado, o termo é pouco compreendido por aqueles a quem deveria interessar mais, os indivíduos que integram o povo. A rigor podemos definir cidadania como um complexo de direitos e deveres atribuídos aos indivíduos que integram uma Nação, complexo que abrange direitos políticos, sociais e civis. Cidadania é um conceito histórico que varia no tempo e no espaço. Por exemplo, é bem diferente ser cidadão nos Estados Unidos, na Alemanha e no Brasil. A noção de cidadania está atrelada à participação social e política em um Estado. Além disso, a cidadania é sobretudo uma ação política construída paulatinamente por homens e mulheres para a transformação de uma realidade específica, pela ampliação de direitos e deveres comuns. Neste sentido, negros, mulheres, imigrantes, minorias étnicas e nacionais, índios, homossexuais e excluídos de modo geral são atores que vivem fazendo a cidadania acontecer a cada embate, em seus Estados nacionais específicos. O direito ao casamento entre homossexuais, por exemplo, que recentemente virou realidade em alguns países, é uma conquista de cidadania: a conquista do direito de estabelecer uma família assentada em bases jurídicas.

[...]

O conceito de cidadania que temos hoje é fruto das chamadas revoluções burguesas, particularmente da Revolução Francesa e da Independência dos EUA no século XVIII, mas também da Revolução Industrial. Neste contexto, foram as Constituições francesa e norte-americana os documentos que fundamentaram os princípios da cidadania moderna. Sua influência é tão grande sobre o mundo atual que os princípios liberais trazidos por elas foram reorganizados e ratificados pela ONU, em 1948, na Declaração Universal dos Direitos do Homem. Tais marcos históricos consolidaram o princípio de que todos os homens nascem e permanecem livres e iguais e têm direito à vida, à felicidade e à liberdade, e de que um governo só será legítimo enquanto garantir estes direitos naturais. Tais direitos devem constar na lei, nas Cartas Constitucionais de cada Nação e, de certo modo, o cidadão só pode possuir estes direitos até onde não ofendam os princípios legais instituídos.

Fonte: SILVA, Kalina Vanderlei. Dicionário de conceitos históricos. São Paulo: Contexto, 2005. p. 47 e 48.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Apresente os combinados de sala de aula como exemplo de regras do convívio diário na escola juntos com colegas e professores.

Questione os alunos das finalidades do referido combinado: Para que servem? Como funcionam? Quem elaborou? Quem é beneficiado e por quê?

Peça para que os alunos imaginem uma sala de aula sem combinados e sem regras estabelecidas para o convívio cotidiano.

Como adequar à sua realidade: Caso os combinados estejam afixados/expostos na própria sala de aula, aproveite-os para explorar junto com os alunos.

Caso os combinados não estejam expostos e sistematizados, escreva-os no quadro, na medida que os alunos forem citando-os.

E, se, porventura, não houver combinados estabelecidos de maneira explícita, reelabore-os com os alunos, pois sempre há acordos e convenções que regem o dia a dia na sala de aula.

Para você saber mais: Os acordos e os combinados são fundamentais para o desenvolvimento social das crianças, principalmente considerando o relacionamento humano calcado no respeito ao próximo e na alteridade. Por isso, o estabelecimento de combinados tem sido prática recorrente em
muitas salas de aula, principalmente na Educação Infantil e no anos iniciais do Ensino Fundamental. No entanto, a prática e a experiência revelam que o estabelecimento de combinados também é profícuo tanto nos anos finais do Ensino Fundamental como no Ensino Médio. Além do universo escolar, têm sido recorrentes os combinados em eventos corporativos e outras reuniões, empregados como forma de organização do tempo e do espaço, principalmente em função do uso contínuo de smartphones e similares.

Crianças e combinados

Fonte: Disponível em:

https://educador.brasilescola.uol.com.br/sugestoes-pais-professores/criancas-combinados.htm Acesso: em 3 de novembro de 2018.

Orientação aos professores

Fonte: Disponível em:

https://gestaoescolar.org.br/conteudo/1302/como-oriento-os-professores-para-que-facam-os-combinados-com-os-alunos-no-inicio-do-ano Acesso em: 3 de novembro de 2018.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Apresente os trechos selecionados do Código de Hamurabi, e da Constituição Federal do Brasil de 1988, indicando quando e onde os referidos documentos foram produzidos.

Divida os alunos em grupos.

A apresentação dos trechos selecionados pode ser feita com projeção dos slides e/ou com base na impressão dos textos e distribuição deles entre os grupos de alunos.

A produção dos slides impressos deve considerar a quantidade de alunos/grupos.

Textos para impressão:

Código de Hamurábi - https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/YBvGvWxGAWav8zegX2mRk4ZBFgDHkzbPdX6qBkHtQnWqkeBgm9E7DRYaauJe/his5-04nd02-codigo-de-hamurabi.pdf

Constituição da República Federativa do Brasil - https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/7HXfdUCUbC4bt68RCX3ZUyEMu7nPCCMZCRTfPseTd6aNNvdgRnpaXQ847srp/his5-04und02-constituicao-da-republica-federativa-do-brasil.pdf

Sugere-se que cada grupo receba apenas os cartões referentes a um dos documentos selecionados, por exemplo: grupo 1, Código de Hamurabi; grupo 2, Constituição Federal.

Solicite que os grupos de alunos elaborem um quadro comparativo de regras de convívio relacionando as regras do passado (Código de Hamurabi) e as regras do presente (Constituição Federal).

O quadro deve apresentar informações referentes à diversidade e à pluralidade, possibilitando que os alunos identifiquem práticas associadas aos direitos humanos.

1. Com base no quadro comparativo, os alunos, ainda em grupos, analisarão a abrangência das regras de cada período (a quem/quais sujeitos são destinadas), a rigidez das regras e sua eficácia.

2. Após a elaboração dos quadros e a respectiva interpretação e análise das fontes, cada grupo apresentará suas conclusões, compartilhando com os colegas as características identificadas em cada documento.

Como adequar à sua realidade: Solicite que os alunos elaborem um glossário para a atividade, selecionando palavras/termos desconhecidos e anotando seus significados contextualizados de acordo com os documentos apresentados.

Para você saber mais: Um dos reis dos babilônios durante o segundo milênio antes da Era Cristã foi Hamurabi (1795-1750 a.C.), que empresta seu nome para um código de regras que regula a sociedade fundado na Lei de Talião, costumeiramente conhecida pela expressão “Olho por olho, dente por dente”.

Slide Plano Aula

Fonte: Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:Twelve_Tables_Engraving.jpg Acesso em: 3 de novembro de 2018.

Fonte: HAMURABI, Rei da Babilônia. Código de Hammurabi: escrito em cerca de 1780 a.C. São Paulo: Madras, 2005. p. 65.

Orientações: Repasse para um grupo ou mais, os artigos selecionados do Código de Hamurabi.

Oriente os alunos do grupo para que identifiquem os grupos sociais presentes no documento.

Peça para que, no quadro comparativo, indiquem se os diversos grupos sociais, quando os há, têm os mesmos direitos.

Para você saber mais: Um dos reis dos babilônios durante o segundo milênio antes da Era Cristã foi Hamurabi (1795-1750 a.C.), que empresta seu nome para um código de regras que regula a sociedade fundado na Lei de Talião, costumeiramente conhecida pela expressão “Olho por olho, dente por dente”.

Slide Plano Aula

Trazer a constituição como forma de esclarecer sobre a função das leis e a preservação dos direitos de todos os brasileiros.

Slide Plano Aula

Para Saber mais: A revista Nova escola traz uma reportagem que poderá ser discutida com os alunos sobre a Constituição Brasileira, aqui trouxemos uma sugestão de parte do texto que poderá ser explorado pelo professor, mas sugerimos que seja de livre escolha do docente esse fragmento que seja discutido em sala de aula.

Fonte: Disponivel em: https://novaescola.org.br/conteudo/12669/constituicao-federal-muito-falada-pouco-conhecida . Acesso dia 06/03/2019

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: A Sistematização deve propiciar condições para que os alunos associem a noção de cidadania com os princípios de respeito à diversidade, à pluralidade e aos direitos humanos.

Para isso, apresente o artigo 1º da Constituição Federal, explorando como este conjunto de regras, um “combinado entre os cidadãos brasileiros”, considera a cidadania um dos seus princípios fundamentais.

Os alunos devem, em grupos, organizar regras de convívio para a cidadania, produzindo cartazes a serem afixados na escola, por exemplo.

Para a produção dos cartazes, instigue os alunos a refletir e considerar nas regras que serão elaboradas, questões como a própria relação das regras de convívio com a noção de cidadania.

Além disso, instigue sobre regras que permitam, de fato, o respeito à diversidade, à pluralidade e aos direitos humanos, destacando de que maneira tais regras possibilitarão o pleno exercício da cidadania por todos os cidadãos.

Como adequar à sua realidade: Se necessário, acrescente aqui orientações específicas para o professor adaptar o plano à região dele. Este item não é obrigatório em todas as etapas.

Para você saber mais: Auxiliar os alunos na compreensão e no desenvolvimento do conceito de cidadania não é tarefa fácil, mas, torna-se ainda mais difícil, se o próprio professor não domina com destreza o conceito e as possibilidades de explorá-lo.

Conceito de cidadania nos professores

Fonte: Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/psicologiaargumento/article/download/19931/19227 Acesso em: 3 de novembro de 2018.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Povos e culturas: meu lugar no mundo e meu grupo social do 5º ano :

5º ano / História / Povos e culturas: meu lugar no mundo e meu grupo social

5º ano / História / Povos e culturas: meu lugar no mundo e meu grupo social

MAIS AULAS DE História do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF05HI04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano