16803
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > História > 8º ano > O mundo contemporâneo: o Antigo Regime em crise

Plano de aula - A Conjuração Baiana e suas relações com a Revolução Francesa

Plano de aula de História com atividades para 8º ano do EF sobre A Conjuração Baiana e suas relações com a Revolução Francesa

Plano 05 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Thayane Da Rocha Cruz Dias Freitas

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF08HI05) de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Projetor (se houver), materiais impressos, lápis, canetas e papel.

Material complementar:

Reportagem sobre a Revolta dos Búzios e bandeira da França

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/6vX2JDRPJWK6eneGjCTkHfGbS65GUe3ygMuNU4h3Wed2sJfNtaFdvRFPy5xA/reportagem-sobre-a-revolta-dos-buzios-e-bandeira-da-franca.pdf

Trecho do discurso de Robespierre (1793). https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/D7bWVEUqy9GMchGEdAks376uzS3RK9swtApgkEKtx8k7mNm9nTMNgVUNaTSW/trecho-do-discurso-de-robespierre-1793.pdf

Panfleto da Conjuração Baiana - "Aviso ao povo Bahiense" (1798)

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9gqbqx7PhGUuQXD4vUedSyr5HUFC5Hu7g7fax33jumVu8QG5EqKGMm8FmwD7/panfleto-da-conjuracao-baiana-aviso-ao-povo-bahiense.pdf

Trechos do livro Brasil: uma biografia (SCHWARCZ, Lilia. STARLING, Heloisa). https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/fRf8X22zxms4aDYPGpTEsy9QjPKfqZ9p7pY8Qv9QnycKM3K26NwegfBExtxg/trechos-do-livro-brasil-uma-biografia.pdf

Para você saber mais:

A Conjuração Baiana (1798) é também conhecida como Revolta dos Búzios (tipo de concha utilizada em religiões de matrizes africanas, que foi um elemento de identificação dos seus integrantes) ou como Revolta dos Alfaiates (devido a parte dos líderes exercer esta profissão popular).

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Leia em voz alta ou peça para os alunos lerem o objetivo da aula. Os alunos devem ao longo da aula identificar quais foram os sujeitos envolvidos no movimento da Conjuração Baiana e suas origens sociais, relacionando o movimento com o processo da Revolução Francesa.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações: Observe junto aos estudantes o cartaz que trata da Revolta de Búzios (ou Conjuração Baiana), movimento ocorrido na Capitania da Bahia, entre 1798 e 1799, que reivindicava a emancipação do Brasil do domínio português e a instauração da República, o fim da escravidão e do preconceito, dentre outros. Neste momento inicial, a proposta é que os estudantes tomem conhecimento da existência desta revolta, associada a lideranças negras, durante o período colonial da História do Brasil. Para isso, você poderá sugerir alguns questionamentos norteadores a sua turma:

  • Vocês já ouviram falar sobre a Revolta dos Búzios (ou Conjuração Baiana)?
  • De acordo com a imagem, quem são as pessoas referidas como heróis? (São quatro homens negros, representados com gravuras. Seus nomes são: Lucas Dantas, Manuel Faustino, Luís Gonzaga e João de Deus.)
  • O que podemos entender com o enunciado: “Heróis de Búzios”? (Estes líderes atuaram em uma causa que é reconhecida como importante e este movimento do qual participaram está associado a população negra do período colonial, que se identificava, por exemplo, por meio de referências culturais de matriz africana, como o Búzio.)
  • Qual seria a causa defendida por estes heróis? (Os estudantes podem levantar a hipótese de que a causa deles tinha alguma relação com reivindicações da população negra africana e afro-brasileira no Brasil colonial, como o fim do sistema escravista e dos preconceitos).
  • A Conjuração Baiana, também chamada de Inconfidência Baiana ou Revolta dos Búzios, não é tão conhecida como outros movimentos de revolta como a Inconfidência Mineira. Baseados na observação da imagem, respondam qual fator pode ter levado a este “esquecimento”?
    (Os alunos podem apontar que o esquecimento do movimento, se deu pelo fato de ter sido liderado por uma camada marginalizada da sociedade, os negros, que buscavam liberdade e direitos no contexto em que estavam inseridos.)

Para saber mais: Além destas designações (Conjuração Baiana e Revolta dos Búzios), este evento também ficou conhecido como Revolta dos Alfaiates, devido a parte dos líderes exercer esta profissão popular, como também ocorreu no caso de Joaquim José da Silva Xavier (conhecido por Tiradentes) na Inconfidência Mineira.

Para traçar relações entre a revolta da Bahia e a de Minas Gerais que envolveram estes personagens históricos, recomendamos a leitura do artigo “Tiradentes? E Lucas Dantas, Manuel Faustino, Luiz Gonzaga e João de Deus?”. Disponível em:

https://www.geledes.org.br/tiradentes-e-lucas-dantas-manuel-faustino-luiz-gonzaga-e-joao-de-deus/ Aceso em: 10 de março de 2019.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Peça aos alunos que observem o trecho de notícia sobre a bandeira da Revolta dos Búzios. Neste momento, os alunos deverão identificar seu reconhecimento pelo Estado e setores da sociedade, observando que ela foi hasteada recentemente na Bahia (2015) como forma de homenagem a tal conjuração, em cerimônia que envolveu tanto o governo quanto artistas e movimentos civis da população negra. Além disso, com base na observação de sua bandeira, poderão começar a levantar hipóteses sobre outras características daquele evento, como a influência dos ideais da Revolução Francesa.

Alguns questionamentos podem ser feitos para mediar esta análise:

  • De acordo com a reportagem, a Revolta dos Búzios é reconhecida como importante para quem? (Para o governo da Bahia, educadores, artistas e movimentos sociais da população negra.)
  • Há semelhanças entre a bandeira da Conjuração Baiana e da França. Vocês sabem quais são? Acham que isso pode indicar uma influência da Revolução Francesa no movimento baiano? Se sim, qual? (As cores são as mesmas e ambas foram criadas para identificar movimentos de contestação à ordem estabelecida, reivindicando liberdade e direitos iguais a população. Se os estudantes não souberem a respeito das
    cores da bandeira francesa e sua origem na Revolução Francesa, você poderá expor a imagem e legenda disponíveis no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/6vX2JDRPJWK6eneGjCTkHfGbS65GUe3ygMuNU4h3Wed2sJfNtaFdvRFPy5xA/reportagem-sobre-a-revolta-dos-buzios-e-bandeira-da-franca.pdf)
  • A quem poderia estar se referindo a expressão em latim "surge, nec mergitur" ("apareça e não se esconda") no contexto da Revolta de Búzios? (A expressão se referia a população africana e afro-brasileira do período colonial, solicitando que participassem da causa empreendida, especialmente, a luta contra o sistema escravista e preconceitos).
  • Esta expressão pode ser inspiradora ainda nos dias atuais? A quem? (Sim, a expressão motiva a participação popular nas questões que envolvem a sociedade. Ela é especialmente inspiradora para a população negra da atualidade, motivando o seu protagonismo).

Caso não tenha projetor disponível, você pode imprimir o documento e entregar aos alunos. Disponível: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/6vX2JDRPJWK6eneGjCTkHfGbS65GUe3ygMuNU4h3Wed2sJfNtaFdvRFPy5xA/reportagem-sobre-a-revolta-dos-buzios-e-bandeira-da-franca.pdf

Para você saber mais: Recomendamos a leitura das seguintes reportagens para um aprofundamento sobre a Conjuração Baiana e seus reflexos no presente. Com base nesta leitura será possível debater melhor com os alunos por que esta revolta não é tão lembrada quanto outras em nosso país, além dos avanços que a Conjuração Baiana apresentou em relação à Inconfidência Mineira.

BASTOS, Lara. Bandeira em homenagem à Revolta dos Búzios é hasteada na Praça da Piedade. Disponível em:<https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bandeira-em-homenagem-a-revolta-dos-buzios-e-hasteada-na-praca-da-piedade/>.
Acesso em: 22 jan. 2019.

FRANCO, Tasso. OLODUM lembra heróis de Búzios e promove marcha no centro de Salvador. Disponível em:<http://www.bahiaja.com.br/salvador/noticia/2017/08/13/olodum-lembra-herois-de-buzios-e-promove-marcha-no-centro-de-salvador,103091,0.html>. Acesso em: 22 jan. 2019.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Nesta parte da aula, peça aos alunos que leiam e analisem dois documentos:

Trecho do discurso de Robespierre durante a Convenção Nacional (1793). Disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/D7bWVEUqy9GMchGEdAks376uzS3RK9swtApgkEKtx8k7mNm9nTMNgVUNaTSW/trecho-do-discurso-de-robespierre-1793.pdf

Panfleto da Conjuração Baiana divulgado em Salvador- "Aviso ao povo Bahiense". Disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9gqbqx7PhGUuQXD4vUedSyr5HUFC5Hu7g7fax33jumVu8QG5EqKGMm8FmwD7/panfleto-da-conjuracao-baiana-aviso-ao-povo-bahiense.pdf

Os alunos devem identificar quais os argumentos e exigências há em comum entre os dois documentos. Além disso devem diferenciar os grupos sociais envolvidos nas duas revoltas, a Conjuração e a Revolução Francesa. Alguns questionamentos poderão auxiliar para a interpretação das fontes:

  • Quais ideias há em comum entre o discurso de Robespierre (1793) e o panfleto da Conjuração Baiana (1798)?

  • Podemos indicar que a Revolução na França influenciou a revolta no Brasil?

  • Qual diferença de status social e político de Robespierre e dos líderes da Conjuração Baiana?

  • Qual ideia de “liberdade” estes movimentos defendiam?

Os alunos devem identificar que as noções de liberdade, felicidade e igualdade de direitos é um aspecto em comum entre os documentos . Os ideais de liberdade e igualdade da Revolução Francesa (1789) influenciaram diversos outros movimentos, dentre eles a Revolta de Búzios (1798). É interessante analisar que estes processos, possuíam aproximações e distanciamentos: a população negra da Conjuração baiana buscava liberdade e igualdade em uma sociedade escravocrata e excludente, em que o negro não era considerado um cidadão e, portanto, não tinha nenhum tipo de direito político. Já na França a burguesia e as camadas mais pobres buscavam uma efetiva cidadania, com maior participação política na sociedade, já que apesar de possuir representantes nas Assembléias de deputados, os reis, nobres e clero detinham maiores poderes políticos e privilégios.

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Orientações: Solicite que os alunos leiam os trechos selecionados do livro das historiadoras Lilia Schwarcz e Heloisa Starling descrevendo a ação dos revoltosos da Conjuração Baiana, seus membros e seus destinos. Caso não tenha projetor disponível, você pode imprimir os documentos e entregar aos alunos.

Trechos do livro: SCHWARCZ, Lilia. STARLING, Heloisa. Brasil: uma biografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. Link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/fRf8X22zxms4aDYPGpTEsy9QjPKfqZ9p7pY8Qv9QnycKM3K26NwegfBExtxg/trechos-do-livro-brasil-uma-biografia.pdf

Para mediar a leitura e interpretação destes textos, alguns questionamentos podem ser feitos:

  • De acordo com texto o que teria motivado os revoltosos?
  • Qual a origem social dos membros da revolta?
  • Qual foi o destino de seus líderes?

Espera-se que os alunos identifiquem nos trechos que os líderes buscavam maior visibilidade política na sociedade, uma vez que, apesar de o movimento reunir homens negros livres, estes eram marginalizados pela sociedade. Os líderes da Conjuração eram homens negros pobres que exerciam funções como alfaiates e soldados. Os líderes do movimento acabaram sendo denunciados e receberam pena de morte a mando da Coroa.

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: No final da aula os alunos devem perceber semelhanças e influências entre a Revolução Francesa e a Conjuração Baiana, principalmente com relação às suas reivindicações por liberdade.

Para que expressem o conhecimento desenvolvido ao longo da aula, solicite que os alunos elaborem uma carta se colocando no lugar dos líderes da Conjuração Baiana. Nesta carta eles deverão contar aos líderes da Revolução Francesa sobre o contexto social e político em que estão inseridos e as motivações do movimento.

Observação: Esta atividade poderá ser desenvolvida de modo interdisciplinar com Língua Portuguesa, abordando a respeito da carta enquanto um tipo de gênero textual.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 50 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF08HI05) de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Projetor (se houver), materiais impressos, lápis, canetas e papel.

Material complementar:

Reportagem sobre a Revolta dos Búzios e bandeira da França

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/6vX2JDRPJWK6eneGjCTkHfGbS65GUe3ygMuNU4h3Wed2sJfNtaFdvRFPy5xA/reportagem-sobre-a-revolta-dos-buzios-e-bandeira-da-franca.pdf

Trecho do discurso de Robespierre (1793). https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/D7bWVEUqy9GMchGEdAks376uzS3RK9swtApgkEKtx8k7mNm9nTMNgVUNaTSW/trecho-do-discurso-de-robespierre-1793.pdf

Panfleto da Conjuração Baiana - "Aviso ao povo Bahiense" (1798)

https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9gqbqx7PhGUuQXD4vUedSyr5HUFC5Hu7g7fax33jumVu8QG5EqKGMm8FmwD7/panfleto-da-conjuracao-baiana-aviso-ao-povo-bahiense.pdf

Trechos do livro Brasil: uma biografia (SCHWARCZ, Lilia. STARLING, Heloisa). https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/fRf8X22zxms4aDYPGpTEsy9QjPKfqZ9p7pY8Qv9QnycKM3K26NwegfBExtxg/trechos-do-livro-brasil-uma-biografia.pdf

Para você saber mais:

A Conjuração Baiana (1798) é também conhecida como Revolta dos Búzios (tipo de concha utilizada em religiões de matrizes africanas, que foi um elemento de identificação dos seus integrantes) ou como Revolta dos Alfaiates (devido a parte dos líderes exercer esta profissão popular).

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Leia em voz alta ou peça para os alunos lerem o objetivo da aula. Os alunos devem ao longo da aula identificar quais foram os sujeitos envolvidos no movimento da Conjuração Baiana e suas origens sociais, relacionando o movimento com o processo da Revolução Francesa.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 13 minutos.

Orientações: Observe junto aos estudantes o cartaz que trata da Revolta de Búzios (ou Conjuração Baiana), movimento ocorrido na Capitania da Bahia, entre 1798 e 1799, que reivindicava a emancipação do Brasil do domínio português e a instauração da República, o fim da escravidão e do preconceito, dentre outros. Neste momento inicial, a proposta é que os estudantes tomem conhecimento da existência desta revolta, associada a lideranças negras, durante o período colonial da História do Brasil. Para isso, você poderá sugerir alguns questionamentos norteadores a sua turma:

  • Vocês já ouviram falar sobre a Revolta dos Búzios (ou Conjuração Baiana)?
  • De acordo com a imagem, quem são as pessoas referidas como heróis? (São quatro homens negros, representados com gravuras. Seus nomes são: Lucas Dantas, Manuel Faustino, Luís Gonzaga e João de Deus.)
  • O que podemos entender com o enunciado: “Heróis de Búzios”? (Estes líderes atuaram em uma causa que é reconhecida como importante e este movimento do qual participaram está associado a população negra do período colonial, que se identificava, por exemplo, por meio de referências culturais de matriz africana, como o Búzio.)
  • Qual seria a causa defendida por estes heróis? (Os estudantes podem levantar a hipótese de que a causa deles tinha alguma relação com reivindicações da população negra africana e afro-brasileira no Brasil colonial, como o fim do sistema escravista e dos preconceitos).
  • A Conjuração Baiana, também chamada de Inconfidência Baiana ou Revolta dos Búzios, não é tão conhecida como outros movimentos de revolta como a Inconfidência Mineira. Baseados na observação da imagem, respondam qual fator pode ter levado a este “esquecimento”?
    (Os alunos podem apontar que o esquecimento do movimento, se deu pelo fato de ter sido liderado por uma camada marginalizada da sociedade, os negros, que buscavam liberdade e direitos no contexto em que estavam inseridos.)

Para saber mais: Além destas designações (Conjuração Baiana e Revolta dos Búzios), este evento também ficou conhecido como Revolta dos Alfaiates, devido a parte dos líderes exercer esta profissão popular, como também ocorreu no caso de Joaquim José da Silva Xavier (conhecido por Tiradentes) na Inconfidência Mineira.

Para traçar relações entre a revolta da Bahia e a de Minas Gerais que envolveram estes personagens históricos, recomendamos a leitura do artigo “Tiradentes? E Lucas Dantas, Manuel Faustino, Luiz Gonzaga e João de Deus?”. Disponível em:

https://www.geledes.org.br/tiradentes-e-lucas-dantas-manuel-faustino-luiz-gonzaga-e-joao-de-deus/ Aceso em: 10 de março de 2019.

Slide Plano Aula

Orientações: Peça aos alunos que observem o trecho de notícia sobre a bandeira da Revolta dos Búzios. Neste momento, os alunos deverão identificar seu reconhecimento pelo Estado e setores da sociedade, observando que ela foi hasteada recentemente na Bahia (2015) como forma de homenagem a tal conjuração, em cerimônia que envolveu tanto o governo quanto artistas e movimentos civis da população negra. Além disso, com base na observação de sua bandeira, poderão começar a levantar hipóteses sobre outras características daquele evento, como a influência dos ideais da Revolução Francesa.

Alguns questionamentos podem ser feitos para mediar esta análise:

  • De acordo com a reportagem, a Revolta dos Búzios é reconhecida como importante para quem? (Para o governo da Bahia, educadores, artistas e movimentos sociais da população negra.)
  • Há semelhanças entre a bandeira da Conjuração Baiana e da França. Vocês sabem quais são? Acham que isso pode indicar uma influência da Revolução Francesa no movimento baiano? Se sim, qual? (As cores são as mesmas e ambas foram criadas para identificar movimentos de contestação à ordem estabelecida, reivindicando liberdade e direitos iguais a população. Se os estudantes não souberem a respeito das
    cores da bandeira francesa e sua origem na Revolução Francesa, você poderá expor a imagem e legenda disponíveis no link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/6vX2JDRPJWK6eneGjCTkHfGbS65GUe3ygMuNU4h3Wed2sJfNtaFdvRFPy5xA/reportagem-sobre-a-revolta-dos-buzios-e-bandeira-da-franca.pdf)
  • A quem poderia estar se referindo a expressão em latim "surge, nec mergitur" ("apareça e não se esconda") no contexto da Revolta de Búzios? (A expressão se referia a população africana e afro-brasileira do período colonial, solicitando que participassem da causa empreendida, especialmente, a luta contra o sistema escravista e preconceitos).
  • Esta expressão pode ser inspiradora ainda nos dias atuais? A quem? (Sim, a expressão motiva a participação popular nas questões que envolvem a sociedade. Ela é especialmente inspiradora para a população negra da atualidade, motivando o seu protagonismo).

Caso não tenha projetor disponível, você pode imprimir o documento e entregar aos alunos. Disponível: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/6vX2JDRPJWK6eneGjCTkHfGbS65GUe3ygMuNU4h3Wed2sJfNtaFdvRFPy5xA/reportagem-sobre-a-revolta-dos-buzios-e-bandeira-da-franca.pdf

Para você saber mais: Recomendamos a leitura das seguintes reportagens para um aprofundamento sobre a Conjuração Baiana e seus reflexos no presente. Com base nesta leitura será possível debater melhor com os alunos por que esta revolta não é tão lembrada quanto outras em nosso país, além dos avanços que a Conjuração Baiana apresentou em relação à Inconfidência Mineira.

BASTOS, Lara. Bandeira em homenagem à Revolta dos Búzios é hasteada na Praça da Piedade. Disponível em:<https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bandeira-em-homenagem-a-revolta-dos-buzios-e-hasteada-na-praca-da-piedade/>.
Acesso em: 22 jan. 2019.

FRANCO, Tasso. OLODUM lembra heróis de Búzios e promove marcha no centro de Salvador. Disponível em:<http://www.bahiaja.com.br/salvador/noticia/2017/08/13/olodum-lembra-herois-de-buzios-e-promove-marcha-no-centro-de-salvador,103091,0.html>. Acesso em: 22 jan. 2019.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 minutos.

Orientações: Nesta parte da aula, peça aos alunos que leiam e analisem dois documentos:

Trecho do discurso de Robespierre durante a Convenção Nacional (1793). Disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/D7bWVEUqy9GMchGEdAks376uzS3RK9swtApgkEKtx8k7mNm9nTMNgVUNaTSW/trecho-do-discurso-de-robespierre-1793.pdf

Panfleto da Conjuração Baiana divulgado em Salvador- "Aviso ao povo Bahiense". Disponível em: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/9gqbqx7PhGUuQXD4vUedSyr5HUFC5Hu7g7fax33jumVu8QG5EqKGMm8FmwD7/panfleto-da-conjuracao-baiana-aviso-ao-povo-bahiense.pdf

Os alunos devem identificar quais os argumentos e exigências há em comum entre os dois documentos. Além disso devem diferenciar os grupos sociais envolvidos nas duas revoltas, a Conjuração e a Revolução Francesa. Alguns questionamentos poderão auxiliar para a interpretação das fontes:

  • Quais ideias há em comum entre o discurso de Robespierre (1793) e o panfleto da Conjuração Baiana (1798)?

  • Podemos indicar que a Revolução na França influenciou a revolta no Brasil?

  • Qual diferença de status social e político de Robespierre e dos líderes da Conjuração Baiana?

  • Qual ideia de “liberdade” estes movimentos defendiam?

Os alunos devem identificar que as noções de liberdade, felicidade e igualdade de direitos é um aspecto em comum entre os documentos . Os ideais de liberdade e igualdade da Revolução Francesa (1789) influenciaram diversos outros movimentos, dentre eles a Revolta de Búzios (1798). É interessante analisar que estes processos, possuíam aproximações e distanciamentos: a população negra da Conjuração baiana buscava liberdade e igualdade em uma sociedade escravocrata e excludente, em que o negro não era considerado um cidadão e, portanto, não tinha nenhum tipo de direito político. Já na França a burguesia e as camadas mais pobres buscavam uma efetiva cidadania, com maior participação política na sociedade, já que apesar de possuir representantes nas Assembléias de deputados, os reis, nobres e clero detinham maiores poderes políticos e privilégios.

Slide Plano Aula

Orientações: Solicite que os alunos leiam os trechos selecionados do livro das historiadoras Lilia Schwarcz e Heloisa Starling descrevendo a ação dos revoltosos da Conjuração Baiana, seus membros e seus destinos. Caso não tenha projetor disponível, você pode imprimir os documentos e entregar aos alunos.

Trechos do livro: SCHWARCZ, Lilia. STARLING, Heloisa. Brasil: uma biografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. Link: https://nova-escola-producao.s3.amazonaws.com/fRf8X22zxms4aDYPGpTEsy9QjPKfqZ9p7pY8Qv9QnycKM3K26NwegfBExtxg/trechos-do-livro-brasil-uma-biografia.pdf

Para mediar a leitura e interpretação destes textos, alguns questionamentos podem ser feitos:

  • De acordo com texto o que teria motivado os revoltosos?
  • Qual a origem social dos membros da revolta?
  • Qual foi o destino de seus líderes?

Espera-se que os alunos identifiquem nos trechos que os líderes buscavam maior visibilidade política na sociedade, uma vez que, apesar de o movimento reunir homens negros livres, estes eram marginalizados pela sociedade. Os líderes da Conjuração eram homens negros pobres que exerciam funções como alfaiates e soldados. Os líderes do movimento acabaram sendo denunciados e receberam pena de morte a mando da Coroa.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.

Orientações: No final da aula os alunos devem perceber semelhanças e influências entre a Revolução Francesa e a Conjuração Baiana, principalmente com relação às suas reivindicações por liberdade.

Para que expressem o conhecimento desenvolvido ao longo da aula, solicite que os alunos elaborem uma carta se colocando no lugar dos líderes da Conjuração Baiana. Nesta carta eles deverão contar aos líderes da Revolução Francesa sobre o contexto social e político em que estão inseridos e as motivações do movimento.

Observação: Esta atividade poderá ser desenvolvida de modo interdisciplinar com Língua Portuguesa, abordando a respeito da carta enquanto um tipo de gênero textual.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE O mundo contemporâneo: o Antigo Regime em crise do 8º ano :

MAIS AULAS DE História do 8º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF08HI05 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano