15732
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Creche - Bebês

Atividade - Cestinhas dos tesouros

Nesta atividade, planeje a interação das crianças com objetos enviados para a escola pelas famílias

Plano 03 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Tamira Paula Torres Martins

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Antecipe ações que envolvam as famílias e compartilhe mediante bilhete a necessidade de serem enviados à escola objetos de referência e apreço dos bebês para a realização da proposta Cesto dos tesouros. Lembre-se de ressaltar no bilhete os combinados acerca de prazos, quantidades, entre outros que considerar relevante. Veja um modelo de bilhete aqui.Concomitantemente a essa ação providencie alguns cestos de tamanhos médios e rasos para organizar os objetos que serão enviados e utilizados.

Materiais:

Materiais de referências dos bebês, de uso doméstico ou escolar, como fraldinhas de pano, pelúcias, brinquedos, dentre outros.

De quatro a seis cestos médios e rasos, aproximadamente.

Celular ou outro equipamento para filmar ou fotografar, a fim de compor a documentação pedagógica.

Espaços:

Esta proposta pode ser realizada na sala ou em outro local com o qual as crianças estejam familiarizadas. Distribua as cestas pelo ambiente de modo que os bebês se aproximem delas conforme seus interesses. Garanta ainda espaços de mobilidade, de modo que os pequenos possam deslocar a si e aos objetos no ambiente, nos quais possam ir e vir com independência. Deixe cestas próximas aos menores, para que possam manipulá-las de acordo com seus desejos e preferências. Além disso, esteja atento aos interesses e às necessidades de todos para auxiliá-los durante a vivência.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 40 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

Como os bebês estabelecem relações com os objetos das cestas no ambiente: movem-nos ou removem-nos, transbordam ou esvaziam as cestas, misturam ou selecionam os materiais?

De que maneira os bebês interagem com o espaço: deslocam-se entre as cestas, manipulam e exploram os materiais testando seus efeitos por meio de suas ações de agrupar, arrumar?

Durante a exploração das cestas, como se dão as iniciativas dos bebês?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Garanta a participação de todos, considerando os suportes necessários para os bebês menores, bem como apoios àqueles que deles necessitam para se sentar ou se deslocar. Por fim, antecipe espaços de locomoção para aqueles que possuem independência quanto à mobilidade.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Enquanto os bebês estão envolvidos em brincadeiras no espaço da sala, posicione as cestas, distribuindo-as pelos cantos do ambiente e, se necessário, na parte central. Inicialmente observe se os bebês notaram a intervenção no espaço e permita que aqueles que perceberam se aproximem. Encoraje a participação de todos e convide-os para se aproximarem. Esteja atento para ajudar as crianças que precisam da sua mediação para ir até uma das cestas e posicione-as junto aos pequenos grupos que se formam a partir do interesse de cada bebê.

Possíveis falas do professor neste momento: Vejam, alguns colegas encontraram as cestas que eu acabei de distribuir pela nossa sala! O que será que tem dentro delas? Vamos descobrir? É um objeto que vocês escolheram juntamente com a mamãe (ou pai, avó etc.) Nossa, você achou um paninho, de quem será esse paninho? Será que é cheiroso? Quem gostaria de cheirar?


2

Observe as ações dos bebês enquanto exploram as cestas. Deixe que realizem suas pesquisas conforme seus interesses, por meio da manipulação dos objetos, explorando-os e atribuindo sentido à experiência. Apoie e valide as ações dos bebês, evitando ao máximo dirigir a iniciativa. Aproveite para se aproximar e fazer boas intervenções a partir das ações deles.

Possíveis ações do bebê neste momento: Um bebê retira da cesta um brinquedo de pelúcia, passa suavemente suas mãos sobre ele, em movimentos de vai e vem ininterruptos. Outro nota um brinquedo emborrachado e aperta-o. Uma dupla encontra alguns copos de encaixe e batem uns nos outros. Um pequeno grupo esvazia uma cesta e deslocam a si e aos objetos dirigindo-se à outra cesta, guardando os objetos sobre os outros até transbordar.


3

Potencialize as ações dos bebês, aproxime-se daqueles que parecem ter identificado os objetos de preferência enviados pelas famílias. Observe o uso que dão a esses elementos: se cheiram, apertam, mordem, carregam, chacoalham, entre outros. Pergunte aos bebês de quem é o objeto, de onde veio, entre outras questões que considerar pertinentes e veja se as reações deles são de reconhecimento dos mesmos. Conte para os pequenos que não encontraram objetos de casa que alguns colegas o fizeram e provoque-os para que também o façam. Convide-os para procurar e, se necessário, ajude-os a encontrar. Para os bebês muito pequenos, apresente dois objetos (um dele e um outro desconhecido), fique no campo de visão dele e converse instigando a percepção do bebê sobre seu próprio pertence.


4

Favoreça a interação de bebês e objetos. Convide as crianças que têm maior autonomia para apresentar o objeto ao colega, para mostrar o que faz e para permitir que o outro toque o material. Por exemplo: Um bebê brinca sozinho com o objeto que identificou como seu enquanto o colega ao lado observa-o e aponta, expressando interesse em brincar com o mesmo. Você faz a mediação da situação conversando com o bebê para que empreste o objeto ao colega, mas ele não parece muito convencido, então você pede ao bebê interessado que busque um objeto bem legal para uma possível troca com o amigo. Em outra situação, um bebê encontra vários objetosvindos de sua casa e tenta segurar todos ao mesmo tempo, enquanto espia o que o outro leva consigo. Sugira a eles a troca e inspire uma brincadeira entre a dupla. Há ainda o bebê que está deitado, você convida um pequeno grupo para se aproximar dele e brincar ali, mostrando e compartilhando objetos, auxiliando os integrantes a entregar algum na mão do pequeno bebê.


5

Desafie os bebês a explorar as diversas possibilidades de deslocamentos e de manuseio, apoiando-se na proposta dos materiais da cesta. Aproxime-se dos pequenos grupos ou das duplas e encoraje as crianças a encontrar alguns materiais da escola. Atente-se para sugerir elementos que fazem sentido para os bebês, objetos sonoros, brinquedos, materiais de largo alcance. Considerando as preferências observadas nas situações de interações e de brincadeira no cotidiano da escola, peça para que levem outros objetos até a cesta que está no centro da sala, brinquem de encontrar os materiais grandes e levem a outra cesta ou ainda que encham uma cesta até que ela transborde, por exemplo.


Para finalizar:

Comunique aos bebês que a proposta está chegando ao final. Solicite ajuda a eles para que, dentro de suas competências, guardem os objetos. Se algum bebê expressar descontentamento em guardar o objeto de referência, permita que estenda sua interação com esse elemento até o momento em que mostrar-se confortável para guardá-lo. Enquanto colaboram na organização, compartilhe com todos a próxima atividade.

Desdobramentos

Promova eventos de repetição desta proposta para que os bebês aprofundem em sua experiências investigativas. A cada semana disponibilize cestinhas para que componham e possam escolher, dentre alguns objetos conhecidos e outros distintos daqueles que já exploraram, o que colocar em sua cestinhas e passear com elas, além de fazer trocas com o colega e manipular os objetos conforme suas iniciativas, preferências e interesses ao longo da rotina.

Engajando as famílias

Combine com as famílias um dia de devolução dos objetos no horário da saída. Na oportunidade, deixe a cesta de relíquias ao acesso dos responsáveis para que, junto dos bebês, interajam com materiais ali dispostos, ao retirar os objetos de referência. No local onde as cestas estiverem disponíveis, coloque algumas fotos que representem a experiência dos bebês durante a proposta.

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Bebês :

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01CG03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01ET02 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01ET04 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano