9822
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Matemática > 5º ano > Geometria

Plano de aula - O Triângulo e os seus 3 lados

Plano de aula de matemática com atividades para 5 do Fundamental sobre retomar o reconhecimento do triângulo como um polígono de 3 lados, cujas medidas implicam classificações diferentes, sinalizando seus elementos principais

Plano 01 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Oleneva Sanches Sousa

ESTE CONTEÚDO PODE SER USADO À DISTÂNCIA Ver Mais >
ESTE É UM CONTEÚDO PARA O SAEB Ver Mais >
 

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA.

Autora: Olenêva Sanches Sousa

Mentora: Paula Massi Reis Pires

Revisora Pedagógica: Eliane Zanin

Especialista de área: Pricilla Mendes Cerqueira

Habilidade da BNCC

EF5MA17: Reconhecer, nomear e comparar polígonos, considerando lados, vértices e ângulos e desenhá-los, utilizando material de desenho ou tecnologias digitais.

Objetivos específicos

  • Retomar o reconhecimento do triângulo como um polígono de 3 lados, cujas medidas implicam classificações diferentes, sinalizando seus elementos principais;
  • Reconhecer, nomeadamente, os tipos de triângulos, quanto à medidas de lados, a partir da medição dos lados de triângulos diversos;
  • Levantar as principais características dos triângulos e compará-los.

Conceito-chave

Classificação de triângulos quanto à medida dos lados.

Recursos necessários

  • Quadro, pincel;
  • Atividades impressas (uma cópia por estudante);
  • Esquadro e régua de madeira (ou similar);
  • Cartolina, papel colorido ou qualquer outro alternativo para construir e recortar os triângulos da Atividade Principal;
  • Folha de papel  (uma por estudante);
  • Cola, régua, lápis e borracha;
  • Datashow e vídeos do youtube (opcionais).

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientação: Projete ou leia o objetivo para a turma.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.

Aquecimento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações:

  • Inicie apresentando aos estudantes este slide, ou desenhe no quadro. Busque reconhecer, com sua turma, os vértices a partir dos seus nomes e como deve se chamar os triângulos com os vértices identificados.
  • Com esquadro e régua de madeira, desenhe um triângulo no quadro. Brinque com os tamanhos dos lados, aumentando-os, reduzindo-os, fazendo questões de modo que os estudantes percebam que essas alterações de medidas dos lados não comprometem as características estudadas deste polígono: ter 3 lados e 3 vértices. Se achar pertinente, comente também sobre ter 3 ângulos, sem avançar nesse elemento.

Propósito: Provocar reflexões sobre os triângulos, seus elementos e os seus 3 lados.

Discuta com a turma:

  • Sobre a condição de 3 lados, 3 vértices e, se desejar, até 3 ângulos.
  • A partir das questões provocativas deste slide, busque respostas dos estudantes para registrar as conclusões no quadro.

Material Complementar:

Para saber mais sobre como desenhar triângulos, leia aqui sobre Construção de um triângulo qualquer, no blog “Só faz quem sabe”.

Atividade principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.( slides de 4 a 6)

Orientações: Projete este slide ou informe à turma que a atividade será desenvolvida em 2 momentos.

  • Aqui, os estudantes têm uma ideia geral de como vai ocorrer a Atividade Principal.
  • Ela é prevista para 20 minutos, com diferentes etapas: individual e em grupo.
  • Atente às orientações específicas para cada um dos 2 momentos, nos slides posteriores.

Propósito: Apresentar a ideia geral da Atividade Principal.

Materiais complementares:

Atividade Principal

Guia de intervenção

Atividade principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.( slides de 4 a 6)

Propósito: Identificar os vértices e a medida dos lados dos triângulos.

Orientações: Para o desenvolvimento da atividade, garanta, previamente alguns recursos. Com papel ou cartolina colorida, recorte triângulos equiláteros, isósceles e escalenos de diversos tamanhos, desde que caibam em uma folha de papel A4. Prepare um número de triângulos igual ao número de estudantes da turma, garantindo a atividade individual colaborativa, buscando uma divisão equitativa de tipos de triângulos. Entregue para cada aluno a atividade impressa com a descrição dos passos, ou projete este slide para a turma.

  • Arrume a sala em trios e solicite que todos peguem os materiais solicitados: cola, régua, lápis e borracha.
  • Distribua uma folha de papel A4 em branco para cada estudante.
  • Distribua então, um triângulo para cada estudante, tendo o cuidado de colocar tipos diferentes por trio.
  • Solicite que façam a atividade, individualmente, mas permita que haja colaboração entre os membros do trio, caso a colaboração seja requerida por quaisquer dos membros. Instrua para que o nome do vértice seja escrito na parte externa do triângulo, na folha em branco. Atente-os quanto ao uso da régua, garantindo que todos iniciem a medida a partir do zero.
  • Vá em cada grupo e verifique se todos nomearam os vértices com letras maiúsculas, escolhidas por eles mesmos. Nesse passeio pelos grupos, aproxime-se dos que apresentam dificuldade para realizar a atividade, fazendo questões sobre nomeação dos vértices e dos triângulos, de modo que eles mesmos escolham como devem nomear os vértices dos seus triângulos e concluam como se chamará os seus triângulos, a partir da nomeação dos vértices.

Discuta com o trio: Durante sua abordagem, sempre que perceber dificuldades para fazer, corretamente, a nomenclatura, discuta com o trio como nomear os vértices e os triângulos, fazendo questionamentos provocativos. Verifique algumas questões que podem ser colocadas durante sua abordagem:

  • Quantos lados tem o triângulo? Quantos vértices?
  • Será que eu poderia chamar os vértices de Roberto, Ana e João (sugerindo os nomes dos componentes do trio)? Poderia, mas fica complicado!
  • O que usamos para nomear cada vértice? Essas letras devem ser maiúsculas ou minúsculas?
  • Se o triângulo é seu, quem deve nomear os vértices?
  • Que nomes você dará aos vértices do seu triângulo? Ótimo! Você nomeou os vértices do seu triângulo de R, T, M?
  • Então, como se chamará o seu triângulo?

Observação: Obviamente, a questão provocativa vai depender da(s) dificuldade(s) apresentada(s). Atente para nunca dar uma resposta pronta ou dizer, simplesmente, como se faz a nomenclatura correta.

Atividade principal select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.( slides de 4 a 6)

Propósito: Comparar os triângulos do seu grupo apontar as semelhanças.

Orientações:

2º Momento da Atividade Principal

  • Faça três sinalizadores, escrevendo em papel A4, os três tipos de triângulos, ainda sem a nomenclatura (3 lados iguais, 2 lados iguais e 3 lados diferentes) e coloque cada sinalizador em um canto da sala, tendo o cuidado de afastar as carteiras, deixando-as encostadas às paredes da sala.
  • Solicite que todos os que têm triângulos equiláteros vão para o canto Triângulos de 3 lados iguais, os que têm isósceles vão para o espaço Triângulos de 2 lados iguais e os que têm triângulos escalenos vão para o espaço Triângulos de 3 lados diferentes. Peça para distribuírem seus triângulos no chão, no espaço do seu tipo de triângulo, de modo que toda a turma possa fruir de três mini exposições.
  • Atenção: Essa organização deve ser muito dinâmica e não pode ultrapassar 2 minutos.
  • Dê 2 minutos para, espontaneamente, os estudantes explicarem que, apesar de distintos, seus triângulos têm mesma classificação.

Discuta com a turma: Provoque a reflexão de toda a turma, fazendo perguntas, como:

  • Esses triângulos têm tamanhos diferentes?
  • Quantos lados iguais eles têm?
  • Esse triângulo está de cabeça para baixo, será que ele também é do mesmo tipo?
  • E esse que está deitado?

Discussão das soluções select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos. ( slides de 7 a 10)

Orientações: Peça que os grupos compartilhem com a turma seus triângulos, apontando a semelhança, de acordo com a medida de seus lados.

  • Faça os registros, considerando as ideias-chave e sempre que uma mesma ideia seja apresentada de outro modo, considere esse aspecto, para justificar que já foi registrada.
  • É desejável que você sinalize a nomenclatura adequada desses triângulos. Reforce os aspectos conceituais da classificação dos triângulos quanto aos lados, utilizando sempre a nomenclatura correta. Ordene que sinalizem cada vértice, quando mencioná-los. Fale dos lados, sem apresentar o conceito de segmento de reta, mas peça que utilizem as letras dos vértices para a turma se localizar. Por exemplo: os lados YK e KW são iguais, mas o YW tem tamanho diferente dos demais e assim por diante. Durante as apresentações dos alunos chame atenção que não é a posição, nem a área (não entre nesse conceito agora), mas é a medida dos lados o que importa na classificação quanto aos lados.
  • Valorize as estratégias escolhidas pelos estudantes para classificarem os triângulos e explicarem as classificações e busque garantir que todos tenham aprendido os conceitos de triângulo equilátero, isósceles e escaleno.

Propósito: Discutir e nomear os diferentes triângulos apresentadas pelos estudantes.

Discuta com a turma:

  • Quantos vértices tem esse triângulo? Que letras usou para nomeá-los?
  • Quantos lados com as mesmas medidas tem esse triângulo?
  • Todos os triângulos do seu grupo são do mesmo tamanho?
  • O que diferencia um triângulo do outro?

Material Complementar:

Resolução da Atividade Principal

Discussão das soluções select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos. ( slides de 7 a 10)

Orientações: Peça que os grupos compartilhem com a turma seus triângulos, apontando a semelhança, de acordo com a medida de seus lados.

  • Faça os registros, considerando as ideias-chave e sempre que uma mesma ideia seja apresentada de outro modo, considere esse aspecto, para justificar que já foi registrada.
  • É desejável que você sinalize a nomenclatura adequada desses triângulos. Reforce os aspectos conceituais da classificação dos triângulos quanto aos lados, utilizando sempre a nomenclatura correta. Ordene que sinalizem cada vértice, quando mencioná-los. Fale dos lados, sem apresentar o conceito de segmento de reta, mas peça que utilizem as letras dos vértices para a turma se localizar. Por exemplo: os lados YK e KW são iguais, mas o YW tem tamanho diferente dos demais e assim por diante. Durante as apresentações dos alunos chame atenção que não é a posição, nem a área (não entre nesse conceito agora), mas é a medida dos lados o que importa na classificação quanto aos lados.
  • Valorize as estratégias escolhidas pelos estudantes para classificarem os triângulos e explicarem as classificações e busque garantir que todos tenham aprendido os conceitos de triângulo equilátero, isósceles e escaleno.

Propósito: Discutir e nomear os diferentes triângulos apresentadas pelos estudantes.

Discuta com a turma:

  • Quantos vértices tem esse triângulo? Que letras usou para nomeá-los?
  • Quantos lados com as mesmas medidas tem esse triângulo?
  • Todos os triângulos do seu grupo são do mesmo tamanho?
  • O que diferencia um triângulo do outro?

Discussão das soluções select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos. ( slides de 7 a 10)

Orientações: Peça que os grupos compartilhem com a turma seus triângulos, apontando a semelhança, de acordo com a medida de seus lados.

  • Faça os registros, considerando as ideias-chave e sempre que uma mesma ideia seja apresentada de outro modo, considere esse aspecto, para justificar que já foi registrada.
  • É desejável que você sinalize a nomenclatura adequada desses triângulos. Reforce os aspectos conceituais da classificação dos triângulos quanto aos lados, utilizando sempre a nomenclatura correta. Ordene que sinalizem cada vértice, quando mencioná-los. Fale dos lados, sem apresentar o conceito de segmento de reta, mas peça que utilizem as letras dos vértices para a turma se localizar. Por exemplo: os lados YK e KW são iguais, mas o YW tem tamanho diferente dos demais e assim por diante. Durante as apresentações dos alunos chame atenção que não é a posição, nem a área (não entre nesse conceito agora), mas é a medida dos lados o que importa na classificação quanto aos lados.
  • Valorize as estratégias escolhidas pelos estudantes para classificarem os triângulos e explicarem as classificações e busque garantir que todos tenham aprendido os conceitos de triângulo equilátero, isósceles e escaleno.

Propósito: Discutir e nomear os diferentes triângulos apresentadas pelos estudantes.

Discuta com a turma:

  • Quantos vértices tem esse triângulo? Que letras usou para nomeá-los?
  • Quantos lados com as mesmas medidas tem esse triângulo?
  • Todos os triângulos do seu grupo são do mesmo tamanho?
  • O que diferencia um triângulo do outro?

Discussão das soluções select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos. ( slides de 7 a 10)

Orientações: Peça que os grupos compartilhem com a turma seus triângulos, apontando a semelhança, de acordo com a medida de seus lados.

  • Faça os registros, considerando as ideias-chave e sempre que uma mesma ideia seja apresentada de outro modo, considere esse aspecto, para justificar que já foi registrada.
  • É desejável que você sinalize a nomenclatura adequada desses triângulos. Reforce os aspectos conceituais da classificação dos triângulos quanto aos lados, utilizando sempre a nomenclatura correta. Ordene que sinalizem cada vértice, quando mencioná-los. Fale dos lados, sem apresentar o conceito de segmento de reta, mas peça que utilizem as letras dos vértices para a turma se localizar. Por exemplo: os lados YK e KW são iguais, mas o YW tem tamanho diferente dos demais e assim por diante. Durante as apresentações dos alunos chame atenção que não é a posição, nem a área (não entre nesse conceito agora), mas é a medida dos lados o que importa na classificação quanto aos lados.
  • Valorize as estratégias escolhidas pelos estudantes para classificarem os triângulos e explicarem as classificações e busque garantir que todos tenham aprendido os conceitos de triângulo equilátero, isósceles e escaleno.

Propósito: Discutir e nomear os diferentes triângulos apresentadas pelos estudantes.

Discuta com a turma:

  • Quantos vértices tem esse triângulo? Que letras usou para nomeá-los?
  • Quantos lados com as mesmas medidas tem esse triângulo?
  • Todos os triângulos do seu grupo são do mesmo tamanho?
  • O que diferencia um triângulo do outro?

Sistematização do conceito select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Propósito: Sistematizar o conceito de classificação de triângulos, seus elementos e nomenclatura.

Orientações:

  • Reforce os aspectos conceituais da classificação dos triângulos quanto aos lados, utilizando sempre a nomenclatura correta.
  • Sinalize cada vértice, quando mencioná-lo.
  • Fale dos lados, sem apresentar o conceito de segmento de reta, mas utilize as letras dos vértices para a turma se localizar. Por exemplo: os lados YK e KW são iguais, mas o YW tem tamanho diferente dos demais.
  • Tente garantir que não é a posição, nem a área (não entre nesse conceito agora), mas é a medida dos lados o que importa na classificação quanto aos lados.

Encerramento select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Não exceda mais de 2 minutos apresentar a síntese do assunto e faça a proposta da exposição, estabelecendo um horário para que todos possam fixar os seus triângulos, nos espaços definidos conforme a classificação da medida de lados.

  • Defina, previamente, o espaço para a exposição, em local visível e de circulação intensa, dentro da escola.
  • Predefina os espaços para os 3 tipos de triângulos, demarcando-o com fita crepe, cola colorida, outro recurso qualquer, mas não se esqueça de colocar os títulos dos 3 espaços: Triângulos Equiláteros, Triângulos Isósceles e Triângulos Escalenos.

Propósito: Apresentar, de modo ilustrado, os conceitos estudados.

Raio X select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Propósito: Avaliar a aprendizagem da aula.

Orientações:

  • Imprima previamente a atividade para que seja realizada individualmente. Sem muito rigor na organização da sala, peça aos estudantes para se afastarem ou se arrumarem separadamente, porque vão fazer uma atividade que exigirá deles reflexão, atenção e conhecimento dos tipos de triângulos, quanto à medida dos seus lados.
  • Solicite que peguem régua, lápis, borracha e prestem atenção. Descreva a proposta apresentada, e peça que utilizando a régua, classifiquem os triângulos como equilátero, isósceles ou escaleno, preenchendo, adequadamente, as lacunas.

Materiais Complementares:

Raio X

Resolução do Raio X

Atividade complementar

Resolução da Atividade Complementar

Resumo da aula

download Baixar plano

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientação: Projete ou leia o objetivo para a turma.

Propósito: Compartilhar o objetivo da aula.


Este plano de aula foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA.

Autora: Olenêva Sanches Sousa

Mentora: Paula Massi Reis Pires

Revisora Pedagógica: Eliane Zanin

Especialista de área: Pricilla Mendes Cerqueira

Habilidade da BNCC

EF5MA17: Reconhecer, nomear e comparar polígonos, considerando lados, vértices e ângulos e desenhá-los, utilizando material de desenho ou tecnologias digitais.

Objetivos específicos

  • Retomar o reconhecimento do triângulo como um polígono de 3 lados, cujas medidas implicam classificações diferentes, sinalizando seus elementos principais;
  • Reconhecer, nomeadamente, os tipos de triângulos, quanto à medidas de lados, a partir da medição dos lados de triângulos diversos;
  • Levantar as principais características dos triângulos e compará-los.

Conceito-chave

Classificação de triângulos quanto à medida dos lados.

Recursos necessários

  • Quadro, pincel;
  • Atividades impressas (uma cópia por estudante);
  • Esquadro e régua de madeira (ou similar);
  • Cartolina, papel colorido ou qualquer outro alternativo para construir e recortar os triângulos da Atividade Principal;
  • Folha de papel  (uma por estudante);
  • Cola, régua, lápis e borracha;
  • Datashow e vídeos do youtube (opcionais).
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 minutos.

Orientações:

  • Inicie apresentando aos estudantes este slide, ou desenhe no quadro. Busque reconhecer, com sua turma, os vértices a partir dos seus nomes e como deve se chamar os triângulos com os vértices identificados.
  • Com esquadro e régua de madeira, desenhe um triângulo no quadro. Brinque com os tamanhos dos lados, aumentando-os, reduzindo-os, fazendo questões de modo que os estudantes percebam que essas alterações de medidas dos lados não comprometem as características estudadas deste polígono: ter 3 lados e 3 vértices. Se achar pertinente, comente também sobre ter 3 ângulos, sem avançar nesse elemento.

Propósito: Provocar reflexões sobre os triângulos, seus elementos e os seus 3 lados.

Discuta com a turma:

  • Sobre a condição de 3 lados, 3 vértices e, se desejar, até 3 ângulos.
  • A partir das questões provocativas deste slide, busque respostas dos estudantes para registrar as conclusões no quadro.

Material Complementar:

Para saber mais sobre como desenhar triângulos, leia aqui sobre Construção de um triângulo qualquer, no blog “Só faz quem sabe”.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.( slides de 4 a 6)

Orientações: Projete este slide ou informe à turma que a atividade será desenvolvida em 2 momentos.

  • Aqui, os estudantes têm uma ideia geral de como vai ocorrer a Atividade Principal.
  • Ela é prevista para 20 minutos, com diferentes etapas: individual e em grupo.
  • Atente às orientações específicas para cada um dos 2 momentos, nos slides posteriores.

Propósito: Apresentar a ideia geral da Atividade Principal.

Materiais complementares:

Atividade Principal

Guia de intervenção

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.( slides de 4 a 6)

Propósito: Identificar os vértices e a medida dos lados dos triângulos.

Orientações: Para o desenvolvimento da atividade, garanta, previamente alguns recursos. Com papel ou cartolina colorida, recorte triângulos equiláteros, isósceles e escalenos de diversos tamanhos, desde que caibam em uma folha de papel A4. Prepare um número de triângulos igual ao número de estudantes da turma, garantindo a atividade individual colaborativa, buscando uma divisão equitativa de tipos de triângulos. Entregue para cada aluno a atividade impressa com a descrição dos passos, ou projete este slide para a turma.

  • Arrume a sala em trios e solicite que todos peguem os materiais solicitados: cola, régua, lápis e borracha.
  • Distribua uma folha de papel A4 em branco para cada estudante.
  • Distribua então, um triângulo para cada estudante, tendo o cuidado de colocar tipos diferentes por trio.
  • Solicite que façam a atividade, individualmente, mas permita que haja colaboração entre os membros do trio, caso a colaboração seja requerida por quaisquer dos membros. Instrua para que o nome do vértice seja escrito na parte externa do triângulo, na folha em branco. Atente-os quanto ao uso da régua, garantindo que todos iniciem a medida a partir do zero.
  • Vá em cada grupo e verifique se todos nomearam os vértices com letras maiúsculas, escolhidas por eles mesmos. Nesse passeio pelos grupos, aproxime-se dos que apresentam dificuldade para realizar a atividade, fazendo questões sobre nomeação dos vértices e dos triângulos, de modo que eles mesmos escolham como devem nomear os vértices dos seus triângulos e concluam como se chamará os seus triângulos, a partir da nomeação dos vértices.

Discuta com o trio: Durante sua abordagem, sempre que perceber dificuldades para fazer, corretamente, a nomenclatura, discuta com o trio como nomear os vértices e os triângulos, fazendo questionamentos provocativos. Verifique algumas questões que podem ser colocadas durante sua abordagem:

  • Quantos lados tem o triângulo? Quantos vértices?
  • Será que eu poderia chamar os vértices de Roberto, Ana e João (sugerindo os nomes dos componentes do trio)? Poderia, mas fica complicado!
  • O que usamos para nomear cada vértice? Essas letras devem ser maiúsculas ou minúsculas?
  • Se o triângulo é seu, quem deve nomear os vértices?
  • Que nomes você dará aos vértices do seu triângulo? Ótimo! Você nomeou os vértices do seu triângulo de R, T, M?
  • Então, como se chamará o seu triângulo?

Observação: Obviamente, a questão provocativa vai depender da(s) dificuldade(s) apresentada(s). Atente para nunca dar uma resposta pronta ou dizer, simplesmente, como se faz a nomenclatura correta.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 20 minutos.( slides de 4 a 6)

Propósito: Comparar os triângulos do seu grupo apontar as semelhanças.

Orientações:

2º Momento da Atividade Principal

  • Faça três sinalizadores, escrevendo em papel A4, os três tipos de triângulos, ainda sem a nomenclatura (3 lados iguais, 2 lados iguais e 3 lados diferentes) e coloque cada sinalizador em um canto da sala, tendo o cuidado de afastar as carteiras, deixando-as encostadas às paredes da sala.
  • Solicite que todos os que têm triângulos equiláteros vão para o canto Triângulos de 3 lados iguais, os que têm isósceles vão para o espaço Triângulos de 2 lados iguais e os que têm triângulos escalenos vão para o espaço Triângulos de 3 lados diferentes. Peça para distribuírem seus triângulos no chão, no espaço do seu tipo de triângulo, de modo que toda a turma possa fruir de três mini exposições.
  • Atenção: Essa organização deve ser muito dinâmica e não pode ultrapassar 2 minutos.
  • Dê 2 minutos para, espontaneamente, os estudantes explicarem que, apesar de distintos, seus triângulos têm mesma classificação.

Discuta com a turma: Provoque a reflexão de toda a turma, fazendo perguntas, como:

  • Esses triângulos têm tamanhos diferentes?
  • Quantos lados iguais eles têm?
  • Esse triângulo está de cabeça para baixo, será que ele também é do mesmo tipo?
  • E esse que está deitado?
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos. ( slides de 7 a 10)

Orientações: Peça que os grupos compartilhem com a turma seus triângulos, apontando a semelhança, de acordo com a medida de seus lados.

  • Faça os registros, considerando as ideias-chave e sempre que uma mesma ideia seja apresentada de outro modo, considere esse aspecto, para justificar que já foi registrada.
  • É desejável que você sinalize a nomenclatura adequada desses triângulos. Reforce os aspectos conceituais da classificação dos triângulos quanto aos lados, utilizando sempre a nomenclatura correta. Ordene que sinalizem cada vértice, quando mencioná-los. Fale dos lados, sem apresentar o conceito de segmento de reta, mas peça que utilizem as letras dos vértices para a turma se localizar. Por exemplo: os lados YK e KW são iguais, mas o YW tem tamanho diferente dos demais e assim por diante. Durante as apresentações dos alunos chame atenção que não é a posição, nem a área (não entre nesse conceito agora), mas é a medida dos lados o que importa na classificação quanto aos lados.
  • Valorize as estratégias escolhidas pelos estudantes para classificarem os triângulos e explicarem as classificações e busque garantir que todos tenham aprendido os conceitos de triângulo equilátero, isósceles e escaleno.

Propósito: Discutir e nomear os diferentes triângulos apresentadas pelos estudantes.

Discuta com a turma:

  • Quantos vértices tem esse triângulo? Que letras usou para nomeá-los?
  • Quantos lados com as mesmas medidas tem esse triângulo?
  • Todos os triângulos do seu grupo são do mesmo tamanho?
  • O que diferencia um triângulo do outro?

Material Complementar:

Resolução da Atividade Principal

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos. ( slides de 7 a 10)

Orientações: Peça que os grupos compartilhem com a turma seus triângulos, apontando a semelhança, de acordo com a medida de seus lados.

  • Faça os registros, considerando as ideias-chave e sempre que uma mesma ideia seja apresentada de outro modo, considere esse aspecto, para justificar que já foi registrada.
  • É desejável que você sinalize a nomenclatura adequada desses triângulos. Reforce os aspectos conceituais da classificação dos triângulos quanto aos lados, utilizando sempre a nomenclatura correta. Ordene que sinalizem cada vértice, quando mencioná-los. Fale dos lados, sem apresentar o conceito de segmento de reta, mas peça que utilizem as letras dos vértices para a turma se localizar. Por exemplo: os lados YK e KW são iguais, mas o YW tem tamanho diferente dos demais e assim por diante. Durante as apresentações dos alunos chame atenção que não é a posição, nem a área (não entre nesse conceito agora), mas é a medida dos lados o que importa na classificação quanto aos lados.
  • Valorize as estratégias escolhidas pelos estudantes para classificarem os triângulos e explicarem as classificações e busque garantir que todos tenham aprendido os conceitos de triângulo equilátero, isósceles e escaleno.

Propósito: Discutir e nomear os diferentes triângulos apresentadas pelos estudantes.

Discuta com a turma:

  • Quantos vértices tem esse triângulo? Que letras usou para nomeá-los?
  • Quantos lados com as mesmas medidas tem esse triângulo?
  • Todos os triângulos do seu grupo são do mesmo tamanho?
  • O que diferencia um triângulo do outro?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos. ( slides de 7 a 10)

Orientações: Peça que os grupos compartilhem com a turma seus triângulos, apontando a semelhança, de acordo com a medida de seus lados.

  • Faça os registros, considerando as ideias-chave e sempre que uma mesma ideia seja apresentada de outro modo, considere esse aspecto, para justificar que já foi registrada.
  • É desejável que você sinalize a nomenclatura adequada desses triângulos. Reforce os aspectos conceituais da classificação dos triângulos quanto aos lados, utilizando sempre a nomenclatura correta. Ordene que sinalizem cada vértice, quando mencioná-los. Fale dos lados, sem apresentar o conceito de segmento de reta, mas peça que utilizem as letras dos vértices para a turma se localizar. Por exemplo: os lados YK e KW são iguais, mas o YW tem tamanho diferente dos demais e assim por diante. Durante as apresentações dos alunos chame atenção que não é a posição, nem a área (não entre nesse conceito agora), mas é a medida dos lados o que importa na classificação quanto aos lados.
  • Valorize as estratégias escolhidas pelos estudantes para classificarem os triângulos e explicarem as classificações e busque garantir que todos tenham aprendido os conceitos de triângulo equilátero, isósceles e escaleno.

Propósito: Discutir e nomear os diferentes triângulos apresentadas pelos estudantes.

Discuta com a turma:

  • Quantos vértices tem esse triângulo? Que letras usou para nomeá-los?
  • Quantos lados com as mesmas medidas tem esse triângulo?
  • Todos os triângulos do seu grupo são do mesmo tamanho?
  • O que diferencia um triângulo do outro?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 10 minutos. ( slides de 7 a 10)

Orientações: Peça que os grupos compartilhem com a turma seus triângulos, apontando a semelhança, de acordo com a medida de seus lados.

  • Faça os registros, considerando as ideias-chave e sempre que uma mesma ideia seja apresentada de outro modo, considere esse aspecto, para justificar que já foi registrada.
  • É desejável que você sinalize a nomenclatura adequada desses triângulos. Reforce os aspectos conceituais da classificação dos triângulos quanto aos lados, utilizando sempre a nomenclatura correta. Ordene que sinalizem cada vértice, quando mencioná-los. Fale dos lados, sem apresentar o conceito de segmento de reta, mas peça que utilizem as letras dos vértices para a turma se localizar. Por exemplo: os lados YK e KW são iguais, mas o YW tem tamanho diferente dos demais e assim por diante. Durante as apresentações dos alunos chame atenção que não é a posição, nem a área (não entre nesse conceito agora), mas é a medida dos lados o que importa na classificação quanto aos lados.
  • Valorize as estratégias escolhidas pelos estudantes para classificarem os triângulos e explicarem as classificações e busque garantir que todos tenham aprendido os conceitos de triângulo equilátero, isósceles e escaleno.

Propósito: Discutir e nomear os diferentes triângulos apresentadas pelos estudantes.

Discuta com a turma:

  • Quantos vértices tem esse triângulo? Que letras usou para nomeá-los?
  • Quantos lados com as mesmas medidas tem esse triângulo?
  • Todos os triângulos do seu grupo são do mesmo tamanho?
  • O que diferencia um triângulo do outro?

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 3 minutos.

Propósito: Sistematizar o conceito de classificação de triângulos, seus elementos e nomenclatura.

Orientações:

  • Reforce os aspectos conceituais da classificação dos triângulos quanto aos lados, utilizando sempre a nomenclatura correta.
  • Sinalize cada vértice, quando mencioná-lo.
  • Fale dos lados, sem apresentar o conceito de segmento de reta, mas utilize as letras dos vértices para a turma se localizar. Por exemplo: os lados YK e KW são iguais, mas o YW tem tamanho diferente dos demais.
  • Tente garantir que não é a posição, nem a área (não entre nesse conceito agora), mas é a medida dos lados o que importa na classificação quanto aos lados.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 2 minutos.

Orientações: Não exceda mais de 2 minutos apresentar a síntese do assunto e faça a proposta da exposição, estabelecendo um horário para que todos possam fixar os seus triângulos, nos espaços definidos conforme a classificação da medida de lados.

  • Defina, previamente, o espaço para a exposição, em local visível e de circulação intensa, dentro da escola.
  • Predefina os espaços para os 3 tipos de triângulos, demarcando-o com fita crepe, cola colorida, outro recurso qualquer, mas não se esqueça de colocar os títulos dos 3 espaços: Triângulos Equiláteros, Triângulos Isósceles e Triângulos Escalenos.

Propósito: Apresentar, de modo ilustrado, os conceitos estudados.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 8 minutos.

Propósito: Avaliar a aprendizagem da aula.

Orientações:

  • Imprima previamente a atividade para que seja realizada individualmente. Sem muito rigor na organização da sala, peça aos estudantes para se afastarem ou se arrumarem separadamente, porque vão fazer uma atividade que exigirá deles reflexão, atenção e conhecimento dos tipos de triângulos, quanto à medida dos seus lados.
  • Solicite que peguem régua, lápis, borracha e prestem atenção. Descreva a proposta apresentada, e peça que utilizando a régua, classifiquem os triângulos como equilátero, isósceles ou escaleno, preenchendo, adequadamente, as lacunas.

Materiais Complementares:

Raio X

Resolução do Raio X

Atividade complementar

Resolução da Atividade Complementar

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Geometria do 5º ano :

Com o plano de aula sobre geometria os alunos aprendem representação de deslocamentos no plano cartesiano, Identificação de ângulos retos e não retos, Análise de figuras planas e suas propriedades, Classificação e representação de figuras não planas e Ampliação e redução de figuras poligonais.

MAIS AULAS DE Matemática do 5º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF05MA17 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Curso relacionado ao Plano

Resolução de Problemas em Matemática com Esforço Produtivo

Neste curso, Kátia Smole ensina como estimular o raciocínio matemático dos alunos, por meio de sugestões de atividade, textos com dicas e a realização de uma prática de sala de aula.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Matemática

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano