13423
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Plano de aula - O texto literário: utilizando e refletindo sobre a linguagem literária

POR: Juliana Pacheco Oliveira Neves 18/11/2018
Código: ING8_05UND01

8º ano / Inglês

Plano de aula alinhado à BNCC:

(EF08LI09) Avaliar a própria produção escrita e a de colegas, com base no contexto de comunicação (finalidade e adequação ao público, conteúdo a ser comunicado, organização textual, legibilidade, estrutura de frases).

Plano de aula de Inglês com atividades para 8o ano do EF sobre O texto literário: utilizando e refletindo sobre a linguagem literária

 

Sobre este plano select-down

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Este plano é parte de uma sequência de 5 planos sobre o uso de linguagem apropriada de acordo com o público e gênero, utilizando textos jornalísticos

Recursos necessários: Notícias impressas (uma para cada aluno); Caneta tipo hidrocor preta; Fita adesiva (caso decida expor o material na aula)

Context select-down

Tempo sugerido: 6 minutos

Propósito: Engajar os alunos no tema da aula

Orientações: Mostre o slide aos alunos (ou entregue uma cópia impressa para cada um deles, ou mostre uma cópia em tamanho grande para toda a turma, caso não haja datashow disponível). Faça algumas perguntas para aguçar a curiosidade dos alunos sobre o que estão vendo/lendo:

  • What’s that? Is it a text? (Ss: It’s a picture/It’s a sentence/I don’t know)
  • What type of text is it? Is it narrating a story, giving information, giving instructions? (Ss: It’s a poem/ It’s not a text/It’s not narrating, it’s giving inspiration)
  • Do you think the words are literal or figurative? (Ss: Some words are literal, others are figurative. The word atmosphere is not literal, since everybody can reach the atmosphere, but “reach the atmosphere” in the text means to reach far)
  • What do you think is behind the black parts? (Ss: Other words)

Obs.: Professor, como essa é uma fase de introdução da aula e de criar questões e suposições, as sugestões de resposta aqui refletem parte da variedade de respostas que podem surgir na aula. Estimule que os alunos falem, mesmo que não saibam ao certo, já que não há respostas erradas nesse momento pois todos estão se deparando com esse tipo de texto pela primeira vez.

Objective select-down

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Mostre aos alunos ou leia o objetivo da aula. Nessa aula, o objetivo só foi mostrado agora, depois das duas primeiras etapas, para que a leitura dele (do objetivo) não estrague a surpresa nem delimite o processo de pensamento e guessing sobre o texto mostrado. Explique que eles escreverão um poema usando uma técnica bastante inusitada e depois avaliarão se o poema escrito por eles se enquadra no que se espera das características do gênero.

Input select-down

Tempo sugerido: 9 minutos

Propósito: Introduzir o tipo de gênero textual que os alunos produzirão na fase seguinte da aula (poesia blackout) através de um vídeo.

Expectativa: Que os alunos entendam o que é o processo do Newspaper Blackout, como ele é feito e qual é o resultado final. Não é preciso explorar o conteúdo linguístico, nem é necessário que eles compreendam as frases do vídeo.

Orientações:

1) Com os alunos ainda curiosos sobre o texto anterior, mostre o vídeo sobre o Newspaper Blackout (https://www.youtube.com/watch?v=wKpVgoGr6kE). Se quiser, antes de passar o vídeo, já chame a atenção deles para o título do vídeo (mostrado na imagem) mostre que o título talvez já responda algumas dúvidas da atividade anterior. Verifique se eles compreenderam o processo mostrado no vídeo. Você pode fazer perguntas como:

  • What’s the final product of the process? (Ss: a poem/a different text - esteja atento: como no final do vídeo há a sugestão de fotografar para compartilhar, os alunos podem se confundir e responder a picture / a photo. Nesse caso, direcione os alunos perguntando o que estava na foto. Você pode dizer, por exemplo, “But what did he photograph?”)
  • What’s the first step to produce a newspaper poem? (Ss: choose a newspaper article/get inspired/ read an article) And what do you do then? (siga revisando com eles os passos. Diga coisas como “And what next?” ou “What’s the second/third/next step?”, conforme mostrado no vídeo, para assegurar que eles entenderam o processo).

Caso não haja disponibilidade de recursos para exibição de vídeo na escola, o professor pode distribuir entre a turma exemplos de poemas do tipo newspaper blackout (os exemplos podem ser retirados dos sites referenciados no material complementar) e explicar, utilizando as mesmas frases do vídeo, como eles são produzidos.

Material complementar: Para conhecer melhor o projeto do newspaper blackout, você pode acessar o site do seu criador, o autor Austin Kleon https://austinkleon.com/ e, se quiser ver vários exemplos de blackout poems, você pode acessar o tumblr oficial do projeto, o http://newspaperblackout.com/ .

Output select-down

Tempo sugerido: 20 minutos

Propósito: Produzir um poema a partir de uma notícia de jornal

Expectativa: Que os alunos consigam produzir os próprios poemas. Não é preciso que eles compreendam todas as palavras da notícia, nem que ela seja usada para fazer observações gramaticais.

Orientações:

1) Entregue para cada aluno uma canetinha preta e uma cópia de um artigo de jornal (você pode usar os artigos de jornais online como o https://www.nytimes.com, http://www.caribbeannewsnow.com, http://www.monitor.co.ug/ , dentre muitos outros. Tente privilegiar notícias de diferentes países. Mesmo que isso não seja o foco da aula, ajudará a trabalhar a consciência sobre diferenças culturais. Você pode encontrar links para jornais de todo o mundo no site http://www.onlinenewspapers.com/). Você pode ter artigos diferentes para cada aluno ou três ou quatro que se repitam em toda a turma. Explique que eles devem fazer como no vídeo que assistiram, criando um poema a partir das palavras que escolherem. Monitore o andamento do trabalho, tanto para que os alunos mantenham o ritmo e terminem a tempo quanto para ajudá-los em caso de dúvida. Incentive-os a serem bastante criativos e se divertirem no processo. Se necessário, mantenha cópias de outros poemas do tipo Blackout na sala, para que os alunos não percam a referência visual do que estão produzindo. Essas fotos podem ser encontradas em http://newspaperblackout.com/

2) Após aproximadamente 15 minutos, encerre o tempo de produção e convide alguns alunos para compartilharem seus poemas em voz alta com os colegas. Caso tenha usado artigos de jornais iguais para mais de um aluno, pode pedir que alunos que criaram poemas utilizando a mesma notícia troquem os poemas para perceber como as mesmas palavras geraram resultados diferentes, devido à dimensão criativa e subjetiva da poesia.

3) Os textos produzidos pelos alunos podem ser expostos na sala ou na escola, em cartazes, ou podem ser fotografados para serem publicados no tumblr e no instagram oficial do projeto. O autor Austin Kleon é um grande entusiasta do uso de seu projeto em escolas. Você pode saber mais sobre isso no site http://newspaperblackout.com/tagged/classroom. Caso os textos sejam publicados nessas plataformas, não esqueça de avisar os alunos e compartilhar os links com todos, para um momento de construção da auto estima e de valorização da produção criativa deles.

Feedback select-down

Tempo sugerido: 13 minutos

Propósito: Avaliar a própria produção e a de colegas

Expectativa: Que os alunos consigam avaliar se o poema produzido por eles e pelos colegas se encaixa nas características linguísticas esperadas do gênero.

Orientações:

1) Mostre o slide aos alunos ou escreva a questão no quadro. Faça a pergunta aos alunos, para que eles pensem quais são as características de um texto literário. Faça perguntas mais específicas, para ajudá-los a chegar nas conclusões esperadas:

  • Does the poem you created use language in the same way as the news article it was based on? (Ss: No, the poem and the news use some of the same words, but they are used in different purposes.)
  • Is it about the same theme as the news article? (Ss: No, the news and my poem are about different topics OR Yes, my poem and the news are about the same topic, but in a different way)
  • Are the words in your poem literal or figurative? (Ss: Some words are literal, others are figurative)
  • Does your poem use punctuation? Is it structured in paragraphs or verses? (Ss: It doesn’t use punctuation, not in the same way as the article. It’s structured in verses)

Conforme os alunos forem respondendo às perguntas, vá anotando palavras-chave das características dos poemas no quadro (uso de linguagem figurativa, estrutura em versos, uso de pontuação de forma diferenciada, muitas vezes sem pontuação, temas relacionados à subjetividade).

2) Com as características anotadas no quadro, peça aos alunos que, em dupla, observem suas produções e avaliem se seus poemas atendem às características esperadas do gênero. Se não, peça que pensem no que poderia ser melhorado para que a linguagem usada seja a esperada para um texto literário.

Material complementar: Professor, para entender melhor as características de um poema, sugerimos que assista ao seguinte vídeo, intitulado com a pergunta norteadora desse slide: https://www.youtube.com/watch?v=JwhouCNq-Fc

Feedback select-down

Tempo sugerido: Continuação do feedback

Propósito: Sistematizar os conhecimentos ativados durante a aula.

Expectativa: Que os alunos reflitam sobre a produção da aula

Orientações: A avaliação da aula pode ser feita em forma de plenária, caso haja mais tempo, com uma conversa informal e os alunos falando aquilo que aprenderam durante a aula, ou, caso o tempo esteja curto, mostre o slide e repasse o aprendido com eles, pedindo exemplos de situações da aula em cada tópico. Como esta aula inclui também uma produção criativa e subjetiva, pode ser de valor perguntar aos alunos como eles se sentiram produzindo o poema, como eles refletem sobre essa produção. (How did it feel to write a poem?)

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você, professor, possa se planejar.

Sobre esta aula: Este plano é parte de uma sequência de 5 planos sobre o uso de linguagem apropriada de acordo com o público e gênero, utilizando textos jornalísticos

Recursos necessários: Notícias impressas (uma para cada aluno); Caneta tipo hidrocor preta; Fita adesiva (caso decida expor o material na aula)

Tempo sugerido: 6 minutos

Propósito: Engajar os alunos no tema da aula

Orientações: Mostre o slide aos alunos (ou entregue uma cópia impressa para cada um deles, ou mostre uma cópia em tamanho grande para toda a turma, caso não haja datashow disponível). Faça algumas perguntas para aguçar a curiosidade dos alunos sobre o que estão vendo/lendo:

  • What’s that? Is it a text? (Ss: It’s a picture/It’s a sentence/I don’t know)
  • What type of text is it? Is it narrating a story, giving information, giving instructions? (Ss: It’s a poem/ It’s not a text/It’s not narrating, it’s giving inspiration)
  • Do you think the words are literal or figurative? (Ss: Some words are literal, others are figurative. The word atmosphere is not literal, since everybody can reach the atmosphere, but “reach the atmosphere” in the text means to reach far)
  • What do you think is behind the black parts? (Ss: Other words)

Obs.: Professor, como essa é uma fase de introdução da aula e de criar questões e suposições, as sugestões de resposta aqui refletem parte da variedade de respostas que podem surgir na aula. Estimule que os alunos falem, mesmo que não saibam ao certo, já que não há respostas erradas nesse momento pois todos estão se deparando com esse tipo de texto pela primeira vez.

Tempo sugerido: 2 minutos

Orientações: Mostre aos alunos ou leia o objetivo da aula. Nessa aula, o objetivo só foi mostrado agora, depois das duas primeiras etapas, para que a leitura dele (do objetivo) não estrague a surpresa nem delimite o processo de pensamento e guessing sobre o texto mostrado. Explique que eles escreverão um poema usando uma técnica bastante inusitada e depois avaliarão se o poema escrito por eles se enquadra no que se espera das características do gênero.

Tempo sugerido: 9 minutos

Propósito: Introduzir o tipo de gênero textual que os alunos produzirão na fase seguinte da aula (poesia blackout) através de um vídeo.

Expectativa: Que os alunos entendam o que é o processo do Newspaper Blackout, como ele é feito e qual é o resultado final. Não é preciso explorar o conteúdo linguístico, nem é necessário que eles compreendam as frases do vídeo.

Orientações:

1) Com os alunos ainda curiosos sobre o texto anterior, mostre o vídeo sobre o Newspaper Blackout (https://www.youtube.com/watch?v=wKpVgoGr6kE). Se quiser, antes de passar o vídeo, já chame a atenção deles para o título do vídeo (mostrado na imagem) mostre que o título talvez já responda algumas dúvidas da atividade anterior. Verifique se eles compreenderam o processo mostrado no vídeo. Você pode fazer perguntas como:

  • What’s the final product of the process? (Ss: a poem/a different text - esteja atento: como no final do vídeo há a sugestão de fotografar para compartilhar, os alunos podem se confundir e responder a picture / a photo. Nesse caso, direcione os alunos perguntando o que estava na foto. Você pode dizer, por exemplo, “But what did he photograph?”)
  • What’s the first step to produce a newspaper poem? (Ss: choose a newspaper article/get inspired/ read an article) And what do you do then? (siga revisando com eles os passos. Diga coisas como “And what next?” ou “What’s the second/third/next step?”, conforme mostrado no vídeo, para assegurar que eles entenderam o processo).

Caso não haja disponibilidade de recursos para exibição de vídeo na escola, o professor pode distribuir entre a turma exemplos de poemas do tipo newspaper blackout (os exemplos podem ser retirados dos sites referenciados no material complementar) e explicar, utilizando as mesmas frases do vídeo, como eles são produzidos.

Material complementar: Para conhecer melhor o projeto do newspaper blackout, você pode acessar o site do seu criador, o autor Austin Kleon https://austinkleon.com/ e, se quiser ver vários exemplos de blackout poems, você pode acessar o tumblr oficial do projeto, o http://newspaperblackout.com/ .

Tempo sugerido: 20 minutos

Propósito: Produzir um poema a partir de uma notícia de jornal

Expectativa: Que os alunos consigam produzir os próprios poemas. Não é preciso que eles compreendam todas as palavras da notícia, nem que ela seja usada para fazer observações gramaticais.

Orientações:

1) Entregue para cada aluno uma canetinha preta e uma cópia de um artigo de jornal (você pode usar os artigos de jornais online como o https://www.nytimes.com, http://www.caribbeannewsnow.com, http://www.monitor.co.ug/ , dentre muitos outros. Tente privilegiar notícias de diferentes países. Mesmo que isso não seja o foco da aula, ajudará a trabalhar a consciência sobre diferenças culturais. Você pode encontrar links para jornais de todo o mundo no site http://www.onlinenewspapers.com/). Você pode ter artigos diferentes para cada aluno ou três ou quatro que se repitam em toda a turma. Explique que eles devem fazer como no vídeo que assistiram, criando um poema a partir das palavras que escolherem. Monitore o andamento do trabalho, tanto para que os alunos mantenham o ritmo e terminem a tempo quanto para ajudá-los em caso de dúvida. Incentive-os a serem bastante criativos e se divertirem no processo. Se necessário, mantenha cópias de outros poemas do tipo Blackout na sala, para que os alunos não percam a referência visual do que estão produzindo. Essas fotos podem ser encontradas em http://newspaperblackout.com/

2) Após aproximadamente 15 minutos, encerre o tempo de produção e convide alguns alunos para compartilharem seus poemas em voz alta com os colegas. Caso tenha usado artigos de jornais iguais para mais de um aluno, pode pedir que alunos que criaram poemas utilizando a mesma notícia troquem os poemas para perceber como as mesmas palavras geraram resultados diferentes, devido à dimensão criativa e subjetiva da poesia.

3) Os textos produzidos pelos alunos podem ser expostos na sala ou na escola, em cartazes, ou podem ser fotografados para serem publicados no tumblr e no instagram oficial do projeto. O autor Austin Kleon é um grande entusiasta do uso de seu projeto em escolas. Você pode saber mais sobre isso no site http://newspaperblackout.com/tagged/classroom. Caso os textos sejam publicados nessas plataformas, não esqueça de avisar os alunos e compartilhar os links com todos, para um momento de construção da auto estima e de valorização da produção criativa deles.

Tempo sugerido: 13 minutos

Propósito: Avaliar a própria produção e a de colegas

Expectativa: Que os alunos consigam avaliar se o poema produzido por eles e pelos colegas se encaixa nas características linguísticas esperadas do gênero.

Orientações:

1) Mostre o slide aos alunos ou escreva a questão no quadro. Faça a pergunta aos alunos, para que eles pensem quais são as características de um texto literário. Faça perguntas mais específicas, para ajudá-los a chegar nas conclusões esperadas:

  • Does the poem you created use language in the same way as the news article it was based on? (Ss: No, the poem and the news use some of the same words, but they are used in different purposes.)
  • Is it about the same theme as the news article? (Ss: No, the news and my poem are about different topics OR Yes, my poem and the news are about the same topic, but in a different way)
  • Are the words in your poem literal or figurative? (Ss: Some words are literal, others are figurative)
  • Does your poem use punctuation? Is it structured in paragraphs or verses? (Ss: It doesn’t use punctuation, not in the same way as the article. It’s structured in verses)

Conforme os alunos forem respondendo às perguntas, vá anotando palavras-chave das características dos poemas no quadro (uso de linguagem figurativa, estrutura em versos, uso de pontuação de forma diferenciada, muitas vezes sem pontuação, temas relacionados à subjetividade).

2) Com as características anotadas no quadro, peça aos alunos que, em dupla, observem suas produções e avaliem se seus poemas atendem às características esperadas do gênero. Se não, peça que pensem no que poderia ser melhorado para que a linguagem usada seja a esperada para um texto literário.

Material complementar: Professor, para entender melhor as características de um poema, sugerimos que assista ao seguinte vídeo, intitulado com a pergunta norteadora desse slide: https://www.youtube.com/watch?v=JwhouCNq-Fc

Tempo sugerido: Continuação do feedback

Propósito: Sistematizar os conhecimentos ativados durante a aula.

Expectativa: Que os alunos reflitam sobre a produção da aula

Orientações: A avaliação da aula pode ser feita em forma de plenária, caso haja mais tempo, com uma conversa informal e os alunos falando aquilo que aprenderam durante a aula, ou, caso o tempo esteja curto, mostre o slide e repasse o aprendido com eles, pedindo exemplos de situações da aula em cada tópico. Como esta aula inclui também uma produção criativa e subjetiva, pode ser de valor perguntar aos alunos como eles se sentiram produzindo o poema, como eles refletem sobre essa produção. (How did it feel to write a poem?)


Contents

  1. INPUT: Blackout poems; video about blackout poems
  2. OUTPUT: Newspaper blackout poems

Habilidade da Base Nacional Comum Curricular

(EF08LI09) Avaliar a própria produção escrita e a de colegas, com base no contexto de comunicação (finalidade e adequação ao público, conteúdo a ser comunicado, organização textual, legibilidade, estrutura de frases).

Este plano foi elaborado pelo Time de Autores NOVA ESCOLA

Professor-autor: Juliana Neves

Mentor: Newton Murce

Especialista: Celina Fernandes


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

OUTRAS AULAS DESSA UNIDADE:

AULAS DESSA DISCIPLINA:

AULAS RELACIONADAS:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes