Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

67

Como inserir a tecnologia nas aulas de Ciências

Tecnologia se mantém como objeto de estudo, mas agora, ela deve também ser incorporada para resolver problemas e aprender

Autor: Rosi Rico

Com a BNCC, a tecnologia entra como aliada do professor e do aluno. Ilustração: Rita Mayumi/NOVA ESCOLA

A relação ciência-tecnologia aparecia como objeto de estudo nos PCN. Os estudantes deveriam aprender, por exemplo, sobre os avanços da medicina científica (o uso do laser, da tomografia computadorizada etc), a aplicação da tecnologia em segmentos como a indústria e a agricultura etc; e também debater a origem e o destino social dos recursos tecnológicos, bem como as consequências da sua utilização para a saúde pessoal e ambiental.

O que a BNCC diz

1. Com a Base, a tecnologia entra como aliada do professor e do aluno.

2. A relação ciência-tecnologia se mantém como objeto de estudo, em que o estudante utiliza conceitos científicos para compreender a tecnologia. Mas, agora, há também a indicação mais direta da utilização de tecnologias digitais de informação e comunicação para produzir conhecimento e resolver problemas das Ciências – algo não tão presente na diretriz anterior, até por conta do ano de sua elaboração, que foi em 1997, e os avanços nessa área aconteceram depois. 

3. Os estudantes devem ser capazes de dominar o universo digital, fazendo um uso significativo, reflexivo e ético dos recursos disponíveis, algo presente nas competências gerais (cultura digital) e nas específicas de Ciências. 

4. Espera-se que o professor tenha uma formação mais crítica em relação às tecnologias digitais para que seu uso seja pedagógico e intencional e não apenas para incrementar uma aula.