16564
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Plano de aula - Construindo uma cápsula do tempo

Plano de aula de História com atividades para 1º ano do EF sobre Construindo uma cápsula do tempo

Plano 08 de 10 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Deise Silva Sousa

 

Sobre este plano select-down

Slide Plano Aula

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 100 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF01HI05) “Identificar semelhanças e diferenças entre jogos e brincadeiras atuais e de outras épocas e lugares” de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Uma caixa de papelão (grande) com tampa e identificada como cápsula do tempo, papel ofício, papel sulfite colorido (uma folha para cada criança), lápis de cor e um calendário.

Para você saber mais:

  • Instruções para o uso do papel sulfite colorido: Vídeo “Origami: Box - Caixa de papel com folha A4”, do canal: Easy Origami. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=EVJ53M2zpms
  • Sobre narrativa, consciência e aprendizagem histórica: RÜSEN, Jorn. El desarrollo de la competência narrativa en el aprendisaje histórico. Una hipótesis ontogenética relativa a la conciencia moral. Revista Propuesta Educativa, Buenos Aires, Ano 4, n.7, p.27-36. oct. 1992.Tradução para o espanhol de Silvia Finocchio. Tradução para o português por Ana Claudia Urban e Flávia Vanessa Starcke. Revisão da tradução: Maria Auxiliadora Schmidt. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/1172513/mod_resource/content/1/Jorn%20Rusen%20e%20o%20Ensino%20de%20Hist%C3%B3ria.pdf Acesso em 27, fev. de 2019
  • Sobre o processo de seleção e preservação da memória em sua relação com a coletividade, recomenda-se a leitura de: “O que, e por que preservar?” In: VIEIRA, Bárbara de Széchy Cardoso. Cápsulas do Tempo: Reflexões Histórico-Filosóficas da Preservação Documental. Rio de Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Janeiro: 2016. Trabalho de Conclusão do Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidade de Informação (CBG) pp. 28-95. Disponível em: http://hdl.handle.net/11422/185 Acesso em 27, fev. de 2019
  • Sobre outras iniciativas relativas à produção e preservação da memória por meio de diferentes cápsulas do tempo:
  • O Grupo B32 tem uma iniciativa muito interessante a respeito do envolvimento da comunidade com a produção de uma cápsula do tempo para a cidade de São Paulo, você pode acompanhar ou participar no link: http://www.encontrocom2050.com.br/ Acesso em 27, fev. de 2019
  • CARDOSO, A. C. ; SILVA, C. L. C. ; NASCIMENTO, N. P. ; SANTOS, V. R. S. . Projeto Cápsula do Tempo: biblioteca escolar como lugar de construção de memória. In: Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação, 2017, Fortaleza. Anais do Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação - FEBAB, 2017. v. 26. Disponível em: https://portal.febab.org.br/anais/article/viewFile/1666/1667 Acesso em 27, fev. de 2019

Objetivo select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 min

Orientações: Leia, escreva no quadro ou projete o objetivo para a turma.

Contexto select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 min

Orientações:

  • Inicie este momento com a atividade:
  • Distribua as folhas de papel sulfite entre as crianças;
  • Ensine-as a fazer uma caixa de papel com a folha de sulfite, de acordo com as orientações do vídeo: “Origami: Box - Caixa de papel com folha A4”, do canal: Easy Origami. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=EVJ53M2zpms
  • Reserve as caixas para o próximo momento.
  • Em seguida, faça a abordagem do tema com a pergunta exibida neste slide. Use as respostas que a turma dará às seguintes perguntas para explicar o processo de documentalização dos registros da memória: O que vocês fizeram ontem? Do que brincaram? O que é memória? Por que esquecemos algumas coisas que nos acontecem? Por que nós guardamos nossas memórias? Que tipo de coisa nos faz lembrar de algo? Onde nós guardamos nossas memórias? Existem brinquedos que eu não uso mais? Existem brincadeiras de que eu não participo mais? Que memórias nós queremos guardar dos nossos brinquedos e brincadeiras? Podemos guardar nossas memórias numa caixa?
  • Peça aos alunos para que digam qual é o tamanho de suas memórias, pergunte se elas cabem nas caixas que eles acabaram de fazer.

Para você saber mais: Para efeito de aproximação de algumas das noções vinculadas a memória e atreladas ao processo de desenvolvimento psicológico humano, que fundamentam este momento da aula, recomendo que você veja previamente o filme:

  • DIVERTIDA Mente (título original: Inside Out). Dirigido por Pete Docter. Produzido por Jonas Rivera. Estados Unidos da América: Pixar Animation Studios. 2015.

Recomendo também a leitura dos textos:

  • SOUSA, Aline Batista de; SALGADO, Tania Denise Miskinis. Memória, aprendizagem, emoções e inteligência. In: Revista Liberato, v. 16, p. 141-151, 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/132515 Acesso: 10 de março de 2019
  • SCATULINO, Patrícia Leite da S.; AVELAR, Kamilla; GONÇALVES, Carlos Alberto. Divertida Mente: uma análise à luz da teoria das emoções. REVISTA CARIBEÑA DE CIENCIAS SOCIALES, v. 4, p. 1-15, 2018. Disponível em: https://www.eumed.net/rev/caribe/2018/02/divertida-mente-analise.html Acesso: 10 de março de 2019

Problematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 45 min

Orientações: Distribua o papel ofício e os lápis de cor entre as crianças e peça que cada uma desenhe os brinquedos e brincadeiras de que gostaria de lembrar no futuro. Feito isso, peça para que cada uma mostre o que fez aos demais e diga porque gostaria de lembrar daquele brinquedo ou brincadeira, se possível narrando uma lembrança que contenha o objeto da representação elaborada, para logo depois, colocar sua produção dentro de cada caixa de origami feita anteriormente que irá compor a cápsula do tempo.

Aqui é importante que os alunos pensem algumas questões que direcionem a produção do desenho;

  • Qual o motivo me levou a lembrar desse brinquedo?
  • Por que ele é importante para mim?
  • O que me levou a querer que esse brinquedo seja lembrado num tempo futuro?

Neste momento, pode ser usado o recurso da colagem de figuras pré-selecionadas e recortadas por você a partir de revistas disponíveis para este fim. De modo que as crianças encontrem nestes recortes representações com as quais se identifiquem, e incluam-nas entre suas elaborações gráficas. Além disso, pode ser previamente combinado com os pais e responsáveis pelas crianças que selecionem em casa, junto com seus filhos, algum brinquedo ou fotografia de brinquedo que gostariam de guardar na cápsula do tempo.

Para você saber mais: A respeito da produção do desenho como forma de expressão do público infantil, recomendo a leitura da introdução e do primeiro capítulo da tese:

Sistematização select-down

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 min

Orientações: Neste momento, use o calendário.

Compartilhadas as memórias e recolhidos todos os registros delas, este é o momento de fechar definitivamente a cápsula do tempo e decidir coletivamente quando ela será aberta. Após determinada a data de abertura, a cápsula deve ficar em um lugar visível dentro da sala de aula.

O aspecto coletivo da decisão a respeito da data permite aos alunos um contato com o tempo do calendário. Eles devem observar e analisar a data em que a atividade está acontecendo e medir o tempo que levará até a caixa ser aberta por meio da observação dos dias marcados no calendário. Você deve orientá-los a respeito das medidas do tempo contidas nele: os dias, as semanas, os meses e o ano.

Existem muitos tipos de cápsulas do tempo, as últimas leituras indicadas no primeiro slide deste plano indicam algumas delas que você pode adaptar e usar.

Resumo da aula

download Baixar plano

Este slide em específico não deve ser apresentado para os alunos, ele apenas resume o conteúdo da aula para que você possa se planejar.

Este plano está previsto para ser realizado em uma aula de 100 minutos. Serão abordados aspectos que fazem parte do trabalho com a habilidade (EF01HI05) “Identificar semelhanças e diferenças entre jogos e brincadeiras atuais e de outras épocas e lugares” de História, que consta na BNCC. Como a habilidade deve ser desenvolvida ao longo de todo o ano, você observará que ela não será contemplada em sua totalidade aqui e que as propostas podem ter continuidade em aulas subsequentes.

Materiais necessários: Uma caixa de papelão (grande) com tampa e identificada como cápsula do tempo, papel ofício, papel sulfite colorido (uma folha para cada criança), lápis de cor e um calendário.

Para você saber mais:

  • Instruções para o uso do papel sulfite colorido: Vídeo “Origami: Box - Caixa de papel com folha A4”, do canal: Easy Origami. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=EVJ53M2zpms
  • Sobre narrativa, consciência e aprendizagem histórica: RÜSEN, Jorn. El desarrollo de la competência narrativa en el aprendisaje histórico. Una hipótesis ontogenética relativa a la conciencia moral. Revista Propuesta Educativa, Buenos Aires, Ano 4, n.7, p.27-36. oct. 1992.Tradução para o espanhol de Silvia Finocchio. Tradução para o português por Ana Claudia Urban e Flávia Vanessa Starcke. Revisão da tradução: Maria Auxiliadora Schmidt. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/1172513/mod_resource/content/1/Jorn%20Rusen%20e%20o%20Ensino%20de%20Hist%C3%B3ria.pdf Acesso em 27, fev. de 2019
  • Sobre o processo de seleção e preservação da memória em sua relação com a coletividade, recomenda-se a leitura de: “O que, e por que preservar?” In: VIEIRA, Bárbara de Széchy Cardoso. Cápsulas do Tempo: Reflexões Histórico-Filosóficas da Preservação Documental. Rio de Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Janeiro: 2016. Trabalho de Conclusão do Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidade de Informação (CBG) pp. 28-95. Disponível em: http://hdl.handle.net/11422/185 Acesso em 27, fev. de 2019
  • Sobre outras iniciativas relativas à produção e preservação da memória por meio de diferentes cápsulas do tempo:
  • O Grupo B32 tem uma iniciativa muito interessante a respeito do envolvimento da comunidade com a produção de uma cápsula do tempo para a cidade de São Paulo, você pode acompanhar ou participar no link: http://www.encontrocom2050.com.br/ Acesso em 27, fev. de 2019
  • CARDOSO, A. C. ; SILVA, C. L. C. ; NASCIMENTO, N. P. ; SANTOS, V. R. S. . Projeto Cápsula do Tempo: biblioteca escolar como lugar de construção de memória. In: Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação, 2017, Fortaleza. Anais do Congresso Brasileiro de Biblioteconomia, Documentação e Ciência da Informação - FEBAB, 2017. v. 26. Disponível em: https://portal.febab.org.br/anais/article/viewFile/1666/1667 Acesso em 27, fev. de 2019
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 5 min

Orientações: Leia, escreva no quadro ou projete o objetivo para a turma.

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 35 min

Orientações:

  • Inicie este momento com a atividade:
  • Distribua as folhas de papel sulfite entre as crianças;
  • Ensine-as a fazer uma caixa de papel com a folha de sulfite, de acordo com as orientações do vídeo: “Origami: Box - Caixa de papel com folha A4”, do canal: Easy Origami. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=EVJ53M2zpms
  • Reserve as caixas para o próximo momento.
  • Em seguida, faça a abordagem do tema com a pergunta exibida neste slide. Use as respostas que a turma dará às seguintes perguntas para explicar o processo de documentalização dos registros da memória: O que vocês fizeram ontem? Do que brincaram? O que é memória? Por que esquecemos algumas coisas que nos acontecem? Por que nós guardamos nossas memórias? Que tipo de coisa nos faz lembrar de algo? Onde nós guardamos nossas memórias? Existem brinquedos que eu não uso mais? Existem brincadeiras de que eu não participo mais? Que memórias nós queremos guardar dos nossos brinquedos e brincadeiras? Podemos guardar nossas memórias numa caixa?
  • Peça aos alunos para que digam qual é o tamanho de suas memórias, pergunte se elas cabem nas caixas que eles acabaram de fazer.

Para você saber mais: Para efeito de aproximação de algumas das noções vinculadas a memória e atreladas ao processo de desenvolvimento psicológico humano, que fundamentam este momento da aula, recomendo que você veja previamente o filme:

  • DIVERTIDA Mente (título original: Inside Out). Dirigido por Pete Docter. Produzido por Jonas Rivera. Estados Unidos da América: Pixar Animation Studios. 2015.

Recomendo também a leitura dos textos:

  • SOUSA, Aline Batista de; SALGADO, Tania Denise Miskinis. Memória, aprendizagem, emoções e inteligência. In: Revista Liberato, v. 16, p. 141-151, 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/132515 Acesso: 10 de março de 2019
  • SCATULINO, Patrícia Leite da S.; AVELAR, Kamilla; GONÇALVES, Carlos Alberto. Divertida Mente: uma análise à luz da teoria das emoções. REVISTA CARIBEÑA DE CIENCIAS SOCIALES, v. 4, p. 1-15, 2018. Disponível em: https://www.eumed.net/rev/caribe/2018/02/divertida-mente-analise.html Acesso: 10 de março de 2019
Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 45 min

Orientações: Distribua o papel ofício e os lápis de cor entre as crianças e peça que cada uma desenhe os brinquedos e brincadeiras de que gostaria de lembrar no futuro. Feito isso, peça para que cada uma mostre o que fez aos demais e diga porque gostaria de lembrar daquele brinquedo ou brincadeira, se possível narrando uma lembrança que contenha o objeto da representação elaborada, para logo depois, colocar sua produção dentro de cada caixa de origami feita anteriormente que irá compor a cápsula do tempo.

Aqui é importante que os alunos pensem algumas questões que direcionem a produção do desenho;

  • Qual o motivo me levou a lembrar desse brinquedo?
  • Por que ele é importante para mim?
  • O que me levou a querer que esse brinquedo seja lembrado num tempo futuro?

Neste momento, pode ser usado o recurso da colagem de figuras pré-selecionadas e recortadas por você a partir de revistas disponíveis para este fim. De modo que as crianças encontrem nestes recortes representações com as quais se identifiquem, e incluam-nas entre suas elaborações gráficas. Além disso, pode ser previamente combinado com os pais e responsáveis pelas crianças que selecionem em casa, junto com seus filhos, algum brinquedo ou fotografia de brinquedo que gostariam de guardar na cápsula do tempo.

Para você saber mais: A respeito da produção do desenho como forma de expressão do público infantil, recomendo a leitura da introdução e do primeiro capítulo da tese:

Slide Plano Aula

Tempo sugerido: 15 min

Orientações: Neste momento, use o calendário.

Compartilhadas as memórias e recolhidos todos os registros delas, este é o momento de fechar definitivamente a cápsula do tempo e decidir coletivamente quando ela será aberta. Após determinada a data de abertura, a cápsula deve ficar em um lugar visível dentro da sala de aula.

O aspecto coletivo da decisão a respeito da data permite aos alunos um contato com o tempo do calendário. Eles devem observar e analisar a data em que a atividade está acontecendo e medir o tempo que levará até a caixa ser aberta por meio da observação dos dias marcados no calendário. Você deve orientá-los a respeito das medidas do tempo contidas nele: os dias, as semanas, os meses e o ano.

Existem muitos tipos de cápsulas do tempo, as últimas leituras indicadas no primeiro slide deste plano indicam algumas delas que você pode adaptar e usar.

Slide Plano Aula

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Mundo pessoal: eu, meu grupo social e meu tempo do 1º ano :

MAIS AULAS DE História do 1º ano:

Planos de aula para desenvolver a habilidade EF01HI05 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de História

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano