Crie sua conta e acesse o conteúdo completo. Cadastrar gratuitamente

Jogos: 12 conteúdos sobre o tema para deixar as aulas mais atrativas e divertidas

Dê espaço para o lúdico! É possível fazer da escola um lugar de descobertas sem deixar de lado a aprendizagem e o desenvolvimento de competências

POR:
Nairim Bernardo
Crédito: Getty Image

Assim como as brincadeiras, os jogos fazem parte da cultura da infância desde os tempos mais remotos da humanidade e estão bastante presentes até hoje em nossa sociedade. Sejam eletrônicos ou não, esse tipo de material desperta o interesse da criançada e, na escola, é possível se valer disso para explorar diversos conteúdos. 

Quando bem elaborados e explorados com intencionalidade pedagógica clara, os jogos podem aumentar o interesse dos estudantes nas atividades, mobilizar conhecimentos e desenvolver uma série de competências, como cooperação, criatividade e compreensão de que errar (e perder!) faz parte da vida.

Para ajudar você, professor, a refletir sobre diversas possibilidades para o trabalho em sala de aula (presencial ou remota) com jogos, selecionamos uma série de conteúdos que podem ser aplicados em todas as etapas de ensino. No final da lista, você também encontra planos de aula que utilizam jogos de diferentes maneiras na Educação Infantil e no Ensino Fundamental.

A importância dos jogos na aprendizagem

Lino de Macedo, especialista na psicologia do desenvolvimento na perspectiva construtivista de Jean Piaget, fala a respeito do uso de jogos na sala de aula e sobre como esses materiais podem contribuir para diversos conhecimentos sociais. Segundo ele, em um jogo há uma situação de conhecimento físico do material, das regras e de conhecimentos sociais. Além disso, é preciso resolver situações-problemas e fazer escolhas, o que mobiliza uma série de conhecimentos das crianças. Assista a esse vídeo de 4 minutos e saiba mais sobre o tema.

Explore o potencial dos games para turbinar as aulas

Aproveite o interesse dos alunos pelo mundo digital para engajá-los nas aulas de Matemática usando jogos eletrônicos


Jogos lúdicos e jogos pedagógicos: o que são e como usá-los até no ensino remoto

Nem todo jogo é lúdico e nem todo jogo é pedagógico, você sabia? Para conhecer as diferenças entre esses dois modelos, confira esse texto. Descubra também como estabelecer intenções pedagógicas claras e problematizações para que a atividade com jogos na escola seja produtiva de verdade, com direito a muitos aprendizados, e não só um passatempo. 

Como utilizar jogos na sala de aula e a distância?

Listas de exercícios, contas ou “problemas prontos” não contribuem para que as crianças pensem a respeito das aplicações práticas do que está sendo proposto. Já os jogos possibilitam que elas coordenem pontos de vista, elaborem estratégias, interpretem as jogadas dos colegas, respeitem as regras e apliquem e exercitem com significado as operações matemáticas. Neste texto, Selene Coletti, professora  e formadora da Educação Infantil, explica como escolher um jogo e como utilizar esse recurso nas aulas remotas.

Curso: Jogos de Língua Portuguesa para Fundamental 1

Tanto para as turmas de alfabetização quanto para os anos seguintes, os jogos são aliados do professor para as propostas relacionadas à aquisição do sistema alfabético de escrita, ortografia, oralidade, produção de texto ou leitura.


Jogos digitais: o que eles têm de especial

Jogos são um importante recurso para promover o engajamento dos alunos e a imersão da turma é maior ainda quando é possível trabalhar com games interativos. A ciência já mostra muitas vantagens associadas ao uso de jogos digitais como ligação com a imaginação e com a criatividade das crianças, retorno imediato e personalização. Entenda mais sobre esses pontos e quais cuidados e desafios para utilizar jogos digitais na escola. 

Curso gratuito: Trabalho com jogos: aproveitando o interesse dos alunos

Nesta live, os professores Fernando Barnabé e Elisa Vilalta, com a participação especial de Lino de Macedo, conversam sobre como o interesse dos jovens por jogos pode ser utilizado como gancho para aprendizagens. Eles mostram ainda opções de jogos educativos de tabuleiro e digitais. Todas as dicas foram pensadas para serem adaptadas para o contexto de isolamento social e aulas remotas.

Jogos matemáticos para o Ensino Fundamental 1

Os professores têm nos jogos uma boa alternativa para o planejamento das aulas. Entenda como oferecer aos alunos práticas em sala de aula que sejam atrativas, lúdicas e significativas para avançar no desenvolvimento das habilidades matemáticas


Jogos para desenvolver raciocínio lógico, estratégia e cooperação

Em sua etimologia, a palavra lúdico vem do latim ludus, que significa “jogos”. Jogos e brincadeiras são próprios da infância e essenciais para que o desenvolvimento e aprendizagem das crianças ocorram e podem se relacionar com todos os direitos previstos pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para a Educação Infantil: conviver, brincar, participar, explorar, expressar e conhecer-se. Saiba como explorar opções desafiadoras que partam do conhecimento prévio das crianças para fazê-las avançar.  

Aula de História: como jogos podem ajudar a reconstruir identidades esquecidas

Algumas pessoas pensam que o uso de jogos está restrito às aulas de Matemática mas isso não é verdade. Professores de todas as áreas e componentes curriculares podem utilizá-los para introduzir, explicar e avaliar os conhecimentos dos alunos sobre diversos conteúdos. Esse texto explica porque e como jogos de tabuleiro de origem africana e indígena podem agregar diversidade para as aulas de História.

Curso: Jogos para o ensino de História alinhados à BNCC

Para ampliar o uso de jogos de História em classe, entenda como fazer esse trabalho de forma interdisciplinar e confira uma sugestão para de como organizar uma mostra cultural com jogos e outra proposta para produzir seus próprios jogos usando desde materiais recicláveis até recursos tecnológicos.


Como um jogo de tabuleiro estimula a inclusão

O jogo de tabuleiro Trilha dos Seres Vivos é um material que relaciona temas ligados à biodiversidade e ecologia (mas também pode ser adaptado para outros conteúdos). O material usa diversos recursos (visuais, sonoros, táteis) para minimizar as barreiras à participação autônoma de todos os alunos, com ou sem deficiência. Acesse esse material pedagógico e conheça um aluno autista que encontrou nessa atividade a possibilidade de se aproximar mais dos colegas.

Plano de atividade: Jogo com dados - o jogo da melancia

Indicado para: crianças bem pequenas

Nesta experiência, as crianças precisam manipular dados para se familiarizar com a leitura e com a utilização desse objeto. Cada jogador recebe uma fatia de melancia com 20 sementes, joga o dado na sua vez e precisa retirar da fruta o número de sementes igual ao número sorteado. Vence quem retirar todas as sementes primeiro. Saiba como orientar as crianças que precisam de ajuda na contagem e como incentivar que os colegas também ajudem os colegas nessa tarefa. 

Plano de atividade: Criação de manuais de jogos

Indicado para: Crianças pequenas

Para jogar é necessário que uma pessoa ou o manual explique as regras. Para colocar em cena a atividade de elaboração, é preciso selecionar jogos que a turma já conhece e que não tenham manuais. Ao produzir esse material, as crianças terão de buscar diferentes alternativas de escrita, leitura e, em alguns casos, de contagem. Essa é uma oportunidade de observar como a turma explora os elementos de um jogo e como comunica - em imagens, palavras, gestos - o que estão fazendo.


Brincando de videogame

Indicado para: 2º ano do EF, História

Pensando no espaço e na importância que o videogame tem nas culturas urbanas modernas e  na vida das crianças, esse plano de aula propõe entendê-lo como um objeto histórico. Os alunos terão contato com objetos e/ou imagens que remetem ao mundo dos jogos eletrônicos e, ao final da atividade, organizarão um museu do videogame. Você ainda pode propor momentos em que os estudantes interajam diretamente com jogos de diferentes períodos para observar diferenças entre eles. 

Mitose em jogo

Indicado para: 9º ano, Ciências

Nesta aula de Ciências, os alunos são divididos em grupos e têm de confeccionar diferentes jogos sobre os conceitos de Mendel sobre hereditariedade (fatores hereditários, segregação, gametas, fecundação). Depois, os grupos podem trocar de jogo entre si para conhecer o que foi construído pelos colegas. Ao final, todos podem compartilhar sua pesquisa prévia sobre modalidades de jogos - quiz, tabuleiro, jogos de cartas etc. e explicar como relacionaram os conceitos estudados em um desses formatos.

Tags

Guias

Tags

Guias