15973
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Educação Infantil > Pré Escola - Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Atividade - Primeiros dias na escola: atividades na área externa

Nesta atividade, veja como organizar a rotina para que as crianças possam passar um dia inteiro em um ambiente externo da escola

Plano 03 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Cristiane Martins Soares

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Essa proposta considera a importância de variar os locais de atividades no início do ano, para que as crianças novas conheçam os diferentes espaços da escola. Ao mesmo tempo, as que já frequentavam podem reconhecer os mesmos espaços. Considere que um espaço externo pode ser mais atrativo para as crianças que apresentam dificuldades em permanecer na sala do grupo. Porém, como um espaço aberto requer maior supervisão, combine com outros professores da escola como será a dinâmica do dia, incluindo a proposta das estações e organização do piquenique, para que possam ajudar na organização dos espaços e acompanhamento das crianças. Caso a escola permita, combine previamente com os pais para as crianças trazerem um lanche de casa que será compartilhado com a turma. Caso não seja possível, peça aos funcionários da cozinha para que o lanche da escola possa ser servido na área externa, atendendo à proposta de piquenique. Pequenos pacotes de biscoitos com bilhetinhos devem ser preparados com antecedência para entrega durante a despedida neste dia.

Materiais:

Materiais para a hora de receber as crianças: blocos de montar ou outro brinquedo que tenha em quantidade suficiente para todas. Materiais para a estação de teatro: Fantasias, fantoches, pequenos cenários etc. Materiais para a estação da aventura: cordas, motocas, bambolês e obstáculos de percurso. Materiais para estação de relaxamento: Tapete emborrachado, colchonete ou tatame, almofadas, bolinhas, bonecos, música calma (sugestão: sons da natureza). Materiais para a proposta de piquenique: sugestão da música ”Me dá sua mão” , do Palavra cantada sugestão de leitura do Livro infantil Camilão o Comilão, de Ana Maria Machado (para conhecer a história: https://pt.slideshare.net/doia/camilo-o-comilo) mas também é possível utilizar outro objeto disponível em sua escola que aborde essa temática; guardanapo para a história; cesto; toalha para o piquenique; lanchinhos coletivos, copos e guardanapos de papel. Como opção para a despedida e engajamento com a família, propomos saquinhos com biscoitos feitos na escola ou industrializados e bilhetinhos que acompanharão os biscoitos. Materiais para registro do professor: aparelho para fotografia ou filmagem.

Espaços:

Essa atividade deverá ocorrer na área externa, em ambiente amplo e aberto. A proposta inclui estações que devem ser organizadas com antecedência. Se notar que as crianças mostraram interesse especial em atividades anteriores ou por algum tipo de atividade específica, é possível substituir umas das sugestões apresentadas. Organize um espaço próximo da entrada das crianças com brinquedos de montar. Observe o ambiente e reserve um local aconchegante, como debaixo de uma árvore ou um espaço gramado para a hora da história e do piquenique.

Tempo sugerido:

Adapte esse planejamento de tempo à organização da sua escola. Essa é uma atividade que contempla um tempo reduzido de permanência das crianças novas. Se seu grupo de crianças é misto (crianças novas e as que já eram da escola), planeje a continuidade da proposta, ou outras atividades, para atender aos que permanecerão por todo o período. Sugerimos em média 1 hora e 30 minutos, para essa atividade, sendo 10 minutos para receber as crianças, 30 minutos para as estações, 20 minutos para a roda de história, 20 minutos para o piquenique e 10 minutos para a despedida.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Como ocorre a interação das crianças em atividades que requerem cooperação, como, por exemplo, a organização do piquenique?

2. Que pistas as crianças dão, por meio de expressões corporais, sobre suas preferências durante as brincadeiras propostas e as diferentes sensações em relação ao espaço e materiais?

3. Nas escolhas dos brinquedos e estações, como demonstram consideração em relação aos sentimentos, desejos e necessidades dos colegas? Se preferem brincar sozinhas, como isso se estabelece?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender as necessidades e diferenças de cada criança ou do grupo. Quando organizar as estações, pense no espaço como um todo e na necessidade de favorecer a livre movimentação das crianças. Disponha de objetos e brinquedos que possam ser manuseados individualmente ou em grupos. Opte por modalidades de atividades variadas, como as indicadas no plano, isso permitirá envolver maior número de crianças.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Espere as crianças na área externa. À medida que vão chegando, receba-as pessoalmente. Você pode oferecer as mãos para que elas segurem, fazendo contato físico. Porém, não insista caso perceba sinais de recusa. Coloque-se na altura da criança, trate-a pelo nome, diga que está feliz em revê-la e que preparou muitas surpresas para esse dia. Diga que, enquanto aguarda os outros colegas, ela pode brincar com os brinquedos que você separou. Disponha alguns materiais com os quais as crianças podem se envolver individualmente ou em pequenos grupos (como desejarem) enquanto esperam os amigos, como blocos de montar. Garanta uma quantidade que atenda a todo o grupo. As crianças, nesse momento, se despedem dos familiares. Se necessário, relembre-as que eles logo voltarão e que poderão participar de uma surpresa no fim da atividade. Quando todas tiverem chegado, reúna o grupo e proponha que ajudem a recolher os blocos em uma caixa. Agradeça as crianças pela ajuda e peça que se sentem formando uma grande roda.


2

Conte para as crianças que elas terão um dia bem gostoso e que poderão fazer muitas coisas legais brincando no jardim, quadra ou outro espaço que você escolheu. Diga que, para isso, organizou o espaço com diferentes estações. Pergunte às crianças o que estão vendo nas estações, escute com atenção e amplie as possibilidades de observação e antecipação das brincadeiras que podem ser realizadas. Você pode perguntar por que acham que os brinquedos foram separados daquela forma, como podemos brincar com esses objetos dispostos, que aventuras podem ser vividas na estação da aventura ou por que temos colchonetes em outra estação.Proponha combinados para que todas possam brincar respeitando o tempo e espaço dos colegas.

Possíveis falas do professor neste momento: Olha, que legal! Temos algumas motocas naquela estação. Quem quer brincar de motoca? Mas se eu ficar todo o tempo com a motoca, será que outros poderão brincar? O que podemos fazer nesse caso?


3

Convide as crianças para conhecer as estações. À medida que elas começam a se envolver nas brincadeiras, ande pelos espaços e participe das atividades em que estão envolvidas. Se notar que alguma criança ainda não conseguiu se decidir, convide-a para conhecer as estações com você. Interaja com as crianças que já estão brincando e observe qual atividade chamou mais a atenção delas. Volte para a atividade escolhida e proponha uma brincadeira conjunta. Identifique as crianças que demonstram maior intimidade com o espaço e ações. Proponha que elas apoiem as que ainda demonstram insegurança ou timidez. Se afaste quando notar que a criança conseguiu se envolver e interagir com outras.


4

Observe como as crianças interagem com o novo espaço. Perceba se passam por todas as estações ou ficam em uma especifica, se preferem as atividades de maior exploração dos movimentos corporais, como a estação da aventura e a de teatro (com todas suas possibilidades imaginativas), ou as estações mais calmas, como a de relaxamento. Procure ficar por um tempo em cada estação. Se perceber aceitação das crianças, seja um parceiro em suas brincadeiras a partir das manifestações e iniciativas delas. Esta é uma grande possibilidade de estabelecimento de vínculos e de conhecer um pouquinho mais sobre cada criança. Se ocorrer reações de choro, aproxime-se da criança, converse com ela usando um tom de voz amigável e busque junto a ela uma atividade em que se sinta bem. Uma possibilidade é propor a estação de relaxamento, pois atividades mais tranquilas e com atençãoindividual podem ajudar a acalmá-la. Proponha, por exemplo, que ela te ajude a fazer massagens em uma bonequinha. Assim que a criança estiver tranquila, proponha outras ações ou amplie as possibilidades da brincadeira inserindo outros objetos.


5

Quando estiver próximo ao momento de finalizar as brincadeiras nas estações, diga às crianças que terão mais uma coisa legal em seguida. Após finalizar, peça para que elas agrupem os objetos e brinquedos das estações e proponha a leitura de uma história. Diga que, em outra oportunidade, elas poderão retomar as brincadeiras. Convide as crianças para se acomodarem em um espaço agradável, como debaixo de uma árvore ou no gramado. Enquanto as crianças se organizam, coloque uma música (sugestão: “Me dá tua mão”, do grupo Palavra Cantada - Enquanto você canta, as crianças vão se acomodando e fazendo a transição de uma atividade de movimentação para uma de atenção. Conte com a possibilidade de algumas não se interessarem pela proposta e preferirem continuar brincando, ou se aproximarem apenas depois do início da história. Nesse momento, o professor que te auxilia com a turma deve dar atenção específica para essas crianças, enquanto você reúne as demais para a história.


6

Enquanto canta, vá diminuindo o volume da voz. Assim, as crianças vão direcionando a atenção. Apresente o livro, a sugestão aqui é “Camilão o Comilão”, de Ana Maria Machado, que narra como Camilão reúne os amigos para um piquenique. Apresente o livro, bem como o personagem principal e peça às crianças que digam sobre o que elas imaginam se tratar a história. Você pode ler a história ou conta-lá usando objetos, como fantoches ou objetos variados com função simbólica. Os principais objetos de apoio são um cesto e um guardanapo, se tiver esses objetos disponíveis, optar pela contação e desejar, poderá usá-los. Explore o fato da história se tratar de um conto de repetição. Assim, as crianças poderão interagir com a história, repetindo as frases que são recorrentes no texto, como: “e eu aqui, com tanta fome que acho até que vou desmaiar” ou “O guardanapo por cima”.


7

Ao término da história, pergunte quem gostaria de participar desse delicioso piquenique. Proponha prepararem juntos um piquenique, assim como fez nosso amigo Camilão. Pergunte às crianças como podem organizar o espaço para o piquenique, escute as sugestões e acate as que forem possíveis. Conte para as crianças que você trouxe uma bonita toalha para colocarem os lanches. Enquanto vocês forram uma mesa ou um espaço no chão, o professor que está lhe ajudando pode organizar a parte do lanche do piquenique na cesta que foi usada para contar a história e cobri-la com o guardanapo. Instigue a curiosidade e imaginação das crianças, perguntando o que acham que há debaixo do guardanapo. As crianças podem levantar diferentes hipóteses, como associar com os alimentos apresentados na história ou com o fato de terem trazido de casa lanches que os familiares prepararam. Explore essas hipóteses. A medida que vão tirando os lanches, convide-as para organizar o ambiente para um delicioso piquenique, que poderão compartilhar com os novos colegas assim como Camilão fez. Combine previamente com algum funcionário da escola para que, neste momento, traga os demais lanches que não couberam no cesto, As crianças podem ir dispondo os lanches, copos e guardanapos como preferirem.


8

Caso ainda tenha crianças nas estações, convide-as para o piquenique.Coma junto com elas, tornando a ocasião agradável e convidativa. Aproveite para conversar com elas sobre suas preferências alimentares, quem preparou os lanches, se ajudaram na preparação etc.


Para finalizar:

Quando estiver chegando perto da hora do término da atividade, peça que as crianças ajudem a deixar o ambiente organizado, recolher os lixos etc. Lembre as crianças que vocês combinaram uma surpresa especial para quando os familiares ou responsáveis retornassem. Proponha organizarem juntos uma mesa para quem vier buscá-las, dispondo os alimentos que sobraram do piquenique. Observe as crianças que estão mais à vontade com o ambiente e peça ajuda delas. As crianças podem brincar com os materiais das estações até o familiar chegar.

Quando os familiares chegarem para buscar as crianças, convide-os para entrar e se servir dos lanches dispostos na mesa que as crianças organizaram. Sugira que as crianças contem como foi o dia delas, do que brincaram e porque tiveram um piquenique (provocando que falem da história ou do novo amigo Camilão).

Desdobramentos

Combine previamente com os familiares e professores e promova o piquenique com outras turmas. Assim, as crianças podem compartilhar esse momento com algum irmão ou amigo que talvez tenham na escola.

Engajando as famílias

Você pode organizar uma surpresa para o momento de saída: quando se despedir das crianças e familiares, diga que o Camilão deixou uma surpresa para cada um no cesto. Disponha de pequenos pacotinhos com biscoito. Prenda nos pacotinhos um bilhetinho com frases, como: “surpresa especial do nosso amigo Camilão, que tal contar para as pessoas o que você gosta sobre esse porquinho comilão?”


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses) :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EO01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03EO03 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI03CG01 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano