15918
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Adaptação: brincadeira com produção de massinha

Nesta atividade, as crianças irão auxiliar na produção de uma massinha comestível.

Plano 04 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Karla Alessandra Santos Pereira de Souza

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Converse com os pais no ato da matrícula ou em reuniões anteriores ao início das atividades escolares. Esse primeiro contato é essencial, a fim de que sejam esclarecidas possíveis dúvidas, feitos combinados, dadas orientações aos pais sobre o momento da adaptação das crianças e sua interação com os demais. Faça essa atividade à medida que as crianças já se sentem seguras e já demonstram certa evolução na adaptação.Separe a turma em dois pequenos grupos, que farão a atividade em dias diferentes, para melhor acompanhamento dos pequenos. Cada grupo pode ser formado por novatos e veteranos. A atividade deve contar com o apoio de um outro professor e pode ser realizada próxima ao momento de despedida das crianças.

Materiais:

Tigela grande, jarra com água, copo, colher, mesa baixa e local para armazenar a massinha depois de pronta. Separe os ingredientes (veja aqui algumas sugestões de receitas, mas fique à vontade para utilizar a que considerar mais adequada, levando em conta a idade das crianças). Como ainda é um momento de adaptação, algumas crianças podem não querer se envolver, por isso, é importante que lhes sejam oferecidas outras possibilidades. Para isso, disponibilize outros materiais, como: papel cartolina tamanho A4, giz de cera e jogos de construção. Providencie também saquinhos de plástico ou de papel e cópias da receita da massinha.

Espaços:

Realize a atividadede preferência na sala das crianças, se for espaçosa. A proposta também ser feita em um outro espaço (como o pátio, refeitório etc) que permita às crianças se movimentar com liberdade, explorando bem os materiais e participando ativamente dela. Divida a turma em pelos menos dois grupos, que realizarão a atividade em dias diferentes. Assim, os pequenos terão a oportunidade de manusear os ingredientes e interagir entre si, com uma mediação atenta e cuidadosa sua. Organize cantos com outros materiais, para que quem não esteja fazendo a massinha realize uma outra atividade de sua preferência (exemplo: desenho com papel cartolina tamanho A4 e giz de cera ou jogos de construção) enquanto você acompanha o grupo que está fazendo a massinha. Considere o apoio de outro professor para isso.

Tempo sugerido:

Aproximadamente uma hora.

Perguntas para guiar suas observações:

1. Quais são as formas de interação entre as crianças e com você? Como expressam opiniões? Como se manifestam?

2. Como as crianças se envolvem e reagem neste momento da adaptação? Elas querem explorar? Já mostram autonomia e desenvoltura? Se mostram mais à vontade com o ambiente e com os pares? De que forma?

3. As crianças compartilham experiências e conhecimentos? Como? Conseguem trabalhar em grupo? Interagem com os materiais com certa autonomia, sentem-se seguras nesse tipo de atividade?


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. É fundamental que a atividade seja feita em grupos menores, para que todos tenham mais possibilidades de interação. Convide todas as crianças para participar, mas respeite aquelas que preferirem apenas observar. Garanta que todas possam estar em atividade, de acordo com suas preferências e nível de adaptação.Procure formas de incentivar cada criança individualmente, principalmente aquelas que preferem só observar. Tente perceber os interesses de cada uma, para que, a partir daí, você possa garantir diversas formas de exploração.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Na sala, reúna as crianças em um grande grupo. Apresente os materiais a elas. As crianças podem se expressar de diversas formas. Conduza a conversa e diga que irão fazer massinha para brincar ou brincar com as propostas de livre escolha, se alguma criança manifestar comportamentos que possam indicar incômodo ou desinteresse. Elas podem produzir desenhos com cartolinas tamanho A4 e giz de cera, brincar com jogos de encaixe ou folhear livros. Peça que o outro professor que estará auxiliando na atividade, acompanhe essas crianças nos cantos e fique atento para o caso de, no decorrer da atividade, alguma demonstrar curiosidade, olhando para o preparo da massinha, por exemplo, incentivando-a a participar da proposta. Oriente os familiares presentes a possibilitar a participação das crianças autonomamente, se afastando conforme elas se envolvem na proposta.

Possíveis falas ou ações da criança neste momento: Ao ver os ingredientes, alguma criança pode arregalar os olhinhos, querer pegar algum material, indicar que conhece algum ingrediente, outra pode querer brincar etc. Outra criança pode falar ou balbuciar algum nome. Alguma criança pode manifestar desinteresse com choro, balançando a cabeça em negação para não tocar em algum ingrediente, fazer carinha de nojo, dizer não com o dedinho.


2

Reúna o grupo, apresenteos ingredientes e possibilite às crianças que sintam texturas, cheiros etc. As crianças devem ficar à vontade, para experimentar, apontar, balbuciar algo etc. Pergunte a elas se já fizeram uma receita, se já viram em casa, se já ajudaram alguém a fazer uma etc. Dê suporte naquilo que querem manifestar sobre suas experiências, estimulando-as com perguntas. Valide as respostas delas e complemente-as com o que for necessário. Possibilite que os pequenos se manifestem livremente, toquem, brinquem, valorizando cada ação, desde as mais ousadas até as mais tímidas.

Possíveis falas do professor neste momento: Vocês acham que dá para fazer uma massinha com esses ingredientes? Você já fez? Que bacana! O que você usou? E vocês já viram alguém usar uma receita em casa? Quando a mamãe de vocês faz bolo, biscoito, o que ela usa?


3

Avise as crianças que elas irão preparar a receita com você e incentive que participem desse momento. A preparação deve ser feita em um local que permita o alcance das crianças. Para as que forem mais tímidas, peça que peguem algum ingrediente pra você. Converse com as crianças mais adaptadas e incentive que peçam ajuda das demais. Faça de cada passo um momento de exploração dos ingredientes, de interação como os materiais e de levantamento de hipóteses. Mostre entusiasmo, empolgação, possibilitando essas mesmas reações nas crianças, permitindo que os pequenos fiquem cada vez mais curiosos e interessados. Comece a misturae solicite a ajuda das crianças para separar, incorporar e misturar os ingredientes, orientando-as a observar o que acontece.Dê oportunidade para que todos possam comentar, perguntar e realizar ações. Repare bem nas expressões das crianças e faça intervenções. Esse momento pode ser muito divertido e de interação.

Possíveis falas e ações do professor neste momento: Ao derramar o óleo na água, e perceber que uma criança fica curiosa, você pode falar: Nossa!! O que aconteceu? Vocês estão vendo? Quer colocar o dedinho? Parece mágica mesmo! O que será que vai acontecer se eu misturar assim? O que vocês acham?


4

Prossiga com a mistura dos ingredientes, solicitando que as criançascolaborem entre si. Sempre conte com a participação delas. Peça para alguma criança tingir a massinha com o corante alimentício e chame a atenção das demais para a transformação da cor da massa. Convide cada uma para participar, sendo apenas um orientador. Respeite aquelas que ainda preferem apenas observar. Sempre vá, aos poucos, destacando as transformações que acontecem durante o preparo da massinha, principalmente a partir dos apontamentos dos pequenos sobre o que observam. Se ainda houver algum familiar por perto, oriente-o a se afastar, caso os bebês estejam envolvidos com a atividade. Caso algum deles ainda esteja chorando muito, resistindo ao ambiente, aos colegas e professor, convide os responsáveis por eles para participar da preparação da massinha, no intuito de deixar a criança mais segura.


5

Depois que a massinha estiver pronta, peça para cada criança do primeiro grupo retirar um pedaço dela e avise que os pequenos podem brincar livremente com a massinha ou nos espaços de livre escolha. Comunique que agora será a vez de outro grupo. Depois que o segundo grupo fizer a massinha, todos podem brincar juntos, livremente. Se alguma criança tem interesse de brincar com o colega em vez de produzir com o segundo grupo, respeite essa vontade dela. Os maiores podem dividir o material com os menores. Auxilie a turma nesse momento. Estimule as crianças a brincar à vontade, como quiserem. Brinque junto com elas de faz de conta. Pode ser de fazer comidinha, de fazer bichinhos ou do que a criatividade delas permitir. As crianças podem usar todos os espaços do ambiente. O trabalho com a massinha permite que surjam muitas situações, partindo das crianças. Aproveite e explore as brincadeiras com massinha das diversas maneiras que surgirem, sem regras. Esse é o momento de maior interação do grande grupo.


Para finalizar:

Após um tempo, avise as crianças que é hora de limpar e arrumar a bagunça. Convide-as para lavar as mãos e juntar os utensílios. Deixe o espaço de brincadeira com a massinha organizado próximo às propostas de livre escolha e avise aos pequenos que poderão levar os pedaços da massinha para casa. Se já estiver próximo ao momento de saída das crianças, sugira que brinquem nos cantos até que cada familiar chegue para buscá-las. À medida que as famílias chegam, elas podem participar, enquanto for possível, das brincadeiras com as crianças.

Desdobramentos

A atividade pode ser repetida, muitas vezes, acrescentando-se cores diferentes à receita e/ou montando espaços com intervenções que ampliem as explorações com a massinha, como por exemplo, forminhas de bolo, palitos de picolé, pedaços de cabo de vassoura etc. Também pode-se propor a produção de outras receitas de massinha.

Engajando as famílias

A participação da família na continuação das propostas escolares é muito importante. Envie a receita da massinha para casa dentro de um saquinho junto com um pedaço da massinha produzida pelas crianças e solicite que os responsáveis brinquem com a criança em casa. Peça que registrem por meio de fotos, ou textos e enviem-nos à escola, para ser montado um mural de apreciação. Solicite que as famílias pesquisem outras receitas e as enviem pelos filhos.

Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses) :

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

Creche / Educação Infantil / Crianças bem pequenas (1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses)

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EF01 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EO04 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI02EO06 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano