14747
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para:   

Atividade - Brincadeiras nas cabanas

Nesta proposta, conheça maneiras de organizar cabanas com tecidos e diferentes propostas de interação dentro da sala de referência.

Plano 02 de 5 • Clique aqui e veja todas as aulas desta sequência

Atividade alinhada à BNCC: • POR: Jéssica Ribeiro Carnevale

O que fazer antes?

Contextos prévios:

Antes de realizar esta atividade, separe alguns objetos aconchegantes que as crianças usam para dormir na escola como, por exemplo: naninhas, almofadas, travesseiros, pelúcias, brinquedos sonoros, músicas para o soninho, objetos e brinquedos de uso diário (bonecas, banheiras, etc.). Para fazer as cabanas, peça doação de panos, tecidos e lençóis que não sejam mais usados à comunidade escolar.

Materiais:

Itens aconchegantes como, por exemplo: naninhas, almofadas, travesseiros, pelúcias, brinquedos sonoros, músicas para o soninho, objetos e brinquedos de uso diário (bonecas, banheiras, etc.), lençóis, tecidos e panos.

Espaços:

Esta atividade deve ser realizada em uma sala ampla. Pendure os tecidos, de maneira que formem cabanas de diferentes tamanhos, pelos cantos da sala. Às cabanas precisam estar bem firmes, pois os bebês podem se apoiar nos tecidos. Afixar ganchinhos e/ou parafusos às paredes e ao teto do local pode facilitar a confecção das cabanas, caso isso seja possível no local planejado para a atividade. Você pode pesquisar na internet os vários tipos de cabanas, para enriquecer a ambientação desta atividade (há cabanas utilizando mesas, há tendas que são penduradas pelo teto, há as que utilizam bambolês como suporte etc.). Coloque nas cabanas maiores brinquedos sonoros, que possibilitem a ampliação dos movimentos corporais, instigando os bebês a dançar. Nas cabanas menores, disponibilize cestos e/ou caixas com brinquedos e objetos que proporcionem a interação entre eles. Em outras cabanas deixe paninhos, almofadas, naninhas e tecidos, para que possam interagir com esses objetos de diversas maneiras.Corte o tecido de algumas cabanas fazendo uma espécie de janela para que, estando dentro, possam ver o lado de fora, favorecendo assim interações diretas por meio dela.

Tempo sugerido:

Aproximadamente 40 minutos.

Perguntas para guiar suas observações:

Como os bebês exploram os tecidos? (puxam, seguram, esticam, se escondem, etc). Observe atentamente se eles percebem que essas suas ações têm efeitos sobre crianças e adultos presentes.

Que ações os bebês realizam para interagir com seus pares e adultos presentes? (brincam de se esconder e aparecer, imitam gestos e movimentos etc)

Observe atentamente: o quanto essa atividade desafia corporalmente os bebês? Quais habilidades motoras foram ampliadas na proposta? (esticar o corpo para alcançar, engatinhar ou se arrastar em direção)


Para incluir todos:

Identifique barreiras físicas, comunicacionais ou relacionais que podem impedir que uma criança ou o grupo participe e aprenda. Reflita e proponha apoios para atender às necessidades e às diferenças de cada criança ou do grupo. Com olhar atento às demandas, auxilie os deslocamentos dos bebês que não andam, incentivando a participação deles. Garanta que todos possam estar em atividade, de acordo com suas preferências, ritmos e possibilidades. Disponibilize um cesto de livros já conhecidos pelo grupo, para que todos tenham acesso quando desejarem.

O que fazer durante?

ilustracao

1

Convide o grupo todo a entrar no ambiente organizado por você e apresente as diferentes cabanas aos bebês. Permita que esse primeiro momento seja de livre escolha e exploração, possibilitando as primeiras descobertas deles.Valide e incentive que compartilhem com o grupo suas brincadeiras, a fim de se expressarem livremente e vivenciarem esse momento com prazer e satisfação. Observe com atenção o que eles fazem e aproveite para iniciar os registros com fotos e vídeos. Ao final, faça algumas anotações sobre aspectos mais importantes da proposta.


2

Neste momento, as crianças estarão agrupadas em pequenos grupos pelas cabanas, com base em seus próprios interesses. Aproxime-se dos bebês que estiverem na menor cabana, para potencializar as interações entre eles, utilizando os objetos e brinquedos organizados previamente. Convide aqueles que não se locomovem com autonomia para entrar em uma cabana, levando-os em seu colo e apresente a eles os objetos que estão dentro das cabanas, a fim de possibilitar a participação de todos.


3

A brincadeira de esconder e revelar traz ao bebê grandes descobertas e prazer em brincar. Nas cabanas com janelas, brinque de esconder e aparecer, utilize os objetos para esconder e aparecer. Passe-os também pela janela, para dentro e para fora da cabana. Outra maneira interessante de explorar a fenda é convidando uma criança para passar por ela, a fim de possibilitar a ampliação dos movimentos corporais. Explore as possibilidades de interações diretas por meio das janelas.


4

Aproxime-se dos bebês que estiverem nas cabanas com tecidos, almofadas e lençóis, perceba as interações que estiverem ocorrendo e potencialize esse rico momento. Intervenha com base em suas observações sobre os interesses e as necessidades das crianças, favorecendo que ampliem explorações e interações usando os materiais que estão ali. Por exemplo: diga aos bebês que compartilhem com os amigos os paninhos encontrados, que façam trocas, que deitem juntos nas almofadas etc.

Possíveis ações da criança neste momento: Um bebê se aproxima da caixa de paninhos colocada dentro de uma das cabanas, encontra um que utiliza para dormir na escola e se deita, utilizando uma almofada, com olhar atento às interações dos outros bebês à sua volta. Levanta, pega outro paninho e estica o braço, oferecendo-o a um amigo.


Para finalizar:

Esteja atento ao tempo de interesse das crianças na proposta. Conforme for percebendo menos envolvimento por parte delas, avise que em alguns minutos irão para a próxima atividade. Convide-as para guardar os objetos que estão dentro das cabanas nos seus devidos lugares, incentivando a participação de todos na organização do espaço e dos materiais. Tenha disponível alguns livros de histórias já conhecidos pelos bebês para que, conforme forem terminando as brincadeiras e as explorações, possam ocupar-se, enquanto os demais terminam também.

Desdobramentos

Um ambiente acolhedor pode trazer segurança para que o bebê o explore de forma autônoma e descubra novos movimentos corporais. Essa atividade poderá ser apresentada novamente de formas diferenciadas e instigantes para a turma. A partir da repetição, os bebês passam a concretizar esses movimentos e se sentem seguros para os ampliar em uma próxima oportunidade. Ela pode acontecer em áreas externas nas quais é possível montar cabanas (por exemplo, um parque ou pátio com árvores em que o professor possa amarrar panos e tecidos).

Engajando as famílias

Considerando ser importante a participação das famílias na escola, sugira que realizem esta atividade em casa, para brincar de cabaninha com os bebês. Uma ideia bacana e possível que os familiares realizem é a cabana de mesa, na qual um pano grande cobre toda a lateral da mesa e as crianças brincam embaixo dela. Confeccionar janelas e portas torna a brincadeira mais interessante ainda! Solicite que registrem por meio de fotos ou vídeos que serão compartilhados com toda a turma.


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

ATIVIDADES DE Bebês :

MAIS ATIVIDADES DE Educação Infantil :

Pré Escola / Educação Infantil / Crianças pequenas (4 anos a 6 anos e 2 meses)

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01CG02 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01ET06 da BNCC

Planos de aula para desenvolver a habilidade EI01EO03 da BNCC

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Educação Infantil

Encontre planos de aula para outras disciplinas

Baixar plano