14106
Ir ao conteúdo principal Ir ao menu Principal Ir ao menu de Guias

Faltam para  

Plano de aula > Língua Portuguesa > 8º ano > Análise linguística/Semiótica

Plano de aula - Conhecendo o verbete enciclopédico em detalhes: Traços linguísticos

Plano de aula de Língua Portuguesa com atividades para 8º ano do EF sobre Conhecendo o verbete enciclopédico em detalhes: Traços linguísticos

Plano de aula alinhado à BNCC • POR: Gleiciane Rosa Vinote Rocha

Sugestão de adaptação para ensino remoto

Recursos indicados
Necessários: canais de envio de mensagens, vídeos e áudios, como WhatsApp ou similares. Dependendo da realidade de cada escola, você também pode encaminhar o material como documento.

Opcional: mapa mental (tutorial disponível aqui).

Tema
Apresente, via WhatsApp, o tema da aula para os alunos: Conhecendo os traços linguísticos de um verbete de enciclopédia. Não dê maiores informações para não prejudicar o andamento da atividade a ser realizada na Introdução.

Introdução
Encaminhe aos alunos, pelo aplicativo mencionado, a imagem de um verbete de enciclopédia de sua escolha. No mesmo documento (Word), pergunte aos alunos se eles conhecem um verbete de enciclopédia e se sabem qual a finalidade dele. Destaque para os estudantes que um verbete de dicionário tem como finalidade principal explicar o conceito de uma palavra e que o verbete de enciclopédia traz mais informações além da definição, utilizando linguagem objetiva e impessoal. Ele pode conter gráficos, ilustrações e subdivisões para complementar os dados. Também comente que, hoje em dia, a versão mais utilizada é a digital. Não ultrapasse dois minutos nessa questão, ela é apenas um levantamento de informações prévias sobre o gênero. Disponibilize também os slides presentes no plano original com as duas definições de selfie (disponíveis aqui) para que os alunos possam diferenciá-las. Explique que elas foram retiradas de verbetes enciclopédicos digitais. Foi escolhido esse tema por despertar o interesse dos jovens e também por ser algo que faz parte do cotidiano deles. Caso queira usar outra temática devido ao perfil da turma, pesquise na internet ou em livros didáticos. Peça aos alunos que observem a linguagem dos dois textos e respondam às seguintes questões:
a) A definição b está mais voltada para o público jovem. Por quais razões podemos afirmar isso?
b) Imagine a seguinte situação: Você precisa comprar uma Fanta Laranja e chega ao bar do bairro e solicita: - Por obséquio, o senhor poderia fornecer-me uma água gaseificada sabor laranja? E o vendedor diz que não tem, mesmo com o balcão cheio desse produto. Reflita: por que isso aconteceu? Para uma comunicação efetiva, precisamos utilizar sempre a linguagem formal?
Peça a dois alunos que, voluntariamente, de forma oral, respondam à questão. Conduza os alunos a refletir que a definição b está mais voltada para o público jovem, porque apresenta uma linguagem mais informal ao utilizar gírias como “sensação” e “tomou conta”. Sobre a segunda questão, os alunos deverão perceber que a comunicação efetiva não ocorreu, porque foi utilizada uma linguagem formal numa situação em que isso não se fazia necessário. Sendo assim, o tipo de linguagem a ser utilizada depende da situação comunicativa em que se está inserido. Solicite aos alunos que compartilhem suas respostas com você, no privado (WhatsApp ou similares).

Desenvolvimento
Para realizar as atividades do Desenvolvimento, solicite que os alunos façam duplas (sugira que os encontros das duplas se deem por meio de chamada de vídeo ou áudio). Os alunos do 8º ano nasceram na era intitulada “tecnológica”, em que a transmissão de conteúdo se dá de forma mais dinâmica. Um gênero que se aproxima do verbete de enciclopédia na função de transmitir conteúdos e em aspectos estruturais é o vídeo-minuto. Para analisar em que aspectos da linguagem se assemelham esses gêneros, exiba o vídeo-minuto disponível aqui. Peça aos alunos que reflitam sobre as seguintes questões:
O vídeo-minuto é uma forma mais moderna de transmitir conteúdos. Em relação à linguagem, o vídeo-minuto assistido se assemelha à definição 1 ou a 2? Por quê? Conduza os alunos a refletir que o vídeo-minuto se assemelha mais à definição 2 por ter uma linguagem mais informal, utilizando palavras como “aí”, “pessoal” e a redução “foto”. Encaminhe o slide presente no plano original, com os verbetes do termo selfie, a fim de trabalhar as diferenças linguísticas existentes entre eles. Peça aos alunos que leiam os textos de forma alternada: cada um lê um texto. (O verbete da Wikipédia está disponível aqui; o verbete do Dicionário popular está disponível aqui.) Solicite aos alunos que pintem, usando caneta marca-texto, de verde os verbos que estão no presente; de amarelo os no passado e de laranja os adjetivos. Em seguida, peça que colem os textos no caderno. Caso o aluno não tenha como imprimir os textos, pode realizar a atividade copiando as palavras em seu caderno de Língua Portuguesa. A resolução da atividade está disponível aqui. Essa questão deve ser corrigida junto com a atividade 3. Caso a turma tenha dificuldades para identificar os tempos verbais, retome que o tempo presente refere-se a algo que acontece no momento atual e o tempo passado se refere a algo que já aconteceu. Disponibilize, no documento enviado pelo WhatsApp, a tela presente no plano original, com uma reflexão sobre os tempos verbais, e peça aos alunos que, ainda em duplas, reflitam sobre as questões apresentadas. Encaminhe, em seguida, a correção das atividades junto a um vídeo gravado por você, por meio do celular ou de aplicativos de vídeo da sua escolha, com orientações sobre os detalhes da aprendizagem desta aula (veja as orientações no plano original).

Fechamento
Peça que os alunos criem um mapa mental resumindo a aprendizagem desta aula. Solicite que os mapas sejam enviados a você no privado. Socialize alguns mapas de acordo com os critérios: qualidade, conteúdo e coerência. Veja o tutorial sobre a realização de mapas mentais ou conceituais em Recursos Opcionais.

Convite às famílias
As famílias podem ser convidadas a ler o material enviado por você para ajudar os alunos com a avaliação de seus mapas mentais. Realmente estão completos? Estão resumidos? Estão interessantes?

Sugestão Enviada Por: Michele Batista.


Código: LPO8_04SQA06

(EF69LP40) Analisar, em gravações de seminários, conferências rápidas, trechos de palestras, dentre outros, a construção composicional dos gêneros de apresentação – abertura/saudação, introdução ao tema, apresentação do plano de exposição, desenvolvimento dos conteúdos, por meio do encadeamento de temas e subtemas (coesão temática), síntese final e/ou conclusão, encerramento –, os elementos paralinguísticos (tais como: tom e volume da voz, pausas e hesitações – que, em geral, devem ser minimizadas –, modulação de voz e entonação, ritmo, respiração etc.) e cinésicos (tais como: postura corporal, movimentos e gestualidade significativa, expressão facial, contato de olho com plateia, modulação de voz e entonação, sincronia da fala com ferramenta de apoio etc.), para melhor performar apresentações orais no campo da divulgação do conhecimento.

(EF69LP42) Analisar a construção composicional dos textos pertencentes a gêneros relacionados à divulgação de conhecimentos: título, (olho), introdução, divisão do texto em subtítulos, imagens ilustrativas de conceitos, relações, ou resultados complexos (fotos, ilustrações, esquemas, gráficos, infográficos, diagramas, figuras, tabelas, mapas) etc., exposição, contendo definições, descrições, comparações, enumerações, exemplificações e remissões a conceitos e relações por meio de notas de rodapé, boxes ou links; ou título, contextualização do campo, ordenação temporal ou temática por tema ou subtema, intercalação de trechos verbais com fotos, ilustrações, áudios, vídeos etc. e reconhecer traços da linguagem dos textos de divulgação científica, fazendo uso consciente das estratégias de impessoalização da linguagem (ou de pessoalização, se o tipo de publicação e objetivos assim o demandarem, como em alguns podcasts e vídeos de divulgação científica), 3ª pessoa, presente atemporal, recurso à citação,


Compartilhe este conteúdo:

pinterest-color Created with Sketch. whatsapp-color

PRÓXIMAS AULAS:

AULAS DE Análise linguística/Semiótica do 8º ano:

MAIS AULAS DE Língua Portuguesa do 8º ano:

APRENDA MAIS COM ESTE CURSO EXCLUSIVO

Competências Gerais na BNCC

O curso, ministrado por Anna Penido, tem o objetivo de apoiar redes de ensino, escolas e professores no planejamento de práticas pedagógicas que desenvolvam as competências gerais.

Ver mais detalhes

Encontre outros planos de Língua Portuguesa

Encontre planos de aula para outras disciplinas